BrasileirasPeloMundo.com
EUA Turismo Pelo Mundo

Como alugar carro nos EUA

Como alugar carro nos EUA.

Penso que seja quase incomum encontrar alguém que não tenha um carro nos EUA. Comprar um automóvel por aqui é relativamente fácil e muito mais barato que no Brasil, por isso, acredito que quem não tem um automóvel por estas bandas provavelmente mora em cidades que ofereçam boa infraestrutura de transporte público; ou consegue fazer o que precisa a pé, combinando com o uso do transporte público; ou, ainda, anda a pé, utiliza transporte público e, quando necessário, usa Uber ou algum de seus concorrentes.

Eu e meu marido moramos há 2 anos em uma cidade chamada Stamford, localizada no Estado de Connecticut. Fazemos parte do grupo que anda a pé, usa transporte público e dependendo de onde precisaremos ir chamamos o Uber. Tudo isso se deve ao fato de morarmos no centro da cidade e a facilidade de termos tudo por perto – um verdadeiro alívio para quem vivia em uma cidade congestionada como São Paulo.

Ele vai caminhando para o trabalho e eu caminho até a estação de trem para chegar ao meu. Porém, reconhecemos que morar no centro de uma cidade que oferece excelente infraestrutura de comércio e lazer só facilitou nossa decisão para não comprarmos um automóvel.

No entanto, dependendo das viagens que fazemos, aí, sim, achamos que vale a pena alugar um carro, pois há muitos lugares que realmente ficam mais fáceis de se conhecer quando vamos dirigindo. As estradas americanas normalmente são muito boas e, dependendo do lugar que se pretende conhecer as paisagens são lindas e dignas de fotos maravilhosas.

Como já passamos por essa experiência, compartilharei com vocês algumas dicas de como alugar um carro nos EUA. Vamos a elas!

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar nos EUA

Locadoras

A primeira coisa que precisa ser feita é a escolha de uma das diversas locadoras de veículos presentes no país. Para ajudar em sua pesquisa, citarei algumas das mais procuradas: Alamo, Avis, Budget, Hertz e Thrifty Car Rental, mas neste site é possível comparar preços de algumas locadoras.

Como alugar um carro

Depois de selecionar a locadora, verifique as opções de carros disponíveis de acordo com o modelo, categoria e itens do seu interesse, como por exemplo, cadeirinha, GPS, etc.; e escolha o carro da sua preferência. Feita a seleção, faça sua reserva online. No momento da retirada do veículo tenha em mãos o comprovante da reserva impresso para facilitar o atendimento na locadora.

Uma coisa que acontece com relativa frequência refere-se ao fato de uma pessoa reservar um carro de um determinado modelo e/ou categoria e, no momento de retirar o veículo, não encontrar um carro com as características. Quando isso acontece, por padrão, o cliente sai dirigindo um carro de um modelo ou categoria superior sem precisar pagar nada a mais por isso.

Documentação

As locadoras exigirão os seguintes documentos:

  • Passaporte;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – na versão definitiva e dentro do prazo de validade.

Há locadoras que podem exigir que a CNH tenha pelo menos 1 ano de uso. Fique atento às letras miúdas do contrato!

Também existe a possibilidade de apresentar a Permissão Internacional para Dirigir (PID) e pelo que pesquisei, a Permissão pode ser solicitada em alguns estados americanos. Para saber mais detalhes a respeito da PID, clique aqui.

Idade para dirigir

É preciso prestar atenção ao quesito idade, pois alguns Estados permitem que visitantes dirijam somente a partir dos 21 anos.

Mas, por qual motivo? Pelo fato de considerarem o comportamento de motoristas visitantes na faixa dos 21 aos 24 anos “de risco” e, justamente por isso, os valores para aluguel de carro para pessoas nesta faixa etária acabam sendo mais altos.

Entretanto, há locadoras que alugarão carros para pessoas das idades mencionadas, porém, cobrarão uma taxa extra aos condutores de até 24 anos.

Pagamento

Quando for realizada a reserva do carro será preciso registrar o número de um cartão de crédito internacional emitido em nome do motorista. A locadora bloqueará a quantia referente ao aluguel e demais custos adicionais como acessórios e seguro que serão cobrados somente na devolução do carro.

Não se esqueça de verificar o limite disponível do seu cartão de crédito e desbloquear a função para realização de compras internacionais.

Leia também: Acidente de trânsito nos EUA, como agir?

Seguro

Não deixe de contratar um seguro, pois nunca se sabe o que pode acontecer. Verifique qual seguro está incluso no valor da diária e se achar necessário, contrate opções adicionais. Veja abaixo alguns deles:

CDW – Collision Damage Waiver (Isenção de danos de colisão) / LDW – Loss Damage Waiver (Isenção de danos por perda) – Com estes seguros o cliente fica parcialmente isento em caso de furto, roubo, incêndio, perda total e danos por acidente. Em caso de acidente, o locatário pagará somente o que foi definido na franquia. Aconselho novamente a ler as letras miúdas do contrato e tirar todas as dúvidas antes de assiná-lo.

CPP, PAI, PEC, PAEC ou PTI (seguro de proteção pessoal) – São seguros que oferecem cobertura para furtos de bagagens dentro do veículo, danos pessoais, gastos médicos para o condutor e passageiros em casos de mortes ou lesões provocadas em um acidente.

EP, LIS, LP ou ALI (seguro de proteção contra terceiros) – Estes seguros oferecem cobertura para danos materiais e pessoais causados a terceiros em caso de acidentes com o carro alugado. Neste caso, o locatário pagará somente o que for estabelecido na franquia indicada no contrato.

Roadside Assistance – Seguro adicional que oferece, por exemplo, cobertura para o caso de perda de chaves e troca de pneu.

Dica de ouro: Vale checar, também, se a operadora do seu cartão de crédito internacional disponibiliza algum tipo de seguro. Se a resposta for afirmativa, o cliente deverá usar o próprio cartão de crédito para realizar a locação e demais custos com o carro. Ligue na sua operadora para se informar.

Saindo da locadora

Preste atenção nas condições do carro no momento da vistoria de entrega realizada junto ao funcionário da locadora. Detalhes como arranhões, condições dos pneus ou algum acessório que possa estar faltando no carro precisam ser registrados na avaliação inicial.

Caso você perceba algo que o funcionário não tenha registrado, avise imediatamente para não correr o risco de pagar por algum dano que você não cometeu.

Pedágio

Os carros alugados normalmente são entregues com um sistema de cobrança de pedágio semelhante ao Sem Parar, muito conhecido no Brasil. Ao passar por praças de pedágios, o sistema de pagamento instalado no carro será automaticamente conectado aos pedágios e o valor será cobrado no cartão de crédito no momento da devolução do veículo.

Multas

Se por um acaso você receber alguma multa, o ideal é seguir instruções para pagamento o mais rápido possível. Há situações em que o motorista pode pagá-la após penalização. No entanto, se a multa for registrada e enviada posteriormente, a locadora será informada e o valor será descontado do cartão de crédito utilizado para locação.

Entregando o carro

No momento da entrega do carro será realizada uma vistoria idêntica à da retirada. Se, porventura, algum dano for identificado, o cliente será cobrado na mesma hora por isso.

Outra informação que vale acrescentar: se o carro for entregue com o tanque cheio, com certeza custará menos que o valor do combustível cobrado pela locadora, pense nisso!

Espero ter ajudado com estas dicas.

Até o próximo post!

Related posts

EUA – Mudanças

Lorrane Sengheiser

Uma carioca em Maine, nos EUA

Caroline Rebouças

A Lapônia finlandesa: linda, inesquecível e caríssima!

Maila-Kaarina Rantanen

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação