BrasileirasPeloMundo.com
Índia

Apresentando a Índia

Quem já se imaginou morando em um país completamente diferente do local que nasceu? Pois bem, eu estava me preparando para esta experiência desde o início da minha Universidade, em 2009.

O ano de 2013 foi de mudanças para mim, deixei o meu antigo emprego e resolvi vir morar na Índia. Consegui um estágio em uma empresa indiana, através da Organização AIESEC, pelo período de seis meses, os quais se estenderam em oito.

Confesso que no início não foi fácil encarar todas as diferenças culturais, mas com a ajuda de amigos e posteriormente do meu atual namorado aprendi a amar este país e não tenho data para ir embora, ou seja, pretendo estar sempre neste blog, contando novidades de uma vida na Índia, e não apenas uma impressão que tive, ao passar por este país.

camila

Gostaria de citar que se pode sim ter uma vida muito boa por aqui. Como em qualquer lugar do mundo, o necessário é apenas ter uma renda salarial boa. Posso afirmar que com um salário de dois mil reais por mês você vive muito bem.

Há casas lindas, restaurantes maravilhosos e hotéis fabulosos, além de lugares que eu nunca imaginei que poderia visitar.

O custo de vida é muito barato ao se comparar com o Brasil e a mão de obra é infinitivamente mais em conta. Para quem desejar ter um motorista, uma faxineira e um cozinheiro (isto mesmo, alguém para cozinhar todos os dias), será necessário cerca de 600 reais por mês para contratar todos!

Muitos que viajam para a Índia criticam a pobreza nas ruas, mas temos que nos lembrar da história deste País, pois se trata de uma região que foi colonizada por vários anos e teve muito da sua riqueza retirada pelos britânicos.

O que eu sempre falo para as pessoas as quais vem visitar a Índia: leia um pouco da história, antes de julgar, e tente observar as coisas boas e não apenas o lado ruim.

A Índia é um país que tem muito a oferecer, tanto na parte espiritual quanto na parte empreendedora. Há várias opções de negócios em aberto, ou seja, eu recomendo  para empresários que desejam algo novo.

Posso dizer que já mudei muito desde que cheguei, e que tenho muito mais a aprender com os indianos.

Related posts

Da cerveja ao Lassi : Alemanha e Índia

Marcela Vieira

Conhecendo Bangalore

Rachel Tardin

Meu retiro de yoga na Índia após morar no Camboja – Parte I

Roberta Jorge

29 comentários

Juliana Paula Junho 24, 2014 at 2:12 pm

Olá, Camila! Que bom que temos mais uma brasileira que gosta da Índia e está aprendendo bastante com a vida aqui. Eu também aprendo muito, todos os dias. Moro em Mumbai, mas adoro a sua cidade, Jaipur. Na minha opinião, a cidade mais linda a qual já visitei. Um abraço e sucesso na sua jornada!

Resposta
Camila Pimenta Junho 24, 2014 at 2:25 pm

Namaste Juliana! 🙂
Que bacana que Você gosta de Jaipur. Ainda não tive a oportunidade de conhecer Mumbai, mas me disseram que é praticamente uma grande São Paulo. O que eu gosto de Jaipur é que me sinto em uma cidade do interior, a qual chegamos até nos esbarrar com conhecidos em vários lugares. Obrigada pelos votos de sucesso! Tudo de bom para Você também. Abraços.

Resposta
Priscila R. Junho 24, 2014 at 2:55 pm

Em todos os lugares do mundo, existem coisas boas e coisas ruins, e é claro que para entender os entremeios da pobreza e da riqueza, precisamos conhecer a história do lugar. Contudo, conhecer um pouco da trajetória desse povo não ameniza minha inquietação em saber que existem pessoas trabalhando muito, para ganhar tão pouco. Esse não pode ser considerado um ponto positivo em morar na India! Pagar cerca de 600 reais para contratar 3 profissionais como cozinheiro, motorista e faxineira apenas demonstra que as relações de trabalho, hoje em dia, continuam reforçando a desigualdade social.

Eu entendo que nós sempre buscamos “olhar o lado bom das coisas”, mas mesmo assim, me preocupa um pouco essa forma de pensar, muito comum aqui no Brasil também. Por aqui, eu até sinto que isso está mudando com as novas leis que regulamentam os serviços domésticos. Maaaaaaas, de qualquer forma, melhor ganhar pouco do que não ganhar nada, né? E se uma parcela da população pode viver com o conforto de ter motorista, cozinheiro e faxineiro, bom para aqueles que podem ter esse emprego.

Resposta
Camila Pimenta Junho 24, 2014 at 3:02 pm

Oi Priscila, sim, com certeza, concordo com Você em tudo que Você citou.
Este valor é o que os indianos que conheço normalmente pagam para seus funcionários, mas os estrangeiros que conheço que moram por aqui acabam pagando mais por mês, pois o salário destes também é maior. 😉

Resposta
Fernanda Franco Junho 24, 2014 at 9:06 pm

Camila, sempre sonhei em conhecer a India, mas nao tenho planos ainda de quando vai ser essa visita. De qualquer forma, irei acompanhar seu relato, pois adoro ler tudo que se relaciona com o pais. Namaste! 🙂

Resposta
Camila Pimenta Junho 25, 2014 at 6:44 am

Olá Fernanda!! Por favor, me avisa quando vier para cá…se desejar, posso te ajudar com o roteiro, etc…Mesmo que demore para realizar a sua viagem, tenho certeza que estarei por aqui! 🙂 Abraços

Resposta
Tânia Fevereiro 10, 2018 at 10:05 pm

Olá Camila !
Vou brevemente viajar para a Índia , sozinha !
Será que me podia indicar o seu e-mail para me ajudar em algumas dúvidas que tenho ?

Namaste

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 11, 2018 at 3:51 pm

Olá Tânia,
A Camila Pimenta parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista na Índia chamada Rachel Tardin que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Cleo Vassiliou Junho 24, 2014 at 9:22 pm

Oi Camila,
Te entendo perfeitamente quando diz que aprendeu a gostar da Índia, eu mesma adoro esse país o qual tive o prazer de passer alguns dias em 2012 e te confesso, eu voltaria. Amei a energia, as compras e a comida, claro que deixando o picante um pouco de lado….rs… eu sei, é muito difícil não comer nada picante aí, mas na próxima vez que visitar a Índia vou colocar mais iogurte nos molhos para não ter outra crise de tosse…rs…
Esperando outros posts 🙂
XOXO

Resposta
Camila Pimenta Junho 25, 2014 at 6:46 am

Oie Cleo! Volte mesmo!! Tem várias comidas indianas que não são tão picantes e conheço várias pessoas por aqui, que mesmo sendo indianos, não curtem um red chilli…rs.
Quando voltar, me avise, que vou te passar uma lista de comidas que Você precisa experimentar e que vai gostar ainda mais!! Beijoss

Resposta
Luiz Junho 25, 2014 at 2:56 am

Olá Camila!
De certa forma, eu já tinha uma noção da economia indiana, mas 600 reais para estes três funcionários me pegou de surpresa! Eu acredito que agora com o Modi as coisas vão melhorar, ao menos para os hindus. De qualquer forma, deixe-me perguntar algo: no tempo em que está na Índia, você já teve a oportunidade de visitar Baba, o massagista cósmico? Ele fica em Pushkar, não sei se é perto de onde você está morando mas, se não o conhecer e nem tiver ouvido falar, dê uma pesquisada.
Conhecer uma Índia além do Taj Mahal e d’O Caminho das Índias será muito interessante.

Resposta
Camila Pimenta Junho 25, 2014 at 6:57 am

Oi Luiz, sim, eu sou fã do Modi e das propostas dele. Creio que esta questão do salário será difícil ele conseguir fazer algo para mudar, por conta da quantidade de mão de obra que há disponível por aqui, para realizar este tipo de trabalho. Sei que parece pouco por mês aos nossos olhos de brasileiros (eu e muitos outros estrangeiros concordam), mas uma faxineira, por exemplo, que ganhe 4 mil rúpias por mês, não morre de fome por aqui. Pois praticamente todos eles vivem em ‘join family’, ou seja, eles conseguem com esse dinheiro se manter, pois a alimentação e outros gastos também são bem mais em conta que no Brasil. Sobre a sua pergunta: não tive o prazer de conhecê-lo, mas obrigada pela dica. Sim, Pushkar fica bem próximo de Jaipur (cerca de 150 Km) e tenho a intenção de voltar para lá em breve. Vou procurar saber mais sobre ele. Obrigada pelas palavras!! Um forte abraço daqui de Jaipur.

Resposta
ackolb Junho 25, 2014 at 8:45 pm

Camila que delicia ter mais uma BPM nos falando desta cultura ao antiga e tao rica! Muitos são os aspectos que me tocam neste pais que ainda não conheco. Vou ler com muito prazer seus textos e descobrir mais sobre esta cultura. Acho que o mais importante e o que mais me fascina na cultura é a parte da medicina indiana que é uma das mais antigas do mundo. Parabens e com certeza vou te pedir dicas quando for visitar a India! Bjus q

Resposta
Camila Pimenta Junho 26, 2014 at 7:50 am

Olá Ana! Também adoro ler sobre a medicina aqui na Índia. A forma que eles cuidam da saúde é algo muito interessante. Todas as vezes que eu sinto alguma dorzinha sempre tem um indiano falando que eu devo misturar tal tempero com outros ingredientes e tomar. Mas eu ainda sinto um pouco de medo de fazer estas misturas desconhecidas! hehehe…Que bacana que você tem interesse de conhecer este País! Venha sim e não esqueça de passar por Jaipur! Vale muito a pena conhecer esta cidade! Será um prazer te receber. Beijos

Resposta
Emilia Hanashiro Junho 26, 2014 at 2:45 am

Parabéns pelo texto e muita sorte para voce ai, e com certeza a India é um dos paises que gostaria de conhecer, bjs.

Resposta
Camila Pimenta Junho 26, 2014 at 8:07 am

Obrigada Emilia!! Me avise se resolver vir para a Índia. Adoraria te ajudar com o roteiro, etc! Abraços. 🙂

Resposta
Cristiane Leme Julho 1, 2014 at 11:04 pm

Camila, você já foi a Jaisalmer, a ‘cidade dourada’ do Rajastão? É uma das minhas lembranças bonitas dessa região. Nos dias quentes e claros o sol bate nas estruturas e reflete a luz na areia dourada, parecendo que a cidade inteira é feita de ouro, é a coisa mais linda de se ver.
Eu tenho uma relação de amor e ódio com a Índia: acho fascinante o modo como as pessoas são sempre bem-humoradas, solidárias e generosas em sua maior parte, mesmo encarando dificuldades e em alguns casos, pobreza extrema; ao mesmo tempo acho um disparate o contraste social e econômico tão grande que existe entre o rico e o pobre, é doído de presenciar. Quando trabalhei para ITPO (India Trade Promotion Organisation) em São Paulo eu aprendi muito sobre o país, suas pessoas, sua língua e cultura. Até namorado indiano eu tive, haha! Escreva um dia pra gente sobre as belezas do Rajastão, tem tanto lugar bonito por aí… não conheci o Baba massagista cósmico mas conheci Sathya Sai Baba enquanto ele ainda era vivo! Quero um dia visitar a Índia outra vez e levar meu marido, mas primeiro tenho que convencer o bicho, hahaha! Beijos

Resposta
Camila Pimenta Julho 2, 2014 at 7:32 am

Oie Cristiane,
Adorei saber que Você já trabalhou para a ITPO.
Eu ainda não fui para Jaisalmer, por conta do calor. No último inverno indiano eu fui para o Brasil e nos demais meses é insano ir para o deserto…hehehe.
Mas esta viagem está na minha lista de prioridades. 🙂
No meu Blog eu já escrevi sobre alguns lugares que viajei pelo Rajastão. Mas vou fazer um resumão para as Brasileiras pelo mundo (Boa idéia).
Pois é, os fatores sociais é algo que me deixa revoltada, às vezes. Só vindo mesmo para conseguir compreender como que a diferença é tão intensa. E de um outro lado, há a generosidade e o sorriso estampado no rosto dos indianos, que faz nós amarmos este País, como você citou.
Opa, já teve namorado indiano? Então podemos trocar umas experiências…hahaha. *Mas eu ainda estou firme e forte com o meu.
Eu nunca havia ouvido falar do Baba massagista cósmico, mas depois de questionar o meu namorado, ele disse que há indianos como esse por toda a Índia. Inclusive há vários em Jaipur. Só que o Baba ficou mais famoso por conta da internet.
Oba!! Venha para a Índia sim!!! Vai mostrando fotos de lugares legais para o maridão. E traga ele no inverno, que tenho certeza que ele vai amar conhecer os palácios, fortes, etc.
Abraços.

Resposta
Cristiane Novembro 19, 2014 at 3:50 pm

Olá, Camila! Que bom que temos mais uma brasileira que gosta da Índia, assim vejo que não estou sozinha em gostar da Índia. Flor u sou Bacharel em Direito que queria ir para a Índia fazer pós em Direito Internacional estudar de perto o BRICs, mas eu preciso trabalhar na Ínidia, você sabe me informar sobre emprego?

Resposta
Camila Pimenta Novembro 20, 2014 at 6:36 am

Oi Cristiane, tudo bem?
Sim, eu adoro a Índia! 🙂
A maioria dos brasileiros que moram por aqui estão pela AIESEC. Mas também há alguns trabalhando para Empresas brasileiras que possuem escritórios neste País, tais como: Vale, Gerdau, Weg, Marcopolo, Stefanini, Vulcabras, Andrade Gutierrez e Perto.
Não tenho o contato com nenhuma delas, mas Você pode procurar saber pelo e-mail que consta no site deles.
Espero ter ajudado.
Abraços e boa sorte na sua vinda para cá.

Resposta
Rafael Dezembro 2, 2014 at 3:58 pm

Oi Camila,
tudo bem?
Gostaria de saber se vc conhece algum brasileiro em Haryana.

Resposta
Camila Pimenta Dezembro 2, 2014 at 4:37 pm

Oi Rafael, tudo ótimo e com Você?
Haryana é um Estado bem grande, e com certeza deve ter brasileiros por lá.
Porém eu não conheço nenhum para te falar agora. 🙁
Mas quer uma dica? Escreve no grupo do Facebook ‘Brasileiros na Índia’ esta pergunta, que Você deverá encontrar alguns “brazucas” neste Estado indiano.
Abraços.

Resposta
Rafael Dezembro 2, 2014 at 5:59 pm

Camila, obrigado.
Eu tenho que enviar um cliente e ele não fala inglês e por isso procuro um brazuca para ele
Jagadhri Road, A/Cantt-133 006.
Haryana

Resposta
MÁRCIA OLIVEIRA Janeiro 11, 2015 at 9:35 pm

OI CAMILA,ADOREI OS SEUS TEXTOS,NUNCA FUI NA ÍNDIA MAS GOSTO MUITO DE LÊ SOBRE ESSE PAÍS,AMO ACOMPANHAR AS EXPERIÊNCIAS DE BRASILEIROS QUE VIVEM AÍ! BEIJO E QUE VC TENHA MUITO SUCESSO AÍ NESSE LUGAR!

Resposta
Camila Pimenta Janeiro 12, 2015 at 5:19 am

Oi Márcia! Muito obrigada por passar por aqui.
Abraço. 🙂

Resposta
halihaliHalissa Abril 6, 2015 at 11:53 am

Oi Camila! Estou vendo algumas possibilidades na AIESEC, e surgiram oportunidades na Índia… Será que você poderia tirar algumas dúvidas que tenho? Referentes a salário, condições de trabalho na Índia, locais para se viver, qualidade de vida, receptividade à estrangeiros…
Obrigada!

Resposta
Camila Pimenta Abril 6, 2015 at 2:46 pm

Oi. Sim, há várias oportunidades aqui pela AIESEC.
Depois de ver tantos brasileiros vindo para a Índia, a Embaixada deste País, em São Paulo, criou um visto específico para quem vem pela a AIESEC…rs.
Claro que posso tirar as suas dúvidas. Pode me escrever por aqui, ou se preferir (que acho mais fácil), veja os meus textos antigos ou os primeiros textos do meu Blog (Paranaense na Índia), pois nestes eu conto TUDO sobre como foi vir para a Índia, desde locais para viver, qualidade de vida, receptividade, etc.
Abraços e boa sorte!

Resposta
Iria Junho 16, 2016 at 11:05 am

Olá Camila, tudo bem ?
Gostava de lhe fazer umas perguntas sobre viver na Índia Sentia-se segura ao andar pela rua sozinha? Acha é que uma cidade segura?
Eu já estive de férias em Goa mas nunca fui a uma grande cidade aí na Índia e existem várias oportunidades de trabalho para lá mas gostava de saber a sua opinião sobre a segurança lá.

Obrigada

Resposta
Cristiane Leme Junho 17, 2016 at 10:09 pm

Iria, a Camila parou de colaborar com o blogue. Temos um texto interessante da Joice, nossa colunista de Mumbai, sobre essa questão que você colocou, dê uma lida: http://www.brasileiraspelomundo.com/2-india-os-perigos-de-uma-mulher-andar-sozinha-pelas-ruas-de-mumbai-2-3-251822662
Aproveite e dê uma passada pelos demais textos sobre o país.
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação