Aluguel na Itália: por onde começar?

0
1852
Advertisement

O assunto de hoje é aluguel na Itália. Quando uma pessoa se muda para um novo país, existem vários quesitos nos quais se deve pensar e entre as principais preocupações é a procura por uma nova casa. Esse é um problema que não somente as famílias, mas também os estudantes têm para resolver, afinal não é fácil dividir a casa com pessoas que não tem a menor intimidade não é mesmo?

Mas então por onde se pode começar? Bom o primeiro passo é escolher a cidade onde vai morar e pesquisar na Internet os pontos bons e ruins e ver se se encaixam às suas exigências. Quando eu me mudei para a Itália eu fui parar em um vilarejo chamado Fisciano, na província de Salerno. No início não foi nada fácil pois nessa cidadezinha não tinha nem supermercado, mas em compensação eu demorava 5 minutos para chegar na faculdade e não precisava pegar algum meio de transporte e esse foi o ponto decisivo para a minha escolha.

E agora? Onde posso procurar as casas?
Além de sites nos quais as pessoas colocam os anúncios, existem também vários grupos no Facebook onde os donos de casas disponibilizam não somente inteiros apartamentos, mas também quartos individuais e compartilhados.

Esse sistema pode parecer um pouco duvidoso, porém funciona bem. Contudo, a coisa mais importante que se deve ter em mente é NUNCA ir ver a casa sem uma pessoa que te acompanhe. Situações estranhas podem acontecer em qualquer lugar do mundo e é sempre melhor prevenir, né? O ponto positivo é que as vezes os proprietários deixam os anúncios nas mãos dos próprios inquilinos, então é uma oportunidade de saber quem você vai achar na casa e como organizam a rotina entre eles.

Além do Facebook, existem sites no estilo do brasileiro Mercado livre, onde é possível achar quartos “avulsos” e inteiros apartamentos não só para universitários, mas também para famílias e é possível ver fotos e entrar em contato diretamente com o anunciante, evitando custos extras de agências.

Porém, para quem quer ir por vias seguras, existem as agências imobiliárias que ajudam a procurar casas e fazem contratos. O ponto negativo é que muitas vezes cobram taxas por esse serviço, o que pode ser um gasto a mais para quem tem o dinheiro contado.

Porém quanto custa o aluguel de um quarto na Itália?

Depende da cidade obviamente, mas uma média de preços da Itália está por volta de 380 euros, de acordo com uma pesquisa realizada pelo site immobiliare.it e divulgado pelo quotidiano Il Sole 24 Ore. A cidade mais cara é Milão, na qual os alugueis podem chegar até a 600 euros por mês por um quarto individual. A segunda cidade mais cara é Roma, na qual é possível achar um quarto individual por até 500 euros em zonas mais centrais da capital. Em Nápoles, a média de preços varia entre 300 e 400 euros por mês por um quarto individual em um apartamento compartilhado com outras pessoas. Normalmente esses custos são somente para o aluguel do quarto com o valor das contas a parte, porém em alguns casos o valor do condomínio e da taxa do lixo são incluídos (Sim, aqui na Itália se paga uma taxa para a coleta seletiva).

Esses valores variam também em base ao bairro que se escolhe de morar. Em Nápoles, como em qualquer outra cidade, tem que ter uma atenção especial aos bairros para não ter surpresas desagradáveis no futuro. Zonas como a de Forcella e Quartieri Spagnoli, também se são muito características, não são muito recomendadas, pois são considerados como bairros infames. Porém lugares como o Vomero, Chiaia e Santa Chiara são mais tranquilos, porém podem ter o custo de vida levemente mais alto do que bairros localizados no centro.

Algumas coisas são muito importantes e tem que ser pegas em consideração quando se aluga um quarto por aqui. Muitos proprietários, principalmente se recusam a fazer um contrato regular de aluguel, conhecido como affitto in nero, pois querem evitar de pagar taxas. Eu aconselho de evitar aluguéis desse tipo, porém em cidades como Nápoles são poucas casas que oferecem contrato, o que dificulta a procura por uma residência. Neste caso, exija um acordo por escrito que comprove que você está residindo na casa e que efetuou todos os pagamentos, pois caso um inquilino tenha problemas com o proprietário da residência pode entrar com uma causa e nesse caso a justiça tende a ser mais favorável locatário. Um outro detalhe importante é muitas pessoas precisam do contrato regular para poder dar entrada ao processo de visto, portanto esse detalhe tem que ser levado em consideração quando se pensa em alugar um imóvel sem um contrato.

Uma última dica que dou é se um grupo de amigos tem interesse de alugar um quarto, convém escolher um apartamento/casa e dividir os custos. Normalmente, o valor dividido dessa forma é inferior ao valor do aluguel do quarto avulso.

Esses são alguns links para procurar anúncios não somente de quartos, mas também inteiros apartamentos, também para famílias em toda a Itália, além dos inúmeros grupos presentes no Facebook:

Bakeca
Immobiliare
Subito

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.