BrasileirasPeloMundo.com
Melhores bairros e onde morar Polônia

Os distritos de Varsóvia

Nesse mês vou falar sobre os distritos de Varsóvia. A cidade é dividida em 18 distritos que se dividem em mais ou menos 142 bairros. Todos os distritos e bairros podem ser encontrados aqui.

Varsóvia é cortada pelo rio Wisła e, por isso, divide-se em “margem direita” e “margem esquerda”. E nessa divisão há um conflito que dura várias gerações: uma competição entre as duas margens.

Na margem direita, encontramos os distritos de Białołęka, Targówek, Praga Północ, Praga Południe, Rembertów, Wawer e Wesoła. Antigamente, a margem direita do rio Wisła não tinha uma boa reputação. Por vários motivos, esse lado tinha fama de ser a parte mais perigosa da cidade, hoje em dia isso não passa de um mito popular e pelas estatísticas da policia, a “margem direita” tem menos ocorrências do que a margem esquerda do rio Wisła.

Białołęka: É um dos distritos que mais cresce na cidade, com muitas construções de casas e condomínios, tornando-se muito atraente na parte residencial.

Praga Północ (Praga do Norte): Chamada de “A verdadeira Praga” é onde, hoje em dia, podemos encontrar traços da antiga Varsóvia. Por ser um dos bairros mais antigos da cidade, tem até hoje seu caráter histórico preservado.

Praga Południe (Praga do Sul): É um distrito que tem se desenvolvido muito rápido, e esse acontecimento se deve ao grande interesse dos desenvolvedores de apartamentos de luxo. Aqui fica o bairro moderninho Saska Kępa, bairro que está na moda entre as estrelas da cultura pop e os jovens mais descolados, cheio de restaurantes, baladas e galerias. O Parque Skaryszewski é um verdadeiro paraíso verde e um ótimo lugar para caminhadas, piqueniques e passeios.

Rembertów: Distrito predominantemente residencial, com um uma ótima estrutura recreativa. Quase 30% da sua área é coberta por florestas.

Wawer: É o maior distrito de Varsóvia em termos de área, 35% dela é coberta por florestas.

Wesoła: É um verdadeiro oásis verde e saudável na capital, tem mais de 60% de sua área coberta com florestas de pinheiros, o que cria um micro-clima especial, fazendo com que muitos habitantes da cidade passem seu tempo livre por aqui.

Edifício original de antes da II Guerra Mundial, Praga Północ. Foto: Arquivo Pessoal.

Na margem esquerda, temos Bemowo, Bielany, Mokotów, Ochota, Śródmieście, Ursus, Ursynów, Wilanów, Wola, Włochy, Żoliborz. Nesse lado do rio, Varsóvia sempre cresceu muito rápido e teve muitos investimentos.

Bemowo: Uma enorme quantidade de vegetação, excelentes acessos ao centro da cidade. Esse distrito é um lugar agradável para se viver. A cada ano cresce mais o número de projetos habitacionais e em poucos anos a 2ª linha do metrô chegará por aqui, o que permitirá o acesso ainda mais rápido para qualquer parte da cidade.

Bielany: É um dos distritos mais bonitos e mais verdes da cidade, por esse motivo, muitas vezes é chamado de “Pulmão Verde de Varsóvia”, isso faz com que seus moradores e visitantes possam passar seu tempo livre na natureza. O distrito tem uma boa rede de instalações culturais e educacionais.

Mokotów: Abriga muitas embaixadas e sedes de empresas internacionais, fazendo com que seja um dos distritos onde mora uma grande quantidade de estrangeiros. No entanto, Mokotów é principalmente uma área residencial. Em sua parte mais antiga, ainda podemos encontrar muitos casarões em estilo antigo que dão ao distrito um caráter único.

Ochota: Está localizado ao lado de Śródmieście, o que é sua grande vantagem, um imã para os investidores e é por isso que há um boom de investimentos no local. É também onde se encontra a Colina Szczęśliwicka, com uma pista de esqui que funciona o ano todo. Ochota é famosa por seu cenário cultural, com muitos teatros, grupos de danças, bibliotecas, cinemas, só que sofre com seu trânsito carregado, coisa que até hoje as autoridades não conseguiram resolver.

Śródmieście: É o distrito mais famoso da cidade, aqui é onde Varsóvia surgiu, é o centro de negócios, lazer, esporte, política e cultura, pode-se dizer que é o coração pulsante de Varsóvia, lugar onde a cidade não para. O Palácio da Cultura e Ciência, a Cidade Velha e muitos outros pontos turísticos estão aqui.

Ursus: Pequeno e longe do centro da cidade, é um distrito predominantemente residencial, com apartamentos novos e ainda é uma das áreas mais baratas para se viver.

Ursynów: É uma cidade dentro da cidade, devido às ótimas ligações com o centro, excelente infra-estrutura cultural, científica e comercial, diz-se que você pode viver em Ursynów sem nunca visitar nenhum outro distrito.

Wilanów: É uma das áreas habitadas mais antigas de Varsóvia. Hoje é um distrito de apartamentos luxuosos, onde seus moradores são homens de negócios, da política, do cenário cultural da cidade.

Wola: Aqui transborda história, podemos encontrar muitos monumentos, cemitérios, muitas ruas e locais importantes para a cidade. Muitos anos atrás, Wola era um subúrbio industrial e hoje vive o seu renascimento, tornando-se um importante centro de comércio, negócios e serviços. Mesmo assim, muitas áreas foram designadas para condomínios residenciais.

Włochy: Esse distrito está localizado tão longe que o barulho do centro não chega aqui, mas ao mesmo tempo está tão perto do centro que não existe problema nenhum com o transporte público. Os prédios de Włochy são baixinhos, isso se dá ao fato do Aeroporto Internacional Frederic Chopin estar localizado aqui.

Żoliborz: Uma parte significativa do distrito são áreas verdes, o que faz com que Żoliborz tenha uma imagem única, distinta das outras. Por aqui passam duas vias principais, que ligam a parte oriental e ocidental e a parte norte – sul da cidade. Żoliborz orgulha-se de seu presente e de seu passado; uma das primeiras faculdades agrícolas na Europa foi instalada aqui em 1820.

Como podemos notar, Varsóvia está em constante crescimento e a quantidade de áreas verdes é enorme, o que deixa a cidade muito bonita e cheia de opções de lazer ao ar livre nas duas margens do rio. A margem direita quer impressionar a margem esquerda e vice-versa, não podemos determinar um vencedor, e isso faz com que essa competição saudável só traga frutos para toda a cidade.

Na minha opinião não existe um distrito melhor ou pior, existe o que você gosta e busca! Então, se você está procurando onde morar aqui em Varsóvia, te indico fazer um tour por todos os distritos para descobrir onde você se sente melhor e se aquele lugar vai suprir com as suas necessidades.

Até mais!

Tallenna

Related posts

A distância no dia das mães

Isadora Mendes

O dia-a-dia de uma brasileira cursando mestrado na Polônia

Danielle Smagasz

Imigrar e viver legalmente na Polônia

Vivian Kulpa

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação