Sistema de ensino holandês

0
562
Foto: Arquivo pessoal
Advertisement

Mensalmente, recebo mensagens de mães solicitando informações sobre o sistema de ensino holandês, por isso, resolvi apresentar neste post informações coletadas em sites holandeses através das minhas pesquisas e da minha vivência como mãe de duas crianças na fase escolar primária.

O objetivo deste post, é passar maiores informações aos pais e responsáveis pela educação de crianças brasileiras em idade escolar que imigram para a Holanda. Porém, o texto serve apenas para esclarecer os principais pontos do sistema escolar. Não tenho a pretensão de abranger todas as particularidades do tema, apenas quero relatar a minha experiência na busca de conhecimento para ajudar os meus filhos a exercerem da melhor forma possível, o direito à educação.

Como funciona?

O sistema de ensino holandês é gratuito, obrigatório dos 5 aos 18 anos e está entre os melhores do mundo. Segundo o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), coordenado pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a Holanda está entre os onze países com melhor educação no mundo.

Contudo, o formato estrutural holandês é muito diferente do sistema educacional brasileiro. Nos Países Baixos o direcionamento para os estudos universitários ocorre no final do estudo básico, contrastando com o sistema brasileiro que acontece no final do ensino médio.

Sendo assim, os pais de crianças na idade escolar básica de 4 a 12 anos devem ficar atentos ao desenvolvimento escolar dos seus filhos, pois, é o que vai definir o ingresso na universidade.

Ensino Básico ou Fundamental

A partir dos 4 anos de idade, a criança ingressa na escola básica, no entanto, a obrigatoriedade de frequência ocorre somente ao completar 5 anos.

A frequência escolar é levada muito a sério no sistema holandês. A criança não pode faltar sem uma justificativa médica ou particular previamente informada à diretoria da escola. Faltas injustificadas podem acarretar multas aos pais do aluno ausente. Estas multas, são aplicadas pela prefeitura da cidade que trabalha com um sistema integrado ao da escola, ou seja, ambas atuando em prol do aluno.

Tipos de escolas

A escolha da escola está diretamente relacionada ao local de residência da família, entretanto, existem diferentes tipos de escolas dentro de uma mesma região.

Escola holandesa básica –  Subsidiada pelo governo, oferece estudo gratuito e não tem nenhum direcionamento religioso.

Escola religiosa – Também são escolas básicas gratuitas, mas com direcionamento religioso que pode ser católico, protestante, islâmico, entre outros.

Escolas especiais – Existem diferentes escolas especiais que são definidas conforme a necessidade do aluno. Algumas são direcionadas para alunos estrangeiros com o intuito de focar na aprendizagem do idioma enquanto outras, trabalham com crianças que possuem alguma dificuldade de aprendizado, como por exemplo, dislexia, autismo, problema social, físico entre outros.

Escolas internacionais –  São em grande parte privadas, mas existem também escolas gratuitas nessa categoria. Na maioria dessas escolas, a língua base do ensino é o inglês, tendo também o holandês na grade escolar. Porém, em grandes cidades, é possível encontrar escolas de outras nacionalidades, além das inglesas.

Alguns pais têm dúvidas sobre qual escola escolher, se a internacional ou a holandesa. Abordei esse tema anteriormente no meu texto “Curiosidades do sistema de ensino holandês e acredito que esta decisão, além de ser muito particular, depende da realidade de cada família.

Apesar da maioria das escolas serem gratuitas, algumas delas cobram uma taxa anual para atividades escolares, como por exemplo, festas, passeios, etc. A taxa varia de acordo com a escola, mas para se ter uma ideia, no último ano paguei apenas €140 (cento e quarenta euros) para as duas crianças.

Não existe um ranking nacional das melhores escolas holandesas, contudo, existem alguns sites que podem dar uma visão geral das escolas – onde é possível visualizar aspectos como: Método de ensino, visão e missão da escola além da classificação dos alunos no sistema de avaliação escolar que veremos mais adiante. Apesar dos sites estarem em holandês, é uma ferramenta que pode dar uma base do perfil da escola, mas considero que mais importante que números é realizar uma visita in loco para se ter uma real percepção do local em que seu filho vai estudar.

O site scholenopdekaart disponibiliza além dos números de avaliação da escola, os valores morais e métodos de ensino. Neste site, você consegue fazer uma comparação online de até 5 escolas dentro da mesma região. Já o site Allecijfers fornece dados estatísticos e gerais de cada escola.

Função de cada grupo

A estrutura da escola básica é praticamente a mesma em qualquer escola. Elas são dividas em 8 grupos com as seguintes funções:

Grupo 1 / 2

Composta por crianças de 4 a 6 anos. Tem apenas a função de trabalhar a socialização, ou seja, de realizar brincadeiras direcionadas e trabalhos manuais. À disposição dos alunos em sala de aula é mais lúdica e normalmente em formato circular para que haja melhor integração.

Grupo 3

A partir dos 6 anos de idade, começa alfabetização – momento em que a criança terá contato com letras e números de forma mais sistematizada. Neste grupo, não existe deveres de casa, no entanto, a criança passa a fazer testes regulares que serão essenciais para direcionamento dos seus estudos ao final do período básico.

Grupo 4 ao Grupo 7

Somente a partir do grupo 4, os alunos começam a aprender matérias mais específicas, como ciências e história e, em algumas escolas, a tarefa de casa começa a existir.

Grupo 8

Fase final da escola básica, considerando a capacidade do aluno e os resultados dos testes finais abrangendo todos os anos anteriores. A criança será direcionada para um estabelecimento secundário.

Aulas de inglês são inseridas a partir do grupo 1 / 2, além da inclusão de outros idiomas estrangeiros no decorrer da fase escolar primária. Em todos os grupos, a escola fornece todo material didático não sendo necessário comprar livros, lápis, ou qualquer outro tipo de material. Também não se faz uso de uniforme escolar.

Período de permanência na escola e alimentação

Existem escolas que trabalham com horário contínuo das 8h30 às 14h30 (há variações de horários conforme a escola/cidade) onde os alunos permanecem na escola durante o período do almoço. Outras escolas, fazem um intervalo de almoço e a criança faz sua refeição em casa. Nestas escolas, o horário de saída é prolongado, vai até às 15h30 aproximadamente.

A refeição não é fornecida pela escola exceto algumas que fornecem frutas ou conta com um sistema pago para entrega de alimentos. Os pais devem fornecer alimentação dividindo em dois lanches: o primeiro, composto de uma fruta e um suco que é consumido no intervalo menor e outro, mais consistente que pode ser composto por pão, vegetais, frutas, queijos, além de uma bebida.

As escolas adotam a filosofia de alimentação saudável, por isso, certifique-se antes do início escolar quais são os alimentos proibidos e permitidos na escola dos seus filhos. Aproveite e questione sobre o tipo de comida permitida nas festas de aniversários realizadas na escola.

As férias escolares são definidas por um calendário geral que se diferencia de acordo com a província onde está localizada a escola, evitando desta forma, que todas as escolas liberem seus alunos em um único momento. Tal calendário, é entregue no início de cada ano juntamente com o documento das regras da escola. Porém, existe um site onde os pais podem obter essas informações numa visão geral em toda Holanda que é o schoolvakanties.

Sistema de avaliação e reuniões de pais

São aplicadas 3 diferentes ferramentas de avaliação, o CITO, o Route 8 e IEP. Cada escola define o sistema utilizado, mas o mais comum é o CITO.

Ao término do grupo 8, a criança passará por um teste que irá medir o conhecimento em linguagem e matemática. Após uma avaliação do desenvolvimento da criança durante os 8 anos da escola primária, mais o resultado deste teste final, o conselho escolar juntamente com o professor responsável definirá a classificação do seu filho no ensino secundário. Os pais não têm voz ativa neste momento.

O ensino secundário se divide da seguinte forma:

Estas escolas não são direcionadas para o ensino superior, são similares às escolas técnicas e profissionalizantes do Brasil – direcionam o aluno para o mercado de trabalho.

  • HAVO (Hoger algemeen voortgezet onderwijs) e VWO ( Voorbereidend wetenschappelijk)

Estas escolas são direcionadas para o estudo universitário, sendo a VWO considerada o nível mais elevado de ensino médio.

No vídeo abaixo da Nuffic, você tem informações detalhadas sobre todo o sistema de ensino holandês do ensino básico ao doutorado. Apesar de estar em inglês, você pode selecionar a legenda do idioma que preferir.

Acompanhe o desenvolvimento e as dificuldades dos seus filhos. Por lei, toda escola holandesa deve ter reuniões de 10 minutos com os pais durante o período escolar para expor o desenvolvimento da criança. Procure não faltar nestas reuniões e caso precise de um maior apoio, solicite um horário com a diretoria da escola. O processo de mudança não é algo fácil, mas se torna possível quando temos o mínimo de informação da realidade que nos espera.

Espero ter ajudado a compreender o sistema de ensino holandês básico.

Até o próximo post.

Leia sobre a adaptação das crianças em um novo país!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui