BrasileirasPeloMundo.com
Portugal

5 Dicas para aproveitar o inverno em Sintra e Cascais

Um inverno gentil, com temperaturas amenas, céu azul, muito verde e sol brilhando na maior parte do tempo. É verdade que neste canto de Portugal estamos na temporada das chuvas e de algum vento, mas eles fazem pausas longas, permitindo-nos aproveitar o que a estação traz de bom. E o que seria esse bom? Todo tipo de esporte e atividades ao ar livre nem sempre possíveis de serem praticados na maior parte da Europa, durante esta época do ano.

Pensando neles, confeccionei este mini guia com ideias do que fazer entre Sintra e Cascais nos meses frios, afinal, nem só dos badalos do verão vive o balneário.

Explore

O que fazer no inverno em Sintra e Cascais: vista de Sintra – Foto: acervo pessoal

Aproveite a baixa estação para conhecer os palácios e parques de Sintra. Já falei sobre a enxurrada de turistas em Lisboa, pois bem, no inverno eles dão uma pausa e o resultado são filas curtas e pouco tumulto na hora de visitar os monumentos. O Castelo dos Mouros, o Palácio Nacional de Sintra e o Palácio Nacional da Pena são tesouros da história  portuguesa que em muito contribuem para o ar mágico daquelas montanhas.

Para completar o passeio, caso seja adepto de trilhas é a oportunidade para estacionar o carro no centro histórico e fazer o percurso a pé, tomando tempo para melhor conhecer os segredos mais bem guardados da vila, como as suas ruazinhas charmosas, pequenos pátios escondidos e casario mais resguardado. Deixo avisado que a beleza da vista compensa a subida!

Leia também: Piódão: um passeio encantador no inverno português 

Pedale

O que fazer no inverno em Sintra e Cascais: ciclovia Cascais – Foto: acervo pessoal

Da Marina de Cascais à Praia do Guincho, há cerca de 8 km de ciclovia à beira mar, banhada pela claridade única da luz portuguesa, entre falésias, dunas e o desenrolar das ondas que fazem música ao quebrar nos rochedos ou quando se perdem entre o areial branco da praia atlântica. Ao longo do caminho, a Boca do Inferno pede por uma paradinha. De longe, o farol do Cabo da Roca, ponto mais ocidental da Europa, servirá como guia. Aprecie!

Vá à praia

O que fazer no inverno em Sintra e Cascais: praia do Guincho em janeiro – Foto: acervo pessoal

Isso mesmo, não se intimide com a temperatura e vá à praia! Talvez seja melhor deixar o biquini de lado e optar por uma roupa quentinha e confortável, mas quando o sol abrir, seja dezembro, janeiro ou fevereiro, junte-se aos tantos que vão senti-lo, aproveitando para respirar a maresia, fazer uma longa caminhada e, literalmente, soltar os cachorros, já que durante o inverno os peludos são bem-vindos nas praias portuguesas. No Guincho, comece pela Duna da Cresmina e desça até o Bar do Guincho, não vai se arrepender e aprenderá um novo jeito de aproximar-se do mar!

Coma

O que fazer no inverno em Sintra e Cascais: culinária portuguesa – Foto: Pixabay

Frio e boa mesa costumam andar juntos, concorda? Pois bem, chegou a época de provar os pratos mais quentinhos e os ingredientes sazonais da cozinha local, como o “cozido à portuguesa”. Feito a base de carnes bovina e suína misturadas a chouriços e legumes, o cozido demora horas para ficar pronto, mudando-se a receita de acordo com a região do país.

Outro prato com gosto de inverno é a tal da “sopa da pedra”. Apesar do nome, pode comer tranquilo que apenas encontrará um delicioso caldo também feito com chouriço cozinhado com feijão, repolho, cenouras e batatas.

Chegou também a temporada das carnes de caça, como perdiz e coelho, e para quem gosta de cogumelos, não dá para passar sem degustar os famosos “míscaros”. Bom apetite!

Relaxe (com vista para o mar)

O que fazer no inverno em Sintra e Cascais: vista da Casa da Guia – Foto: acervo pessoal

Por termos o costume de associar a ideia de “férias” com momentos passados na “praia”, a proximidade com o mar confere à região um gostinho eterno de pernas para o ar. Por isso, sempre que puder, escape e não faça nada além de olhar o vai e vem das ondas, pontuadas pelo voo elegante das gaivotas, a tranquilidade dos veleiros e um sol se pondo majestoso no azul do horizonte.

Faça isso de preferência bem instalado em um dos tantos terraços espalhados do Centro de Cascais à Praia do Guincho. A Casa da Guia, no meio do caminho entre um e outro, oferece opções de cafés e restaurantes para diferentes gostos e bolsos, recebendo de camarote, ao longo da falésia transformada em balcão, quem por lá quiser passar mesmo sem nada consumir.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar em Portugal 

Gosto pela vida

O inverno neste pedaço de mundo deixa um gosto luminoso de vida ensolarada que nos chama o tempo todo para fora. Fica difícil resistir e não encontrar alguma atividade que se faça com prazer. Além do apontado aqui no guiazinho, tem espaço e muito para corredores, maratonistas, surfistas, praticantes de kitesurf, enduro, mountain bike; tem parquinhos mimosos, floridos por crianças; passeios, descobertas e trilhas mil.

É verdade que a vizinhança com o Oceano e a visita constante do Sol são privilégios pelos quais só poderemos agradecer se soubermos apreciá-los, por isso, não seja ingrato: aproveite!

Related posts

Por que mudar da Irlanda para Portugal?

Carol Cândido

Viajando sozinha

Bia Noronha

Meu marido foi expatriado. E agora?

Ana Tavela

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação