BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo EUA

Burning Man – Um projeto originado em São Francisco

Burning Man – Um projeto originado em São Francisco

Na última semana de agosto deste ano ocorreu o evento anual chamado  Burning Man. Quem mora em São Francisco sabe que a cidade se esvazia durante uma semana e migra para o meio do deserto do Nevada. Mas, o que é esse evento e por que esta tão relacionado com a história de São Francisco?

Missão

Quem conhece pessoas que foram ao Burning Man (popularmente conhecidos como burners) sabe que não se pode chamar o Burning Man de festival. Na verdade, se trata de um projeto cultural. Esse projeto produz um encontro anual que via guiar, nutrir e proteger uma nova forma de sociedade, criativa, participativa e inclusiva. Ao entrar no evento, você estará embarcando numa nova forma de sociedade, que valoriza as relações pessoais entre indivíduos, em vez de política; papéis na sociedade, em vez da profissão que você exerce no mundo real. Quando você entra, você ganha um nome diferente e você nunca será perguntado por ninguém que conhecer lá qual é sua profissão. Nesse sentido, eles simbolicamente Queimam o Homem (“Burn the Man”), como irei explicar mais adiante.

O Homem Queimando. Fonte: Business Insider

História do Projeto

O evento ocorre em Black Rock City, uma cidade criada somente para a reunião anual. A duração é de uma semana, começando na primeira segunda-feira de agosto e terminando na primeira segunda-feira de setembro (que coincide com o Dia do Trabalho, feriado nacional nos EUA). O nome Burning Man (queimando o homem) vem, como expliquei, do fato que uma enorme escultura de madeira, em formato de um homem, é queimada como o ponto alto do evento, no sábado.

A cidade de Black Rock é uma cidade temporária, no meio do deserto, a muitas horas de outras cidades grandes. O clima é árido, e todos os participantes são responsáveis por trazerem água, comida, abrigo (tendas ou veículo) e tudo que se necessita para a sobrevivência durante os oito dias.

Os grupos geralmente se organizam em acampamentos temáticos (grupos de pessoas que acampam e se ajudam, geralmente com um tema). Você pode acampar solo ou se afiliar a um campo. A maioria dos campos cobra uma taxa, no valor suficiente para cobrir as despesas básicas do campo durante a semana. A lista dos campos principais pode ser encontrada no site do evento.

A cidade oferece infra-estrutura básica, construída e mantida por voluntários e profissionais. A área principal da cidade fica num lago seco que chamam de  “Playa”.

O projeto começou em 1986 em São Francisco. Um artista, cujo nome é Larry Harvey, construiu uma escultura de madeira em formato de um homem e a queimou, próximo a uma praia no solstício de verão. Foi um sucesso com seu grupo e resolveram fazer o mesmo novamente no ano seguinte.

O evento tem acontecido quase todos os anos desde então. A escultura foi ficando maior cada ano e em 1990 a polícia impediu a queima devido falta de licença. Foi aí que o evento mudou de localização para o deserto do Nevada (Black Rock Desert). O evento chegou a ter cerca cem mil pessoas nos últimos anos.  

Leia também: São Francisco e a cultura hippie – o Distrito de Haight-Ashbury

Burning Man. Fonte: scientificamerican.com

Principios e regras

Larry criou dez de princípios aplicáveis para essa nova comunidade:

  1. Inclusão radical: todos são bem-vindos
  2. Dar presentes: as pessoas devem presentear umas às outras sem exigir nada de volta. 
  3. Desmercantilização: ninguém deve deixar dinheiro ser fator determinante de nenhuma parte de sua experiência. O dinheiro lá não importa. 
  4. Auto-Subsistência radical: você deve ter o suficiente para cuidar de você mesmo por lá, não dependendo de ninguém para sua subsistência.
  5. Auto Expressão radical: cada um deve dividir com os outros o que te faz especial
  6. Esforço Comum: pessoas em Burning Man devem cooperar para fazer o evento bom e seguro
  7. Responsabilidade Cívica: ser um cidadão, obedecendo as leis federais, estaduais e locais. 
  8. o Deixe Rastros: a comunidade respeita o meio-ambiente, não deixe nada pra trás quando partir. 
  9. Participação: todos devem participar do evento e ter suas próprias experiências. Transformação individual somente ocorre com participação sincera. 
  10. Imediatismo: um conceito quase de Epicuro de “viva o hoje”. Ideias não substituem experiência.   

Leia também: Os festivais de verão na Inglaterra

Todos que frequentam o evento devem possuir convites individuais. Os convites são comprados com muita antecedência (começam as vendas em janeiro para o evento em agosto). As vendas são feitas online e tem muita concorrência.

Primeiro de tudo você deverá se registrar e preencher seu perfil no site. Aí, então, poderá fazer parte da venda geral. O que significa dizer que para ser bem sucedido, você precisa ter vários aparelhos conectados à internet (eu estava com 3 laptops abertos no dia da compra geral e, ainda assim, não consegui comprar).

Os veículos também precisam de convite. Haverá pelo menos três oportunidades antes do evento de comprar o convite online. Na venda geral é quando se distribui a maioria deles. O Burning Man é desenhado para pedestres e ciclistas, carros são usados apenas para entrar.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar nos EUA

O limite de velocidade é de apenas 5 milhas por hora. O que você verá lá de montão são carros alegóricos, caminhões de som e toda forma de expressão artística para entreter sua alma e sentidos. Leve fantasias, abra sua cabeça e não se choque – você verá pessoas se expressando publicamente de maneira como nunca viu antes.    

Arte em Burning Man. Fonte: thespaces.com

No final, consegui comprar meus convites via amigos que vão. Espero que seja uma experiência transformadora e que eu possa dividir com vocês mais detalhes quando voltar.   

Related posts

Tradição de colher cogumelos na República Tcheca

Isadora Costa

14 Curiosidades sobre Barcelona

Gleice Garcia Santiago

Turismo em Columbus, Ohio

Paula Dalcin Martins

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação