BrasileirasPeloMundo.com
Rússia

Barreiras de linguagem na Rússia

Barreiras de linguagem na Rússia.

É triste admitir, mas ainda é bastante complicado sobreviver confortavelmente na Rússia sem falar o idioma. Mesmo nas grandes cidades como Moscou e São Petersburgo, se você não se limitar às áreas turísticas, especialmente se você estiver viajando fora das grandes cidades ou estiver na estrada, você dificilmente irá encontrar alguém que fale inglês; outras línguas, nem se fale.

 

Não me entendam mal. Algumas pessoas, principalmente os jovens, falam inglês no nível básico. Perto dos centros turísticos como o Kremlin e a Praça Vermelha, em Moscou, você consegue encontrar atendentes em lojas e cafés que podem trocar algumas palavras com você. Também nos bairros turísticos você encontra placas com traduções em inglês. No entanto, ainda é muito provável que você se encontrará em uma situação em que a pessoa com quem você está falando não sabe uma palavra de inglês. Fiquei impressionada ao comprar ingressos na bilheteria oficial para o Kremlin de uma senhora de idade que mal sabia me explicar por onde eu tinha que entrar. Imagina na copa?

Moscou_giuliannalouis IMG_8424

A barreira da língua entre os mais velhos acontece principalmente pela falta de oportunidades para aprender e praticar inglês durante a Rússia Soviética.

Principalmente por causa da Cortina de Ferro, expressão usada para designar a divisão da Europa entre a Europa Oriental e a Europa Ocidental como áreas separadas, no pós-Segunda Guerra Mundial, conhecido como Guerra Fria, por muito tempo era praticamente impossível encontrar falantes nativos de inglês, ou até mesmo obter materiais de áudio ou vídeo. O governo soviético não tinha interesse em expandir a compreensão do inglês e, assim, abrir portas para as culturas ocidentais. O país, autossuficiente, nunca teve a necessidade de abrir as portas para turistas e nem mesmo comércio, e sempre se orgulhou de sua independência. Dificilmente um russo de uma certa idade terá aprendido outras línguas na escola. As línguas estrangeiras eram normalmente ensinadas em particular, em vez de em grandes grupos e sem qualquer incentivo ou oportunidade de se praticar a fala.

Hoje em dia, com a Internet e globalização, as coisas estão mudando. Estatísticas dizem que 15% dos russos falam uma língua estrangeira e que 80% deles falam inglês; 30-35% deles se encontram em Moscou e São Petersburgo. Esses números consideram toda a Rússia que, como vocês devem saber, é enorme. Se você encontrar um garçom que fale inglês fluente, agradeça. Entrar em um restaurante e encontrar um cardápio em inglês, então, é uma das melhores sensações.

Moscou_giuliannalouis IMG_8434

Descobrir áreas não turísticas sem possuir um conhecimento razoável da língua russa é sempre uma aventura. A primeira vez que entrei no metrô, eu quis chorar. Acho que faz parte de conhecer um novo país se aventurar e acabar passando por perrengues, mas é triste saber que a barreira da língua não me permitiu desbravar totalmente a Rússia. Minha vontade de viajar sozinha foi muitas vezes abafada pelo medo de ser uma jovem mulher, viajando sozinha, e sem saber falar o idioma. Mesmo tendo aprendido o básico e conseguindo me virar, o medo e a preocupação de acontecer algum imprevisto e não conseguir procurar ajuda são sempre muito grandes. Mesmo com senso de aventura, precisamos ser realistas.

Apesar da insegurança, aos poucos você vai aprendendo a ler e a ouvir essa língua complicadíssima. Minha principal dica, mesmo para quem vai a turismo, é: aprenda o alfabeto cirílico antes de qualquer coisa. Muitas palavras são facilmente traduzidas se você conseguir ler, se você falar inglês, principalmente. Baixe aplicativos como o Google Translator, que traduz imagens em tempo real e sem Internet – isso realmente salvou minha vida. Livros e aplicativos com frases básicas e palavras chave também ajudam muito.

Se você não tem algum intérprete ou amigo russo, coisas práticas do dia a dia, para quem vive lá, como ir ao supermercado, ir ao correio, pegar táxi, farmácia ou médicos são atividades cansativas e até arriscadas. Ir ao restaurante se torna uma tarefa difícil para quem tem alergias, como eu que sou intolerante a glúten e tenho alergia à frutos do mar, por isso o cardápio em inglês é sempre uma vitória! Imagina que, logo que cheguei, tive que trocar meu óculos de grau? Sem ter como ler o alfabeto e sem conseguir me comunicar com o oftalmologista, falamos na língua da interpretação e risadas; por sorte, ele tinha muito bom humor. Ainda assim, meus óculos não saíram perfeitos e tive que trocar a lente voltando ao Brasil. Certa vez, comprei um bolo em uma lojinha pequena de rua e só após algumas horas percebi que ele estava mofado. A comunicação com o vendedor não deu em nada e saí da loja de mãos vazias e sem meu dinheiro de volta. Essas coisas acontecem e são frustrantes, mas fazem parte de viver em um lugar onde você não fala a língua.

Você tem que respirar fundo e encarar, afinal, ninguém no mundo tem obrigação de saber falar a sua língua. É você que está vindo de fora para o país deles. A melhor coisa que fiz foi aprender a dizer em russo: “Desculpe, mas não sei falar sua língua, você poderia me ajudar em inglês?”. Começar uma conversa já pedindo desculpas por não poder se comunicar abre muito mais portas do que você pode imaginar. Mesmo que eles não possam te ajudar, vão responder educadamente e até tentar. Boa sorte!

Moscou_giuliannalouis

Related posts

Estudar Medicina na Rússia

Paula Vieira

Taxistas e trânsito na Rússia

Giulianna Louis

As dificuldades que você vai encontrar por não falar russo

Priscilla Castro

1 comentário

Junior Faustino Julho 20, 2016 at 1:52 am

Verdade, a coisa mais importante é saber dizer: “я не говорю по Русски, можно по английски. Пожалуйста”. Vivo na Rússia a três meses e realmente te entendo, eles não falam inglês e normalmente não muita paciência para repetir nem mesmo em russo.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação