BrasileirasPeloMundo.com
Empregos Pelo Mundo EUA Texas

Como é trabalhar em um escritório nos EUA

Quando me mudei para os Estados Unidos, tirei férias prolongadas até chegar o dia em que tive que voltar ao escritório. Foi um tanto estranho voltar a trabalhar coletivamente. Inicialmente, ensinei português a estrangeiros. Amei! Depois, acrescentei um trabalho meio-período numa boutique de lingerie e finalmente emprego em tempo integral em corporações das quais duas delas estão listadas entre as vinte melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos.

O meu regresso ao trabalho de sol a sol foi um processo longo de ajuste, adaptação, revolta e, finalmente, aceitação da cultura e política de trabalho nas empresas. A estrutura trabalhista norte-americana é imbuída de pragmatismo e valores fundamentados em conquistas sociais. As mulheres já conquistaram muito no campo de trabalho no sentido de se posicionar como profissional e de ser respeitada como tal. A luta continua por igualdade de salários. Por causa da luta de muitas mulheres eu cheguei ao universo de trabalho com o pé direito.

Quando trabalhei em uma empresa local, no Tennessee, percebi que havia uma curiosidade sobre a minha cultura por parte de meus colegas locais, nascidos e crescidos na mesma cidade. Tennessee é um estado ainda muito conservador. Aos poucos, fiz amizade com uma indiana maravilhosa, uma polonesa super crítica e um sueco. Éramos os únicos estrangeiros. Mesmo sendo as únicas “estrelas” por sermos bilíngues ainda assim nos sentíamos estranhos no ninho. E só com o passar do tempo notei que estavam mais a vontade comigo.

O potluck sempre ajudou a quebrar o gelo. E o que é isto? Potluck é um dia programado por empregados de um departamento para celebrar algum evento e cada funcionário leva um prato. Da empresa mais conservadora à mais criativa, todas dão sinal verde para este evento.

Neste período pude aprender um pouquinho sobre contratação, entrevista e benefícios, e quero compartilhar esta informação caso você esteja se mudando para os Estados Unidos ou pretende se mudar. Vou passar uma ideia geral do recrutamento, contratação e ambiente de trabalho.

Sobre recrutamento e contratação

Curriculum ou resume – deve ter apenas uma página e só informações que são relevantes ao cargo desejado.

Eu ensinei português para um executivo. Um dia ele trouxe alguns currículos de candidatos brasileiros. Ele queria minha opinião. Vimos que todos eram super preparados academicamente, mas os currículos eram longos, contendo de 3 a 5 páginas. Então, meu aluno disse que não tinha tempo para ler e adicionou que, embora ele tivesse doutorado e 20 anos de experiência, seu “resume” tem somente uma página.

As entrevistas se dão assim:
1- Inicial, por telefone com o RH.
2- Primeira rodada com futuro gerente e o time.
3- Segunda rodada e final com gerente de área.

Se o candidato passa em todas as entrevistas, a empresa faz uma oferta. O salário oferecido é anual. O pacote de benefícios é padrão, mas algumas empresas incrementam. Abaixo segue uma lista de benefícios básicos:

  • Férias: as empresas oferecem de uma semana a 12 dias de férias, que não incluem fins de semana.
  • Dias de enfermidade (sick days): De acordo com o U.S. Department of Labor, cada trabalhador recebe até 8 dias pagos de enfermidade anualmente.

Planos de saúde

401k é o plano de aposentadoria vinculado a mercado de ações e fundos diversificados. O funcionário seleciona o quanto deseja contribuir e as empresas fazem o chamado match, ou seja, contribuem depositando até 6%.

Obviamente, funcionários que trabalham meio período ou terceirizados terão seus benefícios reduzidos.

Cultura organizacional

Empresas com uma política vertical assumem uma postura mais tradicional ao gerenciar pessoas. Os cargos são bem definidos. Gerentes e diretores têm sua sala separada. O crachá mostra foto, nome e cargo. Dress code (vestuário aceitável) deve ser seguido. Geralmente o casual day é na sexta-feira, quando é permitido vestir calça jeans.

Enquanto isso, as empresas com política administrativa horizontal são mais flexíveis. Há líderes, mas não tem cargo de supervisor, gerente ou diretor. O crachá mostra somente a foto e o nome sem sobrenome. Chefes não têm uma sala, tem um cubículo junto ao seu time. “Dress code” praticamente não existe. Pode vestir-se como quiser desde que seja confortável.

Do’s & Don’ts

Do

  • Seja direto na comunicação. Latinos apreciam explicar a responder objetivamente. Portanto, se alguém quer uma resposta sim ou não, responda sim ou não.
  • Ligue para o telefone indicado pelo RH se precisar reportar sua ausência por motivo de doença.

Don’t

  • Não discuta sobre religião.
  •  Não se refira a uma pessoa usando uma característica física da pessoa como: aquela baixinha, o gordinho de óculos.

Cuidado! Elogiar um/uma colega de trabalho por suas pernas torneadas ou seu porte atlético é assédio. Presenciei um brasileiro paquerando insistentemente uma garota que educadamente lhe disse que tinha namorado. Ela reportou a chefia. Ele insistiu mais um pouco. A menina reportou ao RH e ele foi convidado a se retirar imediatamente da empresa. Ser gentil é bem visto e envolve cumprimentar a todos, abrir a porta e deixar a mulher passar. Isto é apreciado. Ser cortejador, não.

Minha experiência profissional se transformou. Escassez de férias ou barreiras culturais nem sempre é fácil mas me tornei mais prática, gosto da diversidade, ouvir diferentes idiomas, dos recursos e tecnologia. O cotidiano na empresa se transforma em mais uma experiência antropológica.

IMG_0920

Related posts

5 coisas que muita gente pensa quando moramos fora

Liliane Oliveira

Entrevista com empreendedores brasileiros em Nova Iorque

Debora L. Juneck

Como economizar morando nos EUA

Livia Zillo

17 comentários

Isabel Outubro 2, 2016 at 10:44 am

Adorei o post! Mto bem descrito!
Obrigada! Estou planejando com meu esposo e filha pequena de irmos em busca do nosso sonho, que é morar nos EUA. Mto bom ouvir experiências d quem já está inserido no mercado de trabalho deles!

Resposta
Alessandra Ferreira Outubro 10, 2016 at 11:45 pm

Fico feliz que o post ajudou. Obrigada pelo comentario. Boa sorte para você e sua familia.

Resposta
Vilmara Outubro 6, 2016 at 3:00 pm

Alessandra, muito bacana a sua experiência.
Você poderia deixar seu email?

Obrigada

Resposta
Alessandra Ferreira Novembro 24, 2017 at 4:10 am

Oi Vilmara! Podemos trocar mais informações. Por favor, deixe o seu email. Obrigada.

Resposta
Tânia Valente Março 31, 2017 at 10:45 am

Parabéns Amiga! Muito bons os artigos! Muitas informações!

Resposta
Liana L. Março 31, 2017 at 11:49 am

Amei seu post Alessandra! Estou terminando minha faculdade em NY (agora em Dezembro/2017) e estou super nervosa procurando emprego. Vc já tinha gc/ cidadania quando conseguiu seu emprego? Ou vc conseguiu pelo OPT/h1-b?

No meu caso, tenho o visto f-1 e meu tempo aqui (inclusive para achar emprego) e bem limitado.

Você se importaria de me mandar seu e-mail? Muito obrigada novamente!

-Liana

Resposta
Gisele Sarian. Novembro 22, 2017 at 7:32 am

Olá, pessoal.

Que bacana seu trabalho, Alessandra!

Sou designer gráfica, gostaria de trabalhar nos EUA, porém tenho algumas características pessoais que tenho que levar em conta:-)

Assim como a Liana, gostaria de conversar um pouquinho mais, se possível.

Abraços, sucesso!

Resposta
Alessandra Ferreira Novembro 24, 2017 at 4:08 am

Oi Gisele! Podemos trocar mais informações. Por favor, qual é o seu email?

Resposta
Isis Müller Janeiro 10, 2018 at 8:01 pm

Alessandra, eu sou apaixonada pelos seus textos, e agora que já me sinto mais familiar, preciso de ajuda! HAHAH Sou formada em história e irei dar inicio a minha pós graduação, porém sou completamente infeliz no Brasil, e a cada dia fico mais sem expectativas. Poderíamos conversar? [email protected]

Resposta
Alessandra Ferreira Janeiro 11, 2018 at 1:38 pm

Olá Isis! Já te mandei uma mensagem. Um abraço, Alessandra

Resposta
Beatriz Prado Fevereiro 6, 2018 at 9:59 pm

olá Alessandra!
Adorei seu relato! tenho 18 anos, e meu sonho é morar/trabalhar nos EUA! Mas tenho muito medo de nao conseguir e estou muito perdida rs
Poderíamos conversar? [email protected]

Resposta
Alessandra Ferreira Fevereiro 14, 2018 at 3:16 pm

Oi Beatriz! Eu ja te mandei um email. Espero que tenha recebido.

Resposta
Polyana Compagnoni Maio 16, 2018 at 2:33 am

Olá!

Eu estou nos EUA atualmente com o programa aupair. Sou formada em Administração pela UTFPR, meu diploma já foi validado pela WES e 100% aceito para trabalhar nos EUA e já fiz cover letter e Resume. Meu visto vai acabar em Fevereiro e pretendo achar um emprego na area aqui, porém estou meio confusa e não encontrando muitas oportunidades. Para conseguir um visto de trabalho nos EUA eu preciso ter um Sponsor? Como você fez para conseguir um trabalho no escritório aqui? Poderia me dar umas dicas?

Obrigada.

Resposta
Alessandra Ferreira Maio 17, 2018 at 7:51 pm

Olá,
Boas perguntas Polyana. Infelizmente este assunto de vistos nāo domino bem. Mas, até onde eu sei, um sponsor precisa justificar porque precisa te contratar. Se você estudar numa universidade, você pode trabalhar lá. Nao sei quais são outras opções. Acredito que voluntariar em negócios locais pode abrir portas para que veja como funcionam os negócios e fazer novas amizades. No meu caso foi um pouco diferente, eu tenho autorização para trabalhar e morar aqui devido ao meu casamento. Gostaria de te dar mais informações mas acho que o ideal é consultar um advogado ou mentor na sua escola. Boa sorte e tudo e bom!

Resposta
Rayssa Agosto 7, 2018 at 7:18 pm

Que texto maravilhoso.
Tenho várias dúvidas quanto a allicar um emprego no EUA.
se você puder me ajudar, esse é meu email: [email protected]

Resposta
Marla Aparecida Ferreira Costa Janeiro 23, 2019 at 12:12 pm

Alessandra Ferreira, estou querendo umas dicas, penso muito em ir trabalhar no EUA. Estou me formando em RH agora no meio do ano e gostaria de dicas, e opiniões.

Resposta
Alessandra Ferreira Janeiro 23, 2019 at 4:46 pm

Olá Marla, a minha dica é que você se informe sobre visto de trabalho ou o que você precisa fazer para morar nos EUA. A outra dica é que você leia muito sobre o que morar nos EUA. Aqui no BPM temos bons textos, super informativos que vão te ajudar muito. Sugiro que comece pelos seguintes textos: Dicas para imigrar para os EUA da Renata Colazo, Dicas para deixar seu currículo mais atrativo da Roberta Caraco, Consiga uma vaga nas melhores empresas para trabalhar nos EUA da Letícia Cavalcante, Visto para morar nos EUA texto da nossa fundadora Ann Moeller e Dores e Delícias de morar no exterior, um texto meu bem antigo mas ainda válido. Acho que lendo estes textos já é um bom começo. Espero que isto te ajude a traçar uma meta e elaborar um plano de ação.
Boa sorte na sua busca e que seja a melhor para você.
Abraços, Alessandra

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação