BrasileirasPeloMundo.com
Discriminação Pelo Mundo Holanda

Imigrante ou expat?

  1. Afinal, você é imigrante ou expat? Qual a diferença? Existe diferença, e se existe, por que?

Vida de imigrante pode ser uma coisa bem engraçada. Logo que cheguei aqui na Holanda percebi que a maioria dos serviços ou grupos específicos para estrangeiros adoram usar o tempo expat, e nunca falam de imigrantes. Eu conhecia os termos em português, expatriado e imigrante, e sabia que eram palavras com o sentido quase que igual, sendo que expatriado era mais

Leia também: Como é ser negra em Portugal

Mas vamos fazer isso direito, afinal sou filha de professora de português. Aqui estão as definições no dicionário, em português e inglês:

i·mi·gran·te (latimimmigrans, -antis)

adjectivo de dois géneros e substantivo de dois géneros

Que ou quem imigra ou se estabelece em região ou país diferente do seu.

“imigrante”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/imigrante [consultado em 04-08-2019].

 

ex·pa·tri·a·do |eis| ou |es|

(particípio deexpatriar)

adjectivo e substantivo masculino

Que ou aquele que reside, voluntariamente ou não, fora da sua pátria. = EXILADO“expatriado”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/expatriado [consultado em 04-08-2019].

 

expatriate

noun [ C ]  uk ​ /ekˈspæt.ri.ət/ us ​ /ekˈspeɪ.tri.ət/ (informal expat, uk/ekˈspæt/ us/ekˈspæt/ )

​someone who does not live in their own country:

 

Definitions of expat 

  1. a person who is voluntarily absent from home or country

 

Percebem as semelhanças entre os termos em si? Sim, são praticamente a mesma coisa. Eu mesma, como imigrante, sempre frequentei grupos de expats, trabalhei em centros para expats, enfim, nunca dei a mínima para o uso do termo.

Até que, em uma conversa com uma colega holandesa, ela me contou que a tese dela de faculdade tinha sido justamente sobre expats na Holanda, e me falou do uso técnico da palavra expat com o sentido de alguém que reside em outro país de forma temporária, e geralmente já vem com um contrato de trabalho. E por isso seria diferente do termo imigrante, mesmo que no dicionário sejam quase sinônimos.

Assim percebi que no dia a dia o termo expat tem conotação de imigrante superior, chique mesmo, que escolheu ter uma experiência no exterior mas com planos de retornar ao país de origem. E assim existe toda uma rede de serviços para os expats, mas atenção, normalmente esses serviços são muito mais caros e nem sempre tão bons como os serviços normais. Não tem os serviços pega turista? Aqui tem os pega expat.

O que eu acho? Expat hoje é termo bonitinho para disfarçar puro preconceito. Ousando discordar da minha colega, percebo que esse uso não é realmente técnico, mas sim uma construção social, para poderem diferenciar os imigrantes desejados, e separá-los do grupo de imigrantes. O que se percebe, e já foi apontado em outros textos, é que o termo normalmente é utilizado para imigrantes brancos, ocidentais, de alto poder aquisitivo e alto nível de educação formal. Não ache que a faxineira filipina que vai ficar 6 meses em Dubai e depois voltar pra casa pode se chamar de expat. Ou os trabalhadores temporários nas colheitas na Europa.

Imigrantes, por sua vez, seriam as pessoas que deixaram seu país de forma definitiva, para tentar a vida em outro país. Muitas vezes a conotação aqui é negativa, no sentido de pessoas com baixa escolaridade, em subempregos, enfim, como se fossem inferiores ao ditos expats. E aqui colocam os exemplos de imigrantes temporários citados acima. Engraçado, né?

Quer saber mais sobre a integração de estrangeiros em outros países? Aqui a Lyria conta sobre a situação em Portugal.

Acredito que a principal função do termo expat atualmente é diferenciar esse grupo de imigrantes desejados dos demais imigrantes, que acabam sendo demonizados na ordem política atual. Imagine por exemplo o Trump ou os apoiadores do Brexit pedindo para os expats, brancos, educados e com alta renda, a voltarem para a sua terra? Claro que isso não acontece, o ataque é sempre dirigido aos imigrantes, normalmente de outra etnia, utilizados para empregos não desejados. Esses são indesejados, e saudados com gritos para serem enviados de volta para a sua terra.

Leia também: Tudo que precisa saber para morar na Holanda

Eu mesma sou imigrante, pois não tenho planos de voltar ao Brasil. Porém vejo que meu círculo se identifica como expat, e eu frequento vários grupos que se identificam assim. Como mulher branca educada, e com emprego, não faz grande diferença na minha vida. Mas sempre é importante conhecer e criticar o uso da linguagem como forma de discriminação, pois não é porque não acontece com a gente que não acontece. Sentido técnico ou não.

Related posts

A Bósnia e Herzegovina e a Diáspora

Caroline Sampaio

A relação com os vizinhos na Holanda

Roberta Mellis

Feriados na Holanda

Giovanna Prata

1 comentário

Maria Setembro 30, 2019 at 8:28 pm

Nunca havia pensado nisso, da relacao com expat e imigrante. Talvez por ter trabalhado muitos anos em uma grande empresa, onde expatriacao era algo comum, e a ideia era bem “clara”: expatriacao = ir para o pais x com um contrato de trabalho de um prazo y e voltar para o pais de origem . Talvez fiquei sugestionada a um unico modelo. E expat tinha uma conotacao de chique, profissional “premium”. Nao creio que imigrantes tenham o mesmo glamour, ainda mais considerando o pais de origem e como foi o processo de imigracao.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação