BrasileirasPeloMundo.com
China

China: mas… o que você come?

São muitos anos vivendo na China e não sei dizer quantas vezes já respondi essa pergunta. E minha resposta sempre é: como comida, oras! Rs

Brincadeiras à parte, a questão da comida chinesa sempre é um assunto polêmico e que aguça a curiosidade de todos.  Mas posso garantir para vocês que aqui se come muito bem e comidas deliciosas. O negócio é você aprender a pedir e acordar o seu espírito aventureiro, despertar seu paladar para o novo.

Existem as comidas ‘esquisitas’? Sim, aos montes! Come quem quer e se quiser. Para cada prato considerado fora dos nos nossos padrões, tem 10 que são completamente normais (só com o tempero local).

Em Beijing existe uma rua para turistas onde se pode saborear qualquer tipo de espetinho exótico: escorpião, cavalo marinho e outras coisinhas mais. Também pela China afora, há pratos feitos à base de língua, pênis de boi e búfalo (iguaria caríssima), lesmas e coisas assim.

JAPAO 2014 168
Espetinhos de rua

E para quem está perguntando se os chineses comem cachorros, a resposta é sim! Mas é uma raça específica (criados como porco) e em algumas regiões do país. Não é algo que se encontre em cada esquina. Na realidade os coreanos (do Norte) que são os que mais comem isso.

Tirando essas coisas completamente inusitadas, a culinária chinesa pode surpreender os que se aventuram a experimentar. Existem sabores para todos os tipos de paladar: os agridoces, salgados e apimentados. Mas imagine algo com pimenta de fazer chorar… assim é a comida da região de Sichuan (fica a dica: se não gosta de pimenta fuja dos restaurantes com esse nome).

Como a China é enorme, as comidas de cada região são bem diferentes. Existe influência da Coreia e Russia no Norte; Mulçumana mais para o Sul; e os regionalismos de Shanghai, por exemplo, onde há restaurantes somente de comida shanghainesa.

O tempero é diferente do nosso. Tem outro paladar e eu não consigo comer comida chinesa todos os dias por conta disso. Mas adoro e saio para comer em restaurantes chineses sempre.

Bom, mas então, o que você come afinal?

Os dumplings são uma opção segura para quem não quer se aventurar demais. Massa (tipo um ravioli) com vários recheios e formatos. Alguns feitos somente no vapor e outros fritos.

Arroz frito está presente em toda a culinária chinesa, variando o que é colocado na mistura, que basicamente é arroz, ovo e legumes, para daí entrar os ingredientes regionais. Há alguns bem apimentados, outros com frutos do mar, carne, frango. Um risoto chinês, podemos dizer, mas na realidade é um arroz branco misturado e frito com os ingredientes citados.

Noodles são os mais fáceis de encontrar, até nas ruas. O nosso famoso ‘miojo’, mas com um tempero chinês e, como o arroz, com sabores mais variados possíveis.

Omeletes que são deliciosas e também se encontra em qualquer carrinho de rua (só resta decidir se tem coragem ou não de encarar a comida de rua…).

omelete chinesa

Mas existem os pratos mais requintados como o famoso ‘Pato Laqueado ou Pato de Pequim’, que sinceramente é um dos melhores pratos da culinária tradicional chinesa que já comi. Na realidade a variedade de preparos de pato que existe é enorme e para todos os gostos.

P1020407
Pato de Pequim ou Pato Laqueado.

Peixes são muito apreciados e geralmente possuem um molho agridoce e são servidos inteiros.

Frango e porco fazem parte da cesta básica chinesa: presentes em quase todas as refeições. Com molhos à base de shoyo e/ou agridoce.

Frutos do mar são deliciosos e frescos. Podem ser recheio de dumpling, fazer parte dos ingredientes do arroz frito, do noodle ou servidos com legumes.

Os chineses não comem salada. É bem dificil encontrar em restaurantes, mas verduras e legumes cozidos, refogados e no vapor tem aos montes. O tomate é fruta e vem junto com a sobremesa, naqueles pratos decorados com uma precisão que dá até dó de tirar o primeiro pedaço.

JAPAO 2014 088
Acelga com cogumelos. Yummy…

Frutas, legumes e vegetais aqui são um capítulo à parte. Lindos de se ver… vivi tirando fotos das bancas de frutas por onde passo. E são baratas, principalmente quando se está na época.

mobilejune2014 310
Barraca de frutas.
mobilejune2014 296
Barraca de legumes num mercado local.

Voltando a sobremesa, em 99% das refeições é fruta. A melância é a campeã de audiência (por sinal extremamente doce e tenra). Os pratos doces, que na nossa lógica ocidental seriam a sobremesa, são servidos junto com a comida e consumidos todos juntos. Eles não fazem essa diferença entre salgado e doce.

P1020420
Prato de Frutas. São servidos sempre assim… esse até que é bem simples.

Uma vez levei um prato de brigadeiro num jantar da empresa do meu marido e quando percebi os chineses estavam com as bolinhas de chocolate no prato e saboreando junto com o peixe e o porco. Vai entender…

Uma outra coisa muito interessante é que em praticamente todas as refeições formais (na mesa, com a familia e amigos ou em jantares de negócios e celebrações) todas essas comidas que citei, e mais algumas que não estão no texto, estarão sendo servidas ao mesmo tempo. E todos comem de tudo. Não há pratos individuais. Cada um pega com seus ‘pauzinhos’ a porção e levam direto à boca. Somente o arroz e sopas que são colocadas em cumbucas pequenas e cada um come o seu. Na sua frente haverá um prato de sobremesa, somente para te ajudar a apoiar a comida, caso escorregue do chopstick.

Mas a etiqueta à mesa na China, fica para um outro momento!

Se vierem à China não deixem de experimetar as delicias e os sabores tão peculiares que esse país tem para oferecer. Como sempre digo, para vir morar ou visitar aqui, a primeira coisa a largar antes de entrar no avião é o preconceito. Venham de mente, coração e, nesse caso, paladar abertos!

Até a próxima.

Related posts

Daniella Santana, empreendedora e coach na China

Debora Pedroni

Escolas Internacionais na China

Ludmila Lima

China – Mestrado em mandarim: isso é possível!

Christine Marote

15 comentários

Debora Janeiro 4, 2015 at 10:00 pm

Chris, fiquei curiosa qto a etiqueta na mesa! Tenho pavor de pessoas que comem fazendo barulho hahaha

Resposta
Christine Marote Janeiro 5, 2015 at 3:19 am

Olá Débora… então vai se assustar aqui…rs Fazer barulho para comer é com eles mesmo. Mas existem regras de etiqueta sim. tem um post no meu blog que fala sobre isso http://chinanaminhavida.com/2014/02/12/etiqueta-a-mesa-na-china-tambem-tem/
Confere lá!
Abraço.

Resposta
Cintia Janeiro 8, 2015 at 6:09 pm

Christine, muito interessante saber que a cozinha chinesa tem influência russa e mulçumana, nunca imaginei….Nossa, mas brigadeiro com carne de porco foi demais !!!! rsrsrs E eu que achava esquisíto os holandeses comerem no cafe da manha torrada com manteiga e granulado por cima…!!! Vou ler também o texto sobre a etiqueta chinesa, fiquei curiosa. Bjs

Resposta
Christine Marote Janeiro 12, 2015 at 8:53 am

Sim, Cintia. Eles comem tudo misturado. Eu não sou muito de comida agridoce, então piorou. Hummm… mas esse granulado holandês é demais né? Uma amiga me trouxe uma caixa, coloquei no mousse de chocolate…tudo de bom!
E por mais que seja estranho as regras chinesas, elas existem sim!
Beijo.

Resposta
Alessandra Janeiro 8, 2015 at 10:02 pm

Oiii Cris! Estou morando em Guangzhou já a um tempinho e adoro vários pratos chinoca, não passo fome, cozinha arroz, feijão e tento adaptar ao nosso paladar, mas a todo momento rolam as piadinhas do tipo o wye você come? Grilo? Rs
Ótima reportagem, seu blog e ótimo!
Abraços

Resposta
Christine Marote Janeiro 12, 2015 at 8:51 am

Obrigada Alessandra! Ainda vou escrever sobre todas as perguntas que temos que responder cada vez que vamos ao Brasil…rs Aceito sugestões! Abraço e obrigada!

Resposta
Ana Janeiro 9, 2015 at 8:43 pm

Que vontade de subir no avião e ir pra China agora!

Resposta
Christine Marote Janeiro 12, 2015 at 8:54 am

Ah, Ana…
Vem então…hehehe.
Abraço.

Resposta
China na nossa vida: Camilla Cademartori – Uma Chef brasileira na China | China na minha vida Janeiro 12, 2015 at 5:12 am

[…] Ah, e se você gosta do tema, dá uma conferida no meu artigo desse mês no BPM: “China: mas… o que você come?“ […]

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 16, 2015 at 11:34 pm

Oi Christine,

Adorei seu texto. Deu água na boca…rs… também não é pra menos, com tanta guloseima em um post só 🙂
Acho que deveria ter lido seu post após comer, agora deu uma fome… rs…

Me espere, em breve vou visitá-la.

Beijos

Resposta
Christine Marote Janeiro 17, 2015 at 9:03 am

Oi Cleo,
Estou te esperando para poder te mostrar essas coisas boas da China! =]
Abraço.

Resposta
Sandro Oliveira Novembro 2, 2017 at 6:24 am

Legal seu post, tenho uma curiosidade se aí o pessoal come doces como em caldas ou rapaduras assim durante o dia ou acompanhando algo como um chimarrão???

Resposta
Denise Agosto 18, 2018 at 2:30 am

Vou sozinha pra china em outubro, a trabalho, vi que a temperatura será boa 25 graus…estou certa? E infelizmente sou chata para comer…estou com medo! Ficarei 20 dias…e 3 dias vou para zhuhai participar de uma feira…

Resposta
Liliane Oliveira Agosto 18, 2018 at 4:07 pm

Olá Denise,
A Christine Marote parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na China que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Ana Maio 16, 2019 at 11:32 am

Eu estou terminando uma temporada de dois anos de trabalho na China e com o barulho à mesa nunca nunca nuncaaa poderia me acostumar ! Em pequenos restaurantes é tão alto que desanima a gente a comer rs
Parabéns pelo blog !

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação