BrasileirasPeloMundo.com
Clube do Bolinha EUA

Marco Rabello – Dono do Taste of Brazil Restaurant no Missouri

Marco Rabello – Dono do Taste of Brazil Restaurant no Missouri.

Ser expatriado é um processo longo, para muitos sem fim, e muito doloroso. Dentre os diversos tipos de saudades, como de hábitos, pessoas e clima, está um dos principais: comida! Por isso, é uma felicidade inexplicável encontrar restaurantes brasileiros por onde moramos. Devemos muito a esses empreendedores, não só nosso respeito e admiração, como também gratidão por nos proporcionar o gostinho de “lar”, familiar, que recarrega nossas energias e nos traz a possibilidade de ter um pouquinho dos dois mundos em um só lugar. Assim, para a coluna Clube do Bolinha, o BPM entrevistou o empresário Marco Rabello, dono do Taste of Brazil Restaurant, restaurante brasileiro em Kansas City, no estado de Missouri nos Estados Unidos. Brasileiro, paulista e jogador de vôlei, Marco Rabello veio para o  Missouri em busca de um grande sonho, onde se reinventou como ser humano e se tornou um empreendedor de sucesso.

BPM – Onde você morava no Brasil e onde mora atualmente?

Morava em São Paulo, alternava entre as cidades Guarulhos e Santo André. Desde que me mudei para os Estados Unidos, em 2002, sempre morei em Parkville, no estado de Missouri, além de San Diego, na Califórnia, onde residi por uns meses a trabalho. Em 2007, casei-me com minha esposa Marilyn Rabello e hoje temos duas crianças lindas, Adrian de 11 anos e Adelyn de 8.

BPM – O que fazia no Brasil antes de se mudar para o exterior?

Estava trabalhando em uma equipe de voleibol de Santo André, em São Paulo, era auxiliar técnico desde 2000. Minha carreira de atleta no vôlei começou em 1988, jogando pelo Centro Olímpico em São Paulo e depois por outras equipes como: Guarulhos, Paulistano, Pirelli e Itabira-MG. Encerrei a carreira em Santo André, São Paulo.

Leia Também: Tudo que você precisa saber para morar nos EUA

BPM – O que o motivou a morar em Kansas City?

Sempre tive a curiosidade e vontade de morar nos Estados Unidos. O que me motivou, certamente, foi a oportunidade de voltar a estudar e aprender o inglês, além de jogar voleibol por mais 4 anos.

Tudo aconteceu quando ganhei uma bolsa de 100% para estudar na Park University, em Parkville, no estado de Missouri. Foi uma etapa muito importante na minha vida, pois eu não podia escolher a cidade onde morar; felizmente Missouri me acolheu da melhor maneira possível. Em 2003, ganhamos o primeiro título nacional de voleibol da Universidade. Mais tarde, em 2007, com muita dedicação e sacrifícios, formei-me em Administração de Empresas e Comércio Exterior.

Outros fatores importantes, e extremamente negativos, que influenciaram muito minha decisão, foi a falta de incentivo ao esporte amador brasileiro, a corrupção, a violência, a educação precária, entre outros problemas que o Brasil enfrenta até hoje.

BPM – Fale um pouco sobre o seu negócio e como ele surgiu.

Em 2004, convidei um dos meus melhores amigos, Cristian Maciel a jogar e estudar pela mesma Universidade. Desde então, sempre tivemos ideias futuristas de negócios, através dos anos adquirimos experiência na área de restaurantes e hospitalidade. Taste of Brazil surgiu depois de quase um ano de pesquisas entre 2011 e 2013.

Principais fatores estudados: localização, possíveis competidores diretos, público alvo, demanda, marketing, custo com a produção, de funcionários e manutenção.

Havia uma demanda na cidade de restaurante brasileiro que não fosse churrascaria. Por isso, decidimos abrir um restaurante brasileiro. Em agosto de 2013 abrimos o Taste of Brazil Restaurant, e em 2017 o Taste of Brazil “Food truck”, o qual Cristian gerencia com muito sucesso.

Hoje servimos quase todos os tipos de salgados, sanduíches, pratos à la carte, sobremesas, coco verde e caldo de cana, inclusive temos um bar com vinhos, cervejas e cocktails (dentre eles a nossa famosa caipirinha!).

Previsto para o final de maio de 2019, abriremos o nosso terceiro business, outro restaurante. Porém, esse será no estilo americano, teremos cerca de 10 itens no cardápio, todos com variações de frango. Essa foi uma ideia brilhante do Cristian e que não poderíamos deixar de lado, por isso “Bem-vindo ao Chicken Please“.

BPM – Qual a diferença entre empreender no Brasil e nos Estados Unidos?

Sinceramente, não tenho experiência como empreendedor no Brasil. O que posso dizer, com toda certeza, é que aqui nos Estados Unidos a burocracia para empreender é mais justa de lidar. Tudo acontece dentro de um calendário quase que perfeito, o que não acontece no Brasil.

Aqui nos Estados Unidos existe um incentivo muito grande para empreendedores estrangeiros, contanto que tudo seja feito legalmente e que as taxas sejam pagas regularmente, é claro. Quanto mais empreendedores, mais empregos são gerados para a população.

Leia também: Luciano Brilho do Oh My Gosh Brigadeiros em Miami

 BPM – Quais foram as suas maiores dificuldades para empreender no exterior?

No meu caso, a maior dificuldade que tive foi de introduzir a culinária brasileira para a comunidade local e turistas que não conhecem nossa comida e cultura. Mas como todos sabemos, a maior dificuldade sempre é de manter a qualidade e o serviço para com os clientes. Felizmente, com muito trabalho e sucesso, estamos conseguindo atingir nossos objetivos.

 BPM –  Sente falta do Brasil?

Sinto falta até demais! Tenho saudade dos meus familiares, amigos, das praias e da nossa comida brasileira, especialmente dos diversos pratos típicos que não temos aqui. Mas o engraçado é que quando estou lá, após 10-15 dias não vejo a hora de voltar para cá. Já estou morando aqui há mais de 16 anos, acho que não voltaria a morar no Brasil.

Contudo, hoje em dia tudo está mais fácil, graças à tecnologia a nossa disposição. Acompanho por televisão e internet o que acontece por lá para ficar bem informado. Converso bastante com meus familiares, praticamente toda semana, e com alguns amigos também.

Infelizmente, é triste de dizer que não sinto nenhuma falta da insegurança nas ruas, da desorganização do nosso país e de alguns costumes brasileiros.

BPM – Quais as dicas que você daria para quem tem o sonho de empreender nos Estados Unidos?

Com certeza muita perseverança, e que nunca desista de seus sonhos. Estar longe de seus familiares, amigos e ter que deixar alguns dos prazeres de sua terra natal não é fácil. Diria que para alcançar esses sonhos e objetivos, o domínio da língua inglesa e uma certa experiência na área de negócios ajudariam muito. Entretanto, nada impede que comece do zero, tenho amigos aqui que não tinham diploma ou não falavam inglês fluentemente quando começaram; mas hoje, com muito suor e trabalho conseguiram ser bem sucedidos.

Lembre-se que é de suma importância conhecer a cultura do povo americano, para que você se adapte aos costumes e regras locais. Seja bastante comunicativo com todos e procure sempre conhecer pessoas com influências na sociedade.

Related posts

Preconceito nos Estados Unidos

Carleara Weiss

Trabalho voluntário nos Estados Unidos

Liliane Oliveira

Amor pelos animais

Cecília Bailey

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação