BrasileirasPeloMundo.com
Canadá Carteiras de Motorista Pelo Mundo

Passo a passo para tirar carteira de motorista em Toronto

Quando se muda de país, tudo é lindo e maravilhoso e você chega achando que não vai precisar de muitas coisas que tinha no Brasil, dentre elas um carro, já que o transporte público é excelente (mera ilusão inicial).

Apesar de ser muito melhor, Toronto também sofre problemas com seu transporte público: superlotações, atrasos, alguns pontos são menos “servidos”. Enfrentar filas nos pontos de ônibus em pleno inverno canadense não é nada agradável, entre esse e outros motivos, fazem você desejar um carro “pra ontem”. Mas aí vem as questões mais básicas, como: você sabe quais as etapas pra se tirar a carteira de motorista em Toronto? Onde ir? Com quem falar? Hoje vim te ajudar nesta tarefa.

Diferentemente do Brasil, em que a carteira é válida em todo o território nacional, no Canadá a carteira é provincial, ou seja, cada província possui suas leis e regras de trânsito.
Aqui na província de Ontario existem 3 níveis de carteira:

  • G1) é a equivalente à nossa carteira provisória, com várias regras: a pessoa que tem essa carteira não pode dirigir sozinha, e sim com uma pessoa que tenha mais de 4 anos de carteira G full; não pode dirigir entre meia-noite e 5 da manhã; não pode dirigir em rodovias (highways e vias expressas) e não pode ter nada de álcool no sangue.
  • G2) essa é uma evolução da primeira carteira, podendo já dirigir sozinho na cidade, mas ainda não tem permissão pra pegar as highways sozinhos; continua proibido qualquer quantidade de álcool no sangue e não tem mais a restrição de horário.
  • G full) essa é a categoria “master”, e com ela você já pode dirigir tranquilamente para qualquer lugar e a restrição com o álcool é de 0,08%.

Então vamos falar um pouquinho sobre o passo a passo desse processo:

G1) Para essa primeira etapa, é necessário levar ao Consulado Brasileiro (77 Bloor Street West, 11º andar, sala 1109; horário de atendimento das 9h às 13h):
* Original e cópia da CNH brasileira;
* Original e cópia do passaporte ou RG;
* “Nada Consta” ou consulta de pontos da CNH, obtida no site do DETRAN do Estado onde a CNH foi emitida;
* Ordem de pagamento (money order) ou cheque administrativo (certified cheque) em favor do Consulado Geral do Brasil em Toronto, no valor de CA$22,50, feito em qualquer agência dos Correios ou banco.

Obs.: o consulado não tira cópias e o valor da cópia no quiosque do andar de baixo é de CA$10 por folha, então, levem suas cópias para não serem surpreendidos.

O consulado vai emitir a legalização da CNH brasileira ou authentication letter, documento que comprova a validade da sua carteira no Brasil e o tempo de experiência. O consulado leva até 10 dias para entregar esse documento e o mesmo tem validade de 6 meses.

Após essa etapa, você precisa fazer a prova teórica. Leve seus documentos (CNH, passaporte ou RG, authentication letter) até um Driver Examination Centre, preencha um formulário, faça o teste de visão, tire foto digital, pague uma taxa de CA$114,00 e então você será encaminhado para fazer prova teórica que contém 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 de leis de trânsito e 20 de sinalizações. Você só pode errar 4 questões de cada tema para conseguir a aprovação, e se assim ocorrer, você já sai com a sua G1 em mãos.

Obs.: para a prova teórica, tem um livro (MTO Driver’s Handbook) que é vendido em vários lugares, como Walmart e auto escolas, por exemplo, e também tem os app para celulares:
* G1 Test Question – Ontario Driver’s License
* G1 Test Genius: Ontario Driver’s License Pratice
* Ontario G1 Test Prep
Eu não testei os app, pois a auto escola me liberou um material, mas fica a dica.

Segundo o site do Drive Test, se você já tem carteira brasileira há mais de 2 anos, pode escolher fazer a prova prática para tirar a carteira G full direto, sem precisar tirar a G2, como é exigido de quem tira a carteira aqui pela primeira vez, ou pode realizar a prova para a G2 e logo depois para a G full, sem precisar esperar 1 ano, que é o tempo estipulado entre elas.

G full) É preciso agendar o teste no site do Ministério dos Transporte, você pode fazer sozinho ou, se preferir, ao pagar uma auto escola para fazer algumas aulas práticas, pedir para o instrutor já agendar pra você. Essa foi a minha escolha, já que com todas as pessoas com quem conversei, assim me sugeriram, uma vez que o percentual de reprovação dessa prova é bem considerável aqui em Toronto.

A prova é realizada em inglês, porém, se você não domina a língua, não precisa se desesperar, apenas avise o instrutor que você é novo por aqui, que eles vão te ajudar de alguma maneira, seja repetindo, falando mais devagar, enfim, você vai conseguir. A minha dica é: faça aulas práticas. O modo como eles dirigem aqui é bem diferente do que estamos acostumados no Brasil, por exemplo:

  • Aqui eles têm uma regra que para cada alteração de faixa, é obrigatório olhar por cima do ombro, no sentido do seu vidro traseiro, cujo intuito é acabar com o nosso conhecido “ponto cego”;
  • Stop” aqui é “stop” literalmente, você não pode apenas diminuir a velocidade mas sim parar completamente o carro;
  • Pedestres têm SEMPRE a prioridade;
  • Pode virar à direita, mesmo o sinal estando vermelho, claro que, respeitando os pedestres e os outros veículos da via;
  • Sirenes ligadas = todos os veículos devem encostar à direita;
  • Limite de velocidade aqui é MEGA importante e diferente do Brasil, que você tem até a velocidade máxima pra andar, aqui o limite de velocidade é o que você tem que manter. Por exemplo, o limite para entrar em uma highway é de 100 km/hora então você tem quem entrar a 100 km/hora ou entrar na velocidade do trânsito, caso esteja congestionado. Se você entrar a 80 ou 90 km/hora, terá grandes chances de reprovação no teste.

O legal de fazer algumas aulas práticas é que geralmente os instrutores te levam no percurso que será no dia da prova, te preparando para as possíveis “pegadinhas” de percurso, e também te deixam mais familiarizada com os termos e nomes das manobras em inglês. Claro que o trânsito muda a cada instante, mas pelo menos para o básico o instrutor vai te preparar.

A prova tem duração de cerca de 30 minutos e o resultado já sai na hora. E a validade é igual no Brasil, ou seja, 5 anos. No meu teste, o instrutor foi extremamente educado, viu que eu estava nervosa e começou a conversar para me acalmar. Única tarefa exigida foi o emergency stop, que é a parada de emergência e ele me alertou na hora que estávamos entrando na highway, que eu teria que entrar a 100 km/h. Foi isso, nada muito elaborado, porém ele ainda me tirou pontos por não olhar o suficiente por cima do ombro, mas no fim das contas deu tudo certo e passei de primeira!

Bom, meus queridos, esse é o caminho das pedras. Agora, basta você pegar seus documentos, estudar e estar preparado para desbravar as maravilhas desse país gelado!

Related posts

Como escolher a melhor creche em Vancouver

Isabel Arruda

Minhas impressões sobre estudar inglês em Toronto

Grasiela Martins Vicentini

Dicas de planejamento para estudar no Canadá

Priscila Carda

12 comentários

Guilherme Recke Novembro 13, 2017 at 12:07 am

Show, continua assim!!!

Resposta
Vanessa Novembro 28, 2017 at 5:59 pm

Muuuuito legal ler isso. Espero ajudar sempre. Obg pelo apoio ?

Resposta
Nathalia Fevereiro 1, 2018 at 1:39 pm

Oi, Vanessa! Obrigada pelas dicas. A forma de dirigir aqui realmente é bem diferente.
Tem que pagar quanto para agendar a G full? Quanto vc pagou mais ou menos pelas aulas extras?
Obrigada 🙂

Resposta
Vanessa Murcilio Junho 19, 2018 at 1:26 am

Oie.. para a G eu paguei 140$ e as aulas foram 40$/cada.. boa sorte

Resposta
Glaucia Junho 8, 2018 at 3:37 am

Oi Vanessa, obrigado pelas dicas.

Com qual auto escola vc fez as aulas? Gostou? Era muito cara?

Obrigada.

Resposta
Vanessa Murcilio Junho 19, 2018 at 1:29 am

Oi Glaucia.. eu fiz numa auto escola portuguesa, (4166542180 É esse o nu

Resposta
Vanessa Murcilio Junho 19, 2018 at 1:29 am

Esse é o número… 😉

Resposta
Sirley Julho 3, 2018 at 12:00 am

Ola Vanessa eu tenho uma carteira de moto no Brasil a 7anos será que eu posso tirar a G direto sem fazer a G2 ou só vale si eu tiver carteira de carro

Resposta
Vanessa Murcilio Agosto 22, 2018 at 6:04 pm

Oiii… isso vale para habilitacao de carro, de moto aqui é um pouco mais rigido..

Resposta
NEto Setembro 1, 2018 at 3:38 am

Vou responder essa.. fui ontem lá no drive test center e foi a maior confusão sobre a carteira de moto já que eles não importam a experiência, nesse caso tive que pedir pra importar e mesmo assim não quiseram, então mostrei as regras informando que tenho direito, chamaram a supervisora e ao final de muita explicação e conversa mole adicionaram a minha experiência de moto. Bom, com isso você pode fazer a prova pra M1 que é a de moto e se passar no teste escrito pode agendar sim pra M direto apesar de me aconselharem a não fazer isso pelo elevado índice de reprovação… não sei mas parece que eles aqui odeiam quando pulamos da G1 pra G (carro) e M1 pra M (moto) Boa sorte.

Resposta
Daniel Sant'Ana Outubro 15, 2018 at 7:08 pm

Oi Vanessa tudo bem?
você pode me indicar qual foi a auto escola?
Valeuuu !!!

Resposta
Liliane Oliveira Outubro 16, 2018 at 1:17 pm

Olá Daniel,
A Vanessa Murcilio, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação