10 motivos para morar na Finlândia

1
1996
Foto: Nathan Thrall, arquivo pessoal.

10 motivos para morar na Finlândia.

Eu vim morar na a Finlândia em 2009. Sou cidadã finlandesa e sempre me identifiquei com o modo de vida e com a cultura do país, mas claro que, tendo nascido e crescido no Rio de Janeiro, antes de efetivamente me mudar, minha noção de dia a dia, de vida propriamente dita aqui era pouca.

Já havia passado 6 meses na Finlândia anteriormente, mas eu tinha apenas 19/20 anos de idade; nada de muitas obrigações e uma visão de mundo e prioridades bem diferentes das que tinha em 2009, já com 32 anos, quando vim de vez.

Meu começo aqui não foi fácil. Tive choques e questionamentos como qualquer pessoa que muda para outro país. Tive dúvidas, discordei – e ainda discordo – de coisas e tive que aprender muito. Precisei sair da caixa 100% e abrir meu coração para tentar entender as pessoas, tive que aprender a história do país e da construção de sua sociedade para compreendê-la e para conseguir me integrar e fazer parte dela.

Hoje, minha vida no Brasil está tão longe de mim, que considero a Finlândia minha primeira pátria. Dividirei com vocês, neste texto, 10 razões das muitas pelas quais vivo na Finlândia e nem penso em me mudar, mas não deixarei de mostrar os contrapontos. Farei isto, no entanto, em meu próximo texto, em que escreverei sobre 10 razões pelas quais alguém poderia não querer viver aqui. Mas comecemos com os pontos positivos!

1É o país mais seguro do mundo

Foto: Pixabay

Segundo os resultados de 2017 publicados pelo Forum Econômico Mundial, a Finlândia é o país mais seguro do mundo.

Não importa a hora e nem o lugar, não tenho medo de andar na rua. Corto caminho por florestas escuras, ando à noite por ruas desertas, uso transporte público de madrugada, saio à noite de bicicleta, estou sempre com meu smart phone e minha câmera em mãos, só não uso joias porque não gosto, coisa minha, mas se quisesse usaria sem problemas.

Maldade existe em qualquer lugar do mundo, mas não preciso focar nisso ao sair de casa. Um pouco de atenção é o suficiente.

2Possibilidade de aprimoramento profissional constante

Statistics Finland: Porcentagem de adultos engajados em aprimoramento educacional pessoal por ano, população entre 18 e 64 anos de idade.

Educação e aprimoramento profissional são ofertados o tempo inteiro. Há opções gratuitas, opções pagas, possibilidade para todos. Empresas tendem a investir no aprimoramento de seus funcionários, universidades e escolas profissionalizantes estão sempre criando novos cursos; o serviço de emprego do governo da Finlândia (TE-toimisto) também oferece cursos diversos e alguns, inclusive, dão direito ao recebimento de bolsa. O acesso à educação e ao aprimoramento cultural tanto por necessidade quanto por passatempo é total.

3Qualidade de vida

Foto: Krista Keltanen, Visit Finland. Uso de imagem autorizada pelo banco de imagens da Finlândia.

Este fator obviamente depende do que cada um considera suficiente. Se você acha que qualidade de vida boa significa ter acesso a educação, saúde e segurança básicas, então você há de concordar com este item. Considere também: índice de poluição baixíssimo, água limpa, alto controle de qualidade no que diz respeito a alimentos, acesso e estímulo a prática de esportes e atividades ao ar livre. Além disso, você não precisa ter um salário alto para viver com dignidade e nem para ter a oportunidade de comprar um imóvel ou um carro, por exemplo.

4Educação pública de alta qualidade para todos

Foto: Pixabay

O sistema público de educação é um dos melhores do mundo e todas as crianças, dos 6 aos 17 anos de idade, fazem parte dele. Nossos filhos estudam na escola do bairro, ou o mais próximo possível de casa. Apesar da equidade do sistema não ser de 100%, chega perto disso e há qualidade profissional e educativa em todas as escolas do país. A ideia é que todos tenham as mesmas oportunidades; tanto o filho do rico quanto o filho do pobre, crescendo juntos no mesmo ambiente, recebendo a mesma educação.

5Não há miséria

Dentre os países da OCDE, a Finlândia ocupa o quarto lugar dentre os que têm menor índice de pobreza.

Em meu texto anterior escrevi um pouco sobre o sistema de seguro social, deixando links para que você possa pesquisar sobre o funcionamento de cada benefício. O sistema de seguro da social da Finlândia existe para garantir que ninguém passe fome ou tenha de morar na rua. Ele não acaba com a pobreza, mas não permite a miséria.

6Natureza por todos os lados

Foto:Arquivo pessoal

A Finlândia ocupa o primeiro lugar como país com ar mais puro do mundo.

Florestas por todos os lados, lagos, parques, lebres e esquilos atravessando as ruas mesmos nos bairros mais urbanos, sair com as crianças para colher frutinhas silvestres e cogumelos (aprendemos na escola a reconhecer cogumelos comestíveis), pescar, mergulhar em lago sem ter de se preocupar com poluição, respirar bem. Não tem preço.

7Igualdade de gêneros

A Finlândia ocupa o terceiro lugar entre os países com maior igualdade de gêneros no mundo.

Existe machismo e sexismo, claro. Existe violência contra a mulher e as leis são brandas demais para estes casos, o que é um ponto muito negativo, mas as coisas são estruturadas baseadas na igualdade de gênero. A educação desde a creche não separa as crianças, não separa os brinquedos, não estimula que meninos brinquem disso e meninas daquilo. O resultado disso vem trazendo melhoras perceptíveis à igualdade de gêneros e vem também acabando com uma série de tabus. Mulheres podem servir o exército, nas cidades do interior são vistas dirigindo tratores, capinando nos campos, muitas sabem perfeitamente usar ferramentas e fazer reparos em suas casas, o homem finlandês normalmente sabe cozinhar e cuidar da casa e estas tarefas tendem a ser divididas. Cuidar dos filhos ídem. Claro que ainda precisa melhorar; por exemplo: não é proporcional à quantidade de homens o número de mulheres em altos cargos de chefia; em diversos segmentos os salários oferecidos às mulheres ainda são menores do que os oferecidos aos homens; mas, no geral, você não se sente diminuída por ser mulher na Finlândia e pode fazer o que bem quiser de sua vida.

8Confiança

Segundo o Índice de Transparência Internacional de 2017, a Finlândia é o terceiro país menos corrupto do mundo.

As pessoas tendem a ser honestas. Por mais que sempre precisemos tomar cuidado e checar informações, normalmente isso é fácil de fazer aqui. Existe uma política de transparência que ajuda muito e o acesso a informações online é muito bom. Saber se há processoas contra uma empresa, ler relatos sobre serviços, saber até a renda anual dos políticos e quanto eles pagaram de imposto é informação pública e acessível a todos. Existe corrupção, claro, mas ela não é instríseca ao sistema. São casos isolados de maçãs podres que tendem a ser retiradas da cesta rapidinho.

9Um dos países mais conectados do mundo

Foto: rawpixel.com no Unsplash

Simplesmente tudo está online. O ítem mais importante do meu dia a dia é o meu telefone. Com ele eu compro minha passagem de transporte público, checo os horários dos trens, sei se eles estão atrasados, pago estacionamento, compro refrigerante na máquina, pago minhas contas, faço transferências, marco médico, me matriculo em cursos, recebo ofertas de emprego, sei como ir e vir para qualquer lugar e ainda recebo sugestões com as melhores opções de transporte para usar, tudo aqui pode ser feito online. Aliás, funciona muito melhor assim, pois ir pessoalmente resolver coisas demora mais e muitas vezes a informação que você recebe é de que tem que acessar o site e realizar a operação online.

10As crianças têm mais liberdade e você menos preocupações

Foto: Pixabay

Você deixaria seu filho de 6 anos ir sozinho para escola no Brasil? Muito provavelmente não… Mas aqui é assim e não existe problema. As crianças são bem mais independentes e isso é possível porque tudo é estruturado e seguro. É normal vê-los brincando na rua sem adultos por perto, entrando em ônibus, trens e bondes e não, isso não é falta de cuidado ou desleixo por parte dos pais. Isso é nascer e crescer numa sociedade segura, que permite a confiança e o acesso a coisas simples do dia a dia desde sempre, a todos. Para saber mais sobre a liberdade das crianças finlandesas, sugiro a leitura deste texto no site Brasileirinhos pelo Mundo.

Leia mais sobre pesquisas e índices nos quais a Finlândia ocupa as primeiras posições no mundo aqui.

1 COMMENT

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.