BrasileirasPeloMundo.com
Peru Turismo Pelo Mundo

Observatório de Carmen Alto em Arequipa

Quando me mudei de São Paulo para Arequipa fiquei assustada com a diferença entre as cidades, é como se eu tivesse mudado para uma cidade do interior. Já morando em Arequipa, veio a oportunidade de escrever para o Brasileiras Pelo Mundo que me levou a começar a investigar sobre a história dessa cidade pela qual fui me apaixonando.

Às vezes, para quem não conhece bem, parece simplesmente uma cidade tranquila, sem muitos mistérios e na verdade, esse era também meu pensamento, mas hoje percebo que existem tantas lendas e fatos históricos que vou tentar contar para vocês nos próximos meses.

Hoje vou contar um pouquinho de História, fatos que marcaram a cidade de Arequipa no passado. Como o Observatório de Carmen Alto.

Para minha surpresa, muitas das pessoas que vivem aqui não conhecem essa história ou nem ouviram falar sobre esse observatório. Então, quando uma pessoa me contou sobre esse assunto, comecei a investigar na internet e em páginas web da cidade um pouco sobre essa história. Para quem gosta de ciência e astronomia, vai ser um texto interessante.

A história

Para a tristeza dos arequipenhos, o Observatório de Carmen Alto já não funciona mais, ele esteve em atividade entre os anos de 1890 e 1927 e dependia do observatório da Universidade de Harvard.

Na verdade, a principal pessoa que impulsionou esse projeto foi o diretor desta instituição, o astrônomo norte americano Edward Charles Pickering que tinha como objetivo, instalar o primeiro grande observatório do hemisfério sul. Esse astrônomo, conseguiu arrecadar o dinheiro necessário para o projeto através da Fundação Boyden fundada pôr Uriah Boyden, Catherine Bruce e também pela Fundação de Henry Draper.

Desde 1864, a Universidade já tinha planejado instalar um observatório no hemisfério austral pois era uma grande necessidade sentida pelos astrônomos.

Para este projeto, foi designado o professor Salon Irving Bailey que foi enviado com um grupo de cientistas para que buscassem a melhor localização. Depois de terem visitado a maioria dos países latinos americanos, como o Chile, por exemplo, decidiram partir para Lima, aqui no Peru. Mas por questões climáticas, Lima se tornou um obstáculo e decidiram buscar outra localização. Em seguida, partiram para Mollendo e imediatamente para Arequipa e quando chegaram por aqui, ficaram impressionados. Diziam que a cidade era surpreendente, melhor que outras cidades do Peru. E assim, instalaram o Observatório em Carmen Alto, no bairro de Cayma.

Bailey fundou o observatório em 1889 para estudar o hemisfério austral e além disso, era a estação cientifica considerada a mais alta do mundo, cerca de 6.000 metros acima do nível do mar.

As investigações astronômicas realizadas no Observatório de Carmen Alto, geraram longas páginas de astronomia no seu tempo e ajudou muito no progresso dessa ciência. Foram grandes descobrimentos que ganhou atenção mundial. Isso também, porque na época, o observatório tinha o maior telescópio refrator fotográfico do mundo, o telescópio Bruce de 24 polegadas. Este refrator de 61 cm de abertura era um instrumento poderoso e bem grande para sua época, com uma exposição de 1 hora podia fotografar estrelas mais fracas de magnitude 16.

Carmen Alto foi uma janela para a descoberta do universo e isso tudo aqui em Arequipa.

Nessa época, já existiam outros observatórios, porém não desempenhavam uma eficácia como queriam os astrônomos. Eles se localizavam no Equador, Argentina, África do Sul, Brasil e Austrália.

Me sinto encantada com essa história! O povo peruano também foi muito privilegiado pelo fato dos astrônomos de Harvard buscarem um território estratégico na América do Sul e, entre várias opções, Arequipa foi escolhida. Sensacional!

Descobrimentos:

Foram muitas descobertas planetárias realizadas através do Observatório de Carmen Alto. Em 4 de agosto de 1892, descobriram uma série de detalhes sobre Marte, o planeta vermelho e essa descoberta, ganhou atenção e gerou publicidade em Nova York.

Também descobriu-se o 9° satélite de Saturno, Febe.

Fotografou mais de 2 mil placas de espectros estrelares e finalmente, instalou uma estação meteorológica no vulcão Chachani, a 5.029 metros de altura.

Também foram conquistadas as placas das “Nuvens de Magalhães” que são duas galáxias anãs irregulares satélites da nossa Galáxia. Puderam descobrir a relação período-luminoso que com o tempo também serviu para mostrar a expansão do universo.

Além disso, começaram a catalogar fotograficamente o então pouco explorado céu Sul, ajudando a produzir o mapa fotográfico do céu conhecido como Survey, de Harvard.

Descobriram uma série de constelações: Norma, Carina, Centauro e Sagitário além de terem aprofundado às investigações sobre os cúmulos estrelares Messier 3 e Messier 5.

Foram descobertos três asteroides chamados de (475) Ocllo, (504) Cora y (505) Cava.

O observatório de Arequipa também catalogou espectros de 250.000 estrelas, até a magnitude 9 tomadas a partir da estação de Arequipa.

Com todas as descobertas realizadas, infelizmente este observatório foi desmantelado em 1927. Ele foi totalmente movido para Bloemfontein – África do Sul, para o Observatório Boyden. Hoje, o local em que estava instalado o observatório aqui em Arequipa, pertence à uma clínica e é usado como uma casa de repouso. Na internet é possível encontrar algumas fotos da época, desde o período que estava em construção e depois de pronto. Realmente são impressionantes e é algo de total relevância para esse país.

Fonte: Internet / conociendoarequipa

É isso pessoal, espero que tenham gostado! Sempre que escrevo aqui, deixo o convite para que venham conhecer o Peru e Arequipa. Um lugar onde se come bem, o turismo é excelente e o melhor é que o preço é acessível. Gracias!

Related posts

Coisas que nem todo turista sabe quando vem a Paris

Rosana Alcântara

Senhas de Wi-fi de vários aeroportos

Ann Moeller

10 cidades para conhecer na China

Christine Marote

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação