Tradições da Páscoa na Polônia

0
350
Advertisement

Tradições da Páscoa na Polônia.

O primeiro sinal de que a Páscoa está perto aqui na Polônia é quando chega a Quinta-Feira Gorda (Tłusty Czwartek) que acontece na última quinta-feira antes da Quaresma. Nesse dia temos que comer pelo menos um sonho (pączek) para ter sorte no resto do ano. Pessoas que fazem dieta deixam a dieta de lado e comem pelo menos um, as filas das doceiras mais famosas são enormes, nas empresas sempre tem sonhos para os funcionários, qualquer casa que você for terá e você não poderá fazer desfeita e não aceitar essa guloseima.

No final do dia, todo mundo contabiliza quantos sonhos comeram e sempre tem um campeão. Entre meus amigos o vencedor comeu 12 sonhos nesse ano!!!

A Quaresma é o tempo onde nos preparamos para a ressurreição de Cristo e os mais religiosos fazem jejum. Cada pessoa escolhe a sua privação, os mais comuns são os jejuns de bebidas alcoólicas e doces, mas pode ser qualquer coisa que proporcione prazer. A Quaresma é um período de reflexão espiritual, onde agradecemos, pedimos e recordamos os sofrimentos que Jesus passou até ser crucificado.

Quanto mais perto da Páscoa, maior é a arrumação que acontece nas casas. A Páscoa geralmente vem com o começo da primavera e por esse motivo, as casas passam por uma enorme limpeza e arrumação, as coisas pesadas de inverno são guardadas e a decoração de Páscoa surge.

Assim como em qualquer lugar que celebre a Páscoa, a Semana Santa começa no Domingo de Ramos, que relembra a chegada de Cristo em Jerusalém. O Domingo de Ramos (Niedziela Palmowa) é um dia muito importante e as igrejas ficam cheias, todos levam seus “ramos” para benzer e depois guardam para proteção família e da casa.

Os ramos aqui na Polônia são uma atração a parte, como antigamente era muito difícil encontrar palmeiras, os poloneses criaram seu próprio ramo para levar na igreja, eles parecem buquês finos, verticais e altos, são decoradas com muitas fitas e flores secas coloridas, de acordo com tradição ramos de salgueiro devem estar presentes. Em algumas regiões existem competições do ramo mais alto e mais bonito. Quem não souber fazer seu ramo, não precisa ficar triste! Podemos comprá-los prontos na frente das igrejas, banquinhas de flores e até no mercado.

Fonte: Pixabay.

Na Sexta-Feira Santa, muitas famílias participam da procissão da Via Sacra e o jejum de carnes é feito pela grande maioria.

O Sábado de Aleluia é um dia muito esperado, pois levamos nossa cesta de alimentos (święconka) para benzer nas igrejas. Essa tradição polonesa tem origem pagã, mas foi acolhida pela igreja católica. O conteúdo das cestinhas pode ser variado e mudar de região para região, mas não podem ficar de fora: os ovos, pão, embutido, sal, pimenta, um cordeiro (muito comum ser feito de manteiga ou açúcar), raiz forte e bolo. Os alimentos benzidos serão consumidos no café da manhã no Domingo de Páscoa e cada alimento na cesta tem seu significado:

  • Pão: um dos símbolos mais importantes do cristianismo representa o Corpo de Cristo, garante prosperidade.
  • Embutidos: o mais usado é a linguiça símbolo de saúde e fertilidade.
  • Sal: simboliza a verdade e purificação, na cesta vai afastar o mal.
  • Pimenta: é uma referência as ervas amargas.
  • Raiz forte: simboliza a força e vai nos trazer saúde.
  • Cordeiro: simboliza o Cristo ressuscitado. O Cordeiro com uma bandeira vermelha e uma cruz simboliza o Cristo triunfando, a vitória da vida sobre a morte.
  • Bolo: simboliza habilidade e perfeição.
  • Ovo: simboliza a vida. Está relacionado com a fertilidade, nascimento, renascimento e a ressurreição.

Esses são os 7 itens que não podem faltar, mas existem muitos outros que podem ser colocados, como queijo, chocolate e vinagre. Hoje em dia o coelho também se faz presente, seja de açúcar, chocolate, marzipã ou decorativo.

Leia também: Páscoa na Bulgária e Páscoa na Grécia

No domingo de Páscoa, as famílias participam da missa logo cedo e depois seguem para casa onde vão tomar o café da manhã que vai durar por algumas horas, os alimentos que foram benzidos no dia anterior serão os primeiros a serem consumidos e a quantidade de comida é enorme. É um dia alegre e de confraternização.

Aqui não temos aquela enorme quantidade de ovos de chocolate, não é impossível achar, mas o mais comum é dar para as crianças chocolate em formato de coelhos, galinhas, ovelhas e ovinhos pequenos.

A segunda-feira é feriado nacional, é o segundo dia de Páscoa e os poloneses associam esse dia com jogar água nas outras pessoas, esse costume também tem raízes pagãs e simboliza a limpeza da sujeira de inverno e o renascer da natureza na primavera.

Acreditava-se que as moças mais encharcadas tinham mais chances de se casar. Hoje em dia conhecemos esse costume como Śmigus-dyngus, mas antes eram dois costumes separados. Śmigus consistia num chicoteamento de brincadeirinha nas pernas com galhos de salgueiro e jogar água gelada nas pessoas. E o Dyngus consistia em “comprar” para não ser molhado e chicoteado, o pagamento era feito com qualquer alimento que esteve presente na mesa do Domingo de Páscoa.

Por causa do Śmigus-dyngus, os mercados e lojas de brinquedos ficam cheios de arminhas de água, bexigas especiais, etc. Só que como não é uma época muito quente, a maioria das pessoas não gosta de levar um balde de água fria na cabeça, por causa disso, em Varsóvia, por exemplo, existe uma multa para quem molhar outra pessoa sem consentimento, ano passado o valor girou em torno de 500 PLN.

O número de tradições e costumes relacionados com a Páscoa é enorme e vai mudando de região para região.

Para terminar eu não poderia deixar de falar sobre a tradição de pintar ovos para a Páscoa. É a parte que a criançada mais gosta e espera ansiosamente. Apesar de muitas pessoas falarem que a pintura dos ovos só acontece no Sábado de Aleluia, não é bem assim! A pintura dos ovos acontece quando você quiser.

Logo após o Carnaval nas lojas começam a aparecer vários apetrechos para confecção dos ovinhos, tintas, colas, adesivos, tem de tudo. Mas de onde surgiu essa tradição? Nas crenças eslavas o ovo tinha um significado muito importante, simbolizava o início de uma nova vida. No geral chamamos os ovos pintados de Pisanki, mas existem diferentes técnicas entre eles:

  • Pisanki: os desenhos são feitos com cera quente, quando a cera está seca, o ovo é mergulhado no corante.
  • Kraszanki: o nome vem da palavra “krasić” que significa tingimento, os ovos são cozidos na água com cascas de cebola, casca de noz, casca de carvalho, casca de beterraba, casca de macieira entre outras coisas
  • Drapanki: usamos os ovos tingidos, kraszanki, e fazemos desenhos raspando alguma ferramenta afiada.
  • Oklejanki: os desenhos são feitos com colagem de papel, lãs, fios de junco coloridos.
  • Nalepianki: são ovos decorados com recortes de papeis coloridos.

Espero que vocês tenham gostado! Feliz Páscoa!!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.