Vistos para morar nos EUA

5
1903
Advertisement

Sempre recebo pedidos para informações sobre vistos para brasileiros. Minha área de atuação não é essa, mas acabo aprendendo uma coisa aqui e ali. Para obter maiores detalhes para escrever esta matéria conversei com uma grande amiga e advogada na área de imigração, Alla Nowowiejski. A Alla é russa e sócia da firma Luggenbuhl. Ela trabalha muito com brasileiros e me ajudou a entender os vistos mais usados pelos brasileiros para entrar nos EUA.

No geral, os vistos de vinda para os EUA são de dois tipos: imigrante e não-imigrante. O visto imigrante é para pessoas que desejam morar permanentemente no país. O visto não-imigrante é para pessoas que desejam morar temporariamente, para turismo, tratamento médico, estudo, ou à trabalho.

Apesar de terem muitos tipos de vistos diferentes, minha matéria vai focar em 5 vistos: o H-1B, L-1B, L-1A, EB-5, e o EB-2.

Visto H-1B

O visto H-1B é um visto não-imigrante para o brasileiro que tem formação de uma instituição educacional de ensino superior (um bacharel, mestrado, ou doutorado), com 5 ou mais anos de experiência, e que trabalha numa profissão especial (eles definem como “especialty occupation”). Esse visto é mais usado por empresas americanas para recrutar e empregar profissionais de outros países por um período.

A tal “profissão especial” requer teoria, aplicação prática, e um conhecimento especializado na área. As profissões que são aceitas incluem engenharia, arquitetura, contabilidade, medicina e saúde, teologia, e artes, entre muitas outras.

O perigo com esse visto é a demissão ou mesmo sair do emprego onde foi patrocinado o visto. Neste caso, o portador do visto teria 3 opções: 1) encontrar outra empresa que patrocine o mesmo visto, 2) aplicar para outro tipo de visto não-imigrante, ou 3) voltar para o Brasil (ou país de origem).

Apesar de ser um visto não-imigrante, em certas situações é possível aplicar para residência permanente (ou para o green card). Geralmente, a duração máxima desse visto é de 6 anos.

Visto L-1B

O visto L-1B também é um visto não-imigrante que permite uma empresa americana com um subsidiária em outro país a transferir para os EUA um funcionário com conhecimento especial relacionado à empresa. O funcionário tem que ter no mínimo 1 ano de trabalho com a empresa. A duração máxima deste visto varia de 1 a 3 anos, mas pode ser extendido. A família do funcionário, incluíndo esposa ou esposo e filhos com menos de 21 anos também terão direito a um visto não-imigrante, geralmente na categoria L-2B.

Visto L-1A

O visto L-1A é bem parecido com o L-1B. Este permite: 1) uma empresa com escritórios nos EUA e em outro país a transferir executivos ou gerentes do outro país para os EUA, ou 2) uma empresa que não tem escritórios nos EUA a mandar um executivo ou gerente para os EUA para montar um escritório novo. A duração máxima deste vária entre 1 e 3 anos, mas também pode ser estendida as vezes até 4 anos a mais.

Visto EB-5

O visto EB-5 é um visto imigrante para um investidor que deseja imigrar permanentemente para os EUA. O visto requer que o investidor faça um investimento capital (sem pegar um empréstimo) de $1.000.000,00 em uma empresa americana. A aplicação deste visto precisa ser preparada com cuidado e com a ajuda de um advogado incluíndo um “business plan” detalhando o plano de ação. Uma das grandes vantagens deste visto é que a família do investidor também terá o mesmo tipo de status imigrante.

Para quem tem o dinheiro, este visto é uma forma de acelerar o rumo a cidadania americana. Depois do investimento o investidor receberá um greencard restrito com duração de 2 anos. Nesses 2 anos o investidor precisa criar (e provar que criou) 10 empregos para americanos nos EUA nessa nova empresa.

Se for comprovado que o investidor de fato criou os 10 empregos, daí então o green card fica sem restrições. O investidor pode aplicar para cidadania 5 anos depois que a restrição do green card for removida.

E quem que tem 1 milhão para investir aqui? Muita gente. Todo ano são permitidos a emissão de 10.000 vistos EB-5, mas em média são emitidos só de 5.000 a 7.000 por ano. Isso porque somente 15% dos que aplicam para esse visto são aprovados.

28cd3fd6-cf45-44ba-82f5-57cd42a25070

Visto EB-2

O visto EB-2 é um visto imigrante com 2 categorias para geninhos brasileiros: 1) para aquele que tem formação de ensino superior avançado, equivalente no mínimo à um mestrado ou superior; ou 2) para o brasileiro que demonstra um habilidade excepcional em ciências, artes, ou negócios/comércio, e demonstre que sua presença nos EUA irá consideravelmente beneficiar a economia, educação, e/ou cultura dos EUA. Que emoção, né? Como eu digo, esses são feras mesmo e vão deixar uma marca onde forem.

Um dos requerimentos deste visto é que a empresa patrocinadora faça uma verificação de que não existem trabalhadores americanos no mercado com o conhecimento e a experiência desejada. Para isso, a empresa tem que até publicar o emprego no jornal para verificar se aparece algum qualificado.

Essa matéria é apenas um resumo. Não explica os detalhes. Evite navegar o processo de imigração sozinho(a). Qualquer erro pode dificultar a saída do seu visto ou mesmo prevenir sua vinda.

Nesses casos, o barato acaba saindo caro. Consulte com um advogado brasileiro nos EUA se estiver pensando em imigrar, para saber qual visto é melhor indicado para sua situação.

Compartilhe
Texto anteriorPeru – A gastronomia peruana
Próximo textoMoradia em Atenas

Thaís nasceu em Campinas, SP, mas mora em Houston, EUA, há 19 anos. É advogada na área de gestão de patrimônios e planejamento de heranças. Em 2010 abriu seu próprio consultório de advocacia, Amaral Tellawi Law e em 2011 foi nomeada para o prêmio 40 Under 40 dado pelo Houston Business Journal. Em 2015 sua firma foi homenageada como uma das melhores empresas em família no Texas. Adora ler, viajar, e aproveitar a vida com seu marido, Saeed, e seus cãezinhos, Nelly, Gary e Daphne.

5 Comentários

  1. Olá, tudo bem?
    Atualmente minha esposa e eu moramos na Austrália e estamos pensando em nos mudar para os EUA. Você teria algum advogado que pudesse esclarecer e auxiliar no processo de aplicação para nos recomendar?
    Muito obrigado!

  2. Olá Thaís, meu nome é Roberto. Eu e a minha mulher moramos em SP e estamos também estudando há um bom tempo de se mudar para os Estado Unidos. Já conhecemos bem o País viajando de turismo mais de 10 vezes e, procuro advogado de confiança e com muita experiência que possa preparar o processo de aplicação de visto, baseado em nossas habilidades. Você poderia me indicar ? Grato…abs

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui