BrasileirasPeloMundo.com
Eslováquia Quanto custa

Quanto custa fazer supermercado em Bratislava

Comer é sem dúvida um dos meus maiores prazeres, e comer bem aqui em Bratislava, sem gastar muito, não é uma tarefa difícil. Nos mercados encontramos facilmente opções de frutas, legumes e verduras a preços bem acessíveis e de ótima qualidade. Contudo, ainda tenho a impressão de que a feira paulistana oferece mais diversidade do que os mercados eslovacos, afinal é difícil competir com a maior cidade do país abençoado por Deus e bonito por natureza.

Algo que me chamou muito a atenção em minha primeira visita a um dos mercados de Bratislava foi a qualidade dos produtos oferecidos. É muito difícil encontrar uma fruta passada ou “machucada” exposta à venda. Os produtos são super bem selecionados e muitos são importados dos países vizinhos e até de países latinos.

Os legumes e frutas, no geral não são tão caros na Eslováquia como em outros países europeus, mas o que faz uma grande diferença no meu orçamento atual em comparação ao meu antigo orçamento brasileiro é a carne bovina. Os bifes oferecidos nos mercados têm um preço bem salgado e o músculo, corte não muito valorizado por nós brasileiros, é a parte do boi mais popular por aqui, muitos pratos eslovacos levam esse item nas suas receitas.

Nos mercados você não vai encontrar a maminha, o contrafilé ou a fraldinha expostos na sessão do açougue pois aqui os cortes de boi não são iguais aos cortes tradicionais brasileiros. Isso dificulta um pouco as compras, já levei pra casa bandejinhas lindas de carne nada baratas, que acabaram se mostrando mais tarde nada macias também. A nossa amada picanha não encontra-se disponível em todos os mercados, às vezes ela aparece com esse mesmo nome por ter sido importada do Brasil ou de algum dos nossos vizinhos da América do Sul, mas prepare seu bolso porque ela chega a um preço nada econômico por aqui.

Porém, se você gosta de porco pode considerar este país um paraíso. Aqui existe uma grande variedade de salsichas, linguiças e filés suínos ofertados por valores bem populares. Eu mesma hoje em dia acabo comprando mais carne suína do que bovina.

Além disso, há uma grande variedade de frios maravilhosos, nacionais e importados, italianos principalmente. Os preços são os mais variáveis possíveis, dependem do gosto e do bolso do freguês, mas um item obrigatório no meu carrinho de compras é o queijo eslovaco. Existem vários tipos: defumados, de vaca, de cabra, de ovelha e de búfala, um mais gostoso do que o outro. Os artesanais geralmente são um pouco mais caros, mas extremamente deliciosos.

Leia também: Melhores bairros para morar em Bratislava

Pouca gente sabe, mas a Eslováquia tem uma excelente rota de vinhos, vários vinhos eslovacos foram premiados nos últimos anos e a boa notícia é que você consegue encontrar ótimos vinhos (eslovacos e importados) por preços super bons (cerca de 4 a 6 Euros), por isto este item acabou entrando na minha lista de supermercado desde que eu me mudei pra cá.

Em relação a valores, no final das contas eu e meu namorado acabamos gastando com supermercado não mais do que 150 Euros por mês. Levem em consideração que nossos almoços, de segunda a sexta-feira estão fora dessa conta, pois não almoçamos em casa e nem levamos marmita para o trabalho. Além disso, nós geralmente não compramos muita “junk food” como chocolate, bolachas, salgadinhos e afins. Mas, o custo com alimentação em geral aqui em Bratislava é bem mais barato do que em outros países europeus.

Segue alguns valores dos produtos mais básicos comprados na minha última visita ao mercado:

– Batata: EUR 0,99/kg

– Cebola: EUR 1,19/kg

– Tomate: EUR 1,99/kg

– Leite: EUR 0,89/l

– Manteiga: EUR 1,39 (125 gramas)

– Ovos: EUR 2,89 (10 unidades, tamanho médio, SK1 – esta sigla indica que a galinha tem origem eslovaca e foi criada solta e ao ar livre, ou seja, não ficou presa em gaiolas. Por isto, são pouco mais caros do que os outros ovos disponíveis).

– Filé suíno: EUR 4,50 – EUR6,00

– Carne moída – EUR 2,99 (500 gramas)

– Frango (coxa e sobrecoxa): EUR 2.59/Kg

– Cerveja Pilsner Urquell (500 ml) : EUR 0.85

Como vocês podem perceber a mudança de país acabou impactando diretamente minha dieta, hoje eu consumo alimentos diferentes do que eu consumia no Brasil. Eu e meu namorado cozinhamos bastante em casa, geralmente preparamos os cafés da manhã e os jantares, além dos almoços aos finais de semana, mas tivemos que adaptar o cardápio por aqui de acordo com as ofertas.

Não que isso seja ruim, acho que a experiência de consumir produtos locais, tentar novas combinações e provar novos sabores é super válida, mas as pessoas precisam estar dispostas a abrir não só a mente, mas o paladar também, para não se frustarem quando tiverem que fazer alguma adaptação no menu de casa.

Related posts

Supermercados em Israel – Dicas para gastar menos

Aline Rod

O que fazer com mil dólares em Dubai

Miriam Souza

Custo de vida em Braga no norte de Portugal

Giselle Costa

2 comentários

MANOEL MARTINHO CARDOSO Maio 29, 2019 at 2:14 am

Olá somos brasileiros e estamos indo para bratslava dia 12 de junho de 2019 somos atletas indo disputar o Campeonato mundial de karatê em bratslava, gostaria de uma sugestão, oque você me aconselha sair do Brasil com euro ou dólares para ir a bratslava pergunto isso pela diferença cambial entre real, dólar e Euro

Resposta
Bárbara Coutinho Maio 30, 2019 at 8:34 am

Oi Manoel

Que legal! Campeonato de karatê em Bratislava?!
Não tava sabendo dessa.
Sobre os euros, aconselho vocês a comprarem os Euros ai no Brasil, pois quanto mais conversões vocês tiverem que fazer, tipo real > dolar > euro, vai ser pior. Porque cada corretora/ agência vai pegar uma fatiazinha p/a si. Nos dois últimos meses o Euro subiu bastante em relação ao real, então vão preparando o bolso. Quando eu vi pela última vez a moeda comercial estava EUR 1 = R$ 4,43, então o turismo deve estar chegando nos R$ 4,63 = EUR 1. Caso algum de vocês tenha conta no exterior recomendo fortemente usar o transferwise.com.br. Ah, e mais uma dica não compre seus Euros através de bancos tipo Itaú, Bradesco, etc, prefira as casas de câmbio de confiança, pois esses bancos geralmente aplicam um spread monstro na conversão.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação