Escolas inovadoras na Dinamarca

0
713
Arquivo pessoal Vanessa Tenório www.voenessa.blog.br
Advertisement

Para aqueles que ainda não me acompanham, estou viajando o mundo em benefício da Educação e da Sustentabilidade desde março de 2017. Durante a minha jornada, já visitei mais de 20 projetos e venho compartilhando algumas experiências aqui no site em uma série de textos sobre escolas inovadoras, como hoje que apresento escolas inovadoras na Dinamarca. Confira os últimos posts sobre Portugal e Espanha.

Meu propósito é co-criar uma escola gratuita e sustentável no Brasil, após viajar durante cinco anos explorando os cinco continentes.

No período das férias escolares da Europa, dediquei-me a trabalhos voluntários em comunidades sustentáveis na Escandinávia.

Quando as aulas retornaram, eu estava na Dinamarca, o menor país escandinavo que está no topo de várias pesquisas globais em termos de desenvolvimento:

– É referência mundial com seu sistema político (monarquia constitucional parlamentar), liderando há mais de 20 anos o ranking das nações menos corruptas do mundo.

– Em 2016, segundo o relatório anual da Organização das Nações Unidas (ONU), foi oficialmente o país mais feliz do mundo. Em 2017, ficou em 2º lugar perdendo a primeira posição para a Noruega (outro país escandinavo).

– Ocupa a 5ª posição da lista dos países com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Um dos segredos deste sucesso está no fator honestidade. Em uma pesquisa recente feita pelo Departamento de Ciências Política da Universidade de Aarhus, descobriu-se que três em cada quatro dinamarqueses confiam em seus compatriotas.

Essa confiança vem da educação, em casa e na escola, e do fato de que as pessoas ganham o suficiente para viver com dignidade. A boa distribuição de renda gera menos conflito social e, consequentemente, menos violência.

A maioria das crianças dinamarquesas frequenta a escola pública. É muito comum encontrar uma criança de 5 anos indo sozinha para a escola de bicicleta – uma identidade cultural do país. Mais uma prova de confiança!

Tive a oportunidade de visitar três tipos de escolas:

1) Livre: Feldballe Friskole

Fundada em 2010 por um grande grupo de pais comprometidos com a Educação, o propósito da Feldballe Friskole é dirigir uma escola com base na igualdade e dar aos filhos vida, vivacidade e vitalidade. Em estreita colaboração com os pais, a organização permite que os alunos desenvolvam a capacidade de serem responsáveis, comprometidos e ativos.

A diversidade é a força da escola, que acredita poder contribuir para o bem comum. Alunos, professores e pais participam das atividades que contribuem para promover o bem-estar e a comunidade dentro e ao redor da escola. Trabalham com abertura e confiança porque entendem que são mutuamente dependentes.

Os pais contribuem com aproximadamente 20 horas de trabalho voluntário por ano, que podem ser usadas na limpeza da escola por exemplo. Esta ajuda reduz alguns custos fixos, que são aplicados em outros recursos como a contratação de novos educadores (média de dois por atividade).

Na prática

O bem-estar é um pré-requisito para aprender e o ensino é baseado em relacionamentos. A escola acredita que as relações entre professores e alunos são uma das coisas mais importantes para o bem-estar e a aprendizagem.

O ensino é interdisciplinar e diferenciado em relação ao desenvolvimento individual de cada estudante, utilizando situações concretas e práticas.

O dia sempre inicia com reuniões que tem a música e a dança como aquecimento e posteriormente a partilha de experiências e discussões sobre os mais variados assuntos, reforçando o comprometimento, a responsabilidade e o ativismo com temas da escola e da comunidade.

Destaques

  • O cão Falco, juntamente com sua dona, é um profissional da escola. Ele atua como mediador no desenvolvimento pessoal e social das crianças em seu próprio ambiente educacional. Durante as caminhadas com os alunos, ajuda nas relações, situações de conflitos, conversas sobre emoções e externalização de comportamentos inapropriados, especialmente com os estudantes que ocasionalmente experimentam ansiedade, insegurança ou baixa autoestima. Falco também é usado na sala de aula para elevar a concentração dos alunos (especialmente os com dislexia) e aumentar o bem-estar de todos, oferecendo uma paz de espírito extra no ambiente. Sua presença reduz o estresse e cria calma.
  • Aulas práticas de gastronomia com um educador que também é Chef de Cozinha.
  • Ensino simultâneo do inglês e do alemão através do teatro.
  • Igualdade de gênero no quadro de funcionários: 50% feminino e 50% masculino.
  • Ambiente descontraído (diretor usando bermuda).

2) Pública: Virupskolen

Escola primária moderna onde o bem-estar também tem um lugar central. A cooperação caracteriza-se por abertura, compromisso e espaço para a diversidade. Os pais têm participação ativa no dia escolar de seus filhos permitindo uma boa comunicação entre casa e escola.

Visa criar comunidades respeitadoras para todos e espaços para que o aluno aprenda a ver a si mesmo e ao próprio mundo através da criatividade, da curiosidade, do espanto, da experimentação e da imersão.

É cercada por bosques e campos. Caracteriza-se por seu perfil verde, com foco na natureza e no meio ambiente tanto na operação como na educação e no tempo livre das crianças.

Na prática

O dia escolar alterna entre aprender e brincar, o que desenvolve as habilidades linguísticas, expressivas e sociais das crianças.

Os ambientes de aprendizagem são baseados em oportunidades locais e em cada aluno, onde as crianças aprendem e se desenvolvem nas comunidades e são compreendidas em todos os seus contextos.

Destaques

  • Disciplina opcional: Sustentabilidade e Conhecimentos Alimentares ministrada por uma bióloga e bibliotecária. Toda escola na Dinamarca possui uma cozinha equipada no estilo Master Chef, que funciona como sala de aula prática. Os alunos a partir dos 7 anos aprendem a cozinhar e a ajudar nas tarefas domésticas, desenvolvendo também a independência e a autonomia. A tarefa do dia em que fiz a visita foi colher frutas locais para fazer geleia, equilibrando práticas externas e internas.
  • Música em toda parte: Na entrada da escola, já é possível sentir a energia da música com um lindo piano no salão. Há diversos instrumentos musicais disponíveis para os alunos.

3) Privada: Rudolf Steiner Skolen – Aarhus

Localizada entre a praia e a floresta, é uma escola que também trabalha extensivamente temas artísticos e musicais.

Baseada nas instruções educacionais de Rudolf Steiner, o objetivo da escola é promover e desenvolver a capacidade adormecida de cada criança e seu desejo de aprender tanto na escola como na vida. Considerando a individualidade de cada aluno, prepara o indivíduo para viver e participar de uma comunidade de liberdade e democracia baseada no amor pelo mundo.

É uma escola livre de provas, o que significa que o 9º e 10º ano da escola primária não é realizado.

Na prática

Oferece a maior liberdade possível para desenvolver o senso de responsabilidade nas crianças, reforçando que o bom comportamento social é o alicerce para uma independência saudável.

Estimula os pensamentos, sentimentos e vontades das crianças para melhor desempenho através do ensino rítmico claro. Os alunos aprendem de forma independente, com base na própria experiência, habilidade e conhecimento.

Destaques

  • Encontro musical matinal diário com todos os componentes da escola.
  • Ambiente agradável e amistoso: Crianças e adultos se divertem enquanto aprendem.
  • Alunos do último ano apoiam as crianças do primeiro nas atividades.
  • Desafios em livros, artesanato e música.

Foram dias intensos de muito aprendizado com o povo dinamarquês que, mesmo estando no topo de várias importantes listas e sendo exemplo global, está sempre buscando inovações e melhorias.

Voe Nessa jornada comigo em benefício da Educação e da Sustentabilidade!

Leia sobre o mundo orgânico na Dinamarca!

Compartilhe
Texto anteriorMudança para Seattle e alimentação saudável
Próximo textoDicas parar alugar imóvel em Bucareste

Vanessa é carioca, viajante, amante da natureza, pesquisadora, educadora, designer de sustentabilidade e autora do blog Voe Nessa. Em fevereiro de 2017 encerrou um ciclo de 22 anos de carreira no sistema corporativo para dar volta ao mundo sozinha pesquisando e desenhando uma Nova Educação para a Sustentabilidade. Seu planejamento é explorar os cincos continentes fazendo uma nova graduação na prática através da imersão em escolas inovadoras e comunidades sustentáveis. Sonha em co-criar no Rio de Janeiro um centro de formação de cidadãos ativos, livres para explorarem suas potencialidades e conscientes do seu papel na construção de um mundo melhor através da cooperação e não da competição.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui