BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para abrir conta bancária pelo mundo Holanda

Como abrir uma conta bancária na Holanda

Como abrir uma conta bancária na Holanda

Você chegou na Holanda, fez seu registro na Gemeente (prefeitura), tirou seu BSN, resolveu uma burocracia aqui e outra ali, viu uns quatro Albert Heijn‘s pelo seu caminho, quase foi atropelado por umas três bicicletas e começou a se sentir um local.

E aí você foi numa loja ou feira comprar alguma coisa e se deparou com a placa “Alleen Pin”, com uma imagem de umas moedinhas e um X em cima delas.

O significado parece obvio, mas mesmo assim você dá um jeito de se informar e acaba descobrindo que essa placa, tão comum por aí, quer dizer que eles só aceitam pagamento com cartão. De débito. Ou seja, aquele euros que você comprou pra trazer ou o seu MasterCard Internacional não vão resolver sua vida nesse momento em que você só quer um sanduíche.

Então você olha pra aquela imensa lista de burocracias que você precisa resolver quando chega num país novo e bota um item em primeiro lugar: Abrir conta no banco.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

A Holanda não tem cultura de cheque e nem de cartão de crédito, o que é amplamente usado por aqui é o famoso Pin Card, o cartão de débito (daí que vem o “Alleen Pin“, literalmente quer dizer “só pin“). Muitos lugares estão inclusive abolindo o próprio dinheiro em espécie, como o transporte público de Amsterdã, que agora só aceita pagamento com cartão dentro dos ônibus e trams.

Escolhendo o banco

Seu primeiro passo então é escolher o banco, mas já te adianto que não tem grande diferença entre os bancos de varejo por aqui (e nem muita variedade). Pra uma conta padrão, sem cartão de crédito, você vai pagar na casa de €1,50 a €2,00 por mês e os principais bancos são ING, ABN e Rabobank.

A maioria das pessoas que eu conheço tem ING ou ABN e todos parecem bem satisfeitos, então não perde muito tempo nessa escolha. Eu confesso que escolhi ABN por uma nostalgia da minha época de Real Universitário (o Real tinha virado ABN AMRO, lembra?), mas podia ter sido qualquer outro.

Leia também: Visto de trabalho e permissão de residência na Holanda

Sendo racional, eu te sugeriria escolher um banco que tenha uma agência de fácil acesso pra você, mas mesmo isso não deve pesar muito, porque, depois de aberta e ativada a conta, você faz tudo online. Mesmo pra sacar dinheiro, você pode usar o caixa eletrônico (ATM) de qualquer banco, não precisa ser só do seu.

Mas vamos pra parte prática agora, o que você precisa pra abrir a sua conta?

Documentos necessários para abertura de conta

Antes de mais nada, o seu BSN (burgerservicenummer), que é tipo um CPF que você tira ao se registrar na prefeitura (Gemeente). Depois algum documento de identificação, que pode ser seu passaporte, algum documento local como o verblijfskaart (visto de residência), ou um documento de identificação de um dos seguintes países: Bélgica, Alemanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Luxemburgo, Áustria, Portugal, San Marino, Espanha e Suíça (esses valem pro ABN). O banco também pode pedir um contrato de trabalho ou comprovante de rendimentos, mas no meu caso não foi necessário.

O que esperar

O processo é feito por um gerente na agência do banco que você escolher e é recomendado você agendar um horário (eu fui atendida sem hora marcada, mas sabe como é holandês, né?). Não deve levar mais do que meia hora até pegarem todos os seus dados e você assinar o que é preciso.

Depois de concluírem seu registro geralmente em até 5 dias úteis você recebe uma carta em casa com seu cartão e instruções pra ativar sua senha.

Aí é só voltar lá na lojinha que aceita apenas cartão de débito, encostar seu Pin Card na maquininha e abraço! (encostar? É, vou explicar isso ali no final)

Leia também: Dicas de aplicativos na Holanda

Banco Online

Preciso admitir que no começo eu me irritei um pouco com o sistema online do meu banco, comparado com o Brasil, ele parecia bem atrasadinho.

Só pra dar um exemplo, quando eu abri minha conta, recebi em casa uma maquininha que parece uma calculadora e você precisa encaixar o seu cartão nela pra gerar códigos de acesso pra diversas transações. Cadê o token por aplicativo com validação pela impressão digital, minha gente?

Demorou um pouco até eu me acostumar e nesse sentido acho que o ING é mais moderninho que o ABN, mas hoje nem me irrito mais.

Ah, e uma curiosidade: compras com Pin Card até €25 na maior parte das vezes não precisam de senha, você encosta o cartão na máquina e pronto. Eu achei isso uma das coisas mais loucas quando cheguei aqui, você vai pagar uma conta e só bota o cartão na máquina e a cobrança da é aprovada, sem senha, sem assinar, sem nada.

PS: As regras mudam na Holanda. Sempre. Então se informe com o banco da sua escolha pra garantir que elas continuam as mesmas.

Related posts

Fases da vida fora do país

Patrícia Alves

Sinterklaas, uma tradição de muita ansiedade

Priscilla Sobral

Como abrir conta bancária na Bélgica

Ana Laura Visentini

2 comentários

Samantha Lima Dezembro 2, 2018 at 8:23 pm

Olá, tudo bem?

Estou querendo abrir uma conta no ABN. Estou na Holanda com visto de partner e ainda não tenho um emprego aqui. Então queria saber sobre esse contrato de trabalho que eles podem solicitar. Você não precisou mostrar pq veio como estudante? Ou pq eles nem pediram?

Obrigada!

Resposta
Giovanna Prata Dezembro 3, 2018 at 1:48 pm

Oie!
No meu caso não pediram e já ouvi sobre outras pessoas que também não pediram, mas no site deles o contrato de trabalho consta como um dos documentos necessários. De qualquer forma, se pedirem, acho que você pode explicar a situação, a Holanda tende a ser flexível.
Espero ter ajudado!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação