BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para passar o inverno França

5 dicas para aproveitar o inverno e olhá-lo de forma positiva

5 dicas para aproveitar o inverno e olhá-lo de forma positiva.

“Assim como na primavera eu não gostaria que nevasse, no Natal eu já não quero mais as rosas. Eu amo cada estação por aquilo que ela me traz” (Citação de William Shakespeare em tradução livre)

Vejo que o inverno e a vida de brasileira no exterior podem acabar tendo algumas coisas em comum, pois não é incomum acabarmos caindo no “erro” de nos focarmos demais naquilo que não temos, naquilo que nos falta, naquilo que gostaríamos de poder fazer e não podemos, ao invés de darmos valor e aprendermos a amar as coisas que estão ao nosso alcance e que podem ser, sim, bem interessantes, se aprendermos a nos abrir às novas experiências.

Recentemente ouvi de uma paciente que “Morar fora é abrir o espírito” e abrir, nesse caso, é uma atitude que parte de nós mesmas, não é que ao morar fora tenhamos o espírito aberto, mas é algo que precisamos abrir, precisamos nos permitir, precisamos encontrar uma forma que isso aconteça para que não seja uma experiência definida somente por aquilo que sentimos falta e não temos, mas regada a novas e valorosas descobertas.

Leia também: O que aprendi com os franceses 

E aí fica a pergunta: como podemos encontrar uma forma de, apesar dos momentos mais difíceis e doloridos, ver o inverno e a vida no exterior a partir de tudo aquilo que essas vivências nos trazem? O ditado diz “Nem tudo são flores”, mas como será que pode ser possível entender isso sem necessariamente dar um peso negativo e vermos simplesmente como um fato: nem tudo são flores, assim como nem tudo é azul, nem tudo é feito de madeira e nem todas as comidas são doces. As coisas tem características diferentes e é preciso, como William Shakespeare muito sabiamente citou, aprender amar cada uma delas por tudo o que trazem e não detestá-las por aquilo que não são ou deixam de ter. Assim como o inverno é frio e não nos traz flores, mas nos traz muitas outras coisas!

Queria então dividir com vocês algumas dicas de como podemos ver a época do frio como uma estação que pode nos dar a possibilidade de vivenciar situações bem interessantes!

Cuide do seu corpo

Muitas vezes temos a ideia de que a época para cuidar do corpo é perto da chegada do verão, para o famigerado “Projeto Verão”, pensando em ir à praia, à piscina e alcançarmos um físico que é difícil de manter, ou quase que humanamente impossível para pessoas normais e não atletas. Sabe, eu sou contra esses tipos de projetos, pois afinal de contas nosso corpo é o nosso lar durante todo o ano e precisamos aprender a tratá-lo com amor e carinho durante todas as estações. Por isso, que tal aproveitarmos o inverno para nesse tempo a mais que ficamos em casa dedicarmos algumas horas para hidratá-lo, tomar banhos relaxantes, cuidar do nosso cabelo, das nossas unhas e encontrarmos beleza nele do jeitinho que somos e não do jeito que um padrão diz que deveríamos ser?

Nesse tópico de cuidar do nosso corpo, algo importantíssimo é não esquecermos que o inverno pede roupas apropriadas para que a gente não sofra à toa, não é mesmo?

Vista-se de forma adequada!

Há alguns anos eu me mudei de São Paulo para Curitiba e logo no meu primeiro inverno, Curitiba teve o inverno mais rigoroso de “sei lá quantos anos”! Me lembro de levantar de manhã e o termômetro estar marcando -2 o que não é muito para muitos países, mas que para o Brasil e sem calefação é algo completamente traumático!

Foi logo após esse choque climático que tive a oportunidade de passar um tempo na Suécia, onde cheguei no final do inverno. Com essas duas experiências aprendi uma lição valiosa dos suecos: “Não existe tempo ruim, existe roupa inadequada”. Ou seja, devemos investir nas roupas certas, e não em muitas roupas! Pois não adianta você colocar milhares de camadas de roupas que não vão formar uma proteção térmica, sabia?
Nesse post a Vania que mora na Suécia e foi uma das pessoas maravilhosas que conheci nas terras geladas, deu dicas valiosas de como se vestir de forma adequada!

Dedique tempo à cozinha

Na época de verão em países que o inverno é mais rigoroso, durante o calor a cidade é tomada por eventos por todos os lados, as pessoas fazem muitos piqueniques, vão a aperós (nome dado aqui na França para happy hours e afins) ao ar livre e acabam ficando menos tempo em casa. O inverno pode ser uma ótima oportunidade para dedicarmos mais tempo a cozinhar ou aprendermos novas receitas! Seja para si mesma ou para aqueles que você ama, cozinhe! É ao redor da mesa que dividimos muitos papos, muitas conversas e podemos dar algumas risadas! Cozinhar não é somente sobre a comida, mas sobre os laços que são criados e fortalecidos quando compartilhamos uma refeição!

Dedique-se a atividades que te fazem bem

Ficar mais tempo em casa pode ser um tormento para alguns… Mas podemos usar essa fase indoor para nos dedicarmos às coisas que nos fazem bem. Seja cozinhar como falei no tópico anterior, seja pintar, costurar, jogar, tocar um instrumento, ler um livro, esse período dentro de casa pode ser útil para alimentarmos lados adormecidos que com a correria do dia a dia podem acabar sendo um pouco abandonados. Ao organizarmos o nosso tempo para que um determinado horário do dia ou da semana possa ser dedicado a uma atividade que gostamos, pode ser surpreendente!

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na França 

Gosta de esportes? Aventure-se!

Nos países frios os nativos não costumam se intimidar pelas temperaturas baixas! Não importa o clima eles saem para se exercitar e cada estação do ano tem seus esportes do momento. Se você gosta de esportes (e mesmo se não gostar, se permita conhecer!) procure grupos e associações em que você possa tomar aulas do novo esporte e use essa oportunidade para não só mexer um pouco o corpo, mas para quem sabe conhecer novas pessoas.

Para completar lembre-se: cuide da sua alimentação, beba água e movimente-se (viaje, passeie, se distraia! Não tenha medo do frio!) por que assim como para um carro funcionar bem precisa receber um combustível bom e ser colocado em movimento para a bateria não morrer… Nosso corpo funciona melhor se recebe as vitaminas e nutrientes adequados e se é colocado em movimento!

Related posts

Bem-vindos a Montpellier

Júlia Lainetti

Tudo que você precisa saber para morar na França

Ann Moeller

Encontrar um trabalho no exterior sem ter a cidadania

Stela d'Escragnolle Klein

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação