Quais são as melhores áreas para se trabalhar no Oriente Médio?

11
3436
Advertisement

Todas as semanas eu recebo várias mensagens relacionadas a trabalho no Oriente Médio. Uma parte dessas mensagens são de brasileiros que estão vindo para a região já empregados, e outra são de brasileiros que desejam vir trabalhar por aqui mas não fazem idéia de por onde começar. Eu escrevi um artigo aqui no Brasileiras pelo Mundo e sempre o recomendo aos interessados para o seu “pontapé inicial” na sua busca de emprego por aqui.

As vagas que não exigem uma grande qualificação profissional no Oriente Médio, como por exemplo, serviços gerais e vendedores de lojas são, em grande parte, ocupadas por expatriados vindos de países como Filipinas, Índia e Paquistão. Comparando aos salários e benefícios do Brasil, essas funções pagam até salários menores, mas comparando ao mercado de trabalho do país de origem desses expatriados, para eles, vale a pena vir trabalhar no Oriente Médio.

Para isso, o domínio do inglês é fundamental. E a regra funciona mais ou menos assim: quanto mais qualificação você tiver (o conjunto de experiência, números de idiomas que você é fluente, formação acadêmica e “o quão bom você é no que você faz”), maiores são as suas chances de se tornar um expatriado nessa região. O mercado de trabalho aqui no Oriente Médio, bem como no mundo inteiro, é extremamente competitivo, e você precisa ser um profissional especial, que se destaque com as suas habilidades e competências, despertando assim o interesse de uma empresa em te trazer lá de tão longe, como por exemplo, lá do Brasil.

A verdade é que a região segue em crescimento e as oportunidades são muitas. De acordo com um estudo feito pelo site Bayt.com (famoso no Oriente Médio para os que procuram empregos e empregados), confira abaixo as 5 Top áreas onde é esperado um bom desempenho nesse ano de 2015:

  • Petróleo, Gás e Petroquímicas

Já tem experiência nessas áreas? Fala inglês fluentemente? Você se adapta fácil a uma cultura completamente diferente? É muito bom no que você faz? Se respondeu sim a todas essas perguntas, o Oriente Médio pode ter uma oportunidade esperando por você. Os dados desse estudo sugerem que essa será a indústria com os melhores pacotes de benefícios e salários, com o melhor equilíbrio entre a vida profissional e segurança do trabalho.

  • Setor Bancário e Financeiro

As previsões dos especialistas garantem o aumento da procura de pessoal qualificado nessas áreas. Cargos como analistas financeiros, gerentes de vendas, analistas de risco, bem como a área de TI, marketing, recursos humanos e contabilidade, são os mais procurados. Os profissionais que trabalham nessas áreas nos Emirados Árabes por exemplo, afirmaram na pesquisa que o setor é o mais atraente do país para contratar e reter os melhores talentos.

  • Comunicações e Eletrônica

Segundo dados do estudo, 24% dos profissionais afirmam que o setor tem as melhores perspectivas de crescimento de carreira, enquanto 16% dizem que essas áreas oferecem o melhor equilíbrio entre vida social e profissional.

  • Governo e Serviços Civis

A verdade é que boa parte desses cargos são hoje ocupados por locais e pouquíssimos expatriados. Mas de toda maneira o setor apareceu no estudo dos Top 5 indústrias que mais vão crescer em 2015. Trabalhar para o governo na maioria dos países do Oriente Médio é garantia de bons salários e estabilidade. Sem contar o pacote generoso de benefícios que os governos de muitos países oferecem. O estudo aponta que nos Emirados Árabes, 47% dos profissionais dessas áreas, afirmam que o governo é uma entidade profissional extremamente favorável.

  • Educação e Ensino Superior

A pesquisa do Bayt.com mostrou que 2015 é o momento ideal para quem deseja se tornar professor da região. Para os Brasileiros interessados, o domínio do inglês, experiência e a alta qualificação (específica na sua área de atuação), são requisitos imprescindíveis.

E então, ficou animado para trabalhar fora do país? 2015 é o ano em que o mercado do Oriente Médio estará aquecido, e de acordo com a pesquisa, um mercado em constante crescimento. Eu mesma, vivendo na região a tantos anos, conheço diversos Brasileiros em diversas as áreas mencionadas acima, como por exemplo, professores de inglês, educação física, yoga… profissionais de TI, muitos engenheiros, médicos e por aí vai.

O que você tem feito para se destacar no meio desse mercado recheado de profissionais talentosos e qualificados? Let’s go pessoal! Mãos à obra, afinal as oportunidades são muitas e cá entre nós, você só precisa de uma.

Boa sorte!

11 Comentários

  1. Oi Carla, achei muito bacana o seu texto mas fiquei preocupada com um aspecto. Vi ontem um documentário no Nat Geo onde médicos e enfermeiros do Reino Unido relataram sua experiência trabalhando na Arábia Saudita. Nesse documentário um dos enfermeiros relata o fato de o empregador no país ter retido os passaportes dos empregados durante o tempo do contrato (ou seja, eles estavam ‘presos’ ao país, sem poder sair e vivendo em condição de quase confinamento) e também os perigos que passou por ser homossexual num país onde essa orientação sexual é tida como crime e passível de punição com pena de morte. Esse enfermeiro escocês foi preso pela polícia religiosa e por sorte conseguiu retornar pra casa.
    Essa informação de retenção de passaporte por parte dos empregadores procede? Sei que é um tema polêmico…
    Bjo

    • Oi Cristiane, em qualquer lugar que tem lei, sabemos que infelizmente existem aqueles que as desrespeitam. Como no Brasil ainda vemos a prática ilegal onde alguns empregadores retêm a carteira de trabalho do empregado, reter o passaporte de funcionários nos países do Oriente Médio é também ilegal. Vale destacar que empresas sérias não retêm os passaportes de funcionários. Portanto fica a dica para quem está vindo trabalhar na região para checar antes a idoneidade da companhia.
      Quanto a orientação sexual é uma questão de aceitar e entender as restrições.

  2. Ola, quem não sabe falar outro idioma é complicado conseguir emprego? Quais são os documentos necessário para uma brasileira casar com um paquistanes em Dubai? Quais são os nossos direitos legais?

    • Oi Débora, para conseguir um trabalho em Dubai, Oriente Médio, vai depender da sua qualificação profissional. Dá uma olhada nos meus posts anteriores aqui no BPM, pois eu escrevi um bem com pleno sobre como conseguir uma oportunidade de trabalho na região. Com relação a documentação para o casamento, minha sugestão é entrar em contato direto com a Embaixada do Brasil em Abu Dhabi para informações completas sobre o processo/documentação. Um grande abraço, Carla

  3. Eu tenho um tio que trabalha com projetos desde 1974. Agora, devido a crise que se instalou no brasil, ele está desempregado. Fala espanho fluente e inglês técnico.. porem, tem 58 anos. Há vagas para o perfil dele? a vida todo trabalhou com industria petroquimica.. agradeço a atenção antecipadamente,

    Julianna

  4. Bom dia meu nome e ronaldo eu trabalho operrador de tratamento termico n area industrial. Qual e o primeiro passo para eu ir trabalhar em dubay a cidade melhor pra eu encotra lugar pra fica . Eu trabalhari em quaquer coisa ai ate encotra muinha area mim orinte ai obrg

  5. Olá, Carla Ferreira ! Eu sou funcionário policial militar em São Paulo e desejo morar e trabalhar fora do Brasil. Gostaria que você pudesse me informar como está o mercado de trabalho na Arábia Saudita ou em outro país do Oriente Médio na área de educação, mais especificamente História e Filosofia. Não possuo nível superior no momento, mas quero me engajar numa área que eu possa arrumar emprego com facilidade no Oriente Médio e que se aproxime daquilo que eu gosto, tais como as áreas que eu mencionei acima.

    • Olá Jamil,
      A Carla Ferreira parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas no Oriente Médio que talvez possam te ajudar.
      Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
      Obrigada,
      Edição BPM

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.