BrasileirasPeloMundo.com
EUA

Rodovia 1 e Big Sur: roadtrip ao paraíso

17-mile-drive - Lone Cypress. Fonte: arquivo pessoal

Rodovia 1 e Big Sur: roadtrip ao paraíso

Se você já teve a oportunidade de assistir “Big Little Lies” da HBO, provavelmente já se deparou com imagens lindíssimas de Monterey, na Califórnia. Se nunca assistiu, na abertura do programa você verá uma coleção de praias e penhascos de tirar o fôlego, pontes únicas, cercadas por um oceano que é um verdadeiro show de cores da natureza. São Francisco está a pouquíssimas horas de um dos lugares favoritos dos Estados Unidos: Big Sur, logo ali, ao lado de Monterey.

Se você mora ou está em São Francisco, adora praia e quer entrar no estilo americano e fazer uma roadtrip, sugiro conhecer a Big Sur! É uma das regiões mais bonitas da Califórnia. A  estrada é estreita, cheia de curvas e fica em altitude elevada. Vai de Carmel a San Simeon e, se você gosta de fazer hiking, esse é o cenário ideal, com penhascos e vistas para o mar. 

Para começar, saindo de São Francisco e indo com destino a Los Angeles, você deve optar pelo caminho da Highway 1 (Rodovia 1), que seguirá pela costa do estado. 

Algumas dicas para começar o passeio:

  • Em muitos lugares da Big Sur não existe sinal de celular. Baixe seu mapa com antecedência para garantir acesso offline.
  • Reserve hotéis com antecedência. Até seis meses de antecedência é o que recomendo. Caso não o faça, poderá acabar tendo que ficar em locais mais para o interior do estado, o que prolongará sua viagem e custos.
  • Cheque as condições da estrada com antecedência. Deslizamentos e incêndios são comuns na região e a Big Sur acaba por vezes bloqueada. 
  • Para comer por ali, as opções são poucas e caras. Tente se planejar e trazer alguns aperitivos para comer no caminho. 
  • O local é popular e repleto de multidões. Desde que a região se tornou uma das queridinhas do Instagram, é comum encontrar  filas no local. 
  • A viagem pode até ser feita num dia só, mas tem muito para ver. Por isso, recomendo ir com calma e dormir pelo menos uma noite no caminho.

O que visitar? 

Bixby Bridge

Sim, essa é a ponte mais famosa que você provavelmente viu na abertura da série que mencionei acima. Já foi palco de filmagem para muitos comerciais de carro e é um dos locais favoritos para selfies do Instagram. A vista da ponte é incrível e, se você chegar cedo, há lugares para estacionar por lá.

Foto: Pixabay

Leia também: Nova Inglaterra e Nova Iorque de carro e barraca

McWay Falls

Localizada no Julia Pfeiffer Burns State Park, para ver a famosa queda d’água você pode escolher fazer uma trilha (considerada de nível “fácil”) ou mesmo observar da estrada (Highway 1). Ela é uma das poucas cachoeiras do mundo que deságua no oceano e fica a 37 milhas ao sul de Carmel. Devido à altura do penhasco, a praia não é acessível, mas a vista é espetacular.

Foto: Pixabay

17-Mile Drive

Para mim, uns dos melhores desvios que fiz na Big Sur foi visitar a 17-Mile Drive. Uma viagem pelo paraíso, a 17-mile drive tem mais de 10 pontos de parada apenas para apreciar as mais belas obras da natureza. Entre as principais atrações, você encontra uma pedra coberta de pássaros e leões marinhos (Bird Rock), uma árvore isolada numa pedra no meio do oceano (Lone Cypress) e até uma simples vista do oceano com um misto de verde e diferentes tons de azul. A 17-Mile Drive vale cada parada. A entrada é controlada e você terá que pagar um valor por carro (US$10,50 no momento), mas poderá ter o dinheiro de volta caso gaste mais de US$ 35 na Pebble Beach. 

Reserva Estadual Natural de Point Lobos

Uma reserva natural com vistas magníficas e espaço para piqueniques, ideal para a prática de mergulho e corrida. O parque tem plantas raras, zonas arqueológicas protegidas, cavernas, uma formação geológica única e também uma rica fauna e flora.  Além dos leões marinhos e focas, você também encontrará baleias entre dezembro e maio. Você terá disponível tours guiados oferecidos todas os dias da semana, poderá visitar o Whalers Cabin Museum (que costumava ser a área onde os caçadores de baleias se reuniram no passado e os restos das casas eram processados). 

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar nos EUA

Parque Estadual Histórico de Point Sur e Farol (Lighthouse)

Localizados a 135 milhas ao sul de São Francisco, numa pedra vulcânica com mais de 40 metros de altitude, o parque contém um farol que se eleva a mais de 80 metros acima do nível do mar. O tour dura três horas, mas muitos dizem ser a experiência mais interessante que tiveram explorando a Big Sur. No tour você ficará sabendo até algumas das histórias de terror que contam sobre o farol ser assombrado. Se tiver sorte,  verá um fantasminha por lá! 

Onde comer?

Se você já teve a oportunidade de ler outros textos meus, sabe que a pergunta mais importante para mim é sempre: onde comer? As opções são muitas, já que a área da Big Sur é extensa. Vou dar aqui meus destaques: 

Deetjen’s

Parece uma viagem à Inglaterra medieval, com sua decoração única e o charme de cabana. Desde 1930, os fundadores, que eram um casal de noruegueses, nunca deixaram de dar suas boas-vindas rústicas aos visitantes. Sugiro os ovos “benedict” ou a granola feita em casa para o café da manhã e a paella (recebeu muitos prêmios já) para o almoço, com frutos do mar frescos e o bife de filé mignon. Tudo no menu é orgânico. 

Big Sur Roadhouse

Estrelando no menu comidas típicas da Califórnia e ingredientes locais, cada estação tem um menu diferente. Vale a pena parar para um café, um copo de vinho ou uma refeição completa de frutos do mar.

Related posts

5 Dicas para trocar de carreira nos EUA

Patrícia Penna

Dicas de compras em Virginia Beach e região (EUA)

Mari Proença

Adaptação à vida tranquila do estado de Nova Iorque

Carleara Weiss

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação