BrasileirasPeloMundo.com
Hungria Transporte Público Pelo Mundo

Transporte público em Budapeste

Transporte público em Budapeste.

O transporte público é um assunto recorrente nos meus textos, fico impressionada com a qualidade e facilidade que temos aqui em Budapeste.

A empresa responsável é a BKK (Budapesti Közlekedési Központ) e considero os preços bem justos, ainda mais considerando a média praticada pela Europa. Já viajei para lugares em que paguei um valor elevado e não foi tão bom quanto aqui.

O Google Maps funciona bem e é pontual, caso queira uma opção ainda melhor, indico baixar o aplicativo no celular da própria BKK (BKK FUTÁR). Ele tem a versão em inglês e além de mostrar em tempo real a localização do transporte que você precisa, tem um “Trip planner”, em que você insere o horário, local e para onde quer ir, muito útil quando tenho voos de madrugada e preciso do ônibus noturno para o Aeroporto.

Para os turistas, se locomover através de ônibus, metrô ou tram é muito fácil. Acredito ser muito mais recomendável visitar a cidade assim, tenho certeza que encontrará charme em cada canto que passar.

O bonde 2 faz o percurso pela beira do Rio Danúbio e te levará até o Parlamento (parada obrigatória para quem nos visita). Além disso, também chega ao Mercado Central e até a Ilha Margarida.

São 4 linhas de metrô que funcionam das 4h30 às 23 horas aproximadamente, com frequência de 3 a 15 minutos. É importante saber que em Budapeste você não encontrará catracas, portanto, sempre valide o seu ticket nas máquinas laranjas antes de entrar (caso seja um bilhete individual) e apresente aos fiscais que ficam na entrada.

Leia também: Como é morar em Budapeste?

A linha 1 do metrô é a segunda mais antiga da Europa, perdendo apenas para Londres. Ela passa pela Avenida Andrássy (considerada a Champs Élysées local). É a principal para a rota turística, já que abrange em seu percurso a Praça dos Heróis, Ópera e passa bem próximo da Ponte das Correntes.

Um ônibus útil é o 16 (ou 16A) que vai do lado de Pest até Buda, onde você poderá conhecer o Bastião dos Pescadores, Igreja de St. Mathias e o Castelo de Buda.

Durante a noite, temos ônibus noturnos que operam das 23 horas às 5 horas da manhã. Moro perto do tram 4/6 que é 24 horas, ele me leva para quase todos os lugares e durante o itinerário passa pelas linhas de metro, garantindo praticidade e rapidez.

Normalmente existem painéis informativos sobre as linhas que passam naquele ponto e a previsão de quantos minutos você aguardará.

Como comprar o bilhete?

Nas máquinas, com os fiscais ou com o motorista dando o dinheiro exato.

A moeda da Hungria é o Forint Húngaro, que abreviado fica HUF.

Tipos de bilhetes

O bilhete individual é denominado como “single ticket” e custa 350 HUF (pouco mais de 1 euro). Caso você compre diretamente no ônibus pagará 450 HUF.

Dependendo do trajeto, pode ser que você ande no máximo 3 estações de metrô e está autorizado a comprar o “Short section metro ticket for up to 3 stops” por 300 HUF.

Budapeste é uma cidade consideravelmente grande, dependendo do período de estadia e localização, o transporte público se fará necessário com certa frequência. Pensando nisso, adquirir o bloco de 10 tickets é vantajoso. Financeiramente é uma economia de menos de 2 euros, no entanto, poupará de comprar toda vez um bilhete individual e com os 10 em mãos, outras pessoas também podem utilizar (já que são 10 bilhetes individuais que você pagará 3000 HUF e sairão agrupados).

Fonte: www.bkk.hu

Caso você utilize o transporte com frequência no mesmo dia e combine por exemplo o metrô + ônibus, os passes diários se encaixarão melhor na sua necessidade.

Existem opções para 1, 3, 7 dias ou o passe mensal (é o que utilizo e pago 9500 HUF todo mês).

Fonte: www.bkk.hu

Estar perto de um tram 24 horas e um metrô é a certeza de que chegarei a qualquer canto da cidade, independente do horário. Essa liberdade realmente me encanta, me sinto segura quando preciso voltar sozinha e nas áreas mais centrais você encontrará muitos jovens durante toda a madrugada.

Leia também: Custo de vida em Budapeste

Como em qualquer lugar, é bom ficar alerta e prestar atenção ao que está acontecendo em volta, no entanto, o mais comum são os pick pockets (batedores de carteira), principalmente durante o Verão.
Nunca aconteceu nada demais comigo e confesso que no dia-a-dia vivo distraída e é super tranquilo. Diferente de outras cidades europeias, aqui não tenho medo nenhum de andar sozinha durante a noite.

Costumo viajar durante os fins de semana para países próximos e o horário dos voos frequentemente são de madrugada ou de manhã bem cedinho. Sempre utilizo o transporte público e recomendo todos a usufruírem disso também.

Já visitou Budapeste? O que achou dos deslocamentos através do transporte público? Conta pra gente!

Related posts

Cidadania húngara: tradicional ou simplificada?

Mayra Di Domenico

Opções de transporte em Santiago

Isabela Vargas

Passeios em Budapeste

Carol Szabadkai

1 comentário

Pedro Junho 5, 2019 at 8:17 am

Oi Mayra, obrigado por compartilhar seus conhecimentos sobre Budapeste!
Tenho apenas 1 dúvida: consigo comprar os bilhetes dos transportes públicos com cartão de crédito? Chegarei sem a moeda local e entendo que trocar no aeroporto é desvantagem.
Obrigado!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação