BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Transporte Público Pelo Mundo

Transporte público em Berlim

Queridos turistas em Berlim e novos moradores da cidade que ainda não sabem alemão, sintam-se abraçados. Eu entendo perfeitamente a expressão de ponto de interrogação em seus rostos quando tento explicar como se vai da Alexanderplatz para a Warschauerstrasse. Por isso, decidi criar este texto e explicar como tudo funciona por aqui, mas já digo de antemão, não tenho como mudar os nomes complicados das estações berlinenses…

Tipos de transporte

Existem cinco tipos de transporte que você pode usar dentro de Berlim:

U-Bahn – Metrô

S-Bahn – Trem

Tram – Bonde

Bus – Ônibus

RER – Trem intermunicipal

A companhia de transportes berlinense chama-se BVG e, apesar de não ser a empresa para todos os serviços que tem na cidade, a passagem é a mesma e tem o mesmo valor. É um ticket unificado para tudo. Por exemplo, vamos dizer que você comprou um ticket dentro da estação de metrô e decidiu pegar um RER para um caminho dentro da cidade, você poderá continuar usando o mesmo ticket.

Como o RER dá acesso à outras cidades, caso você deseje fazer um trajeto fora de Berlim, aí sim, terá que pagar um preço diferenciado contabilizando o trajeto intermunicipal. A própria máquina de compra de passagens já vai calcular o preço para você.

Zonas berlinenses

Na hora de comprar o ticket é preciso saber em qual zona está e para qual vai. Berlim é dividida em 3 zonas: A, B e C. Nos mapas do metrô e em muitos pontos de ônibus e/ou bonde está determinado tanto as estações quanto com as zonas em que elas estão. Se quiser ver o mapa, é só clicar aqui.

Praticamente todos os pontos turísticos da cidade se encontram nas zonas A e B que têm as tarifas mais em conta. A zona C é usada por turistas que desembarcam no aeroporto mais afastado da cidade – Schönenfeld –, e caso você esteja lendo este texto num futuro em que finalmente o novo aeroporto foi inaugurado, vai ser também necessário um ticket da zona C para sair dele. Esses tickets são vendidos assim: AB, BC e ABC.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Custos da passagem

Atenção! Este texto foi escrito em janeiro de 2017 e, por isso, pode estar desatualizado. É possível verificar as tarifas antes da sua viagem acessando o site bvg.de

Existem diversas condições de passagens e vou começar primeiro com as mais interessantes para turistas:

Berliner Card

Provavelmente você se deparará com propagandas ou ofertas desse cartão. Ele te dá direito a usar o transporte de Berlim e ainda descontos em diversos museus e restaurantes. Também tem um Berliner card onde é possível acessar mais de 100 museus por um tempo determinado sem ter que pagar a mais.

Porém, fique atento à exatamente quanto tempo você passará na cidade e quantos desses museus e restaurantes realmente pretende visitar porque, para quem quer mais bater perna do que visitar museus ou para quem vai passar poucos dias, não compensa. Se quiser conhecer melhor os benefícios e os preços, você pode acessar o site.

Ticket de grupo

Esse ticket serve para 5 pessoas e vale até às 3 horas da manhã do dia seguinte. É possível utilizar em qualquer tipo de veículo, e o custo para a zona AB é de 19,90 euros.

Ticket individual para 1 dia – Tageskarte

Essa tarifa é válida por um dia inteiro para 1 adulto e até 3 crianças com idades entre 6 e 14 anos (crianças com idade abaixo de 6 anos não pagam transporte público). Assim como qualquer outro ticket, só é contado o tempo a partir da validação até às 3 horas da manhã do dia seguinte, e o custo é de 7 euros por pessoa.

Ticket individual para 1 semana

Como dito, o tempo começa a contar a partir do momento da validação e dura por 7 dias consecutivos, sendo que no 7º dia é só até às 24 horas. Custa em torno de 30 euros.

Ticket individual só de ida – Einzelfahrschein

Válido para 1 pessoa, com trajeto em apenas uma direção, por até 2 horas; essa tarifa é a mais usada por quem somente pegará 1 trecho e depois fará o resto do caminho com uma bicicleta alugada ou a pé.

O mais importante é saber que ele pode ser usado para qualquer caminho durante as horas de validade, porém, nenhum que vá de volta para o ponto de onde começou a jornada. A passagem para as zonas AB custam 2,80 euros, enquanto, a das zonas ABC custam 3,40 euros.

Ticket de distâncias curtas – Kurzstrecke

Se é preciso fazer um caminho de apenas 3 estações de metrô, trem e/ou bonde, essa é a opção mais barata. Caso esteja usando ônibus, você pode parar em até 6 paradas depois do ponto de partida. Para a zona AB o preço é de 1,70 euros.

Ticket do mês – Monatskarte

É preciso escolher, na máquina de compra, as zonas que pretende andar por todo o mês e o dia de início da passagem. A duração é de 30 dias, pode levar até 2 crianças como acompanhantes se as idades forem até 14 anos e, após às 20 horas, mais 1 adulto também.

Essa é uma das melhores opções para quem trabalha, e o preço vive mudando, mas você pode contar com algo em torno de 80 euros ou mais por mês para as zonas AB.

Tarifas especiais

Ainda existem tarifas reduzidas para estudantes ou desempregados inscritos no programa de ajuda de custos do governo. Nesses casos é preciso ter uma carteirinha de identificação, além do ticket. Para ter esses benefícios, as próprias escolas e universidades ensinam como fazer o procedimento bem como o Jobcenter no caso dos desempregados.

Existe também uma opção de passagem para 1 ano, que é possível comprar em guichês da BVG e, agora está sendo implementada a compra de tickets por App em qualquer smartphone, mas sinceramente eu nunca usei e fico pensando que se eu deixar o celular sem bateria (como sempre faço), ferrou!

Crianças pagam?

Crianças desacompanhadas sempre pagam. Sim, crianças berlinenses vão sozinhas para escola desde pequeninas. Já crianças acompanhadas com idades de 6 a 14 anos não pagam em alguns tipos de passagem, como exemplifiquei acima. E abaixo dessas idades não precisam pagar nunca.

O que acontece se eu não validar o ticket?

Em Berlim não existem catracas em lugar nenhum. Você pode entrar e sair das estações como bem entender. Mesmo assim, é bom sempre validar a passagem. Em estações e dentro dos vagões existem fiscais vestidos como pessoas comuns que de repente sacam a identidade de fiscal e pedem para verificar a passagem. Caso você não tenha validado e for pego, a multa é de 60 euros, e nem sendo estrangeiro tem como escapar.

Se eu falar que ninguém burla isso, eu estaria mentindo descaradamente. Quem conhece o trajeto que faz e as probabilidades de aparecer um fiscal, geralmente corre o risco uma vez ou outra, mas como disse, eu não aconselho. Caso um fiscal te pare e você se recuse a mostrar a identidade, entenda que a polícia será acionada.

Como comprar

Muitos hotéis vendem o Berliner Card, mas os outros tipos de passagem você pode comprar com dinheiro, cartão ou moedas em uma das máquinas que ficam nas estações de trem e metrô, ou em pequenas lojinhas das estações que tenham o símbolo da BVG. Dentro dos ônibus também dá para comprar, o problema é achar motoristas que falam inglês. Nos sites oficiais, é possível descobrir pontos de venda e como comprar online.

Espero que este texto tenha dado uma luz para a sua viagem. Caso tenha alguma dúvida, deixe um recado aqui nos comentários que, eu ou outras brasileiras por Berlim, vamos tentar te ajudar.

Uma ótima semana,

Bah

Related posts

Como obter o Cartão Azul para morar na Alemanha (EU Blue Card)

Monique Abbehusen

Transporte público em Varsóvia

Gizelli Gliwic

A difícil tarefa de aprender alemão

Monique Abbehusen

5 comentários

Alexandre Portugal Março 26, 2017 at 3:58 am

Olá barbara td bem? Gostei bastante da sua dica, queria aproveitar e pedir sugestões de programas para fazer em Berlim! Estarei chegando em 11/07/17. Obrigado grande abraço!

Resposta
Bárbara Poplade Schmalz Abril 1, 2017 at 5:34 pm

Oi Alexandre,
comigo está tudo ótimo e contigo?

Eu posso te mandar algumas dicas, mas preciso saber que tipo de viajante você é hehe. Do tipo que se infurna em museu? Que gosta de comer comida de rua e bater perna? Que quer passeios mais em conta, essas coisas e tal hehe

Se puder me mandar um e-mail, eu consigo te dar umas dicas baseadas nas coisas que você gosta de fazer. É só mandar aqui: [email protected]

Abraços e um bom fds 🙂

Resposta
Maria Bernadete Malerbo Março 31, 2017 at 5:14 pm

adorei esse post. sobre os tipos de tickets fiquei com uma dúvida: ficarei em Berlim 7 dias e pretendo ir a alguns museus e outras atrações. O ticket individual para 1 semana dá direito a transporte público e alguns ingressos, é isso? se sim, como saber quais delas estão inclusas nesse ticket?
Qual o nome dele em alemão? (no post todos tem essa informação porém desse ticket não encontrei)
No meu caso esse seria o melhor tícket para comprar?
Muito obrigada

Resposta
Bárbara Poplade Schmalz Abril 1, 2017 at 5:27 pm

Oi Maria,
fico feliz em saber que gostou do meu texto 🙂
O ticket de 7 dias só dá direito ao transporte público. Se quiser o transporte público + entrada em museus, aí teria que comprar o Berliner Card.

Nesse Berliner Card você paga 42 euros e tem direito a andar no transporte público da região AB por 6 dias + entrada franca em todos os museus que fazem parte da Ilha dos Museus + 50% de desconto em outras atrações e vem junto com um mapa da cidade. Se você pretende ir em muitos museus da Ilha dos Museus compensa. Esse é o site do Berliner Card: https://www.berlin-welcomecard.de/es/la-berlin-welcomecard

O ticket só do transporte por 7 dias se chama 7-Tage-Karte e custa cerca de 30 euros. As máquinas tem opções de língua como espanhol em inglês também caso seja difícil de memorizar o nome em alemão hehe.

Eu acho que se você pretende visitar os museus da ilha, o Berliner Card pode ser mais interessante.

Desejo uma ótima viagem e estadia em Berlim 🙂

Bjs Bah

Resposta
Maira Abril 26, 2017 at 6:37 pm

Olá Bárbara. Boas dicas! Gostaria de saber sobre qual o ticket comprar do bairro Mitte até o aeroporto Schonefeld. Qual ticket comprar para ir e voltar de Postdam? Não vou comprar nenhum outro tipo de ticket ,de cartão, etc.Por isso ,a dúvida. Agradeço a atenção.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação