BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Vietnã

A tradição do café no Vietnã

A tradição do café no Vietnã.

Os vietnamitas adoram seu café. Andando pelas ruas da cidade, a qualquer hora do dia, estão eles ali, sentados nos cafés típicos da cidade, muitos dos quais com pequenas mesas e cadeiras de plástico que são postas na calçada. As pessoas se sentam, ficam observando o movimento da rua, conversando e tomando seu cà phê sữa đá, café gelado com leite.  O cà phê sữa đá é feito a partir de café em pó (café de torrefação escura), passado usando um filtro metálico chamado phin. O filtro é posto em cima do copo, dentro do copo leite condensado e gelo. Isso mesmo, leite condensado com café, combinação sagrada para os vietnamitas. É assim que muitos iniciam seu dia.

Os franceses trouxeram o café ao país na época colonial e aos poucos o Vietnã se tornou um exportador do grão. As áreas de cultivo se concentram no planalto central e no sudeste do país. O café vietnamita é conhecido por ter um sabor muito forte e intenso, motivo pelo qual alguns estrangeiros não gostam do gosto dele. Mas é exatamente esse sabor intenso que conquista e mantém seus devotos fiéis.

Existem as mais interessantes variações de café. As versões com gelo são muito populares, já que é um país muito quente, apesar de no norte haver um inverno com temperaturas rigorosas. Frappes, misturas com creme ou simplesmente o café frio com gelo. Eu já tomei até café com matcha, o chá verde japonês que é moído até formar um pó. Matcha tem o mesmo teor de cafeína que o café, portanto uma mistura dessas é uma dose dupla para deixar qualquer um com insônia, mas é delicioso.

Prédio “The Cafe Apartment”, no centro de Saigón. Fonte: arquivo pessoal.

A versão mais curiosa de café aqui é sem dúvida o cà phê trứng, o famoso egg coffee. Sim, café com ovo. Batem gemas de ovo com leite condensado e misturam ao café, o que dá uma consistência bem cremosa. A origem do egg coffee é da época da guerra, quando leite era escasso e caro e por isso resolveram adicionar ovo ao café para dar a cremosidade.  Nunca experimentei, mas os vietnamitas juram que o café não fica com gosto de ovo, só adiciona a cremosidade. Muitos (assim como eu) torcem o nariz ao ouvir sobre essa combinação, mas sinceramente nós, brasileiros, tendo algo como gemada não temos muita moral para falar do egg coffee, não é mesmo? (Eu nunca gostei de gemada e não consumo ovos). Tem também o coconut coffee, que é uma bebida gelada que mistura café, gelo e leite de coco ou até sorvete de coco.

Leia também: O café de 3 horas na Croácia

O café italiano, como cappuccino, espresso, etc., também pode ser achado em qualquer esquina de grandes cidades. No entanto, as bebidas quentes não são muito populares entre os vietnamitas. No escritório onde trabalho, alguns dos colegas convida com frequência todos para uma bebida – café ou chá – e pedem online para entrega. Geralmente eu sou a única a pedir bebida quente, um cappuccino ou chá. Os outros colegas sempre optam pelo cà phê sữa đá, frapes ou outras combinações geladas.

Ainda raro mas já possível de se encontrar em cidades como Saigón e Hanoi é o cappuccino vegano, feito com leite de soja. Um sinal da adaptação aos novos gostos do público. É interessante observar a variação de preços: enquanto um café gelado vai custar em média 20.000 VND (Vietnam Dong), cerca de R$ 3; um cappuccino pode custar entre 50 a 70.000 VND, ou seja entre R$8 e R$11. Eu gosto de cappuccino mas sempre tenho que pensar que custa mais do que uma refeição, já que em qualquer restaurante simples uma tigela de phở – sopa de macarrão com ervas e carne – custa cerca de 30.000 VND – R$ 4,80. Ou seja, a versão ocidental do café vai custar mais do que uma porção de comida.

Leia também: Os 10 melhores cafés de Lima

O Vietnã também tem uma tradição de cafés, ou seja, de estabelecimentos como coffee shops. Eles são extremamente criativos e prestam atenção a detalhes. Existem cafés temáticos ou simplesmente com uma decoração inusitada ou aconchegante. Em Saigón existe um prédio inteiro chamado The Cafe Apartment. A fachada parece um mosaico, mostrando as mais diferentes lojas dentre as quais muitas são cafés ou casas de chá. Apenas a fachada já convida a explorar os diferentes cafés e lojas. Existem vários outros prédios com um conceito parecido que abrigam vários cafés, restaurantes, lojas. Muitos cafés especialmente em cidades como Saigón e Hanoi são um refúgio para aqueles que querem relaxar, encontrar amigos ou estrangeiros que procuram um lugar com boa WiFi para trabalhar. Mas não é necessário ter um ambiente tão diferente, bonito ou criativo para ter seu café. Para os vietnamitas às vezes basta uma cadeira e uma mesa de plástico na calçada para beber seu café, geralmente gelado, e observar o movimento. Uma vez conversei com uma senhora que tem um desses cafés locais de rua. Ele tem outras bebidas como água, refrigerante ou água de coco em sua oferta. Tudo muito simples e local. Sorrindo, ela me disse que era um trabalho duro e que ela nunca tinha folga ou férias. Mas seus dois filhos estão fazendo faculdade. Esse é o espírito de muitos vietnamitas. A vida é dura, o trabalho é suado. Mas a vida segue e um sorriso nunca é demais.

Eu amo café, compro café vietnamita para fazer em casa na minha cafeteira italiana. Quando tenho mais paciência ou vontade, bato leite na minha prensa francesa para fazer um cappuccino vegano. A globalização chegou também ao preparo de café.

Related posts

Islândia – O concurso de música Eurovision

Erika Martins Carneiro

Brasil e El Salvador um amor embalado pela Bossa Nova

Paula Tavares Vigilato

Desfile de Loucos em San Miguel de Allende, no México

Simone Gonçalves

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação