BrasileirasPeloMundo.com
Culinária Pelo Mundo Espanha

5 pratos típicos na culinária espanhola

5 pratos típicos na culinária espanhola

Quando pensamos em Espanha, uma das primeiras coisas que vêm à nossa cabeça é a boa culinária local. Sempre que alguém voltava da Espanha, e quando eu ainda residia em São Paulo, ouvia as histórias das pessoas sobre como tinham comido bem e as indicações de restaurantes para conhecer, se um dia fosse à Espanha.

Coincidências do destino, eu vim morar na Espanha e comecei a perceber que muitos pratos bons daqui, na verdade, não são tão conhecidos pelos brasileiros (ou são completamente desconhecidos). Para confirmar essa minha impressão, resolvi perguntar aos meus amigos qual a comida (ou comidas, no plural) que eles imaginavam quando pensavam na Espanha e bingo! Nem preciso dizer que a Paella foi a grande vencedora, seguida do jamón, tapas e o pão com tomate (o pan tumaca, que só de pensar enquanto escrevo, já começo a salivar).

Por esse motivo, resolvi escrever para apresentar outros pratos tão bons quanto a Paella e que valem a pena anotar para provar quando vierem para cá, ou até mesmo tentar reproduzir em casa.

Não irei mencionar na minha listinha a extensa lista de arrozes que são preparados aqui na Comunidade Valenciana e que eu tanto amo. A Comunidade Valenciana é a terra dos arrozes, além da Paella Valenciana, claro, como o arroz ao forno (muito mais gostoso que Paella, na minha humilde opinião), arroz meloso, arroz de bogavante, dentre muitos outros pratos típicos da região.

Nessa minha lista vou incluir os pratos que conheci quando mudei para cá, alguns deles eu provei, outros ainda não, mas confio na opinião do meu companheiro e, claro, essa lista não esgota a quantidade de pratos típicos existentes no país e em cada região.

1 – Gazpacho

Comecei com um prato fácil, achei até que iria aparecer na pequena pesquisa que fiz com meus colegas, mas entendo que a Paella sempre aparece como primeira opção.

O gazpacho não é tão desconhecido dos brasileiros, eu já conhecia antes de vir para cá, mas achava que existia apenas aquele gazpacho feito de tomate, pepino, entre outro ingredientes, e servido frio. Aqui eu conheci outro gazpacho também: o gazpacho manchego, que parece um pouco com uma sopa e é feito com carne de coelho e legumes, além de uma espécie de pão especifico para esse gazpacho (esse pão aqui é chamado de torta de gazpacho) e que é encontrado nos supermercados. Obviamente, a receita pode variar de cozinheiro para cozinheiro, o que eu comi levava além da carne de coelho, carne de frango, e estava muito bom.

2 – Cozido Madrilenho

Há uma variedade de cozidos e eu gosto de todos eles, mas optei por falar do cozido madrilenho (cocido madrileño).

Comer um cozido tem todo um ritual que irá variar de região para região, o cozido madrilenho é servido em três porções seguindo uma ordem: primeiro é servida a sopa feita com o caldo do cozido e fideos (que é uma espécie de macarrãozinho), em seguida é servido o grão de bico, batatas e legumes e, por fim, as carnes. O caldo da sopa, os legumes e as carnes são cozidos juntos e servidos separadamente.

As carnes utilizadas na receita são diversas e, honestamente, prefiro comer sem saber o que é porque eu sei que sou chata para comer. Exceto orelha, minha sogra utiliza orelha de porco e isso não tem como não saber o que é. Mas independente do meu gosto e limitações nesse quesito, o prato é muito bom e acho obrigatório experimentar para quem vai para Madri e região e gosta de conhecer a culinária local.

Leia também: dez pratos típicos franceses

3 – Rabo de touro

Esse prato eu ainda não experimentei, mas decidi incluir nessa lista porque é muito comum encontrá-lo nos menus como prato principal do dia e também porque acho curiosa sua história. Como eu adoro história e a Espanha é um país muito rico neste quesito, reza a lenda que esse prato, originalmente, era feito com o rabo dos touros bravos que eram mortos após a touradas na arena.

Como o próprio nome diz, a carne utilizada nesse prato é o rabo do touro e ele é cozido com legumes e servido com batatas.

4 – Fabada Asturiana

Esse é outro prato que eu ainda não experimentei, mas que meu companheiro gosta. Sempre que ele me ouve dizer que estou com vontade de comer feijoada, ele me diz para provar uma fabada, que seria mais ou menos a mesma ideia do nosso prato tão apreciado no Brasil.

A fabada é feita com produtos do porco, como o chouriço, bacon, entre outros, e o ingredientes principal, e que dá nome ao prato, é a faba, que nada mais é que uma espécie de feijão. A ideia é parecida com a feijoada, o gosto eu não sei, mas a imagem não lembra nem um pouco. Esse prato está na minha lista para provar, independente de parecer com a feijoada ou não, pois cada país tem sua tradição.

Fabada – foto acervo pessoal

5 – Torta de Santiago (ou bolo de Santiago)

Incluí essa sobremesa na lista para fugir um pouco do tradicional churros. Quem conhece meu gosto para doces, sabe que a Espanha não me encanta nesse quesito. Eu acho os doces daqui muito secos e não são tão bonitos, e eu gosto de comer com os olhos também. Ainda assim, incluí essa torta porque eu acho ela bonita sempre que eu vejo para vender, e também porque tem o seu lado histórico.

Essa torta, tradicional da cidade de Santiago de Compostela, é feita com ovos e amêndoas e na sua decoração é feita uma cruz da Ordem de Santiago. A torta de Santiago é, hoje, uma denominação de origem protegida, ou seja, se você quiser comer uma torta dessas original, somente poderá fazê-lo na Espanha, em Santiago de Compostela.  Qualquer outro bolo reproduzido fora do local não poderá levar esse nome.

***

Espero que tenham gostado dessa pequena lista e, se gostaram, deixem um comentário contando quais desses pratos vocês já conheciam e provaram, ou quais não conheciam. Quem sabe esse assunto não pode ser pauta para outro texto, já que muitas outras comidas típicas daqui ficaram de fora desta pequena lista.

Related posts

Culinária grega

Amanda Fontenele

A incerteza política espanhola

Fernanda Medeiros

Os desafios de ser vegetariana no interior da Catalunha

Juliana Marra

4 comentários

Daisy Junho 30, 2017 at 6:14 pm

Adorei suas indicações. E realmente os atrozes da região de Valência são fantásticos. Concordo q os doces não são a glória. Melhor ficar com os portugueses.

Resposta
Thais Maciel Gomes Julho 3, 2017 at 11:45 am

Como boa brasileira, amo meu arrozinho de todo dia e Valência me surpreendeu com seus arrozes. Já os doces, prefiro os franceses, a patisserie é minha paixão.

Resposta
Tati Sato Julho 1, 2017 at 2:30 pm

Sabe que eu faço um bom arroz al horno? No outono, vem que eu faço! ??

Resposta
Thais Maciel Gomes Julho 3, 2017 at 11:44 am

É meu prato preferido daqui, vem fazer para a gente aqui em casa que já temos até os pratos específicos!!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação