BrasileirasPeloMundo.com
Rússia

Preparação para o inverno russo

Preparação para o inverno russo.

Passar o inverno na Rússia pode parecer assustador para qualquer brasileiro. “Inverno Russo” geralmente remete a frio extremo, vodka, chapéus altos e peludos, casacos de pele, acidentes de carro e cidades cobertas de neve. Quem não lembra das aulas de história onde aprendemos que ambos os exércitos de Napoleão e Hitler recuaram e não conseguiram conquistar o país, atribuindo uma das motivações ao despreparo para o inverno?

Por mais frio que o inverno na Rússia seja, em Moscou ele não é nem de longe o mais rigoroso. Quando cheguei aqui pela primeira vez em fevereiro, em seu auge, estava completamente despreparada física e psicologicamente. Com temperaturas que chegam a -20 e neve até o joelho, o inverno exige alguns cuidados e preparos, afinal são 6 meses árduos de frio.

 

A partir de outubro as temperaturas começam a cair bruscamente, o outono, na minha opinião a estação mais linda aqui, já é bem frio comparado à minha cidade natal, São Paulo. Com temperaturas que já chegam perto da casa do zero, e dias bem mais curtos, você percebe a movimentação das pessoas.

A primeira neve pode acontecer entre outubro e novembro. Esse ano aqui em Moscou foi no segundo final de semana de outubro, enquanto a maioria das folhas ainda estavam verdes! Mas felizmente para os despreparados como eu foram apenas dois dias e só voltou a nevar no final de novembro.

O ditado popular Готовь сани летом (gotov sani letom) já diz tudo: prepare seu trenó no verão.

unnamed (1)

A maior parte dos preparativos começam cedo, antes que os dias fiquem curtos e não tenha mais claridade. Antes mesmo do outono você percebe a manutenção nas ruas e prédios, tive a impressão que a cidade inteira estava em obras, pois eles precisam que tudo esteja arrumado antes das grandes nevascas. Aqui mesmo no prédio onde eu moro recebi funcionários de manutenção para que eles averiguassem se era necessário reparar as janelas.

Todas as casas e prédios são preparados para o frio. Não existe casa ou loja sem aquecedor geral e a maioria são ligados ao mesmo tempo na segunda semana de outubro, faça calor ou faça frio. As vezes quando já está frio lá fora e o sistema de aquecimento ainda não foi ligado as pessoas passam frio dentro de casa. Agora, quando o aquecimento é ligado, se prepare, sinto que serve como aviso de que as temperaturas vão cair ainda mais. O sistema funciona perfeitamente bem e você chega até a passar calor dentro dos lugares, portanto se vestir em camadas é chave.

Moscou é uma grande metrópole, desde o fim da união soviética a cidade se globalizou e você encontra tudo que precisar nas lojas e supermercados, tem até Starbucks! Porém os locais ainda mantém alguns costumes que vem de seus antepassados como por exemplo a conserva de alimentos que não estarão disponíveis com facilidade. Seja congelando verduras e legumes ou colocando eles em potes, a conserva de alimentos é muito popular aqui na Rússia. A variedade é imensa, pode ser azeitona, milho, ervilha, tomate, abobrinha e cenoura, mas o pepino (ou picles) em conserva é preferência nacional.

unnamed (2)

Os carros precisam estar prontos para o inverno antes de dezembro. O preparo envolve trocar os pneus, trocar a bateria, conferir o óleo e radiador e colocar produtos anticongelantes. Equipar o carro com rodo (para tirar a neve), panos, kit de emergência, um cobertor quente, água e algumas barras energéticas, também é costume. A troca de pneus, o preparo mais importante, deve ser feito até o dia 1 de Dezembro, correndo risco de multa caso for parado pela polícia.

Outro ritual de preparação é mandar arrumar botas e casacos. Apesar de algumas pessoas comprarem tudo novo, a maioria, pelos preços serem abusivos, ainda prefere reutilizar as peças do ano anterior, que com o desgaste precisam ser arrumadas em lojas especializadas. As roupas mudam a cada estação e as peças de outono vão se adaptando para as temperaturas mais frias.

unnamed (3)

É engraçado observar as pessoas nas ruas, você vê de tudo. Tem pessoas que aparentam estar com um frio de -50 graus como outras parecem ter parado no verão. A técnica que uso antes de sair de casa é deixar a janela aberta por alguns momentos até entender a gravidade do frio ou vento. Dica de ouro: roupas e botas compradas no Brasil não adiantam. Se quiser ficar aquecido nas ruas, compre tudo aqui. Aquela bota linda de marca boa que eu comprei em São Paulo, além de não ter durado duas semanas congelou meus dedinhos, mas essa história fica para outro dia.

Acima de tudo, você deve praticar o seu senso de humor. Eu como boa brasileira, estou sempre sorrido, bem humorada e consigo ver o lado positivo em todas as situações, mas confesso que grande parte do preparo para o inverno é psicológico. Dias curtos, muito frio e pouco sol acabam sendo meus pontos fracos. O importante é o preparo mental e não deixar o frio virar desculpa para ficar recluso dentro de casa.

unnamed (4)

O inverno por si pode ser divertido – pistas de patinação de gelo surgem pela cidade toda, pessoas nuas saltam em lagoas geladas, muita comida, saunas de vapor e piscinas, os famosos Banyas, e claro, a famosa vodka.

Winter is coming!

Related posts

Como é o verão na Sibéria?

Vanessa Sousa

Diferenças entre Moscou x Nairóbi

Renata Rossi

Curso de Medicina na Rússia

Paula Vieira

10 comentários

Thais cunha Dezembro 6, 2015 at 4:58 am

Aqui no Qatar a gente tem que se preparar emocionalmente para o calor! Hahaha muito interessante o texto. ????

Resposta
mari Helou Dezembro 6, 2015 at 7:04 pm

Não mente não!!! ninguem bebe vodka! e eu fiquei chateadissima com essa descoberta! hehehehe mas o país é lindo, e recomendo quem for para lá, combinar com a Giuly para ser a guia turistica da cidade, afinal, ninguém fala nada a não ser russo! hehee amei te visitar na russia e nãao sei se fico feliz ou triste de ter perdido a 1 nevasca <3

Resposta
Jéssica Martins Dezembro 7, 2015 at 12:17 pm

Olha… não sei se conseguiria! Na França aqui nos alpes eu já morro de frio, sou friorenta assumida, imagina por ai. hahaha. Mas confesso que esse ano ( o meu 4° inverno) eu estou começando a me sentir mais confortavel com a chegada dele, mais rpeparada e sabendo usar melhor as roupas. Meu primeiro inverno foi catastrofico! beijos =)

Resposta
Giulianna Louis Dezembro 19, 2015 at 9:48 pm

Mas sabia que as vezes sinto que em outros países o frio é mais doído? Não sei se é psicológico mas a sensação térmica aqui de 2/3 graus é como a de 15 em São Paulo!

Resposta
Igor Dezembro 9, 2015 at 2:03 pm

Pessoas nuas em um lago congelado °_° !!! Bizarrão em! Esse frio aí só chocolate e vinho resolvem… Kkkk… Eu gosto do frio mas frio de 18°C do RJ. Frio pra caralho assim não rola…

Tá, dar uma esquiada deve ser legal mas 10% do tempo pra isso…

Resposta
Juliana Brandão Dezembro 10, 2015 at 9:26 pm

Confesso: Só de pensar me dá medo!!!

Na Inglaterra, estou começando a me sentir confortável com o inverno agora. Isso porque já passei alguns invernos pelo continente antes da mudança definitiva.

Medo dessas conservas de alimento hehehe o bom que com o frio as comidas duram mais, mesmo que a gente esqueça de por na geladeira =)

Beijos.

Resposta
Giulianna Louis Dezembro 19, 2015 at 9:47 pm

Olha, eu nao sou muito fã de conserva mas até que não são ruins viu? rs.
E quanto ao frio, dizem que cada ano está mais quente, essa semana chegamos no -8, pra mim já tá ótimo haha.

Resposta
Bárbara Silva Alves Dezembro 14, 2016 at 2:29 am

Amei muito seu blog e principalmente esse post pois é o primeiro que leio e me sinto devidamente informada! Agradecida é pouco pois estava dando nos nervos já com a ideia de fazer meu estágio na Rússia em pleno inverno, achava que ia congelar e que devia comprar alguns casacos por aqui..
Obrigada pelas dicas!
Ah, faço Medicina e farei 4 semanas de estagio em Ryazan.

Abraços!

Resposta
Claudia Dezembro 17, 2018 at 10:38 pm

Olá, viajo para Moscou a trabalho em pleno inverno. Tem dicas de onde comprar casaco e botas – boas, baratas, para trabalhar? Obrigada!!

Resposta
Liliane Oliveira Dezembro 18, 2018 at 4:13 pm

Olá Claudia,
A Giulianna Louis parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista na Russia chamada Renata Rossi que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação