BrasileirasPeloMundo.com
China

China – Tipos de visto

Se há uma coisa que temos que nos preocupar quando pensamos em vir para a China é com o visto que teremos e o que podemos fazer com ele aqui. Por isso aqui seguem alguns links e alertas, mas sempre digo que se tem dúvidas o melhor é consultar uma agência de vistos idônea e que entenda muito sobre a China. As leis mudam muito aqui, então o que hoje é certo, amanhã pode não ser.

Mas vamos lá:

Turismo

Para o turista comum, basta ir à Embaixada da China com o formulário disponibilizado on line preenchido, entregar os documentos necessários e esperar no máximo 5 dias úteis para pegar seu passaporte de volta.

Este visto de turista pode ter uma, duas ou múltiplas entradas. Mas mesmo assim, a permanência no país só é permitida por 30 dias em cada entrada.

Sobre esse assunto, incluindo os demais tipos de vistos, há um alerta sobre o prazo de permanência na China, que está na página do Consulado Geral do Brasil em Xangai, mas que, infelizmente, nem todos prestam atenção.

Hong Kong, Macau e Taiwan

Esses países são regiões autônomas e apesar da China ter voltado a ter o controle político de Hong Kong e Macau, eles ainda são considerados ‘overseas’ (além-mar = no exterior).

Então se você vem para a China e pretende visitar Hong Kong, Taiwan ou Macau, tem que ter visto de duas ou mais entradas, pois esses países estão fora da China Continental (Mailand China) e cada vez que vamos até lá existe todo o processo alfandegário de entrada e saída de um país. Outra opção é visitar esses países antes de entrar na China ou na hora de sair.

Sobre os demais vistos

A China está na onda hoje em dia e todo mundo quer vir para cá. Esse é um dos motivos que leva o governo a dificultar cada vez mais a emissão de vistos que não sejam os de turista. As pessoas acham que chegando aqui, tudo se resolve. Pensam: vou com visto de turista e lá dou um jeito. Mas acreditem, é bem difícil dar esse jeito em terras chinesas.

Existem multas pesadas e deportação, além dos 20 dias na prisão, inafiançáveis e sem contato com ninguém. Muitas vezes os próprios consulados e embaixadas têm dificuldade em ter contato direto com a pessoa que está na prisão. Mesmo quando os diplomatas conseguem contato, não podem levar nada para amenizar a estada deles na prisão chinesa (que vamos ser bem francos, não deve ser nada fácil): nem comida, roupas, nada.

As regras são muito claras e não adianta querer vir para cá com visto de estudante, fazer uma matrícula numa universidade para estudar mandarim já que o custo é relativamente baixo e chegando aqui, ir à aula uma ou duas vezes por semana e começar trabalhar ilegalmente. Se for descoberto vai passar por todo o processo descrito acima, terminando na deportação.

Outro grande equívoco é vir com o Business Visa (visto de negócios) e achar que pode trabalhar, porque não pode. Esse visto é para uma pessoa que vem a China a negócios, seja pela empresa que trabalha no seu país ou para visitar feiras, fazer compras ou mesmo atender a uma reunião, ou dar um treinamento específico, mas não trabalhar na China. Mesmo se for para dar manutenção ou assistência técnica e/ou troca de tecnologia, esse visto não pode ser usado.

É bem complicada a questão dos vistos para a China e, ano após ano, tem ficado mais difícil ainda, mais cheio de regras e ‘vírgulas’ que se não forem bem entendidas podem acarretar todo o tipo de confusão.

A tabela de tipos de vistos está disponível no site da Embaixada Chinesa no Brasil. Lá você encontra toda a informação de documentação necessária para cada tipo de visto, modelo da carta-convite, formulário etc.

No website do Governo de Shanghai, também há informações úteis em inglês.

Hoje, para visitar um parente que vive na China é necessário uma carta-convite dele, se a pessoa for ficar hospedada na sua casa. Quando se compra passagem com agências de turismo e há reservas em hotel, essa carta não é necessária.

Se você pretende vir para cá, analise bem o que pretende fazer. Informe-se na Embaixada, tenha seus documentos em dia. Estar ilegal na China é uma situação desagradável e bem constrangedora, já que temos as diferenças culturais e o idioma que impede uma comunicação clara.

Se eu disser que hoje não há estrangeiros ilegais aqui, estarei provavelmente dando uma informação equivocada. Há sim, quase toda semana escutamos falar de alguém ou alguma situação dessas. Mas essas pessoas apostam na sorte.

Como muitas pessoas não gostam de andar com o passaporte em mãos, façam cópia dele e do visto e andem com essa cópia sempre. Isso facilitará muito sua vida, caso um policial parar você e pedir seu passaporte. E às vezes, do nada, eles fazem isso no metrô, nos supermercados. Depende da época, da situação.

E vamos combinar que é muito simples eles detectarem um estrangeiro aqui (com exceção dos outros asiáticos – japoneses, coreanos etc.): olhos e cabelos já denunciam todos nós!

china-1081714_640-1

Resumindo…

• Não venha com a esperança de se dar um ‘jeitinho’ brasileiro e entrar com um visto para conseguir outro; isso não existe aqui e em relação ao de turista ainda cabe ressaltar que não é permitida a transformação desse em nenhum outro tipo de visto, nem mesmo em visto de estudante.

• Quanto aos estrangeiros que costumam vir para a China com visto de estudante para ‘tentar’ driblar as aulas e fazer ‘negócios’ ou mesmo turismo, precisam ficar atentos ao limite de faltas aceito pelas universidades, que é de 30% do total de horas-aula (no máximo), com justificativa. Mais de 30% de faltas implica em desligamento do curso e cancelamento do visto.

• Quando o visto expira e a pessoa continua na China, seja porque não percebeu ou porque acha que vai sair e pronto, é bom saber que não se pode deixar a China sem antes pagar multa e obter autorização do serviço de imigração para partir. Existem multas pesadas e deportação, com o agravante de que o Governo Chinês, via de regra, não arca com o custo desse processo. O estrangeiro que está em situação ilegal (ou alguém da familía ou amigos) deve custear sua própria passagem para deixar o país no prazo estipulado pelas autoridades chinesas.

• Além do pagamento de multa, o estrangeiro ilegal (seja por estar sem visto ou com o visto que não condiz com sua situação real no país) é passível de detenção administrativa, por período de 3 a 30 dias. Durante a detenção ele pode ser visitado pela Autoridade Consular do seu país, conforme o Artigo 36 da Convenção de Viena sobre Relações Consulares.

Prestar atenção nos detalhes das exigências consulares para imigração é responsabilidade de cada um, pois isso vai garantir a sua estada sem nenhum tipo de surpresas desagradáveis. Os meios de comunicação, os websites de consulados e embaixadas, agencias idôneas de vistos estão aí disponíveis para a informação correta. Não dá para se dizer ignorante com todo esse leque de possibilidades, não é mesmo?
Até a próxima!

Related posts

Invenções chinesas que mudaram o mundo

Christine Marote

O caos e organização do transporte na China

Tamires Lietti

Acessibilidade e transporte em Qingdao

Fernanda Gueiros

111 comentários

ivonwolff Fevereiro 18, 2015 at 8:28 pm

Ola Christine, tudo bem?
Voce sabe dizer se é possivel trocar o visto de acompanhante (esposa) para o de trabalho? Meu marido vai no final de julho pra shangai. Eu permanecerei aqui na Alemanha por mais um ano para terminar o doutorado. Julho de 2016 pretendo mudar pra china pra ficar com ele. Como sou professora de alemao gostaria de continuar trabalhando na minha area. Ate porque nao seria bom ter um buraco de 2 anos no CV logo depois de terminar o doutorado. O que vc acha, é possivel?

Resposta
Christine Marote Fevereiro 18, 2015 at 9:17 pm

Olá Isabella,
Sim, já vi alguns casos aqui em que as esposas conseguiram um ‘work permit’. Na realidade não mudaram o visto, mas como já tinham um visto de residente, conseguiram o documento que dá direito ao trabalho. Abraço.

Resposta
ivonwolff Fevereiro 19, 2015 at 8:46 am

Obrigada Christine!

Resposta
Tati Sato Fevereiro 20, 2015 at 6:04 pm

Oi Chris! Mega-relevante esse tema de vistos! Quando fui a Shanghai como turista, e você bem se lembra disso, precisei que vocês emitissem uma carta-convite e o Mário teve que, além de tudo, enviar uma cópia do passaporte, com o devido visto, para provar que vocês estavam vivendo legalmente na Mainland China.

Acho que quando se vai a China por até 72 horas, o turista pode pegar o visto no aeroporto, mas isso é uma informação incerta que aconselharia verificar…

Ah! Sobre Taiwan: brasileiro precisa de visto!

Um beijo!

Resposta
Christine Marote Fevereiro 20, 2015 at 11:15 pm

Sim Tati…sempre é bom confirmar, pois as leis aqui mudam rápido. Quanto ao visa de trânsito (72 horas), só é válido se você estiver EM TRÂNSITO. Ou seja, você saiu do seu país de origem e fez uma escala em Shanghai para um outro destino. Para vir do seu país de origem, parar em Shanghai e depois voltar para o mesmo país, não é considerado trânsito.
Beijo

Resposta
Daniele Duarte Fevereiro 22, 2015 at 3:56 pm

Oi Cristine. Vc sabe como funciona o visto para brasileiro que é casado com chinês e quer ficar um tempo com a família dele?

Resposta
Christine Marote Fevereiro 27, 2015 at 9:40 pm

Olá Daniele,
Sei que esse visto é possível, mas tem algumas restrições, como por exemplo não poder trabalhar na China antes de 5 anos vivendo lá. Mas conheço uma moça que conseguiu o visto de residente por 1 ano, depois conseguiu renovação por mais dois anos. Mas o melhor caminho ainda é consultar a Embaixada da China em São Paulo. As leis aqui mudam muito e rápido!
Abraço e boa sorte!

Resposta
Rodrigo Sherer Março 9, 2015 at 11:23 am

Olá Christine. Voce saberia me dizer se posso obter o visto de estudante X1 ou X2 com o visto M ? Pois estava trabalhando como modelo aqui em Pequim, mas agora pretendo dar uma pausa e entrar na Universidade aqui em Pequim para estudar Mandarim.

Resposta
Christine Marote Março 9, 2015 at 3:48 pm

Olá Rodrigo,
Recomendo que você va na universidade e se informe. Até onde sei, você terá que sair do país, ir para Hong kong por exemplo e voltar. Transformar visto de trabalho em de estudante direto não sei se é possível. Outra coisa é que somente as universidades estão aptas a fornecer visto de estudante em
Mandarim. Escolas particulares não podem fazer isso. Abraço é obrigada pela visita ao BPM.

Resposta
Cristiano Prata Março 16, 2015 at 3:10 pm

Olá, Christine. Você sabe se é possível e onde é possível tirar o visto para a China em algum escritório de Hong Kong? Falo isso porque eu e minha esposa começaremos uma viagem de volta ao mundo, mas não chegaremos a tempo na China para estar dentro dos 3 meses permitidos. Aí pensamos em tirá-lo em Hong Kong antes de ir para a China. Obrigado.

Resposta
Christine Marote Março 18, 2015 at 1:42 am

Olá Cristiano,
Você pode procurar a Embaixada da China em HK.
Geralmente o visa sai em 2 dias, quando se tem um e vai estender.
Para primeiro visto não sei. Não conheço ninguém que tenha feito isso.
Mas de todo jeito, venha munido de todos os documentos que a Embaixada no Brasil te pede.
Inclusive ticket aéreo de chegada e partida e reserva em hotel.
Isso facilita muito.
Abraço.

Resposta
felipe Março 28, 2015 at 8:08 am

Ola Christine, tudo bem?

Sou novo por essas bandas e moro em Dongguan. Estou há uma semana na China com visto de business, mas tenho procurado por emprego aqui. Me disseram que a emissão dp work permit demora cerca de 6 meses a um ano, dependendo da empresa. Não estou ilegal na China (por enquanto talvez), mas nesse momento, gostaria de mais informações sobre a renovação do visto. Visto que em HK não o fazem mais. Então gostaria de saber se na Malásia é possível emitir a renovação, e por quanto tempo. Muito obrigado!

Resposta
Christine Marote Março 28, 2015 at 12:30 pm

Olá Felipe.
Eu desconheço sobre essa demora toda para se emitir um visto de residente, sendo contratado por uma empresa idônea, chinesa ou multinacional.
Também não posso te dizer o melhor caminho, pois o meu artigo foi com informações coletadas junto a consulados e websites oficiais, mas o funcionamento da lei eu não domino para dar conselhos tão sérios quanto esse.
Só posso te alertar para ficar atento aos prazos e ao TIPO de vida que têm. As leis na China mudam muito rápido e às vezes somos surpreendidos.
Com o episódio da prisão do brasileiro que ‘falsificava’ vistos aqui na China, acho que o controle vai ficar mais acirrado para os brasileiros. Mas isso é somente minha análise dos fatos.
Procure uma empresa idônea de vistos no Brasil ou na China.
Abraço.

Resposta
Michael Abril 12, 2015 at 3:47 am

Olá Christine, parabéns pelo Blog, muita coisa bacana para ajudar os outros, admiro pessoas assim com esse altruísmo incrível… Estou com uma dúvida e gostaria da sua ajuda: minha esposa e eu estamos iniciando agora no começo de maio uma volta ao mundo – mais de 40 países, duração de 6 a 8 meses, com previsão de chegarmos em Beijing entre Setembro e Outubro, passando antes em Hong Kong e Macau – como funciona o prazo de validade do visto? Achei que a validade passava a contar no momento da entrada no país, mas parece que é a partir da emissão? Não queria solicitar somente o visto de trânsito pois pensamos em passar ao menos uns 8 a 10 dias em Beijing e Shangai. Iremos ao consulado esta semana, mas se puder me esclarecer essa dúvida, vou ficar mais tranquilo… Forte abraço!

Resposta
Christine Marote Abril 12, 2015 at 1:08 pm

Olá Michel,
Obrigada você por visitar o blog!
Até onde sei o visto para a China, depois de emitido tem 3 meses de validade para entrar no país. Quando você dá entrada na imigração, aí começa a contar o tempo de validade do visto propriamente dito, que para turismo é de 1 mês.
Talvez seja prudente vocês adiantarem a entrada na China, ou se informar no consulado se podem pegar uma revalidação de visto em Hong Kong.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Julianna Abril 17, 2015 at 7:26 pm

Olá Christine!
Meu namorado está indo para China em Setembro deste ano, pelo Ciências sem Fronteiras e ficará por lá por dois anos.
Gostaria muito de ir para lá em fevereiro e ficar morando com ele por 1 ano.
Isso é possível?
E se for, que tipo de visto devo solicitar?

Resposta
Christine Marote Abril 18, 2015 at 1:39 am

Olá Julianna,
Se você fosse esposa, filha ou mãe, poderia pedir um visto de acompanhante que vale por 6 meses (acho). Mas no seu caso, namorada não configura vínculo familiar, só consegueria o visto de turista. Uma possibilidade é se você tiver interesse em estudar mandarim. Aí você pode se matricular no curso de línguas para estrangeiros e ter o visa de estudante. Mas veja bem: os controles de frequência são rígidos, então tem que frequentar o curso. Você precisaria pesquisar na cidade onde ele irá morar se existe universidade que dá esse curso. Em Shanghai, Beijing e a maioria das cidade grandes possuem. Outro alerta: odigo universidade, pois o curso tem que ser reconhecido pelo governo. Não vale escola de idiomas particular.
Caso contrário, você terá que sair do país a cada 3 meses para renovar o VISA, e sinceramente, nada garante que voc~e consiga essa renovação.
Mas ainda assim, recomendo que você faça uma consulta na embaixada da China, ou numa agencia especializada em VISAS de confiança.

Abraço.

Resposta
Julianna Abril 18, 2015 at 2:17 pm

Entendi! Eu tenho interesse sim em estudar por lá. Não quero ficar ocioso. Tenho vontade de fazer curso de mandarim, massagem e acupuntura.
Muito obrigada Christine!

Resposta
Christine Marote Abril 18, 2015 at 3:00 pm

Por nada Juliana! =]

Resposta
Monika Maio 29, 2015 at 8:58 am

Olá!
Eu queria saber se vc pode me tirar uma dúvida…
Estou quaaase comprando passagem de um voo que faz escala em Taipei, apenas 1h35 entre um voo e outro… brasileiros necessitam de visto nesse caso?
Obrigada desde ja! 😉

Resposta
Christine Marote Junho 6, 2015 at 2:13 am

Olá Monika,
Taipei é em Macau certo?
Em Macau e Hong Kong, brasileiros não precisam de visto para até 3 meses de estadia.
Abraço.

Resposta
vitoria Junho 26, 2015 at 2:43 am

Taipei e Taiwan

Resposta
Fernanda Junho 5, 2015 at 9:30 pm

Oi Cris! Obrigada pelo post, estou com muita dificuldade em encontrar informações pertinentes sobre esse assunto. Eu trabalho para uma empresa americana que presta serviços para navios de cruzeiro e estou no momento em um navio indo para Shangai. Como eu estava a trabalho na Espanha antes de vir para cá, não me preocupei em ir atrás de visto, pois a empresa me disse que por ser brasileira eu não precisaria. Mas agora pesquisando comecei a ficar preocupada. Eu vi que nos brasileiros podemos ficar 72 horas em trânsito, mas considerando que vou entrar de barco e não pelo aeroporto, você sabe se esse visto se aplica no meu caso? E além disso, caso o visto se aplique, eu gostaria de aproveitar para viajar até Pequim também, você sabe se é possível tirar o visto de turista estando já na china com o visto de trânsito?
Obrigada, um beijo. Fernanda.

Resposta
Christine Marote Junho 6, 2015 at 2:21 am

Olá Fernanda,
O visa de 72 horas é para trânsito, independente do meio de transporte que te traga à China. Você tem que vir de algum lugar e a sua próxima escala, não pode ser para o mesmo local. Por exemplo, você vem da Espanha, para em Shanghai e a próxima conexão vai para o Japão. Isso é considerado ‘trânsito’. Se parar aqui por 72 horas e a próxima conexão for voltar para sua origem, no caso Espanha, não caracteriza ‘trânsito’ e você precisará do visa.
Esse visa, até onde sei, é para você ficar na cidade esperando sua conexão. Se pretende sair de Shanghai e ir para qualquer outro lugar dentro da China continental, você precisará de Visa de turista, sim. E não pode ser feito aqui. Você tem que chegar com ele.
Mas te recomendo contatar um escritório especializado em vistos para a China. Realmente as regras são um pouco confusas, e é melhor ter o visa do que passar apuros aqui.
Obrigada pelo contato! E boa viagem.

Resposta
Fernanda Junho 6, 2015 at 12:28 pm

Obrigada Cris! Pesquisei mais sobre o assunto e parece que é possível conseguir o visto em hong kong, e como vou passar por lá no caminho, é isso que vou tentar fazer. Parabéns pelo blog. Um abraço!

Resposta
China – Turistando em Pequim, ou Beijing, para os chineses Julho 17, 2015 at 6:30 pm

[…] Recebi hóspedes do Brasil em maio desse ano e o tempo total de viagem foram 22 (intensos) dias, contando o período de trânsito. A visita incluiu Xangai e Pequim, na China Continental, Hong Kong e Macau – para visitar esses locais no meio da viagem, foi necessário que providenciassem visto de dupla entrada na China. Eu já falei sobre vistos para a China nesse texto aqui. […]

Resposta
Luis Julho 17, 2015 at 7:56 pm

ola cris eu pretendo ir de Brasil para o japão e tem conexão pra Pequim – Aeroporto Beijing e é so 3:30 de espera e depois trocar o voô para ir pra o japão, é preciso de visto pra fazer conexão em Pequim?

fico no aguardo

Resposta
Christine Marote Julho 23, 2015 at 1:07 pm

Olá Luis,
Não precisa.
A China liberou 72 horas para conexão sem a necessidade de visto.
Abraço e boa viagem.
Christine

Resposta
Benjamin Silva Reis Julho 17, 2015 at 8:26 pm

Cris olá
Será possível eu e minha Esposa conseguirmos visto de residência através da escola em que nossos filhos se matricularem na China?

Resposta
Christine Marote Julho 23, 2015 at 1:06 pm

Olá Benjamim,
Até onde sei, é a escola que somente aceitará a matricula mediante o VISA de residente já expedido.
Abraço.
Christine

Resposta
China – Turistando em Pequim (ou Beijing). Julho 18, 2015 at 7:45 am

[…] Recebi hóspedes do Brasil em maio desse ano e o tempo total de viagem foram 22 (intensos) dias, contando o período de trânsito. A visita incluiu Xangai e Pequim, na China Continental, Hong Kong e Macau – para visitar esses locais no meio da viagem, foi necessário que providenciassem visto de dupla entrada na China. Eu já falei sobre vistos para a China nesse texto aqui. […]

Resposta
Portugal – Tipos de Visto Setembro 15, 2015 at 12:59 pm

[…] Cristiane já escreveu sobre os tipos de vistos na Dinamarca, a Christine já falou sobre os vistos na China e a Cláudia Rahme falou sobre o Líbano. Se você fizer uma pesquisa aqui no blog vai conhecer […]

Resposta
Junior Brandão Outubro 13, 2015 at 3:49 pm

Oi Christine, estou fazendo uma entrevista de emprego para trabalhar na China mas fico na dúvida pra qual visto aplicar caso eu passe na entrevista. São muitos os tipos de vistos que eu vi no site e quase ninguém te dá uma informação direta no consulado ou embaixada. Qual a sua opinião sobre isso? O contrato seria de um ano mais é provável que eles me peçam a passagem de ia e volta pra ver, mas até onde eu sei ainda falta tempo pra volta e eles não vendem com tanta antecedência. Obrigado e parabéns pelo blog as informações dadas por vc não vi e nenhum outro lugar.

Resposta
Christine Marote Outubro 14, 2015 at 11:58 am

Olá Junior!
Obrigada pela visita e pelo comentário. =]
Olha, geralmente é a empresa que tem que te dar o visto. Se você vem com contrato de trabalho, é ele que será a base para o visto. Para você vir só conhecer a empresa, uma visita de negócios, entrevista, eles precisam te fornecer uma carta convite, que você apresentará na hora que for tirar o visto.
Confirma isso com a empresa antes de tomar qualquer iniciativa.
Abraço.

Resposta
Rodrigo Marino Janeiro 8, 2016 at 6:39 pm

Oi Christine,

Irei solicitar visto de negócios de 6 meses e preciso que minha esposa vá comigo, sabe me dizer como é a solicitação de visto de acompanhante para que ela vá comigo? Há um outro formulário para solicitação deste visto ou é o mesmo formulário que utilizarei?

Resposta
Christine Marote Janeiro 10, 2016 at 3:46 am

Olá Rodrigo,
Obrigada pela visita.
Até onde eu sei, vc deveria pedir o visa junto com o seu, ela como acompanhante. Mas o melhor é checar na embaixada da China.
Tem um site que sempre consulto que me parece idôneo: http://www.chinavistos.com
Dê uma olhada nele e http://saopaulo.china-consulate.org/pl/
Esse é o consulado chinês em SP.
Abraço.

Resposta
Rodrigo Marino Fevereiro 2, 2016 at 10:30 am

Oi Christine, retorno aqui para dizer que consegui meu visto M de negócios, havia solicitado para 180 dias mas só consegui 90 dias. Creio que por ser a primeira vez que vou à China, eles não me deram para 180. Quanto a minha esposa, deram a ela o visto S2 que é o visto de acompanhante de família. De qualquer forma, fiquei contente por ter conseguido com uma certa facilidade.
Obrigado, grande abraço!

Resposta
Christine Marote Fevereiro 2, 2016 at 6:11 pm

Que bom Rodrigo!
Boa viagem e espero que goste da China.
Abraço.

Resposta
Vanessa Carmo Setembro 14, 2016 at 3:04 am

Prezados, meu esposo possui um visto de um ano para negócios. Ele precisará retornar a China em Dezembro e eu e meus filhos gostaríamos de acompanhá-lo. Você poderia informar o modelo de carta utilizado para obtenção do visto S2?

Resposta
Christine Marote Setembro 15, 2016 at 3:26 am

Olá Vanessa,
Obrigada pelo contato.
Se vocês vem acompanhá-lo por um periodo de até 30 dias, podem vir com visto de turista. E para isso, precisa apresentar as passagens de ida e volta e a reserva de hotel.
Se pretendem ficar mais, aí aconselho procurar a Embaixada da China, ou alguma agência especializada em vistos idônea.
Abraço.

Walter Aguiar Janeiro 30, 2016 at 10:10 pm

Olá Christine!!!

Viajo para a China desde 2011 a trabalho. Costumo ir em Shanghai e Dalian que fica mais ao norte do país. Nesta minha última viagem em 2015 conheci uma moça e nos tornamos grandes amigos, parceiros mesmo. Ela tem muita vontade de vir aqui no Brasil, conhecer lugares, e passar uma temporada comigo em meu trabalho. Ela já tirou o passaporte mas está tendo dificuldades com o visto.
Em uma situação como está o que você me aconselha?
Qual a maneira mais fácil de se obter o visto para o Brasil, se é que existe maneira fácil????
Com a “crise” que o Brasil atravessa agora não devo voltar tão cedo para a China, e a grande dificuldade dela está sendo com o visto.

Se você puder me ajudar com informações ficaria muito grato.
Parabéns pelo seu trabalho,
Walter Aguiar

Resposta
Christine Marote Janeiro 31, 2016 at 9:17 pm

Olá Walter,
Se ela tiver o passaporte chinês, tem que ir ao consulado ou embaixada brasileira e seguir os procedimentos para visto para visitar o Brasil.
Não tem outra saída, nem outro caminho.
Nesse link tem todas as informações necessárias.
http://pequim.itamaraty.gov.br/pt-br/
Abraço.

Resposta
Renato wailber Fevereiro 10, 2016 at 12:35 am

Cris eu moro na suíça e minha esposa ira se aposentar em 2 anos queríamos abrir um negocio em macau,isso seria possivel?

Resposta
Christine Marote Fevereiro 10, 2016 at 2:15 am

Olá renato,
Obrigada pela visita.
Macau não é China (é um região administrativa especial) e as leis de imigração são diferentes.
Para começar, brasileiro não precisa de visto e pode ficar lá por 3 meses nessa condição (turista).
Mas não sei te dar mais informações a respeito das leis de imigração em Macau e Hong Kong.
Abraço.

Resposta
Eder Março 10, 2016 at 3:14 am

Olá, Christine! Quero estudar mandarim numa universidade chinesa por um semestre e depois que terminar o curso gostaria de passar mais 30 dias viajando pela China. O visto de estudante me permitirá ficar esse mês adicional após o término do curso? Ou terei que tirar outro de turista também? Obrigado!!!

Resposta
Christine Marote Março 11, 2016 at 1:20 am

Olá Eder,
Obrigada pelo contato.
Até onde sei, você terá que ter outro visa. Mas muitas vezes a própria instituição de ensino poderá te ajudar nos trâmites.
Para quem tem visto de residente, quando termina o período do visto, o governo dá mais 30 dias para você poder sair do país. Não sei se isso se aplica ao caso de visto de estudante.
A universidade poderá te dar detalhes mais corretos.
Abraço e boa viagem!

Resposta
Etienne Março 20, 2016 at 10:43 am

Olá Christine,

Irei para um congresso no Japão e na volte pretendo visitar meu irmão que mora em Taiwan, preciso de uma carta dele informando que irei fazer visita, ou algo assim?

Muito obrigado e parabéns pelo post

Resposta
Christine Marote Março 20, 2016 at 11:38 am

Olá Etienne,
Obrigada pela visita ao BPM.
Taiwan não é China. Apesar do governo chinês querer muito essa ilha de volta! (rs)
Todo o procedimento de visto tem que ser diretamente através da Embaixada de Taiwan.
Abraço.

Resposta
Marcus Março 23, 2016 at 5:28 am

Oi Christine,

Se eu e minha esposa quisermos ir para a China estudar mandarim, é possível, em caso de conseguirmos um emprego nesse meio tempo, obtermos o work permit, seja com ou sem o auxílio da empresa contratante, sem termos que deixar a China durante o processo? Nesse caso, precisaríamos cancelar o visto de estudantes ou poderíamos continuar estudando e começarmos a trabalhar?

E com relação ao visto de residência, podemos conseguí-lo mesmo indo para a China sem emprego, para tentarmos alguma coisa por lá?

Obrigado desde já pela atenção.

Marcus

Resposta
Christine Marote Março 23, 2016 at 1:01 pm

Olá Marcus,
Obrigada pela visita e comentário.
Dificilmente você troca o tipo de visto, seja ele qual for, sem sair da China. Em alguns casos, basta ir até Hong Kong. Em outros você tem que voltar ao seu país de origem.
Você não conseguirá um ‘work permit’ sem o auxílio da empresa empregadora. A empresa funciona como seu ‘patrocinador’ e ‘responsável’ aqui.
Se você tem um ‘work permit’, você pode estudar. O contrário que não é permitido.
Permissão de residência, ou ‘residence permit’ só é dado para estudantes (durante o período do curso) e para quem tem o ‘work permit’ e seus dependentes (cônjuge e filhos menores de 18 anos).
Sem uma dessas situações não há permissão de residência.
Abraço.

Resposta
Laysa Andrade Março 24, 2016 at 5:07 pm

Olá, Christine Marote, muito boa suas dicas. Ajudam bastante.
Estou me programando para ir a Taiwan ano que vem (2017) com possibilidade de também visitar a China.

Como devo proceder ?
Obrigada

Resposta
Christine Marote Março 25, 2016 at 1:51 pm

Olá Laysa,
Obrigada por visitar o BPM!
Você deve procurar o Consulado da China em SP ou Rio para tirar seu visto. Nesse artigo tem o link para o website da Embaixada, mas segue aqui novamente: http://br.china-embassy.org/por/lqfw/
Para Taiwan, é outro país e não sei os procedimentos, mas tenho certeza que precisa de visto também.
Abraço.

Resposta
JEFFERSON Março 26, 2016 at 9:46 pm

Ola Cristine…estou indo pro Japão..a maioria dos vôos mais em conta são da Cia Aerea da China…para em Pequin e segue vôo para Tokyo…eu preciso tirar visto de trânsito? Pra ficar de 3 a 6 horas e continuar viagem? E essa Cia Aerea é boa? Tem um vom serviço de bordo?
Desde já agradeço..muito obrigado
Jefferson

Resposta
Christine Marote Março 27, 2016 at 12:51 am

Olá Jefferson,
Obrigada pela visita ao BPM.
Sobre o visto, não há necessidade. Beijing tem uma legislação de 72 horas ‘visa free’ para passageiros em trânsito, como é o seu caso. Se você nem vai sair do aeroporto, não precisa se preocupar com isso.
Quanto às companhias aéreas, o que posso te dizer é que são bem chinesas… As que possuem um serviço mais internacional são a Air China e a China Eastern. O serviço de bordo é ok.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Jefferson Março 27, 2016 at 9:53 pm

Muitíssimo obrigado…ja estava preocupado em ter que correr atrás do visto de trânsito como tem que se fazer nos EUA…valeu mesmo…

Resposta
Cintia Galan Castro Maio 4, 2016 at 12:24 am

Oi! Estou indo morar no Japão por 1 ano e meio. Queremos ir uma semana para a China turistar. Sabe me dizer a melhor forma de tirar o visto? Queria já deixar certinho daqui do Brasil.

Resposta
Christine Marote Maio 4, 2016 at 1:39 am

Olá Cintia,
Obrigada pelo contato.
Bom, o vosto para a China tem validade para entrada no país. Então recomendo você ir se informar quanto a isso na Embaixada da China (SP ou Rio – tem o link no post).
Se bem que como residente no Japão, poderá pedir visto na Embaixada da China de lá.
Abraço.

Resposta
Judy Huang Maio 21, 2016 at 3:48 am

Christine,
Consegui um emprego de 1 ano na China, em Beijing, mas meu namorado nao foi selecionado. Existe alguma forma dele viajar e conseguir trabalhar por la também? Precisariamos estar casados ou uma declaração de união estável seria suficiente?
Obrigada,
Judy

Resposta
Christine Marote Maio 22, 2016 at 9:41 am

Olá Judy
Obrigada pela visita ao BPM.
Para seu namorado vir como seu acompanhante (vinculado a sua permissão de residência) vocês precisam estar casados, união estável não tem valor aqui. Esse tipo de visto (de cônjuge) não dá direito de trabalhar na China. Se ele conseguir um emprego aqui, terá que aplicar novamente para outro tipo de visto.
Sugiro sempre que contatem orgãos oficiais ou agências credenciadas pelo governo chinês, para tirar esse tipo de dúvidas. As regras em relação a vistos mudam muito.
Abraço.

Resposta
Felipe Agosto 28, 2016 at 3:10 am

Olá Christine, parabéns pela página!
Minha dúvida era muito similar a da Judy Huang, porém gostaria de saber mais detalhes de como se daria essa alteração de visto de cônjuge para visto de trabalho. Você mencionou no seu texto ser difícil a alteração. Sou designer e tenho uma proposta boa de trabalho aí, porém minha namorada é esteticista e penso que ela gostaria de é exercer a profissão dela em algum salão aí na China, se fosse casada comigo. Eu dei uma olhada e vi que tem Salão de beleza (beauty center) em Hebei (pra onde iriamos), mas fico preocupado por ela com essa questão do visto. Se puder ajudar, agradeço muito. Abraço
Felipe

Resposta
Christine Marote Setembro 1, 2016 at 12:30 am

Olá Felipe,
Obrigada pelo contato. A minha indicação é que você veja com sua própria empresa a possibilidade de sua companheira ter visto de trabalho. Mas, à grosso modo, a empresa que a contratar (no caso o salão de beleza) que teria que dar um visto de trabalho a ela. Agora, nem todas as empresas chinesas podem dar visto de trabalho a estrangeiro, tem várias regras, que não tenho conhecimento suficient para te dar informação. UMa outra barreira de se trabalhar numa empresa local é o idioma. Sem o mandarim fica muito difícil se inserir no mercado de prestação de serviço.
Abraço.

Resposta
Damiana Lenz Maio 22, 2016 at 10:13 pm

Olá cris, td bem sou brasileira e alemã , vivo na Alemanha , sou pensionista e tenho uma boa renda , gostaria de morar em shenzhen pois tenho amigos lá … Visto de residência é difícil de fazer para pessoas q somente querem morar ? Se sim, qual vc indicaria… Muito obrigada

Resposta
Christine Marote Maio 25, 2016 at 9:43 am

Olá Damiana,
Obrogada pelo comentário e visita ao BPM.
Bom, até onde eu sei, a China não dá visto de residente para as pessoas simplesmente morarem aqui. Para viver aqui tem que haver um vínculo com emprego ou estudo(em universidades reconhecidas pelo governo).
Mas recomendo que você procure a embaixada da China para tirar a dúvida de maneira oficial.
Abraço.

Resposta
Marcelo Silva Junho 8, 2016 at 11:19 am

Bom dia, Christine.
Voce poderia me informar se o visto de turismo da China serve para Taiwan. Farei um cruzeiro, saindo de Hong Kong, com uma parada em Taiwan, indo para Shanghai. Muito obrigado.

Resposta
Christine Marote Junho 8, 2016 at 12:00 pm

Olá Marcelo.
Não, para Taiwan você vai precisar do visto específico. Não há relações diplomáticas entre China e Taiwan, mas isso é uma longa história.
Brasileiro precisa de visto para a China e para Taiwan (embaixadas diferentes). Hong Kong não precisa de visto.
Abraço.

Resposta
Rennê Julho 5, 2016 at 2:30 am

Olá Christine!
Parabéns pelo blog! Difícil achar algo com tanta qualidade na internet.

Tenho uma dúvida, agradeço se puder me ajudar.
Vou pra Shanghai em setembro. Vou ficar 2 dias e pretendo visitar a cidade. De lá pego um voo para Hong Kong e fico mais 2 dias. Depois vou pra Bali, Bangkok, Taiwan e depois volto a Shanghai para ficar mais 1 dia e depois voltar ao Brasil.

Fiquei com dúvidas quanto ao visto de trânsito. Já que vou de Shanghai para Hong Kong, esse visto não serviria? E depois, no final da viagem, voltarei novamente para Shanghai. Você sabe se posso usar o visto de transito outra vez?

Desculpe se o texto ficou confuso…

Abraços!

Resposta
Christine Marote Julho 5, 2016 at 4:45 am

Ol[a Renné.
Obrigada pela visita e pelo comentário!
Você poderá usar o visto de trânsito nas duas ocasiões, pois estará em trânsito. Desculpa a redundância, mas fica mais claro.
Meu conselho é que você traga a reserva de hotel impressa, bem como o ticket para HK na primeira parada e para o Brasil na segunda.
Não tenta mostrar tudo junto, pois pode ficar confuso. Aqui a melhor opção, sempre, é resolver uma coisa por vez!
Abraço e boa viagem.

Resposta
Deric Chen Julho 11, 2016 at 12:07 pm

Olá Christine, parabéns pelo blog! Muitas informações esclarecedoras. Mas eu queria tirar uma dúvida, não sei se você poderia me ajudar. Eu pretendo viajar para Taiwan e possuo cidadania brasileira e taiwanesa, logo terei passaporte tanto do Brasil quanto de Taiwan.

Viajarei pela Air China e terá escala em Frankfurt e Pequim. Fazendo a escala em Pequim, terei que passar pela imigração/alfândega? Precisa fazer alguma solicitação de visto de trânsito por estar em escala? Se eu mostrar apenas o passaporte brasileiro, eles podem querer pedir visto de Taiwan?
Como tenho passaporte de Taiwan, vou poder entrar em Taiwan sem problemas e não vou ter visto de Taiwan no passaporte brasileiro, mas é que sei que na China eles não aceitam “passaporte de Taiwan” como documento, mas eles podem dificultar minha escala nesse caso?

Obrigado!

Resposta
Christine Marote Julho 11, 2016 at 1:03 pm

Olá Deric,
Obrigada pela visita e comentário ao blog.
O que posso te dizer é que se você for fazer uma conexão, sem sair de dentro do aeroporto, de algumas horas, você não precisará passar pela alfândega. Talvez só um check in na segurança novamente, como vários aeroportos fazem.
Agora em relação ao visto, eu acho muito complicado te falar isso é certo ou não.
Na realidade, brasileiro precisa de visto para Taiwan. Então você não poderá sair do Brasil com seu passaporte Brasileiro, pois as companhias não permitem embarque sem o visto do destino final.
Você saindo com o passaporte Taiwanes, eu realmente não sei qual a implicação que poderá ter aqui na China.
Acho melhor você checar isso com a cia aérea.
Abraço e boa sorte.

Resposta
Jessica Hsu Setembro 12, 2016 at 4:33 pm

Olá, Deric!
Sou filha de um taiwanês naturalizado brasileiro, como faço para pedir cidadania taiwanesa?

Obrigada!

Resposta
João Giovanelli Julho 14, 2016 at 4:58 pm

Olá Christiane, tudo bem? Parabéns pelo site.

Vou para um congresso em agosto para China apresentar um trabalho de meu doutorado. Você saberia informar qual visto devo solicitar? Seria o tipo F?

Abraços

Resposta
Christine Marote Julho 15, 2016 at 1:02 am

Olá João.
Obrigada pelo contato.
No seu caso, acho melhor você ir ao consulado/embaixada com seus documentos (passagem, hotel, inscrição no congresso) e perguntar a eles qual o tipo de visto.
É mais seguro. Se você for fazer turismo também, ficar além do tempo do congresso, deixe isso claro.
Abraço.

Resposta
JULIANA Julho 22, 2016 at 5:28 am

Oi Chris… tudo bem?
Eu gostaria de saber, eu moro na nz e estou indo para a Europa mas com conexão na china… pelo que eu entendi em algumas cidades eu preciso do visto de trânsito e outras não. .. é isso mesmo? Você saberia me.informar se em Guangzhou eu preciso desse visto?
Tks

Resposta
Christine Marote Julho 22, 2016 at 10:57 am

Olá Juliana,
Guanzhou não precisa de visto de trânsito e você pode ficar até 72 horas na cidade.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Livia Julho 25, 2016 at 11:26 pm

Oi Chris, estou indo para China estudar mandarim na faculdade durante 1 semestre, nesse período queria visitar Hong Kong, por exemplo. Mas o consulado me informou que o visto de estudante so permite 1 entrada, ou seja, se sair da China não teria como entrar novamente. Como faço pra poder visitar outros lugares fora da China com o visto de estudante durante o período que ficarei la ?

Obrigada!

Resposta
Christine Marote Julho 26, 2016 at 1:13 am

Olá Livia,
Eu não posso te ajudar nisso, pois até onde sei o visto de estudante (que meus filhos tem) dá livre entrada e saída do país. Mas eles estão na Graduação, então pode ter alguma diferença.
Você pode fazer duas coisas, se não conseguir informação aí: vir e ver com a universidade aqui, checar as possibilidades deles mudarem seu visto ou dar um novo, ou Ir a HK antes de entrar na China, ou na hora de ir embora, já que mesmo a sua passagem de volta ao Brasil seja saindo de Shanghai ou Beijing você pode se beneficiar do visto de trânsito. Veja nesse link: https://chinanaminhavida.com/2016/03/24/china-e-a-nova-regulamentacao-de-visa-free/
Abraço.

Resposta
Jessica Müller Julho 31, 2016 at 4:47 am

oi Christine! adoro seu blog *-*
Eu tenho uma dúvida, tenho uma colega que mora na china a três anos ela nunca me explicou direito como ela foi morar lá ela só disse que trabalhava pra uma empresa tipo (loja virtual)
Então como ela conseguiu esse visto?

Resposta
Christine Marote Agosto 1, 2016 at 9:55 am

Olá Jessica,
Provavelmente essa empresa deu um visto para ela.
Os empregadores que fornecem o visto aos empregados.
Abraço,

Resposta
ISADORA Agosto 4, 2016 at 2:59 pm

Oi Cristiane, bom dia!

Irei para Tailandia em janeiro, mas farei escala de 12 horas em Pequim. Necessito do visto?

Resposta
Christine Marote Agosto 5, 2016 at 12:32 am

Olá Isadora,
Não, você não precisa de visto para conexão.
Mesmo que precisar sair do aeroporto, a legislação de ’72hrs visa free’ te ampara.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Kiara Bia Novembro 7, 2016 at 10:21 pm

Oi chris ! Vamos supor que meu pai abra uma empresa em parceria com a china, ele fosse pra lá…ele conseguiria o visto residência ?? e se ele conseguisse minha mãe e eu poderíamos ir ?

Resposta
Christine Marote Novembro 8, 2016 at 1:24 pm

Olá Klara,
Até onde sei quem tem uma empresa aqui, legalmente instalada, terá o visto de residência. Quanto ao visto aos familiares, para qualquer que seja a situação, a esposa/esposo tem direito e filhos até 18 anos. Depois disso, o jovem entra nas regras comuns de visto: trabalho ou estudo. E para um jovem ter um visto de trabalho, também tem algumas regras, como experiência comprovada de dois anos fora da China, entre outras.
Na realidade, toda esse questão de visto e o que pode ou não, é bem complicada na China.
As regras são muitas e sempre são alteradas.
A melhor opção é se informar junto à Embaixada ou Consulado chinês.
Abraço.

Resposta
Roberta Novembro 8, 2016 at 7:35 pm

Oi Cris, estou vendo uma passagem de Sydnei para Londres que tem escala de 9 horas Hong Kong, Eu preciso de visto para essa escala ou entra no visto de transito de 72 horas? com esse visto eu posso sair do aeroporto?
Obrigada

Resposta
Christine Marote Novembro 10, 2016 at 2:43 pm

Olá Roberta,
Hong Kong não é China, e lá brasileiros não precisam de visto. Então você poderá ficar ou sair do aeroporto sem problema algum.
Abraço.

Resposta
Rodrigo Novembro 27, 2016 at 10:58 am

Oi Christine… Tudo bem?

Nós estamos morando na Mongólia e estamos indo de férias para o Brasil e nossas passagens foram compradas separadamente. O primeiro trecho é da Mongólia para a China e depois da China para a França. Minha dúvida é, teremos que retirar as malas e fazer chekin… É necessário algum tipo de visto para isto? Em alguns lugares eu li que os brasileiros tem 3 dias disponíveis para permanência na China em trânsito. É isto mesmo? Chegaremso as 19:30 no aeroporto e nosso vôo é as 1:00 da manhã. Se puder nos ajudar com isto, agradecemos.

Resposta
Christine Marote Novembro 28, 2016 at 11:26 pm

Olá Rodrigo,
Se a passagem foi comprada separada, com cias aéreas diferentes, provavelmente você terá que fazer um novo check in. Quanto ao visto, não precisa se preocupar, pois vocês não vão sair do aeroporto. Então não é necessário visto. Como terão que fazer outro check in, e passar pela imigração, é só apresentar a passagem da conexão (leve impressa), pois entram dentro da regulamentação de 72 horas visa free. Estou assumindo que sua escala é Beijing ou SHanghai.
Abraço.

Resposta
RENATO WUTHRICH Dezembro 1, 2016 at 2:08 pm

Prezados. Obrigado por todas as informações. Tenho uma dúvida quanto a isenção de 72 horas em Xangai. Já pesquisei em vários lugares, mas não acho resposta. No site da embaixada (http://br.china-embassy.org/por/lqfw/t1053969.htm) diz que tem que SOLICITAR esta isenção antecipadamente junto a companhia aérea que te leva para Xangai (como seria com a China Eastern e com dificuldades de comunicação), tenho horror de pensar nisto. Outras fontes dizem que é só chegar lá e ir para um guichê específico. No meu caso, na verdade nem pretendo ficar em Xangai, é apenas uma conexão de aprox. 6 horas, vindo de Macao e tendo conexão para Cingapura. Então, preciso solicitar isenção antecipadamente (e se for, realmente só é através da cia aérea), preciso me apresentar em algum guichê ou, sendo só conexão, não precisa nada disto?

Resposta
Christine Marote Dezembro 2, 2016 at 12:22 am

Olá Renato,
Obrigada pelo contato.
Bom, a informação que tenho foi da experiência de um amigo que veio do Japão e ficou 2 dias conosco e depois voou para Cingapura. Ele somente chegou e se apresentou nesse guichê especial (o nome está em inglês, bem claro) com a reserva do hotel e a passagem para Cingapura (só recomendo que seja impressa, para não causar nenhum tipo de confusão). Foi rápido e sem problemas.
Agora, se você não vai sair do aeroporto, se sua conexão for direta, ou seja, se suas malas forem despachadas em Macau direto para Cingapura, você nem vai passar pela imigração. É conexão mesmo, sem sair da ‘zona neutra’ do aeroporto. Não tem do que se preocupar.
Se tiver que retirar as malas e fazer novo check in, aí sim precisará fazer o procedimento que escrevi acima, mostrando unicamente seu bilhete de voo, de conexão.
Abraço.

Resposta
Thais Janeiro 18, 2017 at 12:06 pm

Oi Christine, tudo bem?
Pode me ajudar com uma dúvida?
Em fevereiro irei para a Ásia. Começo ficando 6 dias em Beijing, depois sigo para a Tailândia e demais países. O voo de volta será Bangkok -> Beijing (conexão de 12h) -> São Paulo.
Eu consigo tirar o visto de 1 entrada, e na volta usar o visto de trânsito de 72h?
Pretendo sair do aeroporto durante essas 12 horas em conexão.
Obrigada!
Abraços.

Resposta
Christine Marote Janeiro 18, 2017 at 1:42 pm

Olá Thaís,
Obrigada pelo contato.
Sim, você pode fazer o visto de uma entrada e fazer escala em Beijing na volta sem visto (ususfruindo do visto de trânsito).
Só não sei se com uma escala de 12 horas, eles liberam a saída do aeroporto.
É sempre bom checar.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Marisa Agosto 27, 2017 at 4:09 pm

Tais, vc conseguiu sair do aeroporto? Tenho uma escala de 15h em Pequim e gostaria de saber se nesse tempo consigo conhecer algum lugar e voltar a tempo….

Resposta
Christine Marote Agosto 30, 2017 at 9:31 am

Olá Marisa,
O aeroporto de Beijing (Pequim) é bem longe da cidade. Mas contando que vc teria 10 horas livres, acho que é possível ir visitar a Cidade Proibida com transporte publico ou contratar um guia e ir até uma estação da Muralha. Digo contratar um guia, pois vc não terá tempo de errar o caminho, certo?
Minha dúvida é se a imigração vai liberar você para sair do aeroporto com essa conexão de mesno de 24 horas. Minha experiência foi na Thailândia, que tinha uma conexão de 9 horas e não nos deixaram sair, então precisa ver isso com certeza. Se precisar de alguma informação mais, entre em contato.
Abraço.

Resposta
Marcos Regis Andrade Fevereiro 23, 2017 at 1:04 am

Estou indo pra China pela segunda vez e peguei o visto de apenas uma entrada. Como vou chegar por Hong kong (Vou passar dois dias lá), estou querendo ir a Shenzeng(não estava prevsisto). Para isto, precisaria do visto de duas entradas, pois depois de visitar Shenzeng, volto para Hong Kong e depois vou para Xiamen e em seguida Beijing. Como faço para em cima da hora alterar meu visto para duas entradas? Posso fazer isto em Hongkong? é rápido e descomplicado?

Resposta
Christine Marote Fevereiro 25, 2017 at 1:50 am

Olá Marcos,
Obrigada pelo contato.
Se o seu visto é de turismo comum (uma entrada), a sua ida a Shenzen, e depois a volta para Hong Kong, já invalida o visto.
O ideal seria você juntas essas viagens todas a China, de uma só vez.
O melhor seria ir no consulado onde tirou seu visto e pedir uma alteração.
Conheço pessoas que tiraram o visto em Hong Kong, mas realmente não tenho como te dizer se o processo é simples e rápido.
Existem algumas agências especializadas em vistos para a China, seria mais prudente consultar alguém com experiência.
Abraço e boa viagem!

Resposta
Natália Março 22, 2017 at 5:52 pm

Oi Cristine!
Parabéns pelo blog, está me ajudando.
Vou com meu marido para a China em Junho de férias, ficaremos 20 dias lá e estou organizando as coisas para o visto. Já pesquisei bastante mas ainda tenho algumas dúvidas. Nosso voo é SP – Guanzhou, vamos subir conhecer Shanghai, Pequim, etc, tudo de trem ou avião. Por último vamos passar uns 5 dias em HK dai voltamos para Guanzhou só para pegar o voo de volta ao Brasil. Para isso vou precisar de um visto de 2 entradas, eu sei. Minha dúvida é: para aplicar o visto, preciso apresentar todas as passagens compradas de voos/trens internos já para o visto?
Preciso da passagem para HK e retorno também compradas para comprovar saída e retorno da China para o visto? Nesse caso, estávamos pensando em ir para HK a partir de Shenzhen de metrô, só sendo possível a compra da passagem na hora e não antecipada…
Se puder me ajude nessas dúvidas pois o tempo está passando e preciso organizar tudo para o visto.
Obrigada

Resposta
Christine Marote Março 23, 2017 at 2:06 pm

Olá Nathalia,
Você não precisa de um visto de 2 entradas, se a sua volta a China for somente para conexão.
Dê uma lida nesse artigo: https://chinanaminhavida.com/2016/03/24/china-e-a-nova-regulamentacao-de-visa-free/
Qualquer coisa entre em contato novamente.
Abraço!

Resposta
Renato Abril 22, 2017 at 5:02 am

Cristiane, boa noite.
Eu pretendo ir para Hong Kong em novembro, passar 8 a 10 dias, como turista.
Gostaria de saber se estando em Hong Kong, posso ir visitar a China (Pequim por exemplo)?
Precisarei tirar visto?
Obrigado

Resposta
Christine Marote Abril 22, 2017 at 11:13 am

Olá Renato,
Obrigada pelo contato.
Sem visto para a China, você não pode cruzar a fronteira da China Continental.
Brasileiro não precisa de visto para Hong Kong e Macau somente.
Abraço,
Christine

Resposta
Renato Abril 23, 2017 at 3:42 am

Muito obrigado por seu esclarecimento.

Resposta
Juliana Avila Abril 25, 2017 at 4:42 pm

Oi Chris!

Estou em Hangzhou, meu visto eh de turista. Vi que da para estender em Hong Kong, tambem consigo em Macau?
Fico no aguardo!

beijos, teu blog eh demais =)
li quando estava no Brasil, me apaixonei pela China

Resposta
Christine Marote Abril 25, 2017 at 9:27 pm

Olá Juliana,
Obrigada pela visita e comentário!
Bom, em Hong Kong sei que se pode estender o visto de turista, desde que você tenha a passagem de volta. Ou vai tirar um novo visto.
Em Macau, realmente não sei.
Abraço.

Resposta
Agatha Campos Abril 25, 2017 at 10:25 pm

Olá, Chris!

Meu vou tem conexão em Taiwan, vou ficar 10h no aeroporto. Preciso de visto?

Obrigada,

Resposta
Wong Junho 29, 2017 at 5:50 am

Oiiiii, Chris!!!!

Me salvaaaaa! rsrs

Tudo bem?

Eu sou brasileiro e minha mãe é chinesa. Eu estou morando com ela aqui em Pequim. O consulado me deu um visa provisório de 30 dias (categoria Q1) para trocar aqui pelo Residence Permit. Eu achei poucas informações aqui na internet e minha mãe tem uma certa dificuldade de me ajudar a resolver essa situação. Você sabe como funciona o procedimento? Eu vi que tenho que preencher um formulário (mas eu não to achando o tal formulario), tenho que ir na policia e fazer alguns exames.

Parabens pelo Blog!

Bjs

Resposta
Christine Marote Julho 1, 2017 at 12:47 pm

OLá Wong,
Obrigada pelo contato, mas infelizmente não tenho informações precisas para te dar. O melhor seria você ir na políciadepartamento de imigração local com seus documetos e se informar melhor. Não sei como se faz para conseguir o visto de residente sendo filho de chineses. Abraço e boa sorte!

Resposta
Leandro Muller Novembro 1, 2017 at 11:51 pm

Olá Cristiane.
Minha esposa e eu estaremos embarcando, em março, em um cruzeiro que sai de Dubai, faz várias escalas, e uma delas é em Xangai. O navio fica apenas 1 dia ancorado (quando pretendemos conhecer a cidade) e segue para o Japão. Não consegui a informação – nem com a empresa marítima (MSC) – se para esta parada precisamos de visto para a China. Você saberia se escalas de 24 h de cruzeiros necessitam de visto para visita à cidade?
Muito obrigado!

Resposta
Christine Marote Novembro 2, 2017 at 10:44 am

Olá Leandro,
Eu acredito que sim, pois a lei é para entrada no país se você estiver em trânsito. Mas acho que vc deve realmente cobrar da empresa uma posição, afinal todos precisam de visto na China, qualquer nacionalidade, então eles não podem ancorar um
Navio sem ter esse tipo de informação.
Abraço e boa viagem.

Resposta
Jaina kang Março 25, 2018 at 5:47 pm

Oi cris, uma dúvida eu moro na coréia do Sul , e queria ficar por 2 dias em Shanghai e dopois pegar outro voo para Taiwan, e de Taiwan ficar 2 dias po lá, depois outro voo direto pra coréia , Será que tem problema ??

Resposta
Christine Marote Março 30, 2018 at 1:36 am

Olá Jaina,
Quanto a Shanghai não há problema, ja2 que sua estada configura `trânsito`. Você só precisa mostrar reserva em hotel e a passagem do voo seguinte para Taiwan.
Quanto a Taiwan, nâo esqueça que brasileiro precisa de visto.
Abraço
Christine

Resposta
Vladimir Abril 18, 2018 at 9:31 am

Olá Christine,

Tudo bem? Estou na China com visto de negócios com múltiplas entradas, posso utilizar ele para entrar em Taiwan ou devo solicitar um novo visto para lá ? Como faço na China ? A requisição deve ser feita toda pelo o site ou consulado brasileiro? Estou em Shenzhen no momento.

Grato

Resposta
Reginaldo Janeiro 29, 2019 at 1:24 pm

Bom dia eu estou na China a três anos meu visto e de trabalho ele se inspirou setembro de 2018, meu novo clube não conseguiu fazer outro visto de trabalho para mim, então eu estou no país ilegal eu gostaria de saber qual a medida possível que eu tomaria e qual tipo de multa valor que eu receberia no país , em três não tive nem uma desavença nada e tenho todos os contratos do clube onde trabalhei !! Obrigado

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 29, 2019 at 5:41 pm

Olá Reginaldo,
A Christine Marote, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação