BrasileirasPeloMundo.com
EUA

Armas De Fogo nos EUA

A cada texto que escrevo, sempre gosto de acrescentar algo engraçado, algo que faça o leitor, mesmo que por alguns segundos, relaxar e dar uma risadinha. Mas para começar o ano escolhi um tema bem sério, e que é muito mais complicado do que imaginamos.

A violência no Brasil assusta. Assusta porque acontece a cada dia, diante de nossos olhos, e todo mundo agradece a Deus ou a entidade a qual é devoto por terminar um dia sem ter sido vítima de violência. E aqui me refiro a assaltos, sequestros e assassinatos, que hoje infelizmente fazem parte do cotidiano do Brasileiro. Dizemos que aprendemos a conviver com a violência, se bem que não sei se isso é realmente possível.

Uma das GRANDES vantagens de se morar fora do Brasil é viver longe da violência – estar longe do possibilidade de ser uma vítima, com todas as sequelas que isto traz. É propaganda Mastercard mesmo, não tem preço poder sair na rua sem achar que você será vítima de um sequestro relâmpago, podendo carregar seu laptop em paz ou usar seu anel favorito. No metrô. No ônibus.

Criar minha filha neste ambiente compensa o fato dela somente ver a família Brasileira uma ou duas vezes por ano. Claro que quando vamos ao Brasil ela me pergunta porque os vidros dos carros são tão escuros ou porque eu verifico se as portas do apartamento estão todas trancadas. Um dia ela entende….

Óbvio que aqui nos EUA existem crimes. Nas grandes cidades isto é ainda mais evidente. Existem roubos a casa, roubos de carros – mas acredito que o sequestro relâmpago ainda não tenha sido importado. Você tem que estar atento ao estacionar seu carro e deixar seus pertences à mostra. Mas estourarem o vidro do seu carro com você e seus filhos dentro, para roubarem a sua bolsa, não, isto não acontece.

Porém aqui existem os massacres. Loucos de pedra, despirocados, crazy, lunatics, várias expressões para qualificar uma pessoa que usa uma arma para invadir um lugar público e atirar a esmo, tentando atingir o maior número de pessoas. Tristes casos como o de Columbine (15 mortos) ou Virginia Tech (33 mortos). Ou ainda o último que ocorreu em dezembro de 2012, o caso da escola Sandy Hook em Newtown, Connecticut. O país parou, todos assistiram na TV a tristeza sem tamanho daquelas famílias, daquela cidade, velando seus 28 mortos, em sua maioria crianças na faixa de seis anos.

Quando isto aconteceu, o debate sobre a posse de armas nos EUA se acirrou. Aqui (com variações em cada Estado), o indivíduo pode portar uma arma de fogo. É um direito garantido pelo “Second Amendment” da constituição Americana. Como havia chegado há pouco tempo, minha reação foi bem simples. Por que não tornar o porte de arma ilegal? Não foi assim que foi feito na Austrália e na Inglaterra, onde casos de massacres motivaram a mudança de lei e um controle rígido da posse de armas?

Bem, parece óbvio, mas fale isso para um Americano. O massacre em Newtown ocorreu na semana da festa de Natal da minha rua. O assunto estava quente, todos na festa falavam a respeito. Mas ninguém se mostrou favorável à proibição de armas de fogo. Ok, estou no Texas, mas acho que, no geral, o Americano está acostumado com armas de fogo, cresceu com elas, seja para defesa pessoal ou para caçar. E não quer perder este direito por nada.

Uma pesquisa feita em Nova York mostra que os EUA têm 88 armas de fogo para cada 100 habitantes (maior concentração do mundo) e 10 mortes por arma de fogo para cada 100.000 habitantes. Enquanto o Japão tem 0.6 armas para cada 100 habitantes, e 0.06 mortes por arma de fogo para cada 100.000 habitantes. Conclusão: a posse de armas não torna um país mais seguro.

Existem forças políticas muito fortes, o lobby da indústria bélica, o NRA (National Riffle Association), todos lutando para que as armas de fogo permaneçam um direito do cidadão. Alegam que o Second Amendment existe para que o cidadão possa ter armas para lutar e para defender seu governo, ou se defender contra um governo tirano, por exemplo. Mas uma análise bem simples dos casos de massacres e números de mortos já é o suficiente para me convencer de que o Second Amendment não traz benefícios nenhum!

Toda a discussão depois de Newtown resultou em muito pouco, a meu ver. Em alguns Estados novas leis teoricamente tornaram mais difícil o acesso à licença de armas. Alguns Estados dificultaram o acesso a armas por pessoas com problemas mentais (e desde quando pessoas com problemas mentais deveriam poder ter armas de fogo?) e Estados como Colorado, Connecticut, Maryland e Nova York incluíram uma checagem de antecedentes para compradores de armas, e baniram armas de alto poder de fogo.

Que saber o que desejo para 2014? Que o debate sobre a posse de armas continue e seja ampliado, e que não seja necessário mais nenhum massacre para que a posse de armas de fogo tenha um controle muito mais rígido neste país.

 

Related posts

Dicas para ser dona de um negócio

Thais Amaral Tellawi

Aprendendo na prática a maneira americana de ser

Jenny Rosén

Dicas para imigrar para os Estados Unidos

Renata Salas Collazo

39 comentários

Daphne Janeiro 16, 2014 at 11:38 am

Adorei saber mais sobre os EUA. Acompanhando seu texto e sua linha de raciocìnio também nao acredito que a arma de fogo possa trazer maior segurança a um paìs. Ja imaginou o caos no Brasil? Mamma mia, seria um massacre real todos os dias.
Bom para refletir! Bjs!
Daphne.

Resposta
Monica Bateman Janeiro 16, 2014 at 2:12 pm

Obrigada Daphne! Nao da pra imaginar a legalizacao de armas de fogo no Brasil. Pior do que esta? Bj

Resposta
SYdnei Janeiro 16, 2014 at 11:41 am

Ola Monica!

Concordo com vc, acho que armas trazem mais violencia e o americano medio parece ser muito fissurado em violencia, explosoes, armas, enfim.

Queria fazer uma pergunta fora do contexto. Vc que mora nos EUA sabe dizer se um americano medio tem conhecimento sobre a economia do pais? Como eles se sentem quanto a economia agora?
Eles tem consciencia que a China cresce assustadoramente e que todas as estimativas dizem que ela vai desbancar os EUA nos proximos anos como o pais mais rico do mundo?

Abs,

Sydnei

Resposta
Monica Bateman Janeiro 16, 2014 at 2:17 pm

Ola Sydney, obrigada por acompanhar o blog.
Eu acho que o Americano medio sabe sim o que esta acontecendo com a economia do pais. E acho que, aos poucos, a economia esta melhorando. Varios setores estao mais aquecidos, e dizem que o pior ja passou. Sempre existem comparacoes sobre os EUA e a China. Sinceramente, eu nao sei se a China vai chegar na potencia que todos dizem. Claro que eles tem mao de obra sobrando, gente que trabalha por bem pouco, que se submete a condicoes horriveis, o que eh mais dificil de se encontrar nos EUA. Mas se eles nao mudarem o stigma de que tudo o que vem da China eh ruim, mal feito, eles nao vao desbancar ninguem. Sem contar o fato de que eles investem em educação mas as crianças so estudam, estudam, estudam, a criatividade não eh priorizada. Crianças que sabem ler e escrever cedo, tocam piano com 7 anos, mas não conseguem enfrentar os desafios do dia a dia. E ainda tem a falta de liberdade, e outras cositas mas. Eu acho que a China tem muito a fazer ainda…… Abracos, Monica

Resposta
Ana Carina Janeiro 16, 2014 at 1:18 pm

Monica, parabéns pelo texto, eu adorei ter uma visão concreta, mesmo, do que se passa por aí.Nestes dias estive conversando aqui no Brasil sobre os EUA , prós e contras, e aliás citei seu texto sobre a saúde (www.brasileiraspelomundo.com/eua-saude-direito-de-todos-e-dever-do-estado-aqui-nao-53102566). Quer dizer, às vezes um país tão moderno e outras tão retrógrado. Eu havia lido na internet, é verdade que o Kinder-ovo foi proibido ai pois pelo bem da saúde das crianças??
Beejos

Resposta
Monica Bateman Janeiro 16, 2014 at 6:10 pm

Ola Ana Carina, obrigada por acompanhar o Blog! Sim, eh verdade, o kinder ovo aqui foi proibido. Mas te digo que existe outros produtos que nao sao bons, e que sao banidos na Europa mas continuam sendo vendidos aqui. Um exemplo eh o de uso de corantes, como o corante dos confeitos M&M. Parece que na Europa a empresa usa um corante natural, e aqui nao….. Bjs

Resposta
O uso de armas de fogo nos EUA | Discovering Houston Janeiro 16, 2014 at 2:43 pm

[…] Mundo, onde foi publicado meu texto falando sobre o uso de armas de fogo nos EUA. É só clicar aqui […]

Resposta
Ri Janeiro 16, 2014 at 3:50 pm

Eu nao concordo, por que voce nao usou o Brasil como referencia? Tira a arma de uma pessoa honesta, e o que acontece? So bandido tem. E se um ladrao ou algo pior entra na sua casa, como voce vai defender a sua familia? Com gritos? Policia? Ate eles chegarem muita coisa ruim ja aconteceu. O Brasil e’ uma grande referencia se banir o 2nd amendment. Voce acha que se banir o posse de arma, os bandidos vao devolver a arma? Note tambem que a sua redacao nao comenta que a maioria de assaltos e roubous feitos com arma, sao de armas ilegais, e nao de alguem que comprou a arma legalmente. Meu 2c pra refletir.

Resposta
Monica Bateman Janeiro 16, 2014 at 6:15 pm

Ri, obrigada por acompanhar o blog e deixar seu comentario. No texto, eu fiz duas comparacoes. A primeira, de que a minha vida aqui nos EUA eh muito melhor do que no Brasil – a violencia aqui eh muito menor. A segunda, eu comparo os EUA com o Japao. Por que? Porque o Japao eh um pais de primeiro mundo como os EUA. Sinceramente nao da para comparar a qestao da legalizacao de armas num pais que esta afundado na violencia, que nao investe na educacao e que tem um dos indices mais altos de desigualdade social. E sinceramente, nao acho que a liberacao de armas no Brasil iria resolver o problema da violencia, somente iria piorar.

Resposta
Cassio.prs Maio 11, 2015 at 8:19 pm

Olha só Monica Bateman,eu queria ressaltar alguns aspectos sobre esta tua opinião,e aqui vão eles:
-O Japão é um dos país onde a população segue a risca os aspectos voltados a moral e bons costumes deles, onde tirar uma nota ruim é caso para suicídio e desonra para a sua família,então isso me faz ver que o Japão é um exemplo impróprio para afirmar que o desarmamento diminui a violência.Além de o Japão ter esta cultura muito diferente de nós ocidentais, o desarmamento aconteceu lá apenas para não acontecer rebeliões fortes que poderiam derrubar o ditador japonês, isso acontecendo lá por 1600.
-Um exemplo que não foi citado aqui é a Suíça onde todos os cidadãos que prestam serviço militar no final do serviço recebem um fuzil para levar consigo.E lá na Suíça o comércio de armas é extremamente liberado para a população, porém a taxa de homicídios é de 0,7 mortes por 100.000 habitantes.
-Ninguém armamentista acredita que a introdução da arma de fogo legalizada na sociedade civil vai resolver os problemas da violência, mas também não concordamos que a violência é causada por cidadãos de bem respeitadores da lei com uma armas de fogo.
Eu acredito no direito de possuir armas como algo essencial para uma sociedade saudável onde a possibilidade de defesa seja respeitada.
-Outra questão é os massacres no EUA que aconteceriam de qualquer maneira por que o acesso da arma de fogo nos países pode chegar de uma maneira ilegal, então não adianta tirar o acesso das pessoas de bem de ter armas de fogo.
Pessoas com o intuito de fazer algo de ruim procuram de outras maneiras a aquisição de armas,ou seja,mercado ilegal.Agora digamos que seguindo este raciocínio, de que as armas de fogo proibidas evitariam os massacres, será que é possível imaginar que uma fronteira gigantesca como a dos EUA e do Brasil poderia existir uma fiscalização evitando o comércio ilegal? Se nem os EUA conseguem controlar a entrada ilegal de imigrantes pela fronteira do México?Lembrando que existe toda a costa do Oceano Pacífico e Atlântico nos EUA de onde poderiam vir o tráfico de armas.
Eu acho meio inviável este controle.
-A Inglaterra e a Austrália tiveram um nítido aumento da criminalidade depois da proibição de armas de fogo, e hoje principalmente na Inglaterra as pessoas questionam esta lei.
E a questão de que governos ditadores sempre favorecem políticas de desarmamento é bem nítida na história,onde países como Cuba,URSS,Camboja,Alemanha Nazista,Venezuela e assim vai indo,tiveram políticas de desarmamento e isso é um fato.
Na minha opinião esta discussão tem que ser muito mais séria e estudada, e com responsabilidade, por que vejo ela guiada com muito sentimentalismo e pouco por fatos.Precisamos sim esclarecer de uma maneira muito mais clara o que realmente é bom para a nossa sociedade e democracia, duas coisas que não vivem sem a outra.E para que exista uma sociedade precisamos da democracia e a para tê-la precisamos de meios para sustentá-la.
Obrigado a todos por estarem debatendo algo muito importante,assim espero chegarmos em um consenso.
Obrigado a Mônica Batman por colocar este assunto no debate.

Resposta
Monica Bateman Maio 11, 2015 at 11:02 pm

Cassio. Obrigada por seu comentário. Realmente é um assunto muito polêmico e que gera discussões calorosas. O intuito do texto foi o de expor a situação das armas nos EUA e gerar um debate. Obrigada e continue a acompanhar o blog.

Resposta
Amos Setembro 16, 2015 at 2:40 pm

Engraçado, quando alguém expõe uma opinião contrária a sua, porém, embasada em resultados técnicos e não apenas comparação barata com países diferentes, a resposta é de que se trata de uma questão polemica.
Até que ponto as pessoas então dispostas a abandonarem o seu emocional e assumirem a razão para mudarem de opinião ?
Outra coisa, Paraguai e Uruguai, países onde a facilidade em adquirir armas de fogo é extrema, possuem índices de homicídios 200% e 300%, respectivamente, menores que o Brasil. Não conheço países que estejam tão próximos da cultura negativa dos brasileiros.

Resposta
Anelize Janeiro 16, 2014 at 4:51 pm

Estou acompanhando o blog, Monica parabens adorei seu texto , e oque eu Mais gostei foi sua resposta ao Sidney, me desculpe Sidney Mais o assunto do blog foi sobre armas e nao economia, falando de economia a china infelizmente nunca vai passar os USA , primeiro a china so tem imitacoes, e segundo que grandes empresas na china São a grande maioria de americanos que os contratam para Mao de obra barata. A economia nos USA esta a todo vapor, Eu acho que enquanto o brasileiro nao evoluir o brasil Jamais Ira crescer, a culpa por ter um brasil, corruptos, com imposto absurdo, sem seguranca, saude e educacao e unicamente de brasileiros como voce, que tenta comparar um pais de 1 mundo com um ninho de Formiga.. Agora Olha so, ate o chile, Argentina esta acima do brasil em todos os sentidos, e esta comparacao que Vcs devem se preocupar, pois na America latina brasil Ana perdendo ate para a famosa Colombia e Venezuela. Sou brAsileira e amo o brasil queria levantar a bandeira , Mais enquanto tiver brasileiros pensando assim o pais vai de mal a pior.

Resposta
Monica Bateman Janeiro 19, 2014 at 8:11 pm

Ola Analize, fico muito feliz que você tem acompanhado o blog! Eu acho que a situação do Brasil esta péssima, e acho que temos a tendência de reclamar sem olharmos para as nossas atitudes. São as atitudes de cada um que fazem o Brasil o que eh. Não eh somente os corruptos. Ou a falta de hospitais. Ou a falta de educacao. E a mae que aprova que o filho tire uma carteira de identidade falsa para entrar na balada, eh comprar a carteira de motorista, eh molhar a mao do fiscal para não ser multada na loja da família, eh colocar os filhos de 6, 7 anos para assistir a novela das 8 que so ensina que a vida eh cheia de tramas e intrigas, regada a muito sexo, eh claro. Enfim….este eh assunto para um texto inteiro!!! Obrigada!

Resposta
gabi Janeiro 16, 2014 at 5:22 pm

Eu acho que o problema nao e a arma de fogo e sim o uso de medicamentos que vem aumentando em criancas.
Eh tanta droga desde cedo que alguns se tornam malucos a este pontode cometer esses massacres.
Acho que voce deveria ter mencionado a Suica como referencia, onde a quase todo adulto do sexo masculino é legalmente permitido a posse de armas de fogo. Uma das poucas nações com taxa per capita de armas mais alta do que os Estados Unidos, e a Suíça praticamente não ostenta crimes com armas de fogo.
Tive vo cacador no Brasil e hj morando tb no Texas, meu marido caca para nosso sustento, assim melhorando nossa qualidade de vida nao ingerindo hormonios, toxinas e outras substancias que existem em carnes compradas nos mercados.

Resposta
Monica Bateman Janeiro 19, 2014 at 8:14 pm

Ola Gabi. Eu concordo que aqui nos EUA ( e o Brasil vai na cola), a quantidade de “labels” eh enorme, e parece que esta na moda medicar a crianca por tudo. Sim, na Suica eh permitido a posse de armas, mas porque eles nao tem exercito. E sao quantas pessoas? 8 milhoes? muito menos do que aqui nos EUA, nao eh mesmo? Concordo, tem gente que, como voce, usa armas para caçar, eh cultural. Mas você não precisa de uma pistola automática para cacar , certo? o controle poderia ser bem melhor nesta area! Obrigada por seguir o blog!

Resposta
gaby Janeiro 22, 2014 at 3:43 am

Eu sei que não tem exército na Suíca, mas não é isto que vem ao ponto. E só por ser um país pequeno, também não é relevante. Se comparar com o menor país da América Central, El Savador, com seus 6 milhões de pessoas, e um dos países com o maior # de homicídios por armas. O tipo de arma vai depender do que o caçador gosta de utilizar e tipo de animal. É usado também pistolas para caça.

Resposta
Christiane Fink Janeiro 17, 2014 at 6:27 am

Monica, aqui na Suiça todo cidadão possui pelo menos uma arma de fogo, que é doada no tempo do exercício militar, que é obrigatório. Só aqui em casa tem 5 armas que pertencem ao Peter sendo duas delas, dadas de presente pelo exército, devido à categoria dele que era Coronel! Todas devidamente registradas e guardadas sem munição “evidentemente”. De tempos, recebemos a visita de dois policiais para checarem as armas e os registros. Os jovens aprendem à manusiar as armas logo no início do ecercício militar, para fins de caça ou de uma suposta “guerra”. O pais quer que todos os homens aprendam a defender sua Pátria. No entanto, o índice de criminalidade é muito baixo. Geralmente quem comete pequenos crimes, são estrangeiros. As leis daqui também são bem rígidas e funcionam. Todo mundo sabe que se cometer algum crime dessa natureza, como assassinatos, vai apodrecer atrás das grades. As escolas primárias recebem uma vez por ano, a visita dos bombeiros e policiais. Os alunos aprendem à atravessarem a rua, e evitarem incêndios. E aos 17 anos, quando engressam no exército, aprendem a manusiar armas. Tudo é uma questão de educação. Para que proibir armas se eles sabem usá-las. Seria também como proibir facas de cozinha dentro de casa não é mesmo? É claro que existem delinqüentes aqui como no mundo inteiro. Mas isso é excessão, e não regra! Devia ser assim no mundo todo!!!

Resposta
Monica Bateman Janeiro 19, 2014 at 8:19 pm

Oi Chris. Pois eh, sei que ai a posse de armas eh liberada. Mas pelo fato da Suica nao ter um exercito formal. E vamos combinar que estamos falando de 8 milhoes de Suicos contra 313 milhoes de Americanos. As chances de dar errado aqui sao bem maiores! Nao concordo com a sua comparacao com as facas de cozinha. Se alguem entrar numa escolar com uma faca, pode ate causar um estrago, mas sera infinitamente menor do que alguem que entra atirando com uma pistola automatica, que da muitos tiros por minuto. enfim, food for thought, como eles dizem aqui! Bj

Resposta
Emilia Hanashiro Janeiro 17, 2014 at 10:46 am

Muito bom seu texto, mas ao mesmo tempo fico pensando como nos brasileiros que tivemos a chance de sair e encontrar um lugar para viver com mais segurança, podemos ficar somente olhando daqui de fora as coisas que acontece no nosso pais e não podemos fazer nada para mudar isso, Fico imaginando e torcendo para que um dia isso mude pois temos família e amigos que não tiveram essa mesma chance.

Resposta
Monica Bateman Janeiro 19, 2014 at 8:21 pm

Eh muito triste mesmo, Emilia. E acho que quando estamos por la, nao conseguimos tambem enxergar o quao ruim as coisas estao. As pessoas acabam se acostumando com a violencia. Infelizmente eu nao acho que mude tao cedo!
Obrigada por acompanhar o blog!

Resposta
Tati Sato Janeiro 17, 2014 at 7:50 pm

Gata, parabens por outro texto show!!! Sou sua fã!!!

Entao, acho que o debate de posse ou nao de armas de fogo é bastante complicado. Embora eu não acredite que alguém esteja mais ou menos seguro com uma arma, acho que, em alguns caso, o simples “à favor” ou “contra” o porte de armas não funciona. Acho que em países pequenos, o controle pode ser melhor ou maior; em países cujas extensões territoriais são imensas, acho bem complicado… Eu, por exemplo, se morasse no sul do Brasil, em uma fazenda com milhões de hectares, teria sim mais de uma arma e aprenderia a usá-las, para poder me defender. Porque só o “ter” não basta; tem que saber usar.

Em relação aos massacres… Acho que isso é resultado também de um certo desequilíbrio psicológico da população associado com o circo que a mídia faz em torno de tudo isso, o que você acha Mônica?

Aqui, nas Filipinas, sei que as armas de fogo são legais, mas não sei o quanto é legal, se vocês me entendem (o que e preciso para se ter uma, quanto se pode comprar, que leis apoiam isso etc.). Perto da minha bolha, existe uma rua que, às vezes, passamos quando estamos no táxi. Um dia, prestei atenção e a maioria das lojas que achei que fossem oficinas mecânicas vendiam armas!!! A cena mais chocante, no entanto, foi ver em um shopping center, em uma esquina, uma loja de armas e na seguinte uma capela… Tipo, compra a arma, mata alguém e vai pedir perdão. Ah, detalhe: na entrada de cada shopping center, tem seguranças que revistam a bolsa. Por quê, não é mesmo?

Beijos

Resposta
Monica Bateman Janeiro 19, 2014 at 8:25 pm

Oi Tati! Obrigada por ser minha fã! rsrs
Pois eh, eu também acho que deve haver bom senso. Pessoas que usam as armas para caçar, ou para se defenderem por morarem em lugares ermos. Concordo. Mas não há necessidade de se ter uma pistola automatica, nem para caçar nem para se defender. Nos países “em desenvolvimento”, como no Brasil ou nas Filipinas, acho a coisa ainda pior.
Acho que a midia exagera sim, afinal, quanto pior o crime, mais gente emocionada assistindo, e mais dinheiro no bolso deles. Muito gente desequilibrada sim – mas liberar armas para esse povo, entao, por quê?
Beijos!

Resposta
Ana Cristina Kolb Janeiro 20, 2014 at 7:05 pm

O texto é otimo Monica, achei muito pertinente, incluindo os comentários, eu morando na Suica, também concordo que não podemos comparar, não somente em termos de população, tamanho do pais, mas tem outros fatores de mentalidade, de muito muito maior homogeneidade social, temos um dos maiores índices de estrangeiros vivendo na Suica, em termos de Europa, mas com certeza não são os pobres e desinformados, entre muitos outros fatores de controle. Eu particularmente sou a favor de um esforço de conscientizacao, prevenção, educação, maior justiça social e menos violência, sendo assim, um mundo com menos armas, se pudesse proibiria todas que não fossem pra caca, lugares ermos, situação de guerra. AMEI o texto! Principalmente as automáticas!

Resposta
Monica Bateman Janeiro 21, 2014 at 7:51 pm

Obrigada Ana! O assunto é bem polêmico e os comentários deixam isto bem claro! Assunto polemico! rsrs! Bjs

Resposta
EUA –“Du Iu Spik Inglish”? Fevereiro 19, 2014 at 10:03 am

[…] Leia mais sobre os EUA! […]

Resposta
Diego Março 12, 2014 at 8:39 am

Monica Bateman vc mora num país mais seguro que o Brasil , tb por causa das armas de fogo. Tire as armas de fogo dos residentes nos EUA que vc irá ver um massacre.

Resposta
Diego Março 12, 2014 at 8:44 am

(i) há uma completa impossibilidade de se ter uma sociedade sem armas, (ii) armas são imprescindíveis para a segurança do cidadão de bem, (iii) leis desarmamentistas são ignoradas por bandidos, (iv) segurança descentralizada é mais eficiente, (v) armas servem como defesa contra o Estado ditatorial ou agressões estrangeiras, e (vi) o porte de arma, por si só, não restringe direitos alheios.

Resposta
Monica Bateman Março 13, 2014 at 6:04 pm

Ola Diego, tudo bem? Assunto polemico esse nao? eu nao acho que os EUA sejam mais seguros por causa do porte de armas. Os contrastes sociais aqui sao menores, se comparados ao Brasil.E existem varios lugares onde a posse de arma nao eh autorizada, como na Inglaterra – onde na maioria dos casos nem os policiais andam armados – e nem por isso virou tudo uma baderna! Alias la o controle ficou muito maior depois de uma massacre em uma escola – e massacres nunca mais ocorreram.!
Obrigada por acompanhar o blog e divider sua opiniao com todos os leitores!

Resposta
EUA – Para Viver e Trabalhar Março 25, 2014 at 12:32 pm

[…] Leia mais sobre os EUA! […]

Resposta
marcela Abril 11, 2014 at 4:13 am

nos como brasileiros nunca vamos aceitar 100% a cultura de armas de fogo. Mas eu estou aqui ha algum tempo e meu marido vem d euma familia muito americana e muito pro -armas. hoje eu entendo o pq eles sao assim e gosto. eu sei atirar e adoro. governo que controla armamento, controla tudo. por isso os eua chegaram onde chegaram, e por causa da liberdade que cad a um tem. e um assunto MUITO polemico.., mas cada vez q comento com um brasileiro sobre armas, eles “freak out”. eu entendo os dois lados…mas ja aprendi a gostar muito da cultura das armas de fogo!!

Resposta
Monica Bateman Abril 12, 2014 at 4:06 pm

Oi Marcela…pois eh, eu nao consigo aceitar. E acho que varias outras nacionalidades tambem nao. Mas como voce disse, eh um assunto polemico que rende muitas horas de discussao! Obrigada por acompanhar o blog!

Resposta
Valentine’s Day Pelo Mundo Junho 8, 2014 at 11:50 pm

[…] Assim que entramos no Ano Novo, percebemos que a decoração nas lojas começa a mudar de cor. A cor pink e vermelha tomam conta, com milhares de cartões, corações, ursinhos, e muitos doces e chocolates! Afinal, nada como uma data comemorativa nos EUA para que se vendam muitas balas e chocolates!!! Hoje é o dia dos casais namorarem, dos restaurantes ficarem lotados, dos pedidos de casamento acontecerem –  e o motivo de muita gente fazer aniversário em novembro! Mas aqui nos EUA, diferente do Brasil, não somente os casais comemoram. Hoje é dia de celebrar seu amor pelos seus amigos também. As crianças passam dias preparando os cartões para os amiguinhos, muitos levam doces, balas e pirulitos como presentes na escola. Esta  data aqui é muito comercial. Mas é possível se distanciar um pouco da loucura do consumo e criar um momento de celebração do amor na sua família. Afinal, todos os doces, presentes e cartões desaparecem com o tempo, mas as memórias destas datas permanecem conosco! E como disse minha filha no cartão que ela escreveu para mim hoje – “Mummy, love is in the air today!” Happy Valentines Day!  (Mônica Bateman) Leia mais sobre os EUA! […]

Resposta
EUA – Dez Curiosidades Típicas do Texas Agosto 16, 2014 at 12:15 pm

[…] Armas de fogo – já escrevi sobre o uso de armas nos EUA, e o assunto é muito polêmico. Como podemos imaginar em se tratando de Texas, o Estado tem o […]

Resposta
eduew44 Outubro 22, 2014 at 4:20 am

A Segunda Amenda não traz benefício algum! A NSA e CIA agradecem…

Resposta
MIL Dezembro 13, 2014 at 5:34 pm

As estatísticas mostram que o desarmamento não diminui a violência. No Brasil temos um governo que desarma o cidadão, mas deixa o criminoso armado, as leis são brandas, um incentivo ao crime, benefícios e mais benefícios aos criminosos, saidinhas, indultos, VISITA ÍNTIMA…o crescimento da violência tem a ver com a IMPUNIDADE. Você comparou os EUA com o Japão, temos que lembrar que no Japão, as leis são muito rígidas e tem pena de morte. Vamos comparar os EUA com o Brasil, que tem o estatuto do desarmamento, e trata de menor bandido como vítima da sociedade: Brasil 56.337 homicídios ano, EUA 12.996 ano. No Brasil 6 armas por 100hab, EUA 88 armas por 100hab. Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas. Não se mata apenas com arma de fogo, sendo assim, vamos proibir tudo que se utiliza para matar, vamos eliminar todos os seres humanos, porque mata-se com as próprias mãos. A pessoa que quer matar alguém, não deixará de matar, apenas porque não tem uma arma de fogo. Sou a favor da liberdade individual: quer fumar maconha, é um direito seu; quer casar com alguém do mesmo sexo, é um direito seu; eu quero possuir minha arma, é um direito meu; você não quer ter arma, é um direito seu; e tudo se resume em uma palavra: RESPEITO ! Eu luto jiu jitsu e pratico tiro, e respeito o ser humano, seja ele uma criança, um jovem, ou um velho, grande ou pequeno, de qualquer cor, raça, credo ou opção sexual. Mas nem todo mundo é assim, nem todo mundo é humano o bastante para entender que devemos respeitar o próximo, não por medo, mas sim por AMOR. Muitos só respeitam o que temem, então devemos dar a cada um o que devemos: se amor, amor; se temor, temor. Isso é bíblico: romanos cap 13.

Resposta
Monica Bateman Dezembro 15, 2014 at 4:55 pm

O assunto é realmente bem polêmico, e este era o objetivo do texto – fazer as pessoas refletirem sobre o assunto – cada uma com sua opinião. É como você disse – respeito – por tudo, sobretudo respeito à opinião contrária. Obrigada por acompanhar o blog!

Resposta
Amos Setembro 16, 2015 at 2:45 pm

O número de atentados, ataques, surtos ou seja lá como devemos chamar a conduta desses lunáticos, se mantém estável a várias décadas, e na absurda maioria são realizados em áreas “guns free zones” áreas sem armas, pois essas pessoas são loucas mas não burras, enquanto não aprendemos a utilizar uma bola de cristal para prevermos esses crimes, a chance sucesso destes atentados dependem muito das pessoas estarem indefesas.

Resposta
Thiago Outubro 15, 2017 at 10:59 pm

Nossa, como vocês adoram criticar os Estados Unidos! Por que então não se mudam de volta para o Brasil, ou para qualquer outro local do mundo? Aqui no Brasil, mesmo com a proibição das armas de fogo, morrem muito mais pessoas por tiro do que nos Estados Unidos, onde o porte é permitido, (http://www.superlistas.net/17-paises-com-mais-mortes-com-armas-de-fogo/).

No Japão se mata muito mais com laminas do que com armas de fogo, principalmente depois do desarmamento de armas de fogo por lá.

Para matar alguém basta coragem. Você pode usar qualquer objeto como arma, não necessariamente uma arma de fogo. Pode-se matar na porrada, com socos, chutes. Pode-se matar com paulada, usando um martelo, uma corrente, usando um veiculo para atropelar, pedradas etc; basta usar a “criatividade”. Quem mata, não são as armas, e sim o ser humano. Proibir o cidadão de bem de portar arma, só piora a violência no pais.

Sugiro que se for criticar por ter me referido ao Brasil, então sugiro também escrever os seus textos em Inglês e unicamente para os Estados Unidos e não para o Brasil.

Thiago de Souza Carnude
Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, pós graduado em Direito Militar, instrutor de tiro básico ao avançado reconhecido pela PF, militar de infantaria 20ºBIB – 1996-1998, instrutor de CQC do curso de CPO close protection operative Brazil- ESA.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação