BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Ilha de Man

A corrida da morte na Ilha de Man

Final de maio se aproxima e tudo começa a mudar na Ilha. Aquela tranquilidade rotineira ganha novos contornos. Grupos de turistas circulam pelas ruas, pessoas trajando roupas de couro preta e capacetes na mão, motos se acumulam nos estacionamentos, hotéis lotam, pubs trabalham à todo vapor, barracas de camping são montados por quase todo país e se começa a ouvir o inconfundível ronco dos motores das super motos.

Uma vez por ano o país passa a ser dominado pelos apaixonados por motocicletas. Nesta época, qualquer caminhada pelas ruas faz você cruzar com motos sensacionais, sejam elas clássicas, modernas, potentes, lambretas, motos de todos os tipos e para todos os gostos. Tudo isso porque no final de maio e início de junho acontece na Ilha de Man a prova mais difícil e perigosa da motovelocidade mundial conhecida como a corrida da morte, oficialmente chamada de Tourist Trophy – TT.

E por que que será que ela é tão perigosa? Vamos aos fatos, o TT é uma corrida muito desafiadora por conta do seu percurso. A disputa ocorre em um circuito de 60 km por rodovias sem limite de velocidade, e é exatamente por isso que ela acontece na Ilha de Man.

O circuito da prova passa por muitas montanhas, vilarejos, 256 curvas, muros de pedra, cabines telefônicas, tampas de bueiros, postes, desníveis do asfalto e tudo isso em velocidades altíssimas e sem área de escape, por isso, não há margens para erros.

Como se pode perceber pela descrição do circuito, a prova não ocorre em um autódromo, ela simplesmente acontece pelas rodovias e ruas do país, aquelas que são usadas pelos moradores da ilha no dia a dia. Durante o TT, as pistas ganham sentido único e ficam fechadas para circulação geral, a partir desse momento, só as motos comandam. Os pilotos, além de corajosos, precisam ter habilidade e um alto nível de concentração, já que as velocidades podem ultrapassar os 300 km/h.

O TT é uma corrida com mais de 100 anos de história, cheio de tradições e lendas e que divide opiniões entre os moradores da Ilha. É o evento de motovelocidade que mais atrai pessoas por um período de duas semanas. São 15 dias de prova, sendo uma semana de treino e outra de corrida.

Vamos voltar um pouco no tempo para entender mais sobre os limites de velocidade na ilha. Em 1903, o Parlamento Britânico introduziu um limite de velocidade de 32 km/h nas vias públicas da Inglaterra, fazendo com que não fosse possível acontecer disputas automotivas naquele local. Com essa proibição, Sir Julian Orde, secretário do Clube de Automóveis da Irlanda e Grã-Bretanha, recorreu às autoridades da Ilha de Man para que as competições acontecessem nas estradas da ilha. Este foi o primeiro passo para a criação de uma das corridas mais emocionantes do mundo.

A corrida começou em 1907 e, desde então, o evento traz muita gente para Ilha, uma quantidade de pessoas equivalente à metade dos moradores do país, ou seja, cerca de 40.000 apaixonados por motos vêm acompanhar o evento durante a primavera europeia.

A largada da corrida acontece individualmente no Grandstand, na capital, e cada piloto sai com 10 segundos de intervalo dos outros corredores. Sendo assim, a corrida não é para chegar em primeiro lugar e sim fazer o percurso em menor tempo.

Posso dizer que nunca fui amante de motos, mas um evento como esse é impossível se manter indiferente. É um evento sensacional e emocionante para assistir pelo menos uma vez na vida. Você tem a experiência de poder assistir aos treinos e as corridas oficiais muito próximo da pista tendo apenas o muro ou uma grade te separando dos corredores.

TT – Ilha de Man – fonte: arquivo pessoal

Quando os treinos começam, a primeira moto que você vê passar é inesquecível, é uma sensação de medo e euforia, a impressão, sem exageros, é de que uma das motos vai te atropelar. Confesso que depois que a primeira moto passou dei alguns passos para trás e só depois de algum tempo voltei ao meu lugar de origem. Como você assiste tudo de tão perto, é possível sentir o vento em seu rosto quando elas passam, a velocidade realmente impressiona, por isso, caso se distraia e desvie seu olhar, você pode perder seu corredor favorito passar.

Não basta querer participar da competição. No TT, só andam pilotos convidados pela organização e, para que o convite aconteça, o corredor precisa adquirir experiência em provas de estrada. É necessário que ele participe de outras corridas e enfrente circuitos perigosos e bastante exigentes para mostrar que é capaz de completar o percurso. Essa é uma estratégia para evitar aumentar o número de mortes da corrida.

Muitos turistas que chegam na Ilha de Man nessa época logicamente vêm com intenção de acompanhar os treinos e as corridas, entretanto, grande parcela desse povo quer mesmo é usufruir de um dia especial chamado Mad Sunday ou Domingo Maluco. Trata-se de um domingo no qual o mesmo percurso que é feito pelos pilotos é aberto ao público sem limite de velocidade. Mas não é só nesse dia que os motociclistas fazem uso da pista. O trecho de mão dupla, que durante as duas semanas do TT funciona em somente um sentido, é usado, fora dos horários de treinos e provas, pelos motociclistas para correr a vontade, já que as rodovias da ilha não têm limite de velocidade.

Um corajoso brasileiro chamado Rafael Paschoalin já se aventurou pela corrida em três anos consecutivos, sua primeira corrida foi em 2013. Em 2015, alcançou seu melhor resultado na prova, obteve em uma das categorias da prova a 30ª colocação, dentre mais de 70 pilotos que competiram.

Não se pode negar que a corrida da Ilha de Man é extremamente arriscada, mas é considerada extremamente gratificante pela maioria dos pilotos. Essa adrenalina toda também tem suas consequências, desde 1910, quando a corrida começou a acontecer, houve mais de 250 mortes de competidores. Tive a oportunidade de assistir a corrida durante os dois últimos anos e, no ano passado, o número de mortos na Ilha de Man foi de cinco e, esse ano, três mortes de corredores foram registradas.

Se você tem interesse em conhecer a corrida, prepare-se com antecedência pois muitos dos hotéis e outros tipos de hospedagens existentes na ilha são reservados com um ano de antecedência, a procura é realmente muito grande.

E para continuar no clima da motovelocidade, conheça mais sobre a corrida visitando minha galeria de fotos do TT da Ilha da Man.

Related posts

A vida em Mumbai

Joice Santos

Dez curiosidades sobre a Romênia

Bruna Roland

Festivais de verão no Japão

Alessandra Ozbir

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação