BrasileirasPeloMundo.com
Turquia

6 Coisas que não sinto falta da Turquia

6 Coisas que não sinto falta da Turquia.

É inquestionável que a Turquia é um país incrível, cheio de história, cultura, culinária, belezas únicas e tudo isso combinado com segurança e preços baixos! Um destino excelente, que super recomendo para quem está aberto ao novo e quer ter uma experiência de viagem inesquecível.

Mas há uma diferença enorme, que chega a ser um abismo, entre visitar um país por poucas semanas e morar nele.

Quando estamos de passagem por um país durante nossas viagens, geralmente pouco nos afeta as questões econômicas, políticas. Até o idioma e muitos costumes locais que por mais que não nos agradem, sabemos que não precisaremos conviver com eles depois de alguns poucos dias.

Mas, quando chegamos para ficar, tudo muda! E depois de estar fora da Turquia por quase 1 ano, retornei em ritmo de férias, apenas de passagem por algumas semanas e pude perceber todas as coisas que esqueci rapidinho que existiam.

Apaguei da memória assim que o avião decolou porque sempre me incomodaram e não me fizeram nenhuma falta!

Leita também: Dicas importantes para quem vai morar em Istambul 

#1 Cigarro

Eles praticamente não bebem álcool mas compensam no cigarro. E eu não gosto de ser fumante passiva ou de ficar cheirando mal se nem sou eu que estou fumando.

Me sinto no ano 2000, quando ia pra balada e voltava com a roupa e o cabelo fedendo porque ainda era permitido fumar em locais fechados.

Eles fumam muito e até em locais 100% fechados, como vi dentro do Grand Bazar, em Istambul. Em restaurantes ou você senta na parte de dentro ou se prepare para comer e fumar ao mesmo tempo com quem senta ao seu lado.

Mesmo na rua incomoda, porque é excessivo. Frequentemente há alguém fumando na sua frente e você precisa desviar da fumaça.

#2 Chamado para oração

É o que qualquer pessoa do Ocidente nota logo ao chegar por aqui. Não passa despercebida a voz emitida pelos minaretes de todas as mesquitas do país, porque é em alto e bom som que os muçulmanos são lembrados, cinco vezes ao dia, da sua obrigação de prestar devoção a Deus.

Azar de quem morar perto de uma mesquita, porque apesar de acostumar, fica impossível não acordar às 4:30 da manhã quando acontece o primeiro chamado.

E a Turquia tem mais de 80 mil mesquitas (e aumentando…) por todo país!

#3 Não entender o idioma

Quem é que gosta de boiar nas conversas, rir atrasado ou não fazer ideia do que estão falando?

Viajando a turismo tudo é válido, nos viramos até na mímica quando preciso. Mas quando moramos num outro país, falar o idioma local é essencial para facilitar o nosso dia a dia, para nos sentirmos mais tranquilos e confortáveis apesar de tantas mudanças quando escolhemos viver em outro país.

Apesar de me sentir super feliz em não precisar mais sofrer com isso (por enquanto!) estando em outro país, estar aqui me fez querer retomar os estudos do idioma turco, já que sei que retornarei um dia! Pois é, casei com turco e não tem como fugir!

Já até encontrei um professor para fazer aulas online, e mesmo 2h por semana sendo muito pouco, sei que vai me ajudar manter esse contato com o idioma!

#4 Curiosidade turca

Ahhh olhares curiosos e exagerados…Perguntas e mais perguntas se damos abertura. Seja no táxi, no salão de beleza, no mercadinho ou o morador da porta ao lado.

Não esqueço de quando uma brasileira contou que percebeu que seu lixo estava sendo mexido pelos vizinhos… para nós é o cúmulo da intromissão, mas para eles não tem nada de tão absurdo saber tudo sobre a vida do vizinho, especialmente mulher, e solteira.

Penso que uma das razões porque isso acontece se explica na cultura. Por aqui as pessoas e familiares se ajudam M-U-I-T-O, inclusive financeiramente. É normal emprestar dinheiro ao colega de trabalho, por exemplo.

Então, se eles literalmente podem chegar a pagar as suas contas, podem também se meter na sua vida.

Perguntam o que você faz, logo de cara. Depois sobre o marido, se tem filhos (ou quando vai ter) e assim segue, mesmo que você nunca tenha visto essa pessoa antes! Tenta devolver as perguntas pra ver…eles são bem fechados com estrangeiros de modo geral.

Leia também: Custo de vida em Istambul

#5 Sites bloqueados na Turquia

Na Turquia o maior site de reserva de hospedagem booking.com não funciona por “desacordo comercial”. É meu favorito pelas ferramentas de pesquisa que oferece e faz uma falta danada na hora de reservar hospedagem em qualquer destino turco.

Ao colocar qualquer cidade da Turquia no site, aparece a mensagem: “Infelizmente, neste momento, não é possível aos nossos clientes na Turquia reservar propriedades internacionais conosco”.

Outro exemplo é o Wikipedia que também foi bloqueado e banido por ter informações consideradas incorretas sobre o governo. Simplesmente saiu do ar há uns dois anos já, e nada de retornar até hoje!

Não vamos estender o assunto sobre política aqui, mas são detalhes que nos fazem ter que dar nosso jeitinho instalando programas ou aplicativos de VPN – Rede Privada Virtual, para poder usar sem restrição.

#6 Tradicionalismo 

Usando o exemplo do item acima, do chamado para oração. Todo mundo tem relógio e despertador e quem quisesse poderia fazer suas orações sem alarmar o bairro inteiro, mas esse é um pequeno exemplo das inúmeras tradições mantidas pelos muçulmanos há mais de 1000 anos.

A Turquia tem muitos costumes que, na minha opinião, não cabem mais na atualidade e modernidade do século XXI, porém fazem parte da cultura e da identidade desse povo, como por exemplo, o ouro e dote envolvido em um casamento!

É comum dizerem: “Isso faz (ou não faz) parte da nossa cultura” ou “não é nosso costume”, para explicar ou justificar muitas coisas.

Um dia minha sogra falando sobre uma parte de um livro do  couch americano Tony Robins, em que ele fala sobre alimentação, ela disse: “Eu gostei, mas não se aplica à nossa cultura.”

Não importa mais nada: se é bom, se é ainda melhor ou se vai ajudar. O que vale é ser fiel aos costumes e cultura turca! Bem, o nacionalismo exagerado deles, é tema para outro post!

Related posts

Turismo de saúde na Turquia

Cristhiane Mutlu

Idioma Turco: dicas de aprendizagem e confusões

Rubiana Ozturk

Como é morar no litoral da Turquia?

Marília Budak

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação