BrasileirasPeloMundo.com
Associações de Apoio Pelo Mundo Holanda Trabalho Voluntário Pelo Mundo

Centros para expatriados na Holanda

Centros para expatriados na Holanda.

Vida de imigrante não é fácil. Muito para se aprender, novos amigos para se fazer, uma nova vida para se construir. E um bom lugar para se começar é nos expat centers, organizações focadas em auxiliar imigrantes e expatriados.

Existem vários centros de apoios espalhados pelo mundo, e pela Holanda também, é claro. Nestes centros, que podem ser governamentais ou não, se pode encontrar informações sobre o novo país, realizar procedimentos legais, participar de eventos, workshops, receber indicações e conhecer novas pessoas.

Antes de eu me mudar de vez para a Holanda pesquisei e me filiei a alguns desses centros, o que me ajudou muito a começar a minha vida por aqui #dica.

Porque a verdade é que quando você sai do seu país descobre que o que parece óbvio para você pode ser completamente diferente em sua nova casa. E também seu círculo de amizades normalmente se resume a 0, ou o parceiro e os amigos deles. Nesse momento uma boa fonte de informações e atividades sociais é primordial.

Esses são os centros que faço parte e recomendo:

Holland Expat Center South – Esse centro de ajuda para o expatriado é uma iniciativa governamental que além de ajudar com os primeiros trâmites da vida na Holanda ainda realiza ótimos eventos e palestras, onde se pode conhecer mais da região, da vida holandesa e novas pessoas. Eles são focados na região sul da Holanda, com unidades em Eindhoven, Maastricht e Tilburg. Recomendo visitar e também retirar o The Expat’s Guide, que é grátis e traz várias informações úteis.

Leia também: Transporte público em Amsterdam

The Hub Eindhoven – Sou suspeita para falar do The Hub – foi meu primeiro emprego aqui, como voluntária na recepção. É uma iniciativa privada que começou em 2007 e que organiza classes de tudo que se pode imaginar (inclusive de holandês) e eventos praticamente TODOS OS DIAS. Se mora aqui na região, visite. Vale muito a pena! (E se o interesse for em trabalho voluntário você encontra mais informações aqui)

Internations – é uma organização mundial com grupos em 419 cidades ao redor do mundo, e em cada localidade existe um grupo geral e outros temáticos. O interessante é a mistura de nacionalidades.  É quase como um Facebook, com uma versão gratuita e uma paga – membros que pagam mensalidade tem desconto nas entradas para os eventos.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

International Women’s Club Eindhoven – esse grupo existe há 50 anos na cidade de Eindhoven e busca reunir mulheres estrangeiras ou nacionais que viveram no exterior. Dentro do clube existem vários grupos para diversos interesses como clube do livro (estou e amo!), culinária, excursões de bicicleta, aprender outros idiomas e ainda para novas mamães.

# Expat Spouses Initiative – não sou parte desse grupo mas elas merecem um destaque especial. Na minha região grande parte das mulheres expatriadas vieram acompanhar o marido que veio trabalhar em uma das empresas da região, como a Philips. E o maior desafio dessas mulheres é a recolocação em um mercado de trabalho completamente novo. Dessa necessidade surgiu o Expat Spouses Initiative que ajuda mulheres a se reinventar, fazendo a ponte entre empresas e candidatas super motivadas.

Mas claro, existem grupos por todo o país, então reuni aqui outros centros que podem ajudar nessa nova vida:

Existem ainda organizações com temas específicos, ou de países específicos. Para nós brasileiros indico a Casa Brasil e Holanda e o Grupo de Apoio ao Brasileiro na Holanda. Uma grande amiga estava em uma situação delicada e posso dizer que eles ajudaram demais. Além disso, estão precisando de voluntários.

Aqui vai mais uma #dica : além de ser fonte de informações e ajuda, os centros podem ser ótimos lugares para fazer trabalho voluntário. E com isso além do prazer que voluntariar proporciona, ainda é possível aprender novas habilidades e conseguir uma experiência de trabalho no novo país. Muitos centros precisam de voluntários para o atendimento, organização de eventos e afins. Vale a pena se informar.

Como disse meu primeiro trabalho na Holanda foi justamente em um centro desses, no The Hub Eindhoven. Ali eu trabalhava uma tarde por semana e pude, além de ajudar uma organização incrível, melhorar meu inglês, conhecer pessoas de todos os lugares, me ocupar e ter a referência que me levaria ao meu primeiro emprego pago.

Minha grande amiga Arzu Unal Oger é voluntário no Holland Expat Center South e conta um pouco da sua experiência:

“Uma amiga que também trabalha no Expat Center me informou sobre a vaga. Eu me candidatei e fui imediatamente aceita para ficar na recepção. É um trabalho voluntário, eu dou boas vindas aos expatriados e dou prosseguimento aos atendimentos agendados para registros do mesmos junto ao município (Eindhoven). O Expat Center organiza eventos e workshops sobre vários temas como seguro saúde, impostos, como comprar uma casa, além de atividades sociais para conhecerem outros estrangeiros. Eu informo os expatriados sobre esses eventos e também sobre os procedimentos. É parte do meu trabalho responder as dúvidas dos imigrantes sobre o processo de imigração, atividades sociais e até mesmo ajudar nas dúvidas do dia a dia, seja resolvendo o problema ou indicando ou conseguir a informação correta. Eu aprendi e ainda aprendo muito no meu trabalho, porque expatriados tem muitas dúvidas, e sempre surge algo novo que eu ainda não sabia. Para mim, o mais importante, é que eu aprendo os procedimentos formais – com a minha formação original como advogada eu acho essa parte do meu trabalho especialmente interessante. Meu conselho é que todos os expatriados procurem um expat centre em caso de dúvida pois esse é o nosso papel, o motivo pelo qual essas organizações surgiram – ajudar expatriados.”

Por isso, em caso de dúvidas, já sabe onde se informar e porque não, onde ajudar os demais.

Quer saber mais sobre a vida de expatriado? Aqui a Cristina conta 5 lições aprendidas na vida de expatriado.

Related posts

Trabalho Voluntário com crianças carentes na África do Sul

Debora L. Juneck

Como aproveitar o verão em Amsterdã

Giovanna Prata

Miniaturas, castelo e canais na Holanda

Cintia Beatrice

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação