A expressão da cultura brasileira em Portland

0
157
Apresentação do MaracatuPDX na Parada LGBTQ em Portland, 2018. (Acervo pessoal)
Advertisement

A expressão da cultura brasileira em Portland.

Por que existem tantos eventos de música brasileira em Portland? Até hoje eu não sei explicar, mas às vezes me sinto em casa. É incrível como existe uma representabilidade da cultura brasileira aqui, principalmente por americanos. Aqui temos uma escola de samba, um grupo de maracatu, duas bandas que tocam uma música brasileira mais contextualizada, um grupo de forró e alguns DJs que tocam músicas brasileiras nas baladas.

O meu primeiro encontro com música brasileira foi ao visitar um ensaio de escola de samba, quando meu pai veio me visitar. Eu não me lembro direito como soube do grupo, provavelmente pelo Facebook. Era inverno, estava frio, mas ao entrar no salão senti todo o calor da nossa música. O coração batia no ritmo do surdo. Logo depois vi uma apresentação do Bloco Alegria no Ano Novo. E depois no Carnaval. Ainda cheguei a participar de alguns ensaios com o bloco.

Leia também: Cultura brasileira em Bucareste

Também me juntei ao grupo MaracatuPDX, onde nos apresentamos em todas as Paradas LGBTQ de Portland. Ano passado, toquei chocalho e cantei em algumas apresentações. Eu não tinha muita informação sobre maracatu quando morava no Brasil. Lembro de ter assistido uma apresentação na UFRRJ uma vez e me encantei. Mas como não havia nenhum grupo próximo a mim, não me envolvi. Foi muito bom conhecer melhor o maracatu através dos americanos. Me fez ver como a cultura brasileira é representada e reproduzida fielmente com no exterior. E não só há precisão nos instrumentos e no canto. O MaracatuPDX traz uma energia de amizade, positividade, e afeto entre seus membros.  

Eu na apresentação do MaracatuPDX em 2017 (Foto: David Moore)

A minha maior paixão, que foi um amor à primeira vista é o grupo Popgoji. Eu digo que é a Orquestra Imperial versão americana. O nome da banda tem a idéia de lembrar a palavra “pagode”. Desta forma, os americanos conseguem pronunciar sem dificuldade. Desde que conheci o Popgoji, fui em praticamente todos os shows. Ainda descobri que sou vizinha de um dos membros da banda e nos tornamos grandes amigos. Inclusive, através dos shows que conheci boa parte dos meus amigos brasileiros em Portland.

Leia também: Visto para morar nos EUA

Outra banda que faz um sucesso aqui é Z’bumba, que aconchega os nossos corações com um forró. Com exceção da cantora, todos os membros da banda são americanos. Alguns já moraram no Brasil e falam português. Mas representam muito bem o forró nos EUA. Eu gosto de fechar os olhos e escutar a banda tocando. Parece que estou no Brasil, naqueles barzinhos com o teto de palha e areia no chão.

Uma das minhas bandas preferidas é Pyatã and the Rhythm. Com uma fusão de ritmos de samba, reggae, rock e funk, a banda tem um estilo único e animado, que faz todo mundo dançar. A cena musical também conta com alguns DJs que tocam música brasileira. Eles organizam festas e eventos para reunir todos que simpatizam com a nossa cultura. Para os mais sofisticados, há vários eventos de choro e muitos artistas brasileiros conceituados que vem se apresentar em Portland.

O que eu mais gosto de fazer aqui em Portland é ir para as rodas de samba e festinhas organizadas pelos músicos envolvidos na cena musical da cidade. Às vezes eu só sento e observo pessoas de várias idades e culturas diferentes celebrando a nossa música. Cantando e tocando canções que muitas vezes nem eu conheço. Essas rodas de samba acontecem em galerias, hostels, bares, e parques. Cada um leva seu instrumento, sentamos e tocamos juntos no improviso. Mas nem sempre tudo sai como o planejado. Certa vez organizei junto com uma amiga um churrasco com música no parque. Não demorou muito para aparecer um guarda pedindo para nos retirarmos pois não tínhamos pagado uma licença pelo espaço. Estados Unidos não é bagunça.    

Leia também: Austrália – Mantendo a cultura brasileira

Além da música, a cultura também está representada através de esportes, comidas típicas, e dança. Aqui há alguns grupos de capoeira, com mestres renomados ao redor do mundo. Também há instrutores de jiu-jitsu, jogadores de futebol, e dançarinos. O podcast The Brazilian Beat traz entrevistas com artistas brasileiros que já passaram por terras estrangeiras divulgando a cultura nacional. Outro evento interessante que acontece relativamente perto do Oregon é o California Brazil Camp. É um acampamento anual, que acontece no verão no Norte da Califórnia. Centenas de pessoas se reunem para aprender mais sobre a cultura brasileira. Há oficinas de música, dança, percussão, e língua portuguesa.  

E para fechar com chave de ouro, eu fico feliz em dizer que há comida brasileira aqui em Portland. O Carioca Bowls é uma lanchonete e estúdio de ioga, que vende deliciosos açaís na tigela e pão de queijo. Também há dois food trucks de comida brasileira que vendem pastéis, feijoadas, moquecas, coxinha e guaraná Antártica. Portland também abriga uma filial da Fogo de Chão e uma churrascaria gaúcha, Brazil Grill. Ainda há mercados que vendem tapioca, geléia de mocotó, café e mate. São pequenos mimos, que me fazem sentir-me mais perto de casa e feliz.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.