Quanto custa morar em Santiago?

0
121
Photo by rawpixel on Unsplash
Advertisement

Quanto custa morar em Santiago?

Considerando que o custo de vida é uma das questões que mais gera preocupação para quem quer morar no exterior decidimos atualizar as informações sobre o Chile. Além disso, é difícil fazer uma comparação precisa porque este é em item que depende de muito dos seus hábitos e estilo de vida e também de onde você veio, de que local você morava no Brasil antes de vir pra cá.

Para escrever esse artigo não quis somente apresentar minhas impressões, quis conversar com outros brasileiros que vivem aqui para sentir e perceber suas opiniões também. Em linhas gerais, se fizermos uma comparação entre capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, pode-se dizer que o custo de vida dessas cidades comparado a Santiago é quase equivalente. É diferente analisar cidades do interior que não tem tanta influencia do trânsito e de itens mais luxuosos para encarecer o custo de vida.

Um fator que influencia muito nessa conta é a desvalorização do real frente ao dólar e ao peso chileno o que faz com que o Chile seja mais caro para os brasileiros neste momento. Vale lembrar que grande parte dos produtos são importados, por exemplo itens de supermercado, eletrônicos e combustível. Por outro lado, o Chile possui vários acordos comerciais que fazem a importação de alguns itens mais baratas do que no Brasil. Algo que chama muito a atenção dos brasileiros quando chegam ao país é o preço dos carros e itens eletrônicos como computadores e câmeras fotográficas que mesmo com a desvalorização do real acabam sendo mais econômicos.

Leia também: Custo de vida no Chile

Restaurantes e Entretenimento

Em geral, itens como restaurantes e entretenimento tem um custo alto ou equivalente a capitais como São Paulo ou Rio de Janeiro. Por exemplo, um restaurante mais sofisticado a conta pode sair por volta R$ 250,00 para o casal, já um restaurante de comida mais simples pode custar como R$ 120,00 para o casal. O interessante, principalmente, para quem tem filhos é que o Chile tem muitas atividades gratuitas ou com um baixo custo o que envolve atividades ao ar livre em parques ou centros culturais. Uma outra vantagem são os convênios das administrações de cada bairro (comuna) que permitem o acesso a várias atividades culturais como teatros e concertos, além de cursos com um custo mais baixo. No Chile, cada bairro ou comuna tem uma administração independente e pode cobrar certos tipos de impostos e, inclusive, determinar algumas normas independentes da administração central da cidade. Com esses convênios, é possível ir a uma obra de teatro por R$ 35,00 aproximadamente.

Serviços

Por outro lado, serviços como lavagem de carros, costureira, manicure, pedicure e cabeleireiro são bem mais caros que no Brasil. Por estes lados da Cordilheira fazer as unhas todas as semanas acaba sendo um luxo. Por exemplo, uma manicure pode sair por R$ 45,00 e fazer as mãos e os pés podem custar em torno de R$100,00. Para fazer a barra de uma calça, por exemplo, pode custar como R$ 25,00.

Aluguel e compra de imóveis

Os contratos de compra e venda no Chile e os aluguéis, muitas vezes, tem o valor determinado por uma unidade de medida chamada de U.F. (Unidade de Fomento) que, teoricamente, foi criada para atualizar os valores de acordo com a inflação. A diferença é que o valor das UFs muda a cada dia e normalmente é para cima, por isso os valores de imóveis não tem um valor fixo. É possível encontrar contratos de aluguel com valores fixos? Sim, é possível e normalmente são negociados diretamente com os proprietários.

Os valores também variam muito de acordo com a localização, por exemplo se tem mais proximidade do metrô e mais estrutura como supermercados e centros comerciais são mais caros. Nesses locais o aluguel pode variar de, aproximadamente, R$ 3.000,00 a R$ 5.000,00 por mês. Existem locais mais econômicos como na região central ou bairros mais afastados como Quilicura ou Puente Alto que bordeiam os valores de R$ 1.000,00 a R$ 2.000,00.

Atualmente, comprar ou alugar um imóvel em Santiago pesa bastante no orçamento, podemos dizer que é um dos itens que mais encarece o custo de vida na cidade. Claro que os valores variam muito de bairro para bairro, mas os valores vêm subindo bastante nos últimos anos se comparado com os valores de 9 anos atrás quando chegamos ao país.

Combustível

Outro item que vem subindo muito nos últimos tempos é o valor do combustível. Se fizermos a conversão para o real, o litro da gasolina mais simples custa por volta de R$ 4,15 o litro, a gasolina mais cara vale, mais ou menos, R$ 4,60 litro.

Supermercado

Quanto ao supermercado, podemos dizer que itens como carnes, verduras e frutas tem um valor alto, por outro lado se compararmos os mesmos itens em feiras os valores caem bastante. Por exemplo, o quilo da carne pode variar de R$ 18,00 a R$ 35,00 dependendo do corte, do local e da época do ano. O litro do leite pode variar de R$ 3,00 a R$ 4,00. O pacote de meio quilo de arroz varia de R$ 4,00 a R$ 5,00. O pacote de macarrão varia de R$ 2,00 a R$ 3,00.

Itens como produtos de limpeza também pesam no orçamento. Por exemplo, sabão líquido para lavar roupas custa em torno de R$ 50,00 o envase de 3L.  O cloro em gel sai por R$ 7,50 o litro. Por outro lado, como há muitos produtos importados existem bastante variedade e produtos até mais sofisticados com mais facilidade e preço um pouco mais acessível.

Custos Básicos

Quando falamos de custos básicos como água, luz e gás podemos dizer que acabam saindo mais baratos que no Brasil já que não tem tanta influencia dos impostos. O Chile é um país que tem muito poucos impostos se comparado com o Brasil,  o I.V.A. (Imposto sobre Valor Agregado) que incide sobre produtos e serviços, tem a alíquota de 19%, é o imposto básico. Neste sentido, os serviços básicos acabam que não são tão altos como no Brasil. `

É importante lembrar que os valores desses serviços tendem a subir no inverno devido à necessidade de calefação e à alta demanda. Então, para dar um exemplo, em uma casa de três quartos, sala, cozinha, dois banheiros e jardim, o valor dos gastos com água giram em torno de R$ 100,00, luz no inverno em torno de R$ 400,00 e no verão cai para R$ 300,00 e gás R$ 100,00 por mês.

Vestuário

No quesito vestuário, existem as grandes lojas multimarcas que são presentes em várias partes da cidade e acabam tendo bastante opções e valores mais acessíveis, principalmente quando tem promoções. Essas lojas costumam fazer promoções em épocas de mudança de estação e datas festivas em geral. Por exemplo, é possível comprar uma calça jeans por R$ 75,00 ou uma camiseta por R$ 50,00. Roupas infantis também são bem mais em conta, é possível encontrar itens por R$ 40,00 – R$ 50,00.

Existem as regiões de comércio popular também como os bairros Meiggs e Patronato que tem uma variedade de roupas a preços bem acessíveis como casacos por R$ 25,00, calcas jeans pelo mesmo valor.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.