BrasileirasPeloMundo.com
EUA Nova Iorque

Sobrevivendo ao inverno em Buffalo nos EUA

Buffalo é a segunda maior cidade do estado de Nova Iorque, fica atrás apenas da mesma cidade que leva o nome do estado. Estamos a 6 horas de carro ou ônibus e a apenas 50 minutos de avião de Nova Iorque e o preço das passagens de avião é bem acessível, especialmente se compradas com antecedência.

Apesar de termos quatro estações bem definidas, é o inverno que nos torna famosos! Frio intenso e muita neve podendo se prolongar de outubro a abril. As temperaturas chegam aos -20C no inverno com sensação térmica de até -30C! O acúmulo de neve varia entre 2 e 64 cm entre os meses de outubro e abril com uma média de 240 cm por ano. São dois metros de neve! Essas características colocam Buffalo no mapa das cidades mais frias dos Estados Unidos.

Apesar do frio intenso, a cidade não para durante o inverno. O serviço meteorológico funciona bem, assim nos programamos para enfrentar a neve com segurança.

Tivemos situações extremas como a tempestade de neve em novembro de 2014, com vários serviços cancelados, escolas e aeroportos fechados, pessoas ilhadas e casas isoladas por conta da neve. Excluindo estas situações extremas, tudo funciona normalmente no inverno. Um exemplo disso é o jogo de futebol americano do Buffalo Bills contra o Indianápolis que tivemos aqui em dezembro 2017, com muita neve, muito frio e a galera se divertindo muito!

Os americanos já estão acostumados com essa neve toda, mas para nós, brasileiros, muitas vezes é um choque. Para mim, pelo menos, foi um choque! Nunca tinha visto neve na vida e de repente precisava me locomover e seguir a vida abaixo de zero. No primeiro dia de neve intensa, tive medo de sair sozinha (até hoje rio sozinha quando lembro disso!). Minha bota não era das melhores por pura falta de conhecimento. Saí de casa atrasada, tentei andar depressa para pegar o ônibus do condomínio e cai na neve. Depois desse (e de outros) tombos, pé congelando e nariz sangrando pelo vento frio, aprendi algumas dicas para sobreviver ao inverno de Buffalo.

Dica 1 – Estilo Cebola

A primeira dica que aprendi foi me vestir no estilo cebola, ou seja, colocar várias camadas de roupa. Tem um texto ótimo da Vânia Romão aqui no BPM que dá dicas sobre isso e tem até foto! Precisamos de várias camadas de roupa para bloquear o frio causado não só pela neve, mas pelo vento.

Acrescentando ao texto da Vânia, diria que nos EUA é fácil encontrar roupas térmicas para camada-base no Walmart, Amazon e farmácias como a Walgreens e CVS. Os casacos e botas também podem ser comprados no Walmart e Amazon além de lojas como a Burlington que têm diversas marcas famosas com preço acessível.

Outra dica de sobrevivência é hidratação: usar hidratantes no corpo, nas mãos, lábios e consumir bastante líquido. Usar filtro solar, luvas, gorros e óculos de sol também é muito importante!

Dica 2 – Armazene comida em casa

Sempre vi aquelas filas enormes nos supermercados em filmes americanos sobre furacão ou tornado. Com nevasca é a mesma coisa. Basta anunciarem na TV para as pessoas se anteciparem nas compras de alimentos e líquidos para o caso de ficarem ilhados pela neve.

Na nevasca de 2014, passei quase duas horas na fila do supermercado comprando extras para armazenar, incluindo alimentos, sucos etc. Enfrentar essa fila foi uma ótima decisão, porque fiquei 3 dias sem conseguir sair de casa por conta da neve. O que aprendi? A sempre ter extras em casa, de preferência, alimentos não perecíveis. Faço compras no supermercado toda semana, mas tenho o meu “estoque da neve” a parte que vou renovando regularmente, mantendo tudo dentro da validade e sempre a postos para caso de uma tempestade.

Dica 3 – Cuide do seu carro

Cuidado especial com o carro é essencial para sobreviver ao inverno rigoroso de Buffalo. É preciso ter pneus próprios para neve (dói no bolso, mas é fundamental), ferramentas para remover a neve do para-brisas, retrovisores e vidro traseiro. É legal ter alimento não perecível no carro para o caso de você ficar parada no trânsito. Além disso, ter gasolina no carro é fundamental.

Em 2016, uma nevasca nos pegou desprevenidos aqui em Buffalo, bem na hora da saída do trabalho e horário que as crianças saem da escola. Devido ao grande volume de neve em pouco tempo, as estradas ficaram intransitáveis e centenas de pessoas tiveram que esperar em seus carros por horas até que as equipes pudessem remover a neve e reabrir as estradas. A demora variou entre 2 e 6 horas! Veja só: ficar parado em seu carro, com temperaturas (muito) abaixo de zero, no meio da nevasca (aonde mal dá para ver o carro da frente) por várias horas.

Em uma situação como essa, é preciso manter o carro ligado para não congelar e se o tanque estiver na reserva, você corre risco de ter uma pane seca. Já vi pessoas abandonarem seus carros na via expressa nos engarrafamentos por conta disso. Imagine ter que andar no frio de -20C na neve? Dá agonia só de pensar.

Sobreviver ao inverno em Buffalo fica ainda mais fácil quando se tem amigos ou família. Em 2013, recém-chegada e praticamente sozinha, a nevasca me trouxe tombos e manchas roxas.

Em 2014, já tinha amigos aqui e quando ficamos isolados no condomínio, nos juntamos. Fizemos boneco de neve, cozinhamos, patinamos e nos divertimos juntos. Então, algo “assustador” ficou mais leve!

Apesar dessas situações serem um pouco chatas, eu aprendi a gostar do inverno em Buffalo. A neve deixa a paisagem linda e traz consigo os esportes de inverno e as comidas deliciosas que aquecem o corpo e o coração. Vale a pena visitar as Cataratas, mesmo com toda a neve. A paisagem é inesquecível!

Related posts

Natal no Alasca

Dora Miller

Woodstock, um oásis hippie em Nova Iorque

Michelle Marinho

Racismo e preconceito nos Estados Unidos

Carleara Weiss

10 comentários

bruna Fevereiro 14, 2018 at 3:06 pm

Olá, estou indo estudar em Buffalo em Abril, tem alguma indicação de casa de família para me hospedar?

Resposta
Carleara Weiss Fevereiro 14, 2018 at 7:21 pm

Olá Bruna!
Não tenho indicação sobre casa de família, mas certamente você irá encontrar isso no Craigslist https://buffalo.craigslist.org/ ( casas de família com quartos para alugar ou então pessoas procurando roommate).
Outras opções são os alojamentos para alunos na faculdade (caso você esteja vindo para estudar numa das universidades daqui), ou condomínios residenciais para estudantes. Alguns exemplos – Collegiate Village http://www.collegiatevillagewny.com/ ; Axis 360 http://liveaxis360.com/
Tomara que isto ajude! Bem-vinda a Buffalo!

Resposta
Awilda Maio 9, 2018 at 3:37 am

Good evening… It was great reading your article! I’m here in Buffalo visiting my daughter … she was born in Brazil and I wanted to make some Brazilian food for her. I wanted to know if you know where I can buy farinha de mandioca to make farofa? I’ve researched it but haven’t come across any place where I can get some. Thank you… have a beautiful night.

Resposta
Carleara Weiss Maio 9, 2018 at 3:37 pm

Hello! It is nice to hear from you! I was told that Wegmans and Trader Joes have Brazilian products under their gluten-free section. I usually find tapioca,pão de queijo, and açai but never found Farinha de mandioca there. Amazon has it though. They also have farofa Yoki. Hope that this is helpful! Thanks for reading 🙂

Resposta
Carlos Janeiro 12, 2019 at 1:55 am

Fui a Buffalo em novembro… Esperei passar um frio de rachar, e acabou não sendo tão complicado.
Peguei um frio no jogo dos Bills, em Orchard Park, mas nada de congelar.
Acho que esse frio todo é lenda, hein… Rsss
Abraços

Resposta
Carleara Weiss Janeiro 12, 2019 at 6:55 pm

Oi Carlos,
Você deu sorte! Que bom que o frio não te atrapalhou. Novembro normalmente não é tão frio, apesar de termos snowstorm perto do Thanksgiving. Janeiro e fevereiro são meses mais frios.
Espero que tenha gostado de Buffalo e aproveitado o jogo!
Abraços!

Resposta
Diego Coutinho Janeiro 31, 2019 at 7:16 pm

Carleara,

Deixo registrado aqui minha admiração. Cientista, ativista e escritora! Temos orgulho de vc.
Um abraço,

Diego (PUB-NY)

Resposta
Carleara Weiss Janeiro 31, 2019 at 8:10 pm

Diego,

Muito obrigada <3 Seu comentário aqueceu o inverno aqui de Buffalo! Estamos juntos nessa trajetória!
Grande abraço,
Carleara

Resposta
Mariana Tissi Janeiro 31, 2019 at 7:28 pm

Carle já havia lido esse texto e vim ler novamente! Para quem nunca viu e sentiu a neve, é um frio que não podemos nem imaginar como é! Mas podemos admirar e é lindo! Se um dia eu sentir o frio daí espero que vc esteja por perto hahaha!

Resposta
Carleara Weiss Janeiro 31, 2019 at 8:12 pm

Mari,
obrigada por ler de novo! Estamos enfrentando o frio extremo, mas não canso de admirar (apesar de não conseguir sair de casa haha).
Torcendo pra você ter a oportunidade de curtir esse frio comigo aqui um dia!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação