BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Universidades pelo Mundo

Sistema de avaliação na Universidade alemã: como é?

Sistema de avaliação na Universidade alemã: como é?

Olá, caros leitores que me seguem! Como relatado no meu texto Estudante acima de 50 anos na Alemanha, sou estudante de mestrado em Regensburg, na Baviera e hoje falo sobre as formas de avaliação das disciplinas que você precisa fazer durante o mestrado. Pra mim, o maior desafio foi a Hausarbeit (trabalho escrito) que explico mais abaixo.

Assim como no Brasil, você faz as matérias obrigatórias e algumas eletivas de forma a obter os pontos de Crédito que precisar, de acordo com seu mestrado. Existem disciplinas que são avaliadas com prova, o que demanda bastante estudo pois é o conteúdo do semestre todo avaliado em apenas um teste.

Para se obter aprovação, deve-se obter a nota mínima de 4. Vi alguns estrangeiros que não dominavam bem a língua alemã, com medo de fazer prova escrita e não conseguir expressar suas ideias, pedirem aos professores uma prova oral. Muitos consideravam essa a maneira mais fácil de serem avaliados, pois por vezes a língua falada é mais fácil que a escrita.

Vou fazer uma pausa e explicar como é o sistema de notas na Alemanha. As notas vão de 1 a 6, sendo 1 o valor mais alto (equivale ao nosso 10) e 6 o pior de todos (o nosso 0, 1 ou 2). O 4 é o mínimo aceitável para ser aprovado na disciplina, portanto eu diria que equivale ao nosso 6, que normalmente é o mínimo. Embora tenha algumas faculdades ou escolas no Brasil que exigem 7.

Leia também: Fazer universidade na Alemanha

Ressalto que algumas disciplinas você pode repetir mais de uma vez, desde que se observe os pré-requisitos para eventualmente frequentar outras disciplinas. E aqui tem um grande diferencial que são as disciplinas oferecidas somente no semestre de verão ou somente no inverno. Normalmente, as que requerem mais dedicação e estudo são oferecidas no inverno, pois é comprovado que as pessoas dedicam mais tempo para estudar no inverno do que no verão.

Agora, continuemos com os tipos de avaliação. Existem disciplinas onde a presença (que deve ser superior a 75% e que é comprovada através de uma lista de presença com assinaturas) juntamente com um trabalho escrito, nesse caso um resumo sobre as palestras que o professor apresentou, é que são a forma avaliativa.

Tem professor que escolhe um determinado dia e você deve escrever um resumo sobre o que foi dito e, caso você não tenha estado lá neste dia, tem que se virar e saber o que foi abordado com algum colega. Pode ser também que o professor deixe a escolha livre para o estudante. Este deve escolher um tema que foi apresentado em algum dia durante o semestre. Por isso vai a dica, sempre se deve anotar tudo que foi apresentado da melhor forma possível e ainda fazer pesquisas complementares sobre o tema na biblioteca, de acordo com a bibliografia fornecida pelo professor.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Essa forma avaliativa eu considero relativamente simples, pois geralmente são de 1 a 3 páginas de resumo, o que se consegue sem um grande esforço.

Difícil (para mim) é a apresentação de um Seminar (trabalho expositivo) em conjunto com o trabalho escrito, que é a Hausarbeit. Os temas são oferecidos pelo professor e diferenciados entre os estudantes, de forma que cada um apresente seu trabalho em um dia de aula e entregue o trabalho escrito posteriormente até o final do semestre. Cada estudante escolhe o tema que melhor lhe convir. Esse trabalho normalmente é de 20 páginas escritas, com bibliografia suficiente (no mínimo de 10 a 15 títulos), dentro das normas de escrita de trabalhos acadêmicos (como as nossas normas de ABNT). Na Alemanha, essas normas variam, a grosso modo, de acordo com cada faculdade e alguns detalhes de acordo com cada curso e professor.

Para o trabalho ser bom, deve ser bem escrito, o que significa usar a gramática corretamente, colocar as referências dos autores devidamente, assim como as citações. Deve haver uma mescla de uso de palavras próprias e citações ou ideias dos autores que você consultou.

Leia também: Como se candidatar nas universidades alemãs

No Brasil, nós usamos mais livremente as próprias palavras, mas aqui deve-se sempre citar da onde você obteve tal informação. Neste artigo, estou me referindo ao mestrado porque quando se trata de um doutorado, a coisa já muda de figura. No mestrado os professores se contentam que o mestrando tenha um tema interessante, mas nada super novo, ou seja, não é uma pesquisa que traga novos conhecimentos. Provavelmente, será uma nova maneira de tratar determinados temas, mas se limitando ao que já foi pesquisado anteriormente.

Já no doutorado, a ideia é que o doutorando pesquise por conta própria (ou eventualmente bolsas de estudo, tipo CNPQ no Brasil) sobre determinado assunto que até então nunca foi visto ou estudado dessa forma. Há uma grande diferença ai, no mundo acadêmico. Por isso também é que no doutorado se tem 4 anos para fazer a pesquisa e escrever a tese, enquanto no mestrado o tempo normal é de 2 anos para escrever a dissertação.

Existe um departamento de apoio ao estudante quando este for escrever seus trabalhos finais ou trabalhos avaliativos. Não só os estrangeiros têm dificuldades na escrita, mas os próprios alemães também! Portanto, use e abuse desse facilitador que pode ajudar e muito na sua vida acadêmica na Alemanha. Boa sorte!

Related posts

A caça aos animais é legal na Alemanha

Karina Finke

Maternidade na Alemanha

Allane Milliane

Jardim-de-infância da floresta na Alemanha (Waldkindergarten)

Bárbara Zimmermann

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação