BrasileirasPeloMundo.com
Itália

Como fui vítima de assessoria na Itália

Se você esta pensando em morar na Itália, você certamente já esta preocupado com a locação do seu primeiro imóvel. Caso não esteja, é hora de entender melhor porque isso pode ser um problema no seu planejamento.

Estou preparando mais dois textos sobre o tema, pois o assunto é longo. Fui vítima em aluguel e serviços de documentação e tenho visto cada dia mais pessoas com o mesmo problema que me pedem ajuda. Vou começar contando o que aconteceu comigo.

MINHA EXPERIÊNCIA

É sempre bom lembrar que essa foi a minha experiência, mas não é a única verdade e existem assessorias e serviços muito bons. Compartilho para tentar ajudar que mais pessoas não passem por algo parecido.

Em uma das minhas passagens pela Itália, conheci uma brasileira que mora aqui há muitos anos e tem uma empresa de assessoria a brasileiros que chegam na Itália. Ela oferece desde a intermediação de imóveis até a cidadania italiana, traduções de documentos e ajuda com todos os processos iniciais quando se chega no país. Fiquei animada, afinal tem tudo a ver com meu trabalho.

Leia também: Dez motivos para morar na Itália

BUSCA DE IMÓVEIS POR APLICATIVOS

O primeiro passo quando estamos buscando imóvel em outro país, é descobrir os aplicativos mais confiáveis da região e mergulhar numa pesquisa para ter ideia de valores, disponibilidade e  exigências.

A vantagem é que atualmente quase todos os imóveis estão nos aplicativos, mas as desvantagens, pelo menos aqui na Itália, é que dificilmente responderão à sua mensagem (falarei sobre isso em outro artigo).

ASSESSORIA – INTERMEDIAÇÃO DE IMÓVEL

Eu já tinha enviado mensagens para todos os apartamentos disponíveis na região que eu queria e ninguém havia respondido, como previsto. Me lembrei dessa assessora e entrei em contato pedindo o serviço de intermediação de aluguel.

Algumas mensagens depois, ela me disse que tinha um apartamento vazio e que só alugava a amigos e que eu poderia ficar lá, porque ela tinha gostado de mim e tinha boas referências. Isso tudo por um preço de amigo também: 700 euros mensais, já com as despesas de água, luz, gás, lixo e condomínio.

Como eu tinha me planejado para gastar até 1.000,00 euros por mês com as despesas, achei uma proposta irresistível.

Ela me mandou um vídeo rápido do apartamento, que quase não deu pra ver nada, e pediu desculpas por estar sem tempo.

A proposta era para um apartamento com 2 banheiros, 2 quartos, sala, cozinha e garagem.

CAPARRA: O QUE É?

A caparra na Itália é exatamente a caução no Brasil, que varia de 1 a 3 meses do valor do aluguel e deve ser devolvida integralmente no final do contrato, caso o imóvel não tenha sofrido nenhum prejuízo.

Combinamos que eu pagaria 6 meses de aluguel adiantados como garantia, com previsão de estada de 2 meses, até encontrar um local com contrato com prazo maior, pois ela usava o apartamento para amigos e familiares.

Esse é um ponto importante: você dificilmente conseguirá alugar um imóvel na Itália sem uma caparra de 6 meses, portanto planeje-se financeiramente.

Leia também: Quais são os principais documentos italianos?

CHEGANDO NA ITÁLIA

Quando cheguei, encontrei um apartamento com um banheiro e meio, algo muito comum por aqui, por isso sempre pergunte detalhadamente sobre o imóvel e/ou peça fotos completas antes de fechar negócio.

Um dos quartos e a garagem estavam cheios de coisas. A assessora alegou que não tinha encontrado lugar para colocar, mas que faria isso nos próximos dias, mas é claro que não fez ao longo dos dois meses que estive no apartamento.

Como era um período de muita chuva, apenas 2 semanas antes de eu deixar o apartamento, e depois de insistir muito, ela me entregou o controle e estacionei no corredor da garagem (ao menos ajudava).

O QUE SIGNIFICA CONTRATO IN NERO?

Nas negociações feitas direto com os proprietários, pode ser que ofereçam fazer o contrato in nero, que significa não registrar o contrato.

A taxa para registro é de 2% sobre o valor do aluguel e deve ser dividido entre as duas partes O registro garante direitos de deveres diante da lei.

Para quem vai fazer o processo de reconhecimento de cidadania italiana, é obrigatório ter o registro do contrato de aluguel e para quem vai morar, é a única forma de garantir seus direitos.

Caso vá ficar pouco tempo, alugue um airbnb e depois com calma encontre um imóvel e faça o contrato registrado. Lembre-se, você pode não dominar a língua e as leis, mas se estiver fazendo tudo certo não tem com o que se preocupar, pode demorar mas vai dar certo.

DESPESAS DE ÁGUA, LUZ E CONDOMÍNIO

É comum alguns proprietários sugerirem um valor fixo dessas despesas por mês e propor que não sejam alteradas as contas de consumo para o seu nome, oferecendo isso como facilidade, principalmente em contratos temporários.

Aceitei essa facilidade porque me pareceu desnecessário mudar a titularidade das contas para ficar poucos meses.

Um dia acordei e não tinha gás no apartamento, lembrando que paguei por despesas de 6 meses antecipadas. Em contato com a proprietária, ela me disse que a culpa foi da empresa de gás, que esqueceu de fazer o débito na conta dela – em qualquer país a responsabilidade de pagar conta em dia é do usuário – mas que ligariam o serviço no mesmo dia.

Dois dias depois, sem gás e sem a mínima condição de tomar banho, eu tive que buscar um aribnb porque ela me disse que não podia fazer nada e que eles religariam dentro de 4 dias.

Infelizmente aqui é comum abusos de proprietários agindo de má fé, pois eles sabem da dificuldade de alugar um imóvel e acabam tendo a chance de fazer suas vítimas. Tive caso de cliente cujo proprietário dizia que a conta era um valor maior do que o combinado e se recusava a mostrar a fatura.

Então, ao alugar um imóvel, passe as contas para o seu nome, sem nenhum acordo diferente disso e só assim terá a certeza que não terá esse tipo de problema.

Leia também: Driblando os obstáculos de morar no exterior

CONCLUSÃO

Encontrei um outro apartamento e a conclusão dessa experiência não poderia ser diferente, ela não me devolveu a caparra e disse que eu poderia usar o apartamento por mais 4 meses se quisesse, mas que não tinha o dinheiro para a devolução. Me disse ainda que eu deveria ser grata, pois ela abriu a casa dela, por um preço muito baixo, para me ajudar.

Meses depois, conversando com um morador italiano da mesma cidade, soube que apartamentos nesse condomínio não são alugados por mais de 500 euros, incluindo as despesas, há anos.

Bom, isso é um tipo de golpe muito comum e que eu cai da forma mais simples possível: baixando a guarda e confiando. Infelizmente isso é comum, eu li muito sobre golpes antes de me mudar e me sentia preparada para evitar todos eles, só não estava preparada para sofrer golpe de conhecidos.

É importante reforçar, essa pessoa é brasileira e talvez por isso eu tenha me sentido “mais em casa”, mas existem italianos também com esse tipo de conduta, então não vale generalizar. Em todos os lugares e de todas as nacionalidades, terão pessoas de má fé e também pessoas boas.

O meu alerta é para não nos sentirmos frágeis ao mudar e aceitar coisas que não aceitaríamos no nosso país, cumpra seus deveres e exija seus direitos.

Um total desconhecido foi que me ajudou no segundo imóvel e deu tudo certo. Não podemos deixar de acreditar em boas pessoas, jamais.

Related posts

10 motivos para morar em Turim, na Itália

Camila Franzoni

Terremoto na Itália e as Consequências do Dia Seguinte

Daphne Pierin

Bônus Bebê na Itália

Thaís Baldini

2 comentários

LIVIA Julho 24, 2020 at 12:37 pm

Boa tarde!
Fui vitima do mesmo golpe, você entrou com ação? conseguiu restituir alguma coisa? muito obrigada por compartilhar

Resposta
Karina Finke Novembro 18, 2020 at 11:53 am

Olá Livia,
A autora não faz mais parte do nosso time de colunistas.
Agradecemos por sua visita.
Equipe BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação