BrasileirasPeloMundo.com
5 Motivos Ilha de Man

5 motivos para não morar na Ilha de Man

5 motivos para não morar na Ilha de Man.

A Ilha de Man é um lugar maravilhoso para se viver e possui inúmeras qualidades e vantagens que serão apresentadas no próximo artigo. Entretanto, assim como qualquer outro lugar, possui alguns inconvenientes e, é importante também apresentá-los, afinal, nem tudo são flores. Vamos lá:

1. Clima frio

Viver na Europa é ter que conviver com o frio diariamente, obviamente há variações de intensidade de país para país. Especificamente na Ilha de Man o clima é frio o ano todo. Na primavera e verão as temperaturas são mais amenas e, variam entre 12° e 17°, se tiver sorte poderá usufruir de um ou dois dias de calor de 21° e, assim mesmo, ainda pode ser considerado como um dia frio, porque a sensação térmica está sempre abaixo disso. No inverno, as temperaturas caem e a chuva é uma constante companheira. É uma chuva fina e contínua que vem as vezes acompanhada de muita neblina.

Um fato interessante é que os raros dias de sol no inverno são bem mais frios que os dias nublados e chuvosos. Dentro de casa, olhando a rua em um dia ensolarado, sempre parece que o clima está quente e agradável lá fora, ledo engano, prepare-se para colocar mais uma camada de roupa, porque estará certamente muito mais frio. Na ilha, raramente neva e, quando isso acontece a duração é curta e não há acúmulo de gelo no chão. Durante o inverno é bastante comum as chuvas de granizo, mas são pedaços bem pequenos de gelo que não atrapalham em nada.

2. O comércio fecha cedo

O país, mesmo a sua capital, tem um funcionamento semelhante ao que conhecemos das cidades de interior no Brasil. O comércio fecha muito cedo, inclusive nos fins de semana. As 18h ou até antes, as lojas estão todas completamente fechadas. Nas primeiras semanas morando aqui, deparei-me com o supermercado mais próximo da minha residência fechado algumas vezes, sempre achava que estava cedo demais para finalizarem o expediente de funcionamento. Nos fins de semana não há horário diferenciado, as lojas também fecham cedo e você não tem a oportunidade de resolver coisas cotidianas mais tarde. Com o tempo a gente aprende a se planejar com esse horário ou a ir ao supermercado mais longe que fecha mais tarde.

3. Formas de sair da ilha

Sendo o país uma ilha com nenhum tipo de túnel ou ponte que o ligue a outro território, as formas de sair do país são: avião e balsa. Se quiser explorar o Reino Unido ou Irlanda com seu carro próprio, a opção é despachá-lo pela balsa. Entretanto, se quiser ir mais longe sempre será necessário fazer uma escala na Inglaterra, Irlanda ou Irlanda do Norte. No geral, com exceção de voos fretados, todos os voos fazem conexão em aeroportos desses países. Isso faz com que qualquer viagem demore mais que o necessário e o gasto acaba sendo maior, tendo em vista que é necessário comprar um trecho a mais.

4. Alimentação

Nos grandes centros da Europa, há sempre restaurantes e mercados brasileiros que possibilitam manter a nossa alimentação como no país de origem ou simplesmente ajudam a matar a saudade da deliciosa comida brasileira, quando tiver vontade. É perfeitamente comum estranhar a comida local. Na Ilha de Man, a comida do dia a dia é regada de frituras e a refeição mais valorizada é o café da manhã. Sendo assim, durante o almoço é normal as pessoas não pararem para se alimentar, é corriqueiro vê-las comendo uma porção de batatas fritas caminhando pela rua, o que para mim não é muito atrativo.

No país, não há muitos brasileiros, comparado a outros locais da Grã-Bretanha, consequentemente não há mercados nem restaurantes brasileiros. Faz muita falta não ter essa facilidade, quando os produtos brasileiros acabam em casa, é necessário fazer a compra on-line e aguardar o tempo de entrega. A saída então é sempre encontrar sites de produtos brasileiros, que geralmente são londrinos e, fazer a própria comida em casa. Por conta disso, sempre que visito alguma capital por perto procuro, pelo menos uma vez, visitar algum mercado brasileiro e também comer em um restaurante brasileiro, é sempre bom matar a saudade!

Strand Street, a rua do comércio – fonte: arquivo pessoal

  5. Não tem shopping center

Eu jamais reivindicaria calorosamente um shopping center em lugar algum, porque realmente prefiro o comércio de rua, acho muito mais interessante e charmoso. Mas é de fato uma raridade um país não ter um shopping center. Eu vejo como um ponto negativo por conta do número 1 dessa lista que é o clima frio. Em virtude das chuvas constantes e as baixas temperaturas, eu sinto falta de um local coberto para circular seja para fazer compras, almoçar ou mesmo para um café com as amigas. Por não haver um espaço grande e coberto como um shopping ou algo semelhante, estamos sempre circulando na chuva e no frio, entrando e saindo dos estabelecimentos comerciais.

Outro detalhe que destaco é que existem apenas dois cinemas em todo país, ambos com poucas salas de exibição, localizados na capital e na mesma avenida. Desse modo, os filmes ficam pouco tempo em cartaz e, ir ao cinema na ilha acaba sendo um programa não tão simples de ser feito, pois necessita de planejamento prévio. Por conta disso, as idas ao cinema passam a ser pouco comuns.

Related posts

5 motivos para morar em Houston

Renata Salas Collazo

Cinco motivos para não morar nos EUA

Alessandra Ferreira

5 motivos para estudar francês em Montpellier

Júlia Lainetti

2 comentários

Ellen Novembro 10, 2018 at 3:42 am

Olá Priscila, estou amando seu blog. Tenho vontade de assistir ao TT em 2019, vc poderia me dar algumas dicas de como comprar ingressos, na verdade como funciona.obrigada!! Ellen

Resposta
Priscila Valverde Novembro 14, 2018 at 11:01 am

Olá Ellen,
Muito obrigada por acompanhar o blog!
Em relação a corrida o lugar pago oficial para assistir é no Granstand,onde acontece a largada. Mas não é obrigatório, a maior parte das pessoas assistem a corrida na rua mesmo e eu particularmente acho até mais emocionante porque você fica na beira da pista bem próxima às motos. Indico ir cada dia em um ponto da Ilha, é bom assistir em Douglas e também em Ramsey. Próximo ao Grandstand também tem ótimos lugares. A primeira semana é de treinos e a segunda são as corridas, no último dia acontece a corrida mais importante.
Indico procurar hoteis logo porque são muito procurados nessa época.
Neste site https://shop.iomtt.com/Tickets é possível ver mais informaçoes sobre os tickets.
Aqui conto um pouco sobre minhas impressões sobre a corrida: https://www.brasileiraspelomundo.com/a-corrida-da-morte-na-ilha-de-man-110665007
Abraços
Priscila

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação