BrasileirasPeloMundo.com
Chile

Cidadania chilena, vale a pena?

Cidadania chilena

Cidadania chilena, vale a pena?

Vale a pena tirar a cidadania chilena? Essa pergunta poderá soar como estranha, já que nós brasileiros podemos ver o Chile como mais um pais da América do Sul, longe geográfica e economicamente das grandes potências mundiais.

De certo, essa visão não está completamente equivocada, se não considerarmos que Chile tem muito boas relações com os Estados Unidos, que faz com que seja o único país da América do Sul que necessita somente de um visto eletrônico para entrar na terra do Tio Sam.

Para um brasileiro que ainda não tem visto americano (pois sabemos que a burocracia é gigante) e tem interesse em visitar esse país, talvez com o passaporte chileno, seja mais atrativo, e quem sabe, mais fácil.

Esse é apenas um ponto a favor para as pessoas que gostam de uma viagem, mas considerando a vida diária, iremos apresentar uma lista de vantagens em ser uma cidadã (o) chilena (o):

– Para quem deseja se candidatar para vagas de gerentes em setores públicos ou privados, quem tem a cidadania chilena, terá uns pontinhos a mais;
– Poderá se candidatar a vagas políticas;
– Participar das eleições públicas;
– Os procedimentos para realizar documentações será mais simples e fácil;
– Não será necessário renovar o visto ou o documento de residência;
– Poderá abrir uma empresa com menos burocracia.

E voltando ao tema de viagem, mais vantagens apresentamos:

Com o passaporte chileno, 174 países estão com as portas abertas esperando pelos chilenos, entre eles: Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido e os países da União Europeia.

O passaporte chileno ocupa o 14ª lugar da lista de passaporte mais vantajosos do mundo, deixando para trás o Brasil, que leva a posição 17ª.

Leia também:  Crédito Hipotecário no Chile

Quem pode solicitar a cidadania chilena?

– Filhos de chilenos por nascimento – que nasceram em outro país;
– Chilenos por carta de naturalização (estrangeiros) – que deverá ter uma permanência mínima de 05 anos com o visto definitivo;
– Estrangeiros que tenham prestado serviços notáveis para o país.

Requisitos para solicitar a cidadania:

– Passaporte do país de origem;
– Morar no Chile por mais de 5 anos (esse prazo é contado a partir da data do visto permanente);
– Certificado de Antecedentes para fins especiais, esse documento é emitido no Serviço de Registro Civil e Identificação do Chile;
– Certificado de Serviço de Impostos Internos de Chile, para provar que o solicitante está em dia com as obrigações tributárias (impostos) ou legalmente isento.

Com todos esses documentos, os seguintes passos são:

– Apresentar uma solicitação de nacionalização à Intendencia Regional. Para as pessoas que moram em Santiago, essa solicitação deverá ser feita no Ministério do Interior e Seguridad Pública de Chile (e para nós brasileiros as solicitações deverão ser feita em ChileAtiende – que é uma rede que oferece muitos serviços do Estado, com diversos pontos de atendimento, em outras palavras, é uma espécie de Poupa Tempo).

– O segundo passo é solicitar uma entrevista, depois da aprovação de todos os documentos. Se os documentos exigidos estiverem completos, receberá uma carta de nacionalização para que possa fazer uma nova cédula de identidade e o abençoado passaporte chileno.

A parte triste dessa história é que todo o processo da cidadania poderá demorar até 02 anos.

Leia também:  UF, unidade monetária chilena

Outra questão importante para ressaltar é:

O fato de se optar pela nacionalidade chilena perderá a nacionalidade brasileira?

A resposta do lado chileno é não. Pois o Chile aceita dubla nacionalidade (comemoremos, pois antigamente somente os espanhóis poderiam ter esse benefício). Do lado brasileiro a resposta desde 15 de Junho de 2021 pelo Senado Brasileiro também é não, que aprova a proposta sobre a perda da nacionalidade brasileira, proposta essa que foi à Câmara.

O que acontece se a cidadania é negada?

No caso da cidadania ser negada pela falta de algum documento, poderá apresentar os documentos (completos) novamente em uma nova solicitação.

Em caso de ter algum tipo de problema com a apresentação de algum documento ou na ausência de um documento, poderá solicitar um recurso de amparo na Corte de Apelaciones correspondente e continuar o processo.

Conclusão:

Essa processo não exige tanta burocracia, e a lista de benefícios é vantajosa, diante de todo o trabalho que se possa ter para a solicitação.

Para os estrangeiros que não estão somente de passagem em terras chilenas, poderá ser atrativo, pois não se perde nada tendo a cidadania chilena, ao contrário, a cidadania só agrega vantagens.

Quer saber mais sobre o BPM? Siga-nos também no Instagram e no Facebook

Related posts

As melhores comunas para se morar em Santiago no Chile

Isabela Vargas

O ambiente de trabalho nas empresas chilenas

Isabela Vargas

Chefs e deliciosa gastronomia chilena

Isabela Vargas

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação