BrasileirasPeloMundo.com
EUA Nova Iorque Turismo Pelo Mundo

Brooklyn: uma feliz extensão de Manhattan, em Nova Iorque

Nova Iorque é famosa principalmente por seus pontos turísticos localizados na Ilha de Manhattan como o Central Park, a Time Square e os teatros da Broadway, onde são exibidos também os musicais mais famosos do mundo. Porém, não só de Manhattan é feita Nova Iorque. O bairro do Brooklyn é um bom exemplo de um local com coisas bem bacanas para conhecer e que fica do outro lado do rio, vizinho a Manhattan.  O gigantesco bairro, que já foi famoso pelos altos índices de criminalidade, hoje é um lugar descolado que podemos até considerar “o local da moda” da região.

Um jeito bacana de começar a explorá-lo é atravessar, a pé ou de bicicleta, a famosa Ponte do Brooklyn (Brooklyn Bridge – em inglês), que é o caminho mais fácil para quem vai de Manhattan. A ponte tem 1.840 metros de comprimento e cada passo vale a pena, pois pode-se ver Manhattan “do lado de lá”. É aquele momento em que a paisagem te dá a certeza de que você realmente está em Nova Iorque.

 Chegando ao Brooklyn, no final da Ponte, você estará no Parque da Ponte do Brooklyn (Brooklyn Bridge Park – em inglês), onde “quase que de cara” verá uma sorveteria super famosa da região, a Brooklyn Ice Cream Factory, que super vale a visita, pois além de ter produtos deliciosos, são produzidos com ingredientes naturais.

A esquerda da Ponte, de costas para Manhattan, tem um carrossel chamado Jane, um clássico do local. O carrossel, originalmente construído em 1922, foi inaugurado no Brooklyn Bridge Park em 2011, após passar quase 30 anos sendo restaurado e renovado pelo artista local Jane Walentas. Ele fica dentro de uma instalação de vidro super moderna, com uma vista de tirar o fôlego. Funciona em todas as estações do ano e as crianças adoram.

Optimized-DSC06920
Carousel Jane e a Ponte do Brooklyn. (Foto: Debora L Juneck)

Ali perto (sugiro pegar um taxi), um ponto bastante apreciado pelos adultos amantes de cerveja é a Cervejaria Brooklyn (Brooklyn Brewery – em inglês), que fabrica artesanalmente a sua própria cerveja. O ambiente descontraído do galpão da Brooklyn Brewery fica aberto ao público, ideal para os admiradores e entendedores da bebida. Na cervejaria existe uma tour guiada pela fábrica (em inglês) onde é possível conhecer os processos de fabricação da cerveja e também um pouco da história do local. É possível reservar a tour para os dias de semana no site da cervejaria, mas para os finais de semana, é por ordem de chegada. Se você curte a bebida, vale a pena conhecer a Brooklyn Brewery. É um passeio fora do básico turístico de se fazer em Nova Iorque.

Para fugir um pouco da agitação da cidade e relaxar, sugiro uma visita ao Jardim Botânico do Brooklyn (Brooklyn Botanic Garden – em inglês).  No passado, o local era um terreno abandonado mas hoje,  é um dos maiores jardins botânicos dos Estados Unidos e uma das principais atrações do bairro e da cidade. Os jardins são a parte mais bacana, ótimos para caminhar e apreciar a paisagem, que é linda. É um lugar com muito verde, natureza e até alguns animais. O clima de Nova Iorque influencia muito no cenário do Jardim Botânico do Brooklyn, cada estação do ano é um “novo” Jardim Botânico e a estação mais procurada é a Primavera (abril), quando todo o ambiente fica repleto de flores coloridas, rendendo lindas fotos.

Optimized-DSC_8543
Brooklyn Botanic Graden na Primavera. (Foto: Debora L Juneck)

Ao lado do Jardim Botânico fica o Prospect Parque (Prospect Park – em inglês). Um parque enorme, um dos maiores da cidade, e é mais frequentado por moradores da região do que por turistas. O parque, fundado no século 19,  possui diversas atrações, entre elas o Zoológico (Prospect Park Zoo – em inglês). O bairro do Brooklyn é o mais populoso de Nova Iorque, com mais de 2 milhões de moradores, e o Prospect Park é uma espécie de refúgio para quem quer estar cercado pela natureza.

Nessa região há também outra atração bem bacana, o Museu da Criança (Brooklyn Children’s Museum – em inglês). Foi o primeiro museu dedicado às crianças do mundo. Fundado em 1899, está localizado no coração do Brooklyn, perto de vários pontos turísticos que podem ser visitados a pé de lá. Ele é enorme, conta com 9 galerias que oferecem aos seus visitantes muitas experiências. Há, por exemplo, uma pizzaria onde as crianças fazem as pizzas, servem e participam do pagamento de brincadeira. Se engana quem pensa que o espaço conta com atrações somente para os pequenos, há  também abertura para os adultos participarem, que acabam entrando no clima do local e brincando junto com a criançada. Mais informações no site do museu.

A casa de shows e casa do time de basquete da NBA Brooklyn Nets, chamada Barclay’s Center, também localizada no Brooklyn, foi construída em apenas dois anos e custou US 1 bilhão. Considerada a arena mais cara dos Estados Unidos foi inaugurada em setembro de 2012. O prédio de vidro e aço marrom, homenagem aos “brownstones” – os prédios de tijolo tão típicos da redondeza – recebe partidas da NBA, é sede de campeonatos de hockey e de shows musicais. Sua agenda de shows compete com a do famoso Madison Square Garden, de Manhattan. Além de ser uma arena bem bonita, o principal atrativo são os preços das partidas de basquete da NBA: normalmente muito mais baratos do que ver um jogo em Manhattan, na casa dos Knicks (nome do time de basquete da NBA de Nova Iorque). Aqui no site você pode ver a programação do local.

Optimized-12077442_10154657052853502_713988735_n
Barclay’s Center durante um jogo do time de basquete da NBA Nets. (Foto: Debora L Juneck)

O Brooklyn é uma agradável surpresa para turistas e moradores da cidade e isso não é tudo que o bairro tem de especial para se conhecer… Williamsburg e Bushwick são sub-distritos do bairro que vêm atraindo a atenção pelos grafites, locais alternativos e os “moderninhos” que passeiam pelo local. Mas preciso ser justa e dedicar um post inteiro para estes lugares que estão dando o que falar. Quem sabe no próximo mês?

Tallenna

Tallenna

Related posts

Dicas de como agir em caso de um ataque terrorista na Europa

Daniela Pesconi-Arthur

Despejo nos EUA. O que fazer?

Lorrane Sengheiser

Dicas de compras em Virginia Beach e região (EUA)

Mari Proença

2 comentários

Ianca Rod Maio 2, 2017 at 1:21 pm

Obrigada pelas dicas! Aguardando post sobre Williamsburg e Bushwick <3

Resposta
Debora L. Juneck Maio 2, 2017 at 1:24 pm

Obrigada pelo seu comentário! Estou preparando o post sobre Williamsburg e Bushwick! Abracos, Debora.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação