BrasileirasPeloMundo.com
Moçambique

O que levar na mudança para Moçambique?

O que levar na mudança para Moçambique?

Quando nos mudamos para um novo lugar, o que mais pesa na decisão é a falta. O quanto suportaremos sentir falta da família, da rotina, de algum lugar especial e das coisas que até então eram imprescindíveis para viver.

Aí você se muda e a nova vida traz novos hábitos e consequentemente prioridades que até então não eram tão importantes. Esse ciclo que a vida traça a cada mudança é muito maluco, mas ao mesmo tempo nos faz refletir sobre como o sentido de cada coisa muda de acordo com seu momento de vida.

Eu tinha uma rotina em que trabalhava fora de casa, chegava tarde e o descanso era somente aos finais de semana. Que na verdade era mais cansaço, porque acumulava a semana atribulada de compromissos de trabalho mais a maternidade e os momentos de lazer que a gente tentava encaixar. Minha vestimenta prioritária era de trabalho e algumas peças de roupa para aproveitar o curto final de semana.

Ao me mudar para Moçambique, essa rotina se inverteu. Ela não se tornou menos trabalhosa, mas completamente diferente. Dar ritmo a uma nova vida também exige muito de nós, pois temos que nos redescobrir até que as coisas façam sentido.

Então, quando cheguei, fiquei um pouco confusa em relação ao que era necessário. O que era imprescindível para viver aqui que deveria caber na mala? Sou apaixonada por gastronomia e logo já pensei em todas as comidas que não encontraria e poderia trazer. Com minhas roupas foi a mesma coisa. Morava numa cidade de clima ameno e estava me mudando para um lugar com temperaturas extremamente quentes. Pensei em todos os produtos que tinha o hábito de usar e fui fazendo uma lista de coisas que eram importantes e que não encontraria por aqui.

Segmentei as dicas para facilitar o seu check list:

Vestuário

Em sua maior parte do tempo o país é muito quente (setembro a maio). A sugestão são sempre roupas leves e sapatos confortáveis. A moda aqui é diferente do Brasil, então sugiro que traga roupas que você realmente goste, pois não há muitas opções. Trajes de banho são sempre bem-vindos. Dentre as programações do final de semana, a piscina é sempre uma delas, além de Moçambique ter uma faixa litorânea maravilhosa.

Na cidade em que moro, tem muita terra e poeira. Na maior parte do tempo usamos tênis e calçados confortáveis.

Aqui não faz frio, mas durante dois meses do ano o clima é ameno. Não é necessária muita roupa de frio, mas tenha sempre um conjunto quentinho para as viagens de avião e eventualmente para os meses de junho e julho.

Moçambique tem um pôr do sol estonteante. Vi poucos tão bonitos quanto daqui. Como o sol é escaldante, óculos de sol são fundamentais.

Importante: Mesmo com o calor intenso, caso você vá à igreja, cartório ou algum órgão público, vá com os ombros e pernas cobertos.

Alimentação

Você encontra quase tudo nos supermercados e feiras. Boa variedade de frutas, verduras e legumes e demais produtos industrializados. Lembrando que em função das condições de saneamento precárias, é muito importante lavar e desinfetar tudo.

Em Moçambique os produtos não têm uma frequência garantida. Tem época que acaba determinado produto e demora a aparecer. Então, as pessoas costumam fazer estoque dos produtos que mais gostam.

Leia sobre: Culinária Moçambicana

Remédios

Existem farmácias e a maioria dos remédios, mas eles podem não ter o mesmo efeito do que você está acostumado. Então, até que você teste, traga pelo menos os básicos que já tem o hábito de usar.

Repelente e protetor solar

São itens indispensáveis, principalmente o repelente por causa da malária. Descobri um repelente, chamado Tabard, que é tão eficiente quanto o Exposis e você não fica refém de uma marca que não encontrará por aqui. Por ser algo necessário, existem repelentes com diversas formas de aplicação como creme, spray, aerossol, bastão stick e roll on. É só escolher a que melhor se adequa para você.

Quanto ao protetor solar, sugiro trazer o de sua preferência. Como a variedade de protetores que temos hoje é extensa, até você conhecer as opções locais, traga o seu como garantia. Aqui não existem muitas opções e o que tem é caro.

Cosméticos e cuidados femininos

O que se encontra de cosméticos em geral está no supermercado. Produtos de beleza de sua preferência você pode não achar tão facilmente, mas os produtos de necessidades básicas você encontra sem problemas. Produtos da marca Procter & Gamble (Pantene, Listerine, etc.) são encontrados.

Aconselho trazer um kit completo de manicure e pedicure. A forma como se fazem as unhas em Moçambique é diferente do Brasil, e mesmo que encontre alguém que faça, é importante ter seu próprio material.

Energia elétrica

A energia elétrica é distribuída em 220 Volts e 50 Hertz, logo fique atento para não trazer algum eletrônico do Brasil que não seja bivolt ou nessa voltagem.

A tomada é diferente, mas alguns plugs do Brasil funcionam normalmente. De qualquer forma, é possível encontrar adaptadores em supermercados e loja de ferramentas.

Hobbies

Traga coisas que você gosta de fazer nos seus momentos de lazer como livros, pintura, vídeo game. Desde que não ocupe muito espaço, afinal você tem que resumir tudo em duas malas de 32 quilos, vale a pela trazer esses itens que te ajudarão na adaptação da nova rotina.

Mais dicas para quem está de mudança:

  • Ajuste sua conta bancária do Brasil para receber dinheiro do exterior. Procure se informar com seu gerente qual é o IBAN da sua conta e o SWIFIT do seu banco. Você vai precisar dessas informações para fazer remessas de valores para o Brasil. Lembrando que na maioria dos bancos é necessário fazer uma pré-autorização para o recebimento e conversão da moeda de origem em real. Verifique o valor que o banco cobra pelas taxa por esse serviço e qual o valor médio eles pagam pelo seu dinheiro na conversão. Geralmente os empregadores costumam reembolsar o valor da taxa cobrada pelo banco, mas vale a pena pesquisar quais bancos oferecem a melhor conversão da moeda, pois os valores são bem diferentes.
  • Tenha uma conta no Skype com créditos caso necessite fazer uma ligação para o Brasil. Em Moçambique a internet funciona bem, então é possível falar com a família e amigos via WhatsApp e Facetime com ligações de áudio e vídeo. Mas se precisar ligar para o seu banco, por exemplo, esses meios não serão efetivos.
  • Deixe com alguém de confiança uma procuração que dê plenos poderes para coisas que ainda tem que ser resolvidas. Não existe uma procuração geral, então é necessário fazer uma para cada coisa. No meu caso, fiz uma para venda do meu carro e para questões bancárias.
  • Dar entrada na carta de condução moçambicana. Você tem um prazo de 180 dias após sua entrada no país. Veja o passo a passo para tirar a sua aqui.
  • Tenha sempre cópias impressas e digitalizadas de seus documentos. Quando não se está em seu país é muito complicado tirar 2ª via em caso de perda ou roubo. A cópia autenticada ajuda bastante nessas horas.

Related posts

Como é morar em Maputo

Marcela Figueiredo

A mulher moçambicana

Marcela Figueiredo

Voluntariado na África

Beatriz Miura

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação