BrasileirasPeloMundo.com
Holanda Transporte Público Pelo Mundo

Transporte público em Amsterdã

Transporte Público em Amsterdã.

Todo mundo sabe que na Holanda o negócio é andar de bicicleta. Elas estão por toda parte e, às vezes, parece que tem mais bicicletas por aqui do que pessoas (o que é verdade!). Mas, você pode preferir deixar a magrela de lado e se locomover de outros jeitos. Seja porque é longe, porque o clima não está dos mais favoráveis (300 dias por ano! – risos), porque pedalar não é o seu forte ou em razão de qualquer outro motivo.

E o transporte público em Amsterdã funciona super bem (apesar de não ser barato, como eu já comentei nesse post)! Aqui você tem a opção de pegar tram (bonde), ônibus, metrô ou trem usando um mesmo cartão, que funciona como o bilhete único que temos em várias partes do Brasil: o OV-chipkaart. Mas a diferença é que você não paga pelo “bilhete” e sim pela distância percorrida.

Toda vez que você entra num transporte público, você faz check-in na catraca ou em totens e faz o seu trajeto (não são todas as estações de trem que tem catracas, então fique atento, porque tem bastante fiscalização e é fácil você passar “sem querer” por um toten e esquecer de fazer o check-in). Na hora de sair do veículo (se for bonde ou ônibus) ou da estação (se for metrô ou trem) você faz check-out com o seu cartão e ele já calcula automaticamente quanto debitar do seu saldo.

Parece fácil, né? Mas tem várias opções de “produtos” pra você escolher e, já que é assim, dividi os tipos de bilhetes entre aqueles que eu considero as melhores escolhas pra turistas e os que são as melhores opções pra moradores.

Leia também: Transporte público em Viena

Turistas

O OV-chipkaart pode ser pessoal (amarelo, com sua foto e dados pessoais) ou anônimo (azul, sem identificação) e ambos custam 7,50 €. O problema é que esse valor não é revertido em créditos, então se você vier passar alguns poucos dias em Amsterdã, não compensa ter o seu.

Lógico que tudo vai depender do quanto você está a fim de andar (na minha opinião, o melhor de Amsterdã você conhece se perdendo pela cidade) e o quanto prefere pegar algum tipo de transporte. Se você estiver hospedado mais perto do centro e preferir fazer a maior parte das coisas a pé, eu te recomendo pagar individualmente por cada viagem (só fique atento, porque os trans e ônibus a partir do final de maio não aceitam mais dinheiro, apenas cartão de débito).

Agora, se você for depender bastante do transporte público, minha recomendação é esse cartão aqui, que te dá direito a viagens ilimitadas na rede de transporte, dentro de Amsterdã, por 1, 2 ou 3 dias.

Nesse outro post, você pode ler mais sobre outras opções de passagens para o transporte público na Holanda.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

Moradores

No seu caso, eu compraria a versão pessoal do OV-chipkaart, que é vendida no site da NS por 7,50 €. E você pode já adicionar alguns “produtos” a ele, dependendo do uso que você for ter.

Eu, por exemplo, quando cheguei, como morava em uma cidade e estudava em outra, decidi pegar o Dal Voordeel, que custa 50 € por ano (fique atento porque, às vezes, rolam umas boas promoções no site da NS) e dá 40% de desconto nas viagens fora do horário de pico, além de estender esse benefício para até outras 3 pessoas viajando com você e comprando ele o seu OV-chipkaart sai de graça.

Uma outra boa escolha é o Weekend Vrij, que tem os mesmos benefícios do Dal Voordeel e ainda te permite viajar de graça durante os finais de semana, pelo preço de 33 € por mês. Eu particularmente acho o Dal Voordeel mais vantajoso, mais aí varia muito do seu uso.

Claro que só chegando é que você vai identificar o seu padrão de consumo, mas, no meu caso, o meu Dal Voordeel se pagou em menos de 2 meses de uso.

Tá, isso tudo é lindo, mas como raios você vai saber horários e qual transporte pegar pra chegar do ponto A ao ponto B? Bom, eu uso dois aplicativos que recomendo que você baixe para se locomover mais facilmente por aqui: o 9292, que reúne todos os transportes possíveis na Holanda e ainda indica o horário que você precisa sair de casa pra pegar cada um deles; e o NS Reisplanner Xtra da NS que é focado nos trens e dá informações sobre cancelamentos e atrasos com razoável precisão (deixei os links para ambos no final do texto).

Com esses dois, você se vira tranquilamente por aqui e evita vender um rim pra pagar por táxis na cidade. Só fique atento porque ambos precisam de internet pra funcionar.

OV-chipkaart – Onde comprar?

Nos balcões de atendimento da NS (versão anônima) e no site (versão pessoal).

Saldos mínimos

Cartão anônimo/pessoal: 20 € para viagens de trem / 4 € para viagens de bonde, ônibus ou metrô.

Cartão pessoal com produtos como Dal Voordeel ou Weekend Vrij: 10 € para viagens de trem / 4 € para viagens de bonde, ônibus ou metrô.

Reembolso

Você pode pedir reembolso do saldo restante do seu OV-chipkaart nos balcões de atendimento da NS ou transferir saldo de um cartão para outro.

Horários de pico

Dias úteis entre 6h30 e 9h00 e entre 16h00 e 18h30.

Aplicativos

9292 – App Store / Google Play

NS Reisplanner Xtra – App Store / Google Play

Related posts

Sistema de ensino holandês

Melissa Alfeu

Como é o transporte público em Londres

Natália Rodrigues

Transporte público na Noruega

Michele Silva

4 comentários

Gislaine Abril 25, 2018 at 6:31 pm

Giovanna
Tudo bom?
Adorei a dica sobre transporte em Amsterdã, esse país esta em uma nova geração , possui até aplicativo para ajudar a população a se locomover.
O Brasil precisa melhorar e muito rsrs.
beijos

Resposta
Giovanna Prata Abril 29, 2018 at 7:50 pm

Oi, Gislaine, que bom que gostou 🙂
Acho que o que ajuda aqui é o trânsito ser mais previsível, nunca peguei grandes engarrafamentos no ônibus, mesmo em horário de pico, então fica mais fácil você se programar através do aplicativo. Mas os atrasos também acontecem aqui e a cidade ajuda muito quem quer se locomover de bicicleta, eu só pego transporte público pra trabalhar quando o clima está ruim (o que acontece em média metade dos dias hahahaha).
Beijos!

Resposta
mikael Maio 3, 2018 at 9:07 pm

Olá, muito bom seu post, eu consegui realizar todo esse processo recentemente aqui na Holanda e estou a espera do cartão chegar.. Antes do cartão chegar somente com a estampa no passaporte eu poderia ir para o Brasil ? Quanto tempo é estimado para a chegada do cartão ? e assim que chegar eu poderia ir ao Brasil quando quiser ?

Obrigado pela atenção .. !

Resposta
Giovanna Prata Maio 4, 2018 at 7:17 am

Oi, Mikael, obrigada 🙂
O cartão que eu menciono no texto é para o transporte público de Amsterdam, não tem nenhuma relação com o passaporte. Mas se você estiver falando do visto, sim, se o selo no seu passaporte estiver dentro da validade, você pode ir e voltar tranquilamente do Brasil. O meu visto levou pouco mais de 2 meses pra ficar pronto depois que eu apresentei todos os documentos de esposa de cidadão europeu, mas eles dão um prazo máximo de até 6 meses.
Espero ter ajudado!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação