Pontualidade Britânica

0
1209
Os ingleses e a pontualidade - Foto: Pixabay
Advertisement

Pontualidade Britânica.

Há quase 3 anos moro na Inglaterra. Já morei na Irlanda, em Portugal e claro, a maior parte da vida passei no nosso Brasil! E uma das coisas que mais me chama a atenção e continua me impressionando é aquela famosa história da pontualidade aqui na terra da rainha.

A expressão “pontualidade britânica” vem do século XVIII, quando foram espalhados
centenas de relógios em Londres, para que as pessoas pudessem organizar seus
compromissos e horários, o mais famoso obviamente tornando-se o Big Ben, no Parlamento. Mas o verdadeiro líder de todos os relógios ainda bate na parede do Observatório Real de Greenwich, na região sul da cidade.

É com base nele que atualmente todos os demais países acertam os fusos horários. O tempo médio de Greenwich, conhecido pela sigla inglesa GMT (Greenwich Mean Time), garante que o mundo jamais perca a hora.

Mas eu me interesso mais pela influência disso nas relações sociais. Pontualidade pra mim
tem a ver com respeito. Chegar na hora marcada significa que ninguém deixa o outro
plantado esperando. Significa que as pessoas honram com o que foi previamente
combinado. Existe respeito entre as partes. Simples assim. Sempre fui considerada
“pontual” no Brasil, mas claro que a gente se adapata ao que é considerado o mais natural
em diferentes países e culturas, então sempre usei aqueles “15 ou 20 minutinhos” de
margem.

Aqui isso não é a norma. Se uma festa, evento ou jantar está marcado para começar às 19h, na Inglaterra os convidados chegarão por volta das 19h. Sempre penso que no Brasil convida-se para as 20h, contando que as pessoas cheguem às 21h30 ou 22h. Alguns até pelas 22h30. Outros simplesmente não aparecem e nem avisam nem nada.

Me lembro quando fui sair com o meu namorado inglês pela primeira vez, que eu cheguei
uns 15 minutos depois da hora marcada (com aquele medinho de chegar primeiro e ficar
sozinha esperando) e ele perguntar: “O que houve? Aconteceu alguma coisa com você?”
Acho que isso diz tanto de um povo! É claro que imprevistos e acidentes acontecem por
aqui como em qualquer lugar e, uma vez ou outra, alguém pode “furar” um compromisso.
Mas esses casos são uma rara exceção, e felizmente não a regra.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Inglaterra

Profissionalmente então, isso é ainda mais sério. Aqui, se uma reunião está marcada para
começar às 9h, as pessoas estarão na sala de reunião a partir das 8h56, 8h57. Ou seja, alguns minutos antes do combinado e não depois. Se for Skype ou videoconferência, a pessoa do outro lado também já deve estar pronta para começar (e terminar) na hora certa.

Os horários dos trens são absolutamente precisos. Eu, por exemplo, chego na estacão às 8h e pego o trem das 8h04 todos os dias para ir para o escritório. Se eu chegar às 8h05, ele já vai ter partido, terei que esperar o próximo que sai pontualmente às 8h13 (mas, nesse caso, já vou chegar um pouquinho atrasada). Parece um exagero, mas essa é uma forma das pessoas se prepararem e se organizarem para todo o dia, para todas as suas atividades e compromissos . Elas sabem que tudo vai funcionar nas horas e minutos previstos e que podem contar com essa pontualidade.

Se o trabalho começa às 9h, significa que ninguém chega às 9h15 ou 9h20. Todo mundo
chega na empresa por volta das 8:50, e às 9h já está produzindo. Não tem muita
enrolação. Não tem perda de tempo. E o mesmo tambem vale para o fim de expediente. Se
a sua empresa encerra o horário comercial às 18h, isso significa que às 18h10/18h15 já não tem mais ninguém no escritório. Talvez já estejam no Pub, tomando uma cervejinha no fim do dia.

E que fique claro, isso não significa que as pessoas não são apaixonadas pelo que fazem, que estão só “fazendo o básico”, sem interesse, ou que são burocratas, ou não ficam horas extras porque não estão felizes no trabalho. Muito pelo contrário. Significa que elas também valorizam e respeitam seu tempo pessoal e qualidade de vida com familiares, amigos, ou sozinhas. O que as faz ainda mais produtivas! Mas isso ja é assunto pra outro texto.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.