BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Curiosidades Pelo Mundo

Quando usar as roupas tradicionais da Baviera

Quando usar as roupas tradicionais da Baviera?

Muitos brasileiros, ao pensar na Alemanha, têm a imagem de um homem com bermuda de couro sustentada por um suspensório, meias longas e chapéu, tomando uma caneca de um litro de cerveja. Já as mulheres alemãs, na nossa cabeça, usam os vestidos típicos com generosos decotes, tranças no cabelo e carregam as cervejas. A mundialmente famosa Oktoberfest de Munique, sem dúvidas, colaborou muito para disseminar essa imagem.

Dai criaram-se alguns mitos sobre o uso dessas vestimentas, que se chamam Lederhosen (a versão masculina) e Dirndl (a feminina). O primeiro deles, a ser esclarecido, é que não é toda a Alemanha que usa este tipo de roupa e sim, majoritariamente, a região da Baviera e a parte da Áustria que está próxima à fronteira com a Baviera.

Quando visitei Munique pela primeira vez, há onze anos, nem sonhava que um dia me casaria com um alemão e moraria aqui, mas por curiosidade entrei em uma loja para dar uma olhadinha nas opções de Dirndl ( à época, também não fazia ideia de que o nome da roupa era esse) e lembro que fiquei bem surpresa com os preços altos das peças. Pensei que era uma loja para turistas com algumas armadilhas, mas hoje sei que as roupas tradicionais demandam um bom investimento financeiro.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar na Alemanha

Quando usar as roupas tradicionais da Baviera?

Durante a Oktoberfest, em todas as esquinas de Munique é possível encontrar versões de Lederhosen e Dirndl para vender, mas alguns são imitações um pouco estranhas e certamente os bávaros vão julgar as pessoas pela roupa (e pelos sapatos, então por favor, não usem tênis com Lederhosen, mas sim sapatos de couro).

Agora vamos à história do meu primeiro Dirndl, que no caso foi adquirido muitos anos depois da primeira viagem a Munique. Há três anos, vim à Alemanha conhecer a  família do meu marido (na época era namorado e vivíamos em São Paulo) e teríamos um compromisso bem ”tradicional“ por aqui.

Bom, primeiro preciso dizer que os alemães adoram fazer associações para tudo que pudermos imaginar, são espécies de clubes, que eles chamam de Verein. Tem a Verein de esportes, a Verein de tiro esportivo, a Verein de roupas tradicionais, a Verein para rapazes jovens (podem ficar nessa até se casarem) e certamente outras que esqueci. Isso em uma vila de 300 pessoas.

E eles realmente levam suas obrigações com esses clubes muito a sério. Então, íamos aproveitar que viemos para a Alemanha, para cumprir uma tarefa com a Verein para rapazes jovens. Toda vez que um deles está namorando por mais de três meses, precisa fazer uma festa para os amigos para ”pagar“ pela namorada. Nessa festa, a namorada usa Dirndl e os homens Lederhosen.

Tinham me falado que por ser estrangeira, eu poderia usar o que quisesse, mas passeando pelas cidades vizinhas comecei a olhar as roupas tradicionais e me interessei. Só que não estava segura de comprar sem a opinião de uma mulher bávara, para não correr o risco de ser julgada por ter comprado algo que eles consideram fantasia.

Perguntei então para a minha sogra e cunhada. Elas lembraram que minha cunhada tinha um que não lhe servia mais. Inicialmente, ficou um pouco grande para mim, mas nada que uma costureira não resolvesse. E por aqui, todas são especialistas nesse tipo de roupa. Depois foi só comprar a Bluse (a blusinha branca e curta que vai por dentro) e uma gargantilha. Usei com sapatilha preta mesmo e, para falar a verdade, continuo usando assim até hoje.

Foi um pouco polêmico decidir de qual lado deveríamos amarrar o laço (aparentemente, eles também se confundem), mas se estiver à esquerda de quem usa, a moça é solteira, à direita é comprometida. Já amarrado atrás significa viúva ou garçonete.

Confesso que é uma roupa super confortável e que acabei usando também em muitas ocasiões no Brasil, como na Oktoberfest de São Paulo, em uma missa realizada na igreja alemã por um bispo amigo do meu marido que foi visitar o Brasil, e também quando íamos nos casar e fizemos um chá bar com temática da Baviera.

Para ler mais textos da autora clique em Passo a passo para visto de reunião familiar na Alemanha

Aqui na Alemanha, na época da primavera e verão do ano passado, quase não dava tempo de lavar e já era hora de usar de novo, por causa dos feriados religiosos (católicos) e das festas com tendas de cerveja que acontecem em praticamente todas as cidades da Baviera nesse período mais quentinho.

As roupas tradicionais também são usadas em eventos como casamentos e funerais. Para os homens existe ainda uma vestimenta mais formal e sóbria, uma espécie de terno tradicional. As mulheres têm diversos tipos de Dirndl, a depender da ocasião.

Para algumas pessoas que realmente prezam bastante as roupas tradicionais, o domingo é uma ocasião para usá-las, por ser um dia santo. Andar pelas pequenas vilas nesse dia significa ver vários habitantes vestindo Lederhosen e Dirndl para ir à igreja, almoçar ou apenas caminhar pela rua.

Eu acho um aspecto cultural muito interessante e gosto de ver como crianças muito pequenas já tem as roupinhas delas. É, sem duvida, motivo de orgulho para muitos bávaros. E eu certamente, em breve, vou comprar um novo Dirndl. O meu já não está mais tão confortável, depois que a comida alemã me fez ganhar alguns quilinhos.

Related posts

Os modos de dizer adeus em um funeral romeno

Bruna Roland

Curiosidades sobre o povo maltês

Isadora Marcante

Curso de Integração na Alemanha ­- Parte 2

Bárbara Poplade Schmalz

2 comentários

Marly Morais Maio 16, 2019 at 10:50 pm

Achei interessante esse artigo. Conhecia o traje da Bavária mas não sabia que é assim tão expressivo para seu povo. Ele sempre me reportava a festa, foi curioso saber que é usado também nas solenidades e eventos religiosos.

Resposta
Larissa Wittig Maio 17, 2019 at 7:21 am

Oi Marly, tudo bem?
Muito obrigada pelo comentário 🙂
Fico feliz que você gostou do post. Sim, são roupas usadas em diversas ocasiões.
Abraço!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação