BrasileirasPeloMundo.com
Dubai

Dez dicas antes de fazer as malas

Vai pra Dubai? Então preste atenção às dicas que eu dou abaixo.

1 – Todo brasileiro precisa de visto para visitar Dubai. Os vistos podem ser emitidos pelas agências de turismo, pelo hotel em que ficará hospedado ou pela companhia aérea, se estiver viajando pela Emirates, Etihad ou Qatar. Fique atento com a validade do seu passaporte que não deverá ter menos de 6 meses de validade. Algumas cidadanias não precisam de visto. Se você possui dupla cidadania, cheque se o seu país faz parte dos que possuem acordo com os Emirados Árabes.

2 – Na minha opinião, é inconveniente visitar Dubai durante o período do Ramadã, onde a vida só começa após o pôr do sol e não existem muitas opções de lazer durante o dia, além das restrições de bebidas e comidas em lugares públicos durante o período de jejum. São 30 dias sagrados para os muçulmanos e a data de início é diferente todos os anos, pois o calendário islâmico é lunar. Por isso, cheque o calendário antes de planejar a sua viagem. Para o ano de 2016 a previsão do início do Ramadã é 07 de junho.

3 – A moeda local se chama dirham e é muito fácil de ser utilizada, visto que os numerários estão estampados nas cédulas. Você pode ter notas de 5, 10, 20, 50, 100, 500 e mil dirhams. Existem várias casas de câmbio onde você poderá fazer a troca, lógico, com pagamento de taxa. Se você tiver dólar, também é uma boa opção fazer a troca aqui, pois a cotação é melhor do que a do real. Vale ressaltar que é quase impossível obter essa moeda no Brasil, portanto a troca deverá ser feita aqui. O câmbio atual é o seguinte: 1 real = 0,92 dirhams e 1 dólar = 3,67 dirhams.

4 – Assim como os católicos dedicam o domingo às orações, o dia sagrado para os muçulmanos é a sexta-feira. Sendo assim, o final de semana em Dubai é sexta-feira e sábado. Isso mesmo, domingo é dia útil, dia normal de trabalho e escola. Desta forma, alguns estabelecimentos comerciais podem ter seus horários de funcionamento reduzidos na sexta-feira. Por outro lado, este é o dia em que você encontrará os melhores brunchs (refeição de origem britânica que combina o café da manhã com o almoço), aliás, essa é a grande atração das sextas-feiras.

5 – Em relação ao fuso horário, Dubai está 4 horas à frente em relação à Greenwich, o que significa que, na maior parte do ano, estamos 7 horas a mais em relação ao Brasil. A diferença do fuso diminui para 6 horas quando o Brasil entra no período do horário de verão. Por isso, a viagem para Dubai pode lhe causar um grande jet lag (uma descompensação física causada quando o indivíduo troca de fuso horário provocando, principalmente, irritação, fadiga e insônia). Planeje 1 dia de descanso ao chegar em Dubai.

6 – O idioma oficial é o árabe mas a língua mais falada é o inglês, como se fosse uma segunda língua oficial. Todo mundo fala inglês em Dubai: nas lojas, restaurantes, táxis, metrôs. E tudo está em escrito em árabe E inglês: rótulos, cardápios, placas de trânsito e até os logotipos de empresas, restaurantes e marcas famosas. Sendo assim, venha preparado para falar inglês.

Lata de refrigerante com inscrições em árabe e inglês. Foto: acervo pessoal
Lata de refrigerante com inscrições em árabe e inglês. Foto: acervo pessoal

7 – Dubai é super quente na maior parte do ano. Então, se puder, programe sua viagem entre novembro e abril, pois as temperaturas são mais amenas e os passeios ao ar livre ficarão mais prazerosos, além de ser o período de alta temporada, recheado de atrações.

8 – Não, você não precisa se cobrir da cabeça aos pés. Porém, vale ressaltar que você está visitando um emirado muçulmano; portanto não abuse de roupas curtas, decotadas ou transparentes. Uma roupa muito sensual e ousada poderá lhe constranger diante de tantos olhares curiosos. Vale a pena ressaltar que em alguns lugares, como as mesquitas, o uso do lenço e de roupas compridas é obrigatório.

9 – A voltagem é 220 e o padrão de tomada é de três pinos, diferente do que utilizamos no Brasil. Lembre-se de trazer um adaptador universal e um pequeno conversor de voltagem, caso você more numa região de 110 volts.

IMG_0001
Tomada. Foto: acervo pessoal

10 – Aqui você encontrará de tudo e não precisa ficar preocupado se esqueceu de trazer algo. A cidade é plena de supermercados, lojas e farmácias. E por falar em farmácia, se você toma algum remédio controlado, vale a pena trazer uma declaração do seu médico em inglês, pois alguns medicamentos não são comercializados em Dubai e alguns são até mesmo proibidos. Traga somente a quantia necessária para não ter nenhum problema, caso seja parado na alfândega.

Espero que essas dicas lhe ajudem a planejar melhor a sua vinda para Dubai. Você também pode checar matérias anteriores, aqui no blog, que sempre trazem informações úteis para quem ainda não se aventurou pelo Oriente Médio. Agora é só preparar a mala e boa viagem!

Related posts

Como alugar apartamento em Dubai

Thais Cunha

Primeiras impressões em Dubai

Thais Cunha

Quando ir a Dubai?

Juliana Perim

9 comentários

Juliana Fevereiro 22, 2016 at 2:00 pm

Muito bom Ju também estou morando aqui e é exatente isso sem por e nem tirar . A única coisa que não cabe ao artigo mas algo que me surpreendeu da última vez que passei pelo aeroporto é a nova regra sobre produtos importados , muita gente inclusive brasileiros vem visitar parentes aqui e acabam trazendo alimentos , mimos que aqui não tem então vale dar uma olhada nestas novas regras . Beijos

Resposta
Juliana Bordião Fevereiro 23, 2016 at 7:09 am

Oi Juliana, que bom que gostou do artigo.
Obrigada pela dica sobre os produtos importados. Vou checar as novas regras. Beijos

Resposta
Angélica Fevereiro 22, 2016 at 10:13 pm

Nossa, adorei!
Quantas informações importantes…
Muito bom esse blog.
Parabéns!

Resposta
Juliana Bordião Fevereiro 23, 2016 at 7:07 am

Que bom que você está gostando dos artigos. Beijos

Resposta
Claudia Mello Maio 20, 2016 at 9:22 pm

bom dia Juliana não falo ingles fluente isso quer dizer que nao tenho nenhuma chance? sou Aux,de Efermeira e enfermeira graduada com experiencia em carteira meu esposo formado em administração se fossemos teriamos que investir quanto teriamos oportunidade de estudar ai?

Resposta
Juliana Bordião Julho 24, 2016 at 9:49 am

Oi Claudia, realmente o domínio do inglês é fundamental pois é a língua mais falada em Dubai. Vale a pena investir num curso de idiomas antes de fazer as malas 🙂

Resposta
Mariana Julho 18, 2016 at 7:36 pm

Oi Juliana,
muito legal suas dicas. Eu estou viajando pelo mundo e tenho comigo uma bolsinha com vários medicamentos básicos (afinal, é uma vigem de um ano). Elas estão fora da caixa, sem bula e não tenho receita médica (estão com a embalagem original, mas fora da caixa). Você acha que esses medicamentos serão barrados?
Obrigada!

Resposta
Juliana Bordião Julho 24, 2016 at 9:47 am

Oi Mariana, depende muito do remédio. Se forem os controlados (os de tarja preta) vale a pena você sempre andar com a prescrição médica, melhor ainda se estiver traduzida para o inglês. Acredito que essa dica vale para qualquer país que você for visitar, não só Dubai. Boa sorte!

Resposta
Vale a pena conhecer Abu Dhabi? - Brasileiras pelo Mundo - Diário de Polly Julho 3, 2017 at 1:33 pm

[…] de turismo: Visit Abu Dhabi, disponível também em português. Também vale a pena conferir o artigo da Juliana, colunista de Dubai, que nos dá dicas para uma viagem aos Emirados Árabes. […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação