BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para aprender idiomas Espanha

Onde estudar espanhol na Espanha

Quando a gente muda para outro país há um fator que pode pesar em nossa escolha: o idioma. Afinal, teremos que usar outra língua para nos comunicarmos. E não venha dizer que “no país X todo mundo fala inglês”, pois isto serve apenas para a primeira semana que você estiver lá.

Você vai cruzar com a velhinha de 80 anos, vai pagar impostos para um governo que não fala a sua língua e vai encontrar gente mal-humorada que não quer falar inglês naquele dia. Se você realmente quiser se integrar vai ter que se expressar no patuá local.

Aqui, na Espanha, muita gente pensa que pode se virar com o portunhol. Se a sua intenção é ficar pouco tempo, talvez seja possível. Sempre digo que a proximidade dos dois idiomas atrapalha mais do que ajuda, pois afinal nunca conseguimos desconectar um do outro.

Leva tempo para nos acostumarmos a usar o verbo “meter” ao invés de “por ou colocar”; “apuntar” no lugar de “anotar”. Sem falar nos “falsos amigos” que sempre nos causam problemas! No entanto, a aquisição de vocabulário é mais rápida e se aprende com menos sofrimento que o alemão, por exemplo.

Antes de se decidir por vir aprender o idioma gostaria de fazer uma ressalva:  o que chamamos de “espanhol” é o nome pelo qual ficou conhecido a língua que se falava em Castilla. Por isso,  aqui o mais comum, na Espanha, é se referir  ao castelhano; ainda que  língua espanhola e língua castelhana, atualmente, sejam sinônimos.

Pode parecer estranho para nós que vivemos em um país imenso onde praticamente todos os habitantes falam a mesma língua, mas aqui são usados quatro idiomas distintos. Assim, existem o castelhano ou espanhol que é falado por 89% da população e é o idioma oficial em todo país; e mais quatro idiomas cooficiais: catalão (usado na Catalunha, Valência e Ilhas Baleares), euskera (País Vasco),  galego (Galícia) e o aranês (falado no Valle de Arán).

DSC02576
Placas em euskera e espanhol em São Sebastião, País Vasco.

Esta diversidade é preservada nas placas de trânsito, avisos do metrô, sites e meios de comunicação regionais. Depois da redemocratização do país nos anos 70, o ensino dessas línguas foi estimulado através das escolas públicas e das emissoras de rádio, televisão e publicações que facilitassem o acesso das pessoas ao idioma.

Então, qual seria a melhor região para aprender espanhol ? Ora, em todo país se encontram boas escolas de idiomas e universidades que oferecem cursos regulares ou de verão. Tal como acontece com o português onde cada estado tem o seu sotaque, aqui também cada região tem sua maneira peculiar de falar. Não existe certo ou errado para estas questões.

O governo espanhol criou o Instituto Cervantes como sua escola oficial de idiomas a fim de expandir a cultura e a língua. No Brasil, há oitos sedes em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Bahia, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife e Curitiba. Igualmente, esta instituição é responsável pelo exame oficial do idioma, o DELE (Diploma de Español como Lengua Estranjera). Esta prova é realizada duas vezes por ano nas sedes do Instituto e é aceita tanto pelas universidades espanholas como para algumas latino-americanas.

Para quem já é professor de espanhol, a Universidade de Alcalá de Henares tem cursos específicos para docentes de espanhol como língua estrangeira e seria o mais indicado para quem atua na área. A escolha não foi aleatória porque a cidade é o berço de Cervantes.

DSC04044

Às pessoas que já sabem que vem para ficar, a Espanha oferece cursos de espanhol para estrangeiros através da Escola Oficial de Idiomas. Nas Comunidades Autônomas onde coexistem mais de um idioma oficial, também são oferecidos cursos de catalão, euskera e galego, por exemplo. O preço é mais barato que uma escola particular, porém a procura é muito maior.

Outra forma de praticar e ainda conhecer gente nova é participar de intercâmbios de idiomas que funcionam em bares ou mesmo em parques pela cidade. Organizados por escolas ou pessoas que simplesmente desejam fazer novos amigos, os integrantes se reúnem por grupos de idiomas e falam um deles a cada meia hora. Cada vez mais há pessoas interessadas em aprender português e não é tão difícil encontrar alguém interessado na nossa língua.

Quando vim para cá já falava bem o idioma, mas mesmo assim fiz um curso intensivo para dar uma guaribada. Infelizmente, a escola onde estudei fechou, mas mesmo assim indico alguns cursos para vocês. Notem que só listei os ligados aos de universidades, pois a qualidade é garantida na maioria das vezes.

Para professores de espanhol e estudantes em geral:

Para estudantes:

Universidade de Salamanca

Universidade Complutense

Related posts

Como faço para casar na Espanha?

Susana Sawa Toledo

Coisas que me fazem falta na Espanha

Daiane Antunes

Estilo barcelonês de morar

Lisa Marie Afonso

15 comentários

Juraci Pike Outubro 14, 2014 at 12:08 pm

Otimas informacoes Juliana. Obrigada! Vou compartilhar.

Resposta
Juliana Bezerra Outubro 14, 2014 at 8:19 pm

De nada, Juraci!

Resposta
Tati Sato Outubro 14, 2014 at 12:20 pm

E eu, aqui, buscando onde irei estudar ano que vem… Haha! Como você, meu espanhol é avançado (porque fluente é meu inglês), mas quero estudar quando chegar… =) Um beijo, Ju!

Resposta
Juliana Bezerra Outubro 14, 2014 at 8:14 pm

Escolas boas não faltam. Adorei a notícia!!

Resposta
Andrea Junho 11, 2015 at 10:13 pm

Ótimas informações, Juliana! Você saberia falar sobre a escola Don Quijote? Se preferir, pode me responder por email. Obrigada!

Resposta
Juliana Bezerra Junho 12, 2015 at 7:06 pm

Obrigada, Andrea! Infelizmente, só conheço este curso de nome e não tenho indicações seguras. Abraços!

Resposta
karoline Julho 8, 2015 at 12:20 am

Oi Juliana,parabéns pelo site.
Gostaria muito de aprender um novo idioma.
Quero aprender o inglês,francês e o espanhol,mas não tenho condições de fazer intercâmbio para estudar os três.
Como é estudar o espanhol por ai?A relação custo x benefício?É muito caro alugar um apartamento e ficar estudando?
Pode me dar alguma orientação?
Muito obrigado pela sua atenção.
Boa noite!

Resposta
Juliana Bezerra Julho 12, 2015 at 3:02 pm

Oi, Karoline! Obrigada pela sua mensagem. Já escrevi sobre o custo de vida em Madri: http://www.brasileiraspelomundo.com/espanha-custo-de-vida-em-madri-450915002 e neste link dou dicas de hospedagem. Independente do idioma que você escolher saiba que isso é um plus enorme para seu currículo e para sua vida. Sempre vale a pena! Boa sorte! http://www.brasileiraspelomundo.com/espanha-cursos-de-pos-graduacao-23104549

Resposta
Bárbara Fevereiro 4, 2016 at 3:02 pm

Olá Juliana!

Ótimo texto!
Você conhece algum curso bom em Palma de Mallorca? Pois vou pra lá.

Obrigada desde já!

Resposta
Cristiane Leme Fevereiro 5, 2016 at 10:12 am

Olá. A Juliana parou de colaborar com o blog mas temos diversas outras colunistas na Espanha. Entre em contato com alguma delas procurando pelo blog na categoria Espanha.
Edição BPM

Resposta
Cecilia Maio 31, 2016 at 6:09 pm

Olá,
Como posso saber mais de como aprender espanhol em Madrid ?
Qual colunista pode me ajudar ?

Resposta
Cristiane Leme Maio 31, 2016 at 8:08 pm

Temos a Tati, que escreve de Madri. Deixe um recado em um dos textos dela.
Edição BPM

Resposta
Sérgio Alves Setembro 23, 2016 at 6:56 pm

Parabéns!!

Estou me planejando para viver 6 meses na Irlanda e 3 meses na Espanha. Gostaria da sua opinião com relação à Cidade onde morar. Estou entre Barcelona e Madri, mas gostaria de saber se alguma alguma escola de destaca. E se na sua opinião, é possível falar espanhol fluente em três meses de aulas aí na Espanha, sendo 4 horas por dia.

Muito obrigado e Sucesso!!

Sérgio

Resposta
Fátima Sena Novembro 27, 2017 at 8:50 pm

Olá, parabéns pelo site de vocês. Tenho dupla cidadanía (brasileira e canadense), moro e trabalho no Canadá com guia de turismo desde 1998. Tenho 62 anos. Já falo e trabalho usando meu espanhol. Porém gostaria de freqüentar um curso de 1 mês em fevereiro/março para aperfeiçoar minha fluência, pronúncia e gramática. Já fiz a mesma coisa para aprender italiano; morei e estudei por 3 vezes diferentes em Florença e Perúgia.
Estive pensando em ir para Madrid, Salamanca, Valladolid, Segóvia ou Ávila.
Vocês conhecem algum curso bom e com preço razoável? Em relação ao custo de vida por um mês existiria muita diferença entre essas cidades?
Agradeço antecipadamente por qualquer dica que puderem me passar. Abraços,

Fatima Sena

Resposta
Liliane Oliveira Novembro 28, 2017 at 2:15 pm

Olá Fátima,
A Juliana Bezerra parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Espanha.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação