BrasileirasPeloMundo.com
China

China – Dirigir ou Não Dirigir?

Uma das coisas que mais me incomodou quando mudei para a China foi o fato de não poder dirigir, ter minha própria autonomia, ser dona do meu nariz. Ao invés disso a empresa me deu um carro e um motorista. Para mim não, para toda a família.

Aí a gente chega do Brasil, onde cada um tem seu próprio carro, mal acostumada e acha aquilo uma loucura. Só que depois de algumas semanas, loucura mesmo me pareceu dirigir nesse lugar onde para se virar a esquerda, temos que parar na faixa do meio de uma avenida de quatro ou cinco faixas, ou mesmo com o semáforo fechado, virar a direita é sempre permitido. OMG! Isso me convenceu que seria mais prudente continuar do jeito que estava, até porque eu não teria outra opção. Ou era o motorista da empresa ou andar de taxi e metrô.

E essa proibição, dez anos atrás, se dava primeiro porque a empresa do meu marido não permite que funcionário estrangeiro dirija aqui na China. Isso foi colocado como cláusula de contrato com penalidade de demissão por justa causa. Reza a lenda (rs) que houve um expatriado que bateu com o carro, atropelou um chinês, que foi a óbito. O governo entrou com uma ação indenizatória e a empresa pagou uma verdadeira fortuna. Ao fazer as contas, chegou à conclusão que sairia muito mais barato pagar um motorista para cada estrangeiro, 24×7.

IMG_2879
Liu, meu fiel escudeiro! =]

O segundo motivo, é que nenhuma carteira de habilitação do mundo vale na China. Nem mesmo a Internacional. Para dirigir na China você precisa apresentar sua habilitação do seu país válida e aplicar para o exame chinês. Se passar, terá sua carteira chinesa.

Bom, mas como essa opção não seria viável para nós, acabamos deixando de lado. E depois, apesar dos pesares, ter motorista tem lá suas facilidades. Às vezes fico meio assim, de ‘saco cheio’ (desculpem, mas não encontrei outra expressão melhor) e ele me deixa em algum lugar, eu pego um metrô e vou descobrir algo, andar com minhas próprias pernas, sem ninguém me controlando. Parem para pensar: o Liu (meu motorista) sabe mais da vida que meu marido! =O

Mas cada dia mais as empresas estão expatriando pessoas com pacotes mais enxutos, e um dos primeiros cortes foi o carro e motorista. Então hoje há muitos estrangeiros que dirigem aqui. Nos últimos cinco anos o número de habilitações concedidas a estrangeiros cresceu demais.

E o que precisa?

Para ter a sua Chinese Driver License, o interessado deve se dirigir ao ‘Public Security Bureau’ da cidade onde vive com seu passaporte original e cópia do mesmo (informações pessoais, visto de residente, página da última entrada no país), cópia da sua habilitação original, 8 fotos coloridas (tamanho passaporte), seu nome chinês (sim, você precisará de um) e sua altura.

Pagar as taxas e fazer um teste de múltipla escolha com 100 questões, das quais tem que acertar no mínimo 90! E por mais que aparentemente seja fácil, as provas que tem opção de serem feitas em inglês, é bem complicada. Até porque a tradução literal das questões e suas respostas esbarram no famoso ‘Chinglish’ e aí você se depara com questões absolutamente sem sentido. Conheço pessoas que precisaram aplicar 2 ou 3 vezes para conseguir a nota mínima.

Em 10 a 20 dias úteis sua habilitação chinesa estará em mãos, e você poderá se aventurar no caótico sistema viário chinês.

Prós e contras:
Sem sombra de dúvidas, a maior vantagem é sua autonomia. Um carro aqui na China não é caro como no Brasil (quase 50% menos em alguns casos).

As desvantagens: (sob meu ponto de vista)

• Uma placa de Shanghai pode custar mais que o valor do carro! Aí as pessoas emplacam o carro em cidades próximas (jeitinho chinês…), só que ficam sujeitas a uma espécie de rodízio, em que carros de fora de Shanghai não podem usar os elevados nos horários de pico.
• Precisa reaprender as regras de trafego, porque aqui elas são completamente sem sentido para nós, como citei alguns exemplos no inicio desse texto.

IMG_0863
• Se seu mandarim não for dos bons, que dê para discutir a relação, acho bem complicado. Porque aqui, quando um carro esbarra no outro, eles param no meio da rua, chamam a policia, que vem e escuta as partes e já decide quem é culpado ou inocente (caso não haja vítimas) e define quem vai pagar e o quanto para o outro. Se paga na hora, o policial emite um recibo e deu! Agora imagina numa batidinha com um estrangeiro quem vai pagar a conta? Se o seu mandarim for baseado no ‘nihao’ e ‘zài jiàn’, esqueça.

hingmei
• No livro que a Sônia Bridi escreveu quando morou em Beijing, ‘Laowai’, ela conta alguns apertos que passou. E já ouvi algumas histórias de que quando um chinês percebe que é um estrangeiro no volante, eles acabam jogando o carro em cima. Acho que isso já aconteceu bastante, mas hoje em dia a coisa está mais civilizada. Sei lá…
• As placas de trânsito, praticamente todas fora da zona de turismo, estão em mandarim. Aí ou o seu sexto sentido é afiadíssimo ou… Sabe Deus onde você vai parar!
• Fora os milhões de scooters e bicicletas espalhadas pelas ruas da cidade. Tudo bem que no tráfego eles respeitam a faixa exclusiva, mas nos cruzamentos… É um salve-se quem puder!

t

Mas no final, nesses 10 anos de China, apesar de ter presenciado situações que se eu contar ninguém vai acreditar, eles se entendem. Digo que é o caos organizado. E, sinceramente, os acidentes que presenciei foram muito poucos frente ao quadro que se descortina a frente dos nossos olhos diariamente.

Para quem tiver interesse em saber mais, indico esse link, em inglês.

Abraço e até a próxima!

Related posts

Ainda matam meninas na China?

Ludmila Lima

Onde Estudar Mandarim na China?

Christine Marote

China – O Intercâmbio pela AIESEC

Bruna Pickler

17 comentários

Juliana Paula Junho 23, 2014 at 11:41 am

Que interessante!Aqui na Índia eu acho que é ainda mais louco!Ainda não dirijo, mas quero tirar minha carteira aqui, pois se eu conseguir dirigir na Índia, no resto do mundo será fichinha! Um abraço e sucesso!

Resposta
Christine Marote Junho 24, 2014 at 2:45 pm

Oi Juliana,
dá uma olhadinha na resposta que dei no comentário da Camila. è isso mesmo. No final a Inddia deve ser pior que a China. Apesar de que, segundo esse casal de amigos, a India é o caos de gente, falta de estrutura e regras claras.
Aqui é só de regras claras e gente… ao menso estrutura tem. Já é um bom avanço! rs
Beijo

Resposta
Camila Pimenta Junho 23, 2014 at 11:53 am

Adorei o post Christine! O trânsito da Índia é tão caótico quanto ao da China, e o meu sentimento é o mesmo que o seu: queria muito dirigir por aqui, para ter mais liberdade.

Resposta
Christine Marote Junho 24, 2014 at 2:42 pm

Oi Camila,
Mas quer um dado interessante?
Tenho uma amiga espanhola que aqui em Shanghai a empresa permitia dirigir. Ela tinha o carro dela e ele o dele.
Mudaram para a India há cerca de 2 anos. A empresa proibiu os dois de dirigir. Moram em Bangalore e lá eles tem motorista e um jipe 4×4…rs
Então, acho que a India ganha da China!
beijo.

Resposta
Camila Pimenta Junho 25, 2014 at 12:12 pm

Hahaha…sim sim, são pouquíssimos estrangeiros que conheço por aqui que dirigem, ainda mais em Bangalore, que ouvi falar que o trânsito é pior que Jaipur.

Resposta
Ana Lozon Junho 23, 2014 at 1:06 pm

Christine eu sou muito fã dos teus textos, já te falei várias vezes né?!!
É realmente uma descoberta da China ler teus textos. Eu realmente posso entender meus amigos chineses graças a você!!!
Aqui na França (assim como em qualquer outro país) sempre tem algumas diferenças nas leis de tráfico, nas prioridades de passagem,rotatórias.. enfim. E não é que nestes últimos tempos tiveram umas 3 amigas chinesas que compraram seu carro aqui? E eu super preocupada com elas com essas diferenças de regras né..que nada elas tiraram de letra, e ainda com as fotos que você colocou eu entendo que para elas não é nada difícil dirigir aqui!!
bisous!!

Resposta
Christine Marote Junho 24, 2014 at 2:40 pm

Ai Ana, Obrigada! Fico super feliz com esses comentários (boba eu, né?)
Gente… quem dirige na China, dirige em qualquer lugar do mundo…
É surreal!
Beijo

Resposta
Novos artigos do China na minha vida… | China na minha vida Junho 23, 2014 at 2:57 pm

[…] No BRASILEIRAS PELO MUNDO, saiu hoje o texto sobre o dilema de dirigir ou não na China. Na realidade o problema vai além da sua vontade individual: existem as leis, os problemas de comunicação e outras ‘cositas más’. Se ficou curioso é só clicar no link: “China – Dirigir ou não, eis a questão.” […]

Resposta
Cintia Junho 24, 2014 at 11:56 am

Oi Cristiane,

Gostei bastante do texto….e eu que achava dirigir aqui na Holanda com todos os zilhões de regras era complicado rsrsrs. Não reclamo mais !!! Bjs 😉

Resposta
Christine Marote Junho 24, 2014 at 2:36 pm

Haha, o problema aqui é a falta de regras ou melhor: as regras sem sentido para nosso raciocínio ocidental! rs
Obrigada!

Resposta
Cleo Vassiliou Junho 24, 2014 at 8:51 pm

Oi Christine,
Que loucura! Estou aqui imaginando a cena com tantos carros, motos, pessoas e sei lá mais oque no trânsito…rs… Acho que eu também não iria dirigir, mesmo que dominasse o idioma. Meu senso de direção é péssimo, imagina numa cidade com um caos como o daí.
Ah! Adorei seu texto.
XOXO

Resposta
Christine Marote Julho 2, 2014 at 9:08 am

Além do caos, ler as placas é algo que não dá para explicar, Cléo…rs Literalmente! Beijo.

Resposta
ackolb Junho 25, 2014 at 7:57 pm

Chris, eu choro de rir com seus textos, pois amo sua forma de ir no popular nos explicando as diferenças! rsrsrsr Cê ta muito madame por ai, com motorista de cima pra baixo? rsrsrsr mas eu compreendo muito a vontade de liberdade e independencia, mas uma coisa com certeza eu ia ficar doida num transito destes, no Brasil, nem penso em dirigir em cidades grandes. Tenho pânico quando as pessoas não respeitam a distancia de segurança! Adorei linda como sempre arrasou! Namasté 🙂 e forca na peruca, Minha linda e como é depender de transporte publico? e perco de taxis? são caros? BJus no coração! e inté a próxima uai!

Resposta
Christine Marote Junho 26, 2014 at 12:53 am

Oi Ana. Obrigada.
O transporte público é muito bem estruturado e funciona de verdade. Nunca andei de ônibus, mas o metrô nos leva a qualquer lugar. Taxi é barato (mas são imundos…rs – claro que há exceções). O problema que é tudo muito cheio. E pegar taxi num dia de chuva é praticamente impossivel. Mas vamos que vamos e, como vc disse: força na peruca! rs

Resposta
Joy Matta Junho 26, 2014 at 12:15 am

É… volta e meia algo acontece no trânsito chinês e vira notícia no mundo… mas eu nao me canso de surpreender com esse caos, mesmo que seja organizado, comi vc diz. Nao iria querer dirigir por esses lados e acho que iria a viagem toda de olhos fechados mesmo com motorista local…. !!!

Resposta
Christine Marote Junho 26, 2014 at 12:49 am

Então Georgina,
Para não ter 10 pequenos infartos diários eu leio no carro.
Antes tinha um carro grande tipo van, que possuia uma estabilidade ótima. Nessa época lia uns 5 livros por mês somente dentro do carro…rs
Agora tenho um carro normal, sedan, que já dificulta um pouco mais. Mas temos o ipad hoje, onde fica mais fácil ler em qualquer situação!
Beijo.

Resposta
Gisele Soares Mendes Damasceno Novembro 30, 2017 at 3:30 pm

Olá! Eu tenho uma dúvida. Vou para a China a turismo em Janeiro/fevereiro e quero visitar três cidades: Shangai, Pequim e Zhangjajie. Estou olhando as passagens de trem e avião mas os horários estão muito ruins. Então pensei em alugar um carro. Logo descobri, como vc disse, que não posso dirigir na China e que existe a possibilidade de contratar o carro com motorista. Mas nas opções que encontrei, esses motoristas ficam somente dentro das cidades, é isso? Você sabe de alguma agência onde eu posso contratar um carro com motorista para fazer esses trechos entre as cidades?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação