BrasileirasPeloMundo.com
China

China – Crianças – Onde Estudar

Mil dúvidas surgem ao mesmo tempo na cabeça de quem decide mudar para a China. Para quem tem filhos acho que seriam umas 10 mil dúvidas, no mínimo!

O que comer, médicos, hospitais, remédios para uma febre, uma raspada no joelho… O que fazer nos finais de semana… E por aí vai. Afinal tudo aqui é tão, tão… diferente! (at least!)

Mas uma das que mais preocupam os pais é quanto a escola. Onde meu filho irá estudar na China?

Aí, como sempre acontece no caso da China, têm algumas variáveis. Um dos fatores que mais vai pesar na sua escolha é a idade da criança.

Se ela tem até 5 anos, tudo fica bem mais simples: as opções são entre um kindgarten chinês (para os bem pequenos isso é bem viável) ou bilingue – onde se fala mandarim e inglês;  mas existem alguns que usam o alemão ou francês. Depende da localização e da demanda dos estrangeiros. Em Chang Chun, por exemplo, como a demanda de alemães é grande por ter uma fábrica da Volkswagen, as crianças aprendem o mandarim e usam a língua materna – alemão.

Seja qual for a sua opção, tenho certeza que a criança se adaptará facilmente, e em dois meses já estará se comunicando em três idiomas (no nosso caso, por exemplo). Dai para frente, eles dominarão o mandarim quase como língua materna, inclusive sendo alfabetizados em mandarim, ou seja, poderiam até cursar o ensino fundamental numa escola chinesa, se fosse o caso.

Quando é uma criança depois dos 5 anos ou adolescente aí a coisa começa a se estreitar. E não tem jeito, a escola internacional é praticamente a única opção.

cnx06
O trabalho voluntário e as viagens internacionais são uma constante para as crianças com seus colegas de escola. Essa foto foi na Tailândia, onde a última coisa que os adolescentes viram foi a praia! O trabalho proposto era construir um duto de água potável para o vilarejo no interior do país.

Para os que tem até 10/12 anos, estão no ensino fundamental, o processo de admissão é um pouco mais simples, já que eles não exigem um nível de inglês elevado, pelo contrário, sabem que crianças, filhas de estrangeiros que não tem inglês como língua materna, poucas falam inglês fluente. E aí todo um cuidado é dado a criança no início, para adaptação.

Nessa faixa etária já vi muitos casos que a adaptação é bem rápida e também em 2 meses eles já conseguem se virar bem e dominar um pouco do idioma. Com um detalhe: para eles o mandarim é mandatório. Então vão acabar aprendendo essa língua.

Os mais velhos, que não dominam o inglês, tem um pouco mais de problemas. Pois aí tem a questão do sistema de ensino e as exigências que são maiores. Não há como mudar muito esse quadro. Algumas escolas, ao menos em Shanghai, não estão aceitando adolescentes que não tem ao menos uma noção básica de inglês. Os testes são mais rígidos e muito longos.

Os dois últimos grupos que citei, tem a opção da escola internacional ou da escola chinesa bilingue. Mas quais as diferenças?

A comunidade

Os chineses não podem estudar nas escolas internacionais, há uma lei que regulamenta isso. Portanto, foram criadas escolas que pudessem manter o padrão da escola tradicional chinesa e também pudessem oferecer o aprendizado do inglês desde o início davida escolar.

Na escola internacional os alunos só tem contatos com estrangeiros, ou chineses com passaporte estrangeiro.

O preço

Mesmo as escolas bilíngües sendo conhecidas por serem frequentadas pela elite chinesa,  o valor da anuidade é ao menos 50% menor do que as escolas internacionais. As vezes até mais que isso, depende da cidade onde esta localizada.

E, sim, anuidade. Aqui se paga a escola ‘in advance’, a unica opção para amenizar é pagar a cada semestre. E esse é um fator que encarece demais os contratos de expatriação para a China, e um dos motivos que tem levado as empresas a enviarem pessoas mais jovens, casais sem filhos ou com filhos pequenos.

A anuidade de uma escola internacional em Shanghai está na faixa de 42 mil USD. Aí é só fazer as contas de quanto custa uma família com 3 filhos!

Cultura

Se a opção for por uma escola chinesa, claro que a cultura será a chinesa, e isso inclui os hábitos do dia a dia ( que muitas vezes são inaceitáveis para os ocidentais), a comida, o método de ensino…

Minha experiência

Cheguei aqui com meus filhos com 14 e 17 anos.

Os dois fizeram testes para entrar na escola internacional. Para se ter um parâmetro, ficaram quase 5 horas para completar esse teste, naquela época.

O mais novo, tinha um inglês aceitável para o nível dele, mas o mais velho, que iria iniciar o IB (International Bacharelor) não conseguiu e tivemos que optar pela escola bilingue para que ele aprendesse o inglês.

Ele era o único ocidental na escola, e foi bem complicada a adaptação. No final até foi bom, pois ele acabou fazendo uma amizade maior com os professores e conseguiu dominar o inglês em 5 meses. Claro que ainda não para escrever um tratado, mas para quem mal falava ‘good morning’ , foi um avanço e tanto. Depois de 6 meses ele estava iniciando o IB na escola internacional. Concluiu o curso, com Português como língua materna ( e tivemos que pagar um tutor extra classe, pois o português não era uma opção da escola) e inglês como segunda língua.

O mais novo, que entrou direto na escola internacional, mas refez meio semestre do ano equivalente que havia terminado no Brasil (aqui segue o calendário do hemisfério norte – agosto a junho), terminou a Secondary School e fez o IB. Como já tinha base suficiente em inglês, recebeu seu diploma do IB com inglês como língua materna e francês como segunda língua (no caso dele, não quis cursar mandarim).

SONY DSC
Grupo de mães (e um pai) brasileiras numa festa da escola: International Food Fair, na Yew Chang International School of Shanghai em 2010. Adivinha o que havia? Churrasco e brigadeiro!

E a escolha?

Realmente acho muito complicado uma criança depois dos 7 anos chegar aqui e ser matriculada numa escola local. Diria que é quase impossível. A escrita em alfabeto romano é inexistente na escola chinesa. As crianças só aprendem o ‘pinyin’ (escrita romanizada do mandarim) após dominarem a escrita básica dos caracteres, e com objetivo de aprendizado digital. E na real, a linguagem escrita utilizada na China são os caracteres.

Hoje as escolas bilíngues estão se tornando mais populares, pois cada vez mais os contratos de expatriação estão ficando ‘enxutos’. Já se foi o tempo em que vir para a China com um ‘expat agreement’ era quase como ganhar na loteria!

Então recomendo, que na hora de assinar um contrato de expatriação ou de trabalho na China, e assumir que está fazendo um ‘negócio da China’, pondere bem o que entra no pacote, como vai ser o pagamento (direto ou por reembolso) das despesas de moradia, educação e saúde. Realmente venha conhecer, procure se informar… Caso contrário aquele monte de dígitos que te apresentaram poderá ser ilusório com as despesas locais.

Os links com as principais escolas de Internacionais de Shanghai estão aqui.

Meus filhos estudaram na Shanghai Rego International School (que não está mais funcionando em Shanghai) e na Yew Chung International School of Shanghai.

A escola chinesa bilingue foi a Yew Wah International Education Foundation, que pertence ao mesmo grupo da Yew Chung!

Até a próxima.

Related posts

Nanjing – a antiga capital da China

Christine Marote

China – (Sobre)Vivendo sem o mandarim

Christine Marote

Bem-vindos a Qingdao na China

Fernanda Gueiros

32 comentários

Tamires Rangel Rodrigues Setembro 8, 2014 at 3:17 am

Olá Christiane tudo bem?
Amei seus posts sobre a China, tenho 23 anos e meu marido 30, ele recebeu uma proposta irrecusável para trabalhar na China pela mesma empresa em que ele trabalha no Brasil a 10 anos…
Sinceramente o único país que não queria era a China, tenho muito medo de não me adaptar, principalmente a comida e ao Mandarim… mas lendo seus posts achei interessante um que você disse, que há dificuldade em todos os lugares do mundo…Você tem razão, temos que aproveitar porque a vida é uma só e temos a opção de VIVER ou só passar por ela, decidiremos ainda esta semana o que vamos fazer, mas estou fazendo o possível para mostrar para ele que estou animada, porque na verdade estou animada mas com medo entende rsrsrsrsrsrs

Abraços.

Resposta
Christine Marote Setembro 9, 2014 at 2:54 pm

Olá Tamires,Você não mencionou a cidade que vão viver e isso faz toda a diferença.
mandei um email inbox para você. Mas de modo geral, hoje a China está bem mais tranquila para se adaptar. venha com o coração aberto! =]
Abraço.

Resposta
Kátia Garla Setembro 22, 2014 at 6:23 pm

Olá, adorei ler as informações. Assim como a Tamires, meu marido tb recebeu uma proposta de emprego para irmos para Pequim, mas estou muito preocupada com a educação do meu filho que hj tem 4 anos. vou deixar meu e-mail para que possamos conversar inbox se possível. Grata pela atenção Kátia

Resposta
Christine Marote Dezembro 3, 2014 at 11:39 am

Te respondi inbox Kátia. Abraço.

Resposta
Claudete Novembro 28, 2014 at 2:33 pm

Olá Cristine, vou me mudar pra china, numa cidade chamada fujian. com minha filha de 12 anos e meu marido ,
Gostaria de saber se vc conhece alguma escola nessa cidade que eu possa matricular a minha filha.
e que não seja muito cara, mais que ela possa ter um ensino bom.
Agradeço desde ja!!
Claudete

Resposta
Christine Marote Dezembro 3, 2014 at 11:34 am

Olá Claudete.
Desculpa a demora em te responder.
Olha, para a idade dela é bem complicado você colocá-la numa escola local.
A língua e a escrita do mandarim seriam um problema e tanto. O ideal é você procurar uma escola bílingue, que não seja a internacional nos moldes das que temos em Shanghai.
Qualquer coisa entre em contato novamente.
Abraço.

Resposta
Elaine Dezembro 3, 2014 at 4:16 pm

Oi Christiane, tudo bem? Tenho 36 anos e o meu marido também recebeu uma proposta de trabalho irrecusável . Iremos em meados de Janeiro e está uma loucura a minha cabeça.
Ainda preciso pedir as contas do meu trabalho onde estou há 10 anos…e também tenho uma filha de 01 ano e 08 meses. Iremos morar em Shanghai. Fico preocupada com a parte da saúde… Se encontrarei fácil as vacinas, pediatras…etc.
Gostaria de conversar com você inbox, vou deixar o meu e-mail.
E parabéns pelos seus posts!
Abraços

Resposta
China – Quanto custa viver desse lado do mundo? Abril 16, 2015 at 11:43 am

[…] escolas internacionais, como já publiquei aqui, ficam na faixa de US$ 42.000,00/ano (quase R$ […]

Resposta
Ana Paula Irujo Abril 26, 2015 at 1:04 pm

Olá Christine, meu marido também recebeu propostas para trabalhar na China. Ele é piloto de avião e está inclinado para morar em Kumming. Na verdade ele pode morar em alguns estados da China. Eu estou muito preocupada com meus filhos que tem 5 anos,o menino, e 1 ano e nove meses a menina. Gostaria de manter contato com você para tirarmos algumas dúvidas.

Resposta
Christine Marote Abril 26, 2015 at 2:46 pm

Olá Ana Paula,
Obrigada por visitar o BPM.
Sobre mudar para cá, é bom você se informar que recursos as cidades que são opção de moradia podem te dar em termos de estrutura para as crianças.
Você pode visitar o meu blog pessoal, que é específico sobre a China. http://www.chinanaminhavida.com
Qualquer coisa me envia mensagem.
Abraço.

Resposta
Marcia Setembro 30, 2015 at 3:35 am

Olá Cris eu moro em Kunming, se a Ana quiser informações sobre a cidade, posso me comunicar com ela, meu esposo também e piloto aqui. 🙂

Resposta
Christine Marote Setembro 30, 2015 at 3:07 pm

Olá Marcia,
Obrigada pelo contato e pela disponibilidade.
Abraço.

Resposta
Nayara Junho 15, 2015 at 4:01 pm

Olá Cristine, meu marido já está em Shenzhen em faze de adaptação e insiste para que eu vá com nossa filhota de 11 meses. Minha maior preocupação até agora é a saúde. Já que ela é muito pequena e não saberia expressar direito algum mal estar nem eu entenderia o que o médico me diria.
Como são as farmacias na China? Há farmacias internacionais? Há bons pediatras internacionais? Plano de saúde é caro como mo Brasil? Um abraço, Nayara.

Resposta
Christine Marote Junho 16, 2015 at 12:53 pm

Olá Nayara,
Temos muitas mães com bebês aqui e muitas que fazem seus partos na China. Sem nenhum problema.
Mas o que recomendo é que se tenha um plano de saúde internacional.
Realmente a comunicação é bem complicada com os hospitais chineses. E não é que eles não tenham recursos. Têm muitos, tanto que muitas vezes o Hospital Internacional que frequentamos nos leva em um chinês para realizar algum tipo de exame mais complexo. Mas aí eles nos acompanham e servem como interpretes. Fica fácil.
E, infelizmente, sim. Planos de Saúde internacionais são caros. Aqui geralmente as empresas pagam para os funcionários. Mas meus filhos já passaram da idade de cobertura e eu pago o plano deles. Claro que existem fatores que encarecem muito, como idade, doenças pré existentes, tipo de acomodação em caso de internação, se somente cobre a China ou se pode ser usado em qualquer parte do mundo.
Consulte um agente mesmo no Brasil. Tem várias empresas que possuem escritório em São Paulo ouy na capitais.
Abraço.

Resposta
Sandra Regina Julho 18, 2015 at 10:47 pm

Christine, bom dia.
Meu marido trabalha na china e estamos pensando em irmos todos ficar com ele. Só que a empresa e meio lenta para conseguir o visto. Ouvimos falar que tem uma forma de conseguir o visto de moradia para a família através da escola que as crianças forem estudar. É possível?

Resposta
Christine Marote Julho 23, 2015 at 1:01 pm

Olá Sandra,
Até onde eu sei não é assim.
A escola vai exisgir um visto de residente para aceitar a matrícula do seus filhos.
Recomendo consultar uma agencia especializada. Essas coisas de visto são bem sérias aqui. E seu visto, bem como das crianças, estarão vinculados ao visto de trabalhodo seu marido.
Abraço e boa sorte.

Resposta
China: quanto custa viver desse lado do mundo. | China na minha vida Julho 27, 2015 at 8:41 am

[…] escolas internacionais, como já publiquei aqui, ficam na faixa de US$ 42.000,00/ano (quase R$ […]

Resposta
China – Graduação do outro lado do mundo? Setembro 29, 2015 at 8:18 pm

[…] escrevi aqui sobre as escolas internacionais onde as crianças podem vir cursar o ensino fundamental e médio, sobre os cursos de mandarim nas […]

Resposta
Samara Novembro 11, 2015 at 10:49 pm

Christine boa noite,
Adorei suas postagens.Estava totalmente perdida ,meu marido recebeu uma proposta de trabalho e iremos para Hangzhou,minha filha tem 5 anos de idade e estou realmente perdida com relacao a moradia e escola pra ela.Não faço nem ideia de como procurer.Se puder me ajudar com algum link agradeceria muito.um grande abraço..

Resposta
Christine Marote Novembro 12, 2015 at 1:53 pm

Olá Samara,
Obrigada pela visita e pelo comentário.
Moro em Shanghai, que fica uma hora e meia de carro de Hangzhou.
A cidade é muito bonita, e todas as pessoas que conheço que moram lá gostam muito, até porque é uma cidade calma, e muito próxima de Shanghai.
Sobre a China de modo geral, meu blog pessoal tem bastante informação, apesar que sobre Hangzhou somente posts de turismos:
http://chinanaminhavida.com/2011/11/02/1313/

Até onde sei, a cidade tem essa escola internacional:
https://www.scis-his.org/book/hangzhou-international-school

Dá uma pesquisada no Google sobre a cidade.
Abraço.

Resposta
samara arvelos Novembro 14, 2015 at 1:28 am

Ai que bom..Muito obrigado..Vou dar uma olhadinha sim..
Agradeço muito por me responder .Nossa que bom que a cidade e bem tranquila.Nossa se depois puder me ajudar com algum contato la agradeceria muito ,pois preciso localizar um apartamento la perto da escola…Muito obrigado.abraços

Resposta
Christine Marote Novembro 15, 2015 at 4:19 pm

De nada!
Abraço e boa sorte!

Resposta
Eliana Janeiro 27, 2016 at 1:18 pm

Ola Cristiane, muito interessante seu post e suas dicas. Estamos em negociação para irmos morar em Shangay . Estamos com muitas duvidas pois iremos como locais e a empresa não quer pagar a escola do meu filho ele tem 10 anos e estuda aqui no Brasil em uma escola Internacional .Ja Moramos na Korea do Sul a 4 anos atraz nos adaptamos muito bem mas, fomos como expats hoje a situação é outra. Poderia me contatar em box por favor gostaria de. Algumas dicas e informaçãoes. Muito obrigada.

Resposta
Christine Marote Janeiro 27, 2016 at 7:28 pm

Olá Eliana,
Obrigada pelo contato.
A escola internacional aqui pesa bastante no orçamento, e geralmente as pessoas acabam fazendo acordo com a empresa. Na idade do seu filho é complicadíssimo uma escola local, por conta do mandarim. Se você morou na Coreia, já tem noção de como os caracteres são difíceis.
Você também pode dar uma olhada no meu blog pessoal http://www.chinanaminhavida.com, que há mais informações sobre a China e Shanghai.
Abraço.

Resposta
Eliane Abril 16, 2016 at 11:50 am

Oi Christine, tudo bem?
Estamos indo para Hong Kong. E como vc disse a grande preocupação é a escola. Vc sabe me dizer quais escola tem por lá? Pois fiquei sabendo q é super difícil conseguir vaga.
Obrigada
Abraços
Eliane

Resposta
Christine Marote Abril 16, 2016 at 3:14 pm

Olá Eliane,
Obrigada pelo contato.
Bem, Hong Kong não é China… as regras são diferentes, as leis são diferentes e a moeda é outra.
Eu vivo na China continental, em Shanghai. A realidade de Hong Kong é um pouco diferente.
Para você entender, brasileiro não precisa de visto para HK, mas não entra na China sem um visto de turista, no mínimo.
Na China, as escolas internacionais não matriculam chineses, em Hong Kong não há essa diferença, deve ser por isso a dificuldade de se conseguir vaga.
Mesmo assim, você pode buscar no Google ‘escolas internacionais em Hong Kong’ e vai ter uma lista delas. Aí recomendo você iniciar os contatos por email.
Uma coisa que é igual nas escolas aqui e em Hong Kong, é que você não escolhe simplesmente a escola e matricula seu filho. Ele tem que passar por uma aprovação na escola que inclui apresentação de histórico escolar, entrevista e prova escrita. Por isso é importante um contato antecipado, para agendar visita e marcar essas entrevistas e também saber da documentação que é necessária, pois tudo tem que ser traduzido por tradutor juramentado no Brasil.
Abraço.

Resposta
Ana Paula Novembro 12, 2016 at 8:48 pm

Olá Cristine, meu marido já está em Shenzhen desde Julho 2016 pois ele é professor de jiu jitsu em uma academia e lutador proficional de MMA e insiste para que eu vá morar com nossos filhos um de 9 e a outra de 4 anos.Minha maior preocupação como de todas as mães é com a escola, saúde, adaptação com a comida, fuso horário, leis…etc.Pelo que eu li em seus posts a dificuldade maior será com o meu filho de 9 anos, pois aqui no Brasil ele já apresenta algumas dificuldades no aprendizado.Será que poderia me ajudar tirando algumas dúvidas e me auxiliando antes de eu tomar minha decisão concreta.
Desde já agradeço!E seus posts são maravilhosos e servem de grande ajuda para todos nós.Grande abraço

Resposta
Christine Marote Novembro 13, 2016 at 3:26 am

Olá Ana Paula,
Obrigada pelo contato.
Shengzhen é um local bem gostoso para se viver, já que não é tão frio e ainda está muito próximo de Hong Kong e Macau.
A dificuldade para seu filho de 9 anos, é que será bem complicado para ele entrar numa escola local. O melhor seria a internacional, que ao menos é em inglês. Acredite: eles aprendem a segunda lingua muito rápido. E logo também aprenderá o mandarim. Conheço dezenas de famílias que já passaram por esse processo, com filhos emtre 8 e 15 anos, e todas as crianças se adaptaram e hoje dominas os 3 idiomas.
No meu blog pessoal, que é somente sobre viver na China, talvez você encontre mais informações. Um dos textos que recomendo para você chegar ao blog é esse:
https://chinanaminhavida.com/2015/05/11/ser-mae-e-o-desafio-de-mudar-de-pais/
qualquer coisa, entre em contato novamente.
Abraço.

Resposta
Isaias Março 5, 2018 at 6:04 pm

Prezada Chistine
Como é feito o pré natal na china na região de Dalian?

Resposta
Christine Marote Março 11, 2018 at 10:55 am

Olá Isaias,
Em Dalian exstem hospitais internacionais e é como em qualquer outro lugar. Se optar por um hospital chinês, o problema maior é o idioma.
Abraço.Christine

Resposta
Digiane Batista Abril 14, 2018 at 1:04 pm

Bom dia Cristiane! Meu esposo recebeu uma proposta para trabalhar em Hangzhou. Temos uma filha de cinco anos e estou muito preocupada com isso, pq apenas ele fala inglês.
Ela faz inglês e natação aqui, então queria q ela continuasse pelo menos praticando o esporte q ela ama.
Queria saber como é o acesso a isso, e se vc acha q ela vai se adaptar numa escola internacional, msm sem falar inglês e se vc sabe o custo +/-. Muito obrigada 😊

Resposta
Christine Abril 19, 2018 at 12:38 pm

Olá Digiane,
Já te enviei uma mensagem via e-mail, mas se você ler os comentários desse texto já encontrará bastante respostas às suas perguntas. Hangzhou é próximo de Shanghai, o que facilita bem a vida e conheço brasileiros que vivem lá, posso te colocar em contato.
Abraço

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação