BrasileirasPeloMundo.com
EUA Texas Trabalho Voluntário Pelo Mundo

Trabalho voluntário nos EUA

Trabalho voluntário nos EUA.

Vou ser honesta: quando morava no Brasil nunca me envolvi em trabalho voluntário e nem pensava no assunto. Eu apenas me envolvia para ajudar amigos que estavam com algum problema.

Quando morei no estado do Tennessee –  que leva o lema de “estado voluntário” – foi impossível não me envolver em algum projeto filantrópico. Comecei voluntariando na Human Society. Para quem desconhece, esta organização funciona como uma ONG que resgata animais abandonados. Esses animais, geralmente domésticos, são tratados e medicados e depois colocados para adoção. Fui voluntária lá por aproximadamente um ano.

Mia e Mimi foram adotadas na Human Society
Mia e Mimi foram adotadas na Human Society. Foto: Arquivo pessoal.

Nos últimos anos se fala mais em voluntariar porque muitas pessoas estão tendo mais dificuldades para colaborar doando dinheiro ou por outras razões. Há empresas que oferecem programas de incentivo ao trabalho voluntário. Estas permitem que um funcionário use algumas horas de seu trabalho para servir uma organização filantrópica da comunidade.

Para o indivíduo que deseje voluntariar nos Estados Unidos, as organizações filantrópicas vão pedir documento de identificação como: carteira de motorista, passaporte, green card. Porém, teatros ou programas de curta duração provavelmente aceitam vistos de estudante ou turista.

Uma amiga minha, que é estudante na França, veio estudar inglês por 1 mês aqui nos Estados Unidos. Sugeri o mesmo, um trabalho voluntário como um complemento a suas aulas. Ela conseguiu um trabalho como auxiliar de costureira de fantasias num teatro infantil. Ela adorou e o elenco parece que gostou muito da “costureira” brasileira que falava inglês com sotaque francês.

Numa visão mais globalizada: quais são os benefícios que você ganha no trabalho voluntário?

Vou listar abaixo somente 8 razões para você considerar:

1. Melhorar o seu inglês
Pode-se viver tranquilamente nos Estados Unidos sem falar inglês. Se você fala um pouco de espanhol já ajuda nos Estados do Texas, Flórida ou Califórnia. Porém, haverá muitas limitações e um certo isolamento.

2. Criar o seu networking e uma futura referência
Lançar seu perfil no Linkedin e falar de sua experiência profissional abre portas. Mencionar que você já voluntariou ou que o faz atualmente, pode indicar que você tem senso de colaboração e pode trabalhar bem em equipe. As empresas de tecnologia dão muito valor aos candidatos que mostram essa característica.

3. Fazer novas amizades
Conhecer pessoas fora do seu círculo de brasileiros também pode ser uma experiência inovadora.

4. Se inteirar de serviços da comunidade que você mesmo pode se beneficiar futuramente.
Há muitos profissionais que prestam serviços pro bono, ou seja, gratuitos como advogados recém-formados.

5. Ampliar a sua visão sobre o outro e suas necessidades.
Há inúmeras organizações filantrópicas que ajudam grupos diversificados. É essencial fazer uma pesquisa das organizações locais e visitá-las.

6. Voluntariar ajuda no seu desenvolvimento espiritual
Qualquer que seja a sua crença espiritual ou religiosa, ajudar o próximo é sempre benéfico na escala da sua evolução comunitária.

7. Descobrir uma nova causa
Se você ainda não tem uma causa, esta é uma oportunidade de descobrir algo interessante.

Por isso, vou me demorar um pouco aqui.
Um dia minha professora de espanhol me perguntou se eu queria participar de uma peça teatral, Monólogos da Vagina. Eu já tinha ouvido falar sobre esta peça, mas até então não tinha nem curiosidade de saber do que se tratava. Afinal com um título desses, já se sabe tudo, né?! Aprendi que esta obra teatral e internacional – caracterizada como comédia – na verdade é educacional e foi baseada em conversações da autora com mulheres que, assim como ela, sofreram algum tipo de abuso. Esta obra de 20 anos de idade, é interpretada por voluntários todos os anos de fevereiro a abril. Isto contribui para a continuação do movimento V-Day. Este movimento angaria fundos para organizações que ajudam mulheres vítimas de abuso sexual, físico, violência doméstica e tráfico humano.

Depois de participar nesta obra, comecei a voluntariar para uma organização que ajuda estas vítimas. Além de desmistificar minha ideia pré-concebida de relacionamentos, isto transformou a minha visão sobre a mulher e as diversas cobranças sociais e, também, injustiças que sofremos desde meninas e nem percebemos. Acho que, esta experiência me humanizou ao ver que muitas outras pessoas ao redor do mundo estão em situação muito precária. Voltava para casa agradecida pela minha vida. Enfim, esta se tornou a minha causa e deixou de ser simplesmente um trabalho voluntário. Hoje é um prazer. Eu quero contribuir mais e ver todas as mulheres receberem o devido respeito, no mínimo.

7. Aprender algo novo

Tenha coragem e curiosidade. Aventure-se a fazer uma atividade completamente diferente. De repente, existe alguma coisa especial que você sempre quis fazer mas nunca pôde ou se permitiu.

8. Ajudar a combater a depressão
Sim. É verdade. Voluntariar ajuda a combater a depressão. Há vários estudos sobre isso. Quando um indivíduo trabalha, ajuda ou colabora sem remuneração, gera menos expectativas, e, portanto, menos ansiedade. O nível de autodefesa ou preocupação diminui quando temos que olhar para outras pessoas menos afortunadas.

Um estudo realizado na Carnegie Mellon University constatou que, pessoas de 50 anos ou mais, que voluntariaram regularmente estão menos propensas a ter pressão alta. Portanto, há inúmeros meios de ajudar através do serviço voluntário.

Onde voluntariar?
Sugiro fazer uma pesquisa na internet, conversar com pessoas de sua comunidade, seja na igreja ou escola e se informar sobre os serviços disponíveis.

Logo abaixo estão os links desta matéria, para saber um pouco mais. Quem sabe você não se identifique com alguma causa e comece a voluntariar.

YMCA

V-Day

Mother Teresa

Related posts

EUA – Vem chegando o verão

Flávia Cesário

Diferenças entre Estados Unidos e Holanda

Paula Dalcin Martins

O que fazer com mil dólares em Portland nos EUA

Lorena Nascimento

1 comentário

Edson Luiz Montibeller Abril 4, 2018 at 10:59 pm

Boa noite, fiz trabalho voluntário na Escócia durante um ano e após isso retornei ao Brasil agora tenho a oportunidade de fazer um trabalho
Voluntário nos Estados Unidos, porém preciso ir na entrevista e convencê-los. Minha pergunta è, existe alguma possibilidade de aceitarem e concederem o visto para voluntariar? Vc conhece alguém que esteja voluntária do com visto de turista ?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação